mar
20

OLINDA, AGORA, ESTÁ ENTRE AS “CIDADES INTELIGENTES”

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags

Olinda passa a integrar um projeto para o desenvolvimento de cidades inteligentes, que foi anunciada no início desta semana, na CeBIT 2015 – a maior feira mundial de tecnologia da informação e comunicação, realizada em Hannover, Alemanha. O objetivo da iniciativa Open & Agile Smart Cities é acelerar a adaptação de normas que busquem o desenvolvimento de aplicações e soluções para as cidades, a fim de torná-las smart cities (cidades inteligentes) e transformar os municípios contemplados em motores de crescimento e bem-estar, através da inovação.

“A ideia é criar uma rede de cidades inteligentes, que são aquelas que conseguem desenvolver, através da tecnologia, projetos sustentáveis que proporcionem o desenvolvimento e o bem-estar da população, melhorando os serviços oferecidos por estes municípios”, explica Cláudio Nascimento, diretor de tecnologia da Secretaria de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Tecnologia de Olinda.

Para isso, será usada como base o FIWARE, uma plataforma de código aberto para o desenvolvimento de soluções e aplicações de informática na nuvem (tecnologia que garante acesso remoto a programas, arquivos e serviços por meio da internet) e permite às cidades a disponibilização de dados governamentais abertos.

Cidades de Portugal, Finlândia, Bélgica, Itália e Espanha também fazem parte da lista de 31 localidades escolhidas. No Brasil, além de Olinda (PE), estão inclusas ainda as cidades de Anápolis (GO), Porto Alegre (RS), Vitória (ES), Colinas de Tocantins (TO) e Taguatinga (DF). O projeto tem o apoio do Banco Mundial e é uma iniciativa da União Europeia e do Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia da Frente Nacional de Prefeitos.

Cidades Inteligentes – Também conhecidas como Smart Cities, as cidades inteligentes utilizam a tecnologia e recursos digitais para melhorar o desempenho, reduzir custos e consumo de recursos e se envolverem de forma mais eficaz e ativa com seus cidadãos a fim de melhorar qualidade de vida da população. Uma cidade inteligente deve ser capaz de responder mais rapidamente aos problemas e desafios globais e ter uma relação com os habitantes, onde todos possam ser agentes transformadores, causando uma verdadeira revolução social através da informação.

Em setembro do ano passado, Olinda participou da criação da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, junto com mais oito municípios brasileiros. O objetivo é a criação de uma rede de cidades que possam trocar experiências em inovação e fortalecer a captação de recursos que viabilizem a implantação de projetos de tecnologia em cada cidade. Dessa forma, os municípios pretendem estabelecer diretrizes para desenvolver seus projetos sustentáveis, com tecnologias que ajudem a melhorar a mobilidade urbana, o atendimento na saúde, a qualidade do ensino, o desenvolvimento urbano, transformando-as em locais agradáveis para se viver, trabalhar, divertir e criar.

Fonte/Foto: PMO

Envie um comentário

Redes Sociais:

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: