set
5

CONSTRUÇÕES IRREGULARES VIRARAM COMÉRCIO EM RIO DOCE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , ,

rd[

Manoel Larré – Jornalista

No bairro de Rio Doce (Olinda), em frente à Vila Olímpica (foto), foram invadidos terrenos e construídas, em alvenaria, várias lojas. Todas irregulares. Hoje, muitas delas estão sendo alugadas para comércio. No muro da Escola Polivalente Antônio Maria também há uma verdadeira vila de casas. Em frente ao estádio de futebol (inacabado) Grito da República, foi erguido um pequeno shopping de armarinhos.

A Secretaria de Controle Urbano de Olinda faz vista grossa a tudo isso e o bairro está se transformando numa grande invasão. Por falta de uma ação efetiva, o Controle Urbano joga a responsabilidade pelo “abacaxi” para a Secretaria de Obras.

Os olindenses acreditam que nada vai mudar com a proximidade das eleições no ano que vem. A situação só muda mesmo se acontecer uma catástrofe, um deslizamento causando mortes, o que ninguém espera que venha a acontecer.

A maior parte dessas invasões e construções irregulares, de até dois andares, é apoiada e controlada por lideranças políticas e, como aliados do prefeito Renildo Calheiros (PCdoB), impedem qualquer tipo de vistoria ou fiscalização. Manter essas invasões e incentivá-las, serve como moeda de troca, ou seja, votos nas eleições de 2016.

Não existe um único bairro de Olinda que o leitor não veja essas invasões, construções irregulares, sem alvarás, sem documentação etc. Mas os “proprietários”, sabidamente e sem pagar um padre nosso para o santo protetor e sem recolher qualquer imposto à Prefeitura, aproveitam as construções como pequenos comércios, tirando vantagem e auferindo lucros.

Com a palavra, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e demais autoridades competentes.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: