ago
26

CPRH TEM 15 DIAS PARA EXPLICAR PORQUE NÃO FAZ ANÁLISE DAS ÁGUAS DA PRAIA DE DEL CHIFRE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , ,

LIX

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) foi notificada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Após denúncia da Folha de Pernambuco sobre o lixo que impera na praia Del Chifre, em Olinda, o órgão ambiental terá até 15 dias para esclarecer o motivo de não incluir o local nas análises de balneabilidade por “não ser ponto de concentração urbana”. Desde 1974, o monitoramento é feito semanalmente pela CPRH a fim de alertar a população sobre quais praias do Estado são impróprias para banho, mas nessa lista Del Chifre não está inclusa, o que é inadmissível aos olhos das autoridades. A situação por lá se agrava, inclusive, devido às condições de impureza dos rios Capibaribe e Beberibe, que passam pelo Porto do Recife e deságuam nas águas da praia olindense.

A Folha enviou os registros feitos pelo fotógrafo Arthur Mota à promotora de Justiça de Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo de Olinda, Belize Câmara, que preferiu não se pronunciar até a CPRH explicar o porquê de desconsiderar Del Chifre como ponto de monitoramento. “Primeiramente, preciso ouvir o órgão ambiental para saber se eles se baseiam em alguma legislação ou portaria para afirmar que a praia não se encaixa na lista”, esclareceu. Na semana passada, a Prefeitura de Olinda realizou um mutirão de limpeza, após recomendação do MPPE.

Para se ter ideia da poluição do lugar, foram recolhidas noventa toneladas de lixo em apenas seis horas de trabalho. A ação envolveu o trabalho de 30 garis, duas caçambas e uma pá carregadeira. A gestão municipal tem até 30 dias para elaborar um Plano de Fiscalização e Limpeza para o lugar.

A CPRH informou que “dentro do prazo estipulado pelo MPPE, o órgão se posicionará sobre o assunto, considerando as bases do estudo técnico que direciona a Agência de Meio Ambienten na escolha das praias de Pernambuco que devem ser monitoradas”.

O Programa de Monitoramento da Qualidade das Praias de Pernambuco conta, atualmente, com 50 pontos de amostragem, distribuídos em 11 municípios litorâneos, em: Goiana, Itamaracá, Paulista, Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Sirinhaém, Tamandaré e São José da Coroa Grande.

Fonte/Fonte: FolhaPE

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: