Navegando todos os artigos dos abril, 2010
abr
18

ACABA O CALOR, CHEGA O MEDO

AuthorPostado por: Paulo Fernando    CategoryEm: Olinda     Tags

Apesar de ajudarem a baixar o calor insuportável dos últimos dias, as chuvas caídas no dia de ontem (17) não deixaram as pessoas satisfeitas. Pelo menos em Olinda. Em algumas áreas, chuva é sinônimo de preocupação e problemas.
O medo da população é pertinente. Muita chuva pode representar a analepse de uma passagem bíblica, registrada no Livro da Gênesis. A história do Dilúvio conta que uma chuva que durou 40 dias provocou enchentes de enormes proporções numa área entre os rios Tigre e Eufrates (onde hoje situa-se o Oriente Médio).
Mas para se repetir em Olinda a narrativa da Gênesis, respeitadas as devidas proporções, é preciso muito pouco. Apesar da pouca intensidade (embora constante) as chuva do sábado provocaram inúmeros alagamentos em diversos bairros: Bultrins, Jardim Brasil, Aguazinha, Peixinhos, Rio Doce, Sítio Novo e Jardim Fragoso.
Na possibiliade de ocorrência de chuva intensa por algumas horas sobre a cidade, a construção de uma Arca, semelhante a de Noé, não deve ser descartada.
abr
11

O CAMINHO DO CÉU

AuthorPostado por: Paulo Fernando    CategoryEm: Sem categoria     Tags

Nos últimos dias conheci, em Olinda, duas localidades que parecem querer levar os moradores ou os que por ali passam direto ao céu. Nas duas áreas existe, por parte das igrejas evangélicas, uma acirrada concorrência para atrair fiéis. Ou melhor: em busca do que eles podem dar para a Igreja, que é o dízimo.
Ao longo da Estrada de Águas Compridas podem ser contados mais de 15 templos religiosos, de diversas denominações. Na Cidade Tabajara, os dois quilômetros da via que dá acesso a Chã de Mangabeira reúne dez igrejas evangélicas. Somente da Assembléia de Deus existem quatro templos. Depois vem a Igreja Missionária, a Nova Igreja Missionária Pentecostal, a Igreja Vida e Esperança e a Nova Assembléia de Deus. Também há outros dois templos sem a identificação da denominação.
abr
11

INVESTIMENTO E LUCRO CERTO

AuthorPostado por: Paulo Fernando    CategoryEm: Olinda     Tags

Fundar igrejas e criar seitas é uma das atividades mais lucrativas da atualidade. Os templos cheios de fiéis fazem a alegria dos ‘empresários da fé’, bispos e pastores que defendem a “Teologia da Prosperidade” pregando ilusoriamente que as bênçãos financeiras são dadas por Deus a aqueles que são mais generosos nas ofertas. Quem não abre o coração e não tira da carteira valores atrativos para a Igreja, dificilmente alcançará o milagre.
Certos da fé e da ‘necessidade de milagres’ dos fiéis, muitas seitas e denominações religiosas aproveitam essa demanda do mercado para instalar filiais em todas as esquinas e assim aumentar os lucros nos seus “balcões de negócios”.
Nesses locais vende-se de tudo: curas, saúde, prosperidade, bem estar, sucesso profissional, paz, vida em abundância e empregos. De quebra, ainda prometem afastar demônios e dispõem até de água milagrosa.
Essa visão mercadológica encaixa-se bem na teoria do sociólogo norte-americano Rodney Staric. Segundo ele, “qualquer sociedade será mais bem servida se tiver muitas religiões diferentes da mesma forma que bebemos mais refrigerantes porque existem 20 marcas diferentes para escolher.”
abr
11

O “MERCADO DE DEUS”

AuthorPostado por: Paulo Fernando    CategoryEm: Olinda     Tags

Não é a toa que os cinemas da periferia fecharam e deram lugar a igrejas. Bares fecham e são transformados em igreja; supermercados e concessionárias de veículos fecham e dão lugar a verdadeiros templos de milagres. Isso é o que se vê hoje, em toda parte.
Os fiéis, acreditando na idoneidade dos vendedores de falsas promessas, investem suas economias no ‘Mercado de Deus’. Afinal de contas, quanto maior a contribuição, maior a benção que vem do céu.
Bom seria se, antes da adesão a essas igrejas, lessem a Bíblia.uma sugestão é a leitura de Mateus (O Sermão Profético), sobre a vinda do Senhor e o fim do mundo:
“(…) acautelai-vos, que ninguém vos engane. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: eu sou o Cristo; e a muitos enganarão. E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai, não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas ainda não é o fim” (Mateus 24:4-6). 
“Igualmente hão de surgir muitos falsos profetas, e enganarão a muitos; e, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará” (Mateus 24/11-12).

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: