dez
27

DIFICULDADES PARA AS CLASSES C, D e E

AuthorPostado por: Paulo Fernando    Category Em: Olinda     Tags

As previsões dos economistas não são nada boas. Em 2009, as classes C, D e E, principalmente, terão dificuldades para pagar as contas em dia. O economista e professor da Universidade de Brasília, Roberto Piscitelli, afirma que essa expectativa pode se configurar, com maior intensidade, no primeiro trimestre do próximo ano, por conta da crise financeira internacional, que no Brasil tem gerado efeitos como a redução do crédito e a previsão de desaquecimento da atividade econômica, com o aumento da taxa de desemprego.
“Os efeitos da crise não poupam outras classes, mas as dificuldades serão maiores para as classes C, D e E. É natural que isso ocorra porque muita gente vinha rolando dívida ou substituindo por outras”, explicou. Agora, segundo Piscitelli, com a perda de confiança das instituições financeiras, renovar crédito ou fazer novos financiamentos ficará ainda mais difícil, uma vez que as exigências serão maiores. Ele acrescenta que nas classes mais baixas “as pessoas podem não ter tantas garantias para oferecer”.
Piscitelli lembra que o crédito está mais caro, o que também é um fator de dificuldade a mais para a população com menor renda. Segundo dados do Banco Central, a taxa de juros para as pessoas físicas subiu de 54,9% para 58,7% ao ano – a mais alta desde março de 2006, que estava em 59%.

Fonte: Agência Brasil

Envie um comentário

Redes Sociais:

Manu

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: