abr
20

PREFEITURA DE OLINDA: UMA GESTÃO FOCADA NO CINISMO

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda, Sem categorias     Tags

Manoel Fernandes Larré

É muito difícil para qualquer jornalista ou analista da gestão administrativa do PCdoB, em Olinda, nesses 14 anos à frente do poder municipal, falar bem do que acontece na Cidade Patrimônio da Humanidade… Um exercício estrambólico. O prefeito Renildo Calheiros, no pedestal da sua arrogância, bate no peito e diz que nunca antes na cidade maurícia, ninguém, em tempo algum, fez mais do que ele. O cinismo é, com toda certeza, a marca registrada da sua gestão, segundo moradores entrevistados por este repórter.

upa3

Nada do que ele (Renildo) promete (prazo, principalmente) é cumprido. A requalificação da Vila Olímpica de Olinda, no bairro de Rio Doce, decantada no site da prefeitura ao custo de R$ 848.719,15, com prazo de entrega em 30 de junho de 2014, passou sete meses paralisada por falta de pagamento, segundo a empreiteira Real Energy Ltda. Agora, sofre nova parada pelo mesmo motivo.

E o que acontece: muros pichados, muito mato e esgoto a céu aberto tomando as dependências da Vila. O ginásio está fechado e a área de lazer, sem condições de atividades físicas por conta dos meliantes e viciados que assaltam a luz do dia. No feriadão da Páscoa não se viu um único guarda municipal no local, para garantir o patrimônio da Vila e muito menos da Secretaria de Esporte inaugurada recentemente no local. Estivemos in loco para nos certificarmos do fato. Uma vergonha. Daqui a dois meses completa um ano após o prazo inicial de entrega e nada.

A UPA de Rio Doce ultrapassou o patamar do cinismo. Agora, no próximo mês de maio, completa três anos, desde a assinatura do decreto estadual 38.151/2012, com Ordem de Serviço assinada pelo ex-governador Eduardo Campos. A obra vai custar R$ 1.818.587,48 e a verba federal está hibernando esse tempo todo – ninguém sabe em que gaveta ou instituição financeira.

upa2

O prefeito, com receio da atuação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) após as publicações no Blog Olinda Hoje e no Jornal Sem Censura, correu para assinar, no terreno comprado por duas vezes, pela Prefeitura de Olinda (Decreto 344/2011) e pelo Governo do Estado (Decreto 38.151/2012), uma pseudo nova Ordem de Serviço para o início da construção da UPA. Isso ocorreu em 22 de janeiro de 2015 e com término prometido para dezembro do corrente ano, mas se esqueceu de retirar a placa no local onde se lia: “obra iniciada em 27 de novembro de 2014” (Veja fotos acima).

E de passagem, não esquecer a inauguração do estádio de futebol, que ganhou a alcunha de “O Grito”, não se sabe se o nome foi atrelado à vergonha dos olindenses com esse governo pífio. Já são 14 anos e esse elefante branco já ultrapassou a casa dos R$ 10 milhões. Como Olinda não tem tradição no esporte da bola, com certeza o estádio servirá, em futuro próximo, para depósito de entulhos da Prefeitura Municipal (PMO).

Ainda: Restaurante Popular em Peixinhos, academias da Saúde em diversos bairros, a exemplo de Santa Tereza; a Orla Marítima, asfaltos de ruas em Jardim Atlântico, desobstrução de canais, Avenida Presidente Kennedy etc., etc. Alô MPPE, TCE, Ministério da Saúde, Procuradoria Geral da República (PGR). Vamos acordar junto com o povo. Ninguém merece essa abominável administração comunista. (MFCL)

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: