ago
12

OLINDA NÃO FAZ GESTÃO DE EQUIPAMENTOS CULTURAIS, MAS QUER ENSINAR A GERIR

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Artigos, Olinda     Tags

Sebastião da Paz – Jornalista

No mínimo contraditório o posicionamento da Prefeitura de Olinda, que coleciona mais de duas dezenas de prédios e obras abandonadas e inacabadas, promover um seminário para discutir a gestão de equipamentos públicos culturais. Como fazer isso? Ensinar e discutir o que não pratica? 

bicaRapidamente, lembramos de alguns imóveis e equipamentos culturais abandonados pela gestão municipal. Em alguns casos, já jogou algumas dezenas de milhões fora; em outros, não investiu nenhum centavo em restauração ou serviços de manutenção.

Bicas – As bicas de São Pedro, no Varadouro; a dos Quatro Cantos, nos Quatro Cantos; e a do Rosário, no Bonsucesso, são exemplos. Estão sujas, pichadas, cheias de lixo, abandonadas. Nem sinalização tem. E a prefeitura não faz nenhum tipo de manutenção.

hlCasarão – Em março de 2013, a prefeitura anunciou o projeto de restauração do Casarão Hermann Lundgren, localizado na Avenida liberdade, no Carmo. Informava que o espaço seria transformado em Centro de Memória de Olinda.

Hoje, dois anos e cinco meses depois, a área do imóvel está tomada pelo mato e o casarão completamente abandonado. A administração comunista do PCdoB tenta justificar informando que espera recursos do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC Cidades Históricas para licitar a obra.

cine olindaCine Olinda – Um dos principais exemplos de que as obras em Olinda não acabam nunca, é a de restauração do Cine Olinda, no Carmo. São quase dez anos de enrolação. A obra começa, para, é abandonada por algum tempo, depois retoma e para de novo… Sempre assim!

Os olindenses, que vêm tendo a paciência testada nesses 120 meses, ainda têm esperança de que a obra seja entregue antes de os comunistas serem mandados embora da cidade, a partir da eleição municipal de 2016. A informação que se tem é que a infraestrutura física está concluída e só faltam concluir o sistema de climatização e fazer alguns ajustes no palco. Se isso é mesmo verdade, ninguém sabe.

ccChalés do Carmo – Também estão sujos, pichados e abandonados quatro casarios localizados na Avenida Sigismundo Gonçalves, no Carmo. Em determinada época, nos idos de 2011, a prefeitura informou que iria restaurá-los, mas parece que esqueceu a promessa. Conhecidos como “Chalés do Carmo”, os imóveis estão a cada dia mais deteriorados, com infiltrações e goteiras.

Agora, me digam: o que a Prefeitura de Olinda tem para ensinar, sugerir ou propor sobre gestão de equipamentos públicos culturais? Ela não faz, não sabe fazer e, certamente, não tem o que ensinar, porque esses seus exemplos de gestão ninguém quer adotar.

Mas quem quiser ouvir o que a prefeitura tem a dizer… O seminário acontece hoje (12) e amanhã (13), no Palácio dos Governadores (sede da prefeitura). Começa às 16h30. São parceiros do evento a Fundarpe e o Iphan. Leia a matéria sobre o seminário aqui no Blog Olinda Hoje.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: