set
9

EM OLINDA, ESPAÇOS CULTURAIS ESTÃO FECHADOS HÁ DÉCADAS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , , ,

dcNão é só o Recife que sofre com a falta de espaços destinados à preservação da memória e divulgação da produção cultural. Municípios vizinhos padecem do mesmo mal, com reformas intermináveis em seus equipamentos. Em Olinda, por exemplo, cinemas de ruas como o Cine Duarte Coelho (Foto) e o Cine Olinda estão fechados há décadas e seguem aguardando trâmites burocráticos para que possam ser entregues novamente ao povo.

O Mercado Eufrásio Barbosa, no Varadouro, por exemplo, está fechado desde 2006. O local, que começou a ser reformado em julho, será transformado no Centro de Arte Popular de Pernambuco, que contará com salas de exposição, teatro, biblioteca, lojas e restaurantes. A obra está orçada em cerca de R$ 12 milhões, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Governo do Estado, através do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). O prazo de conclusão é de 12 meses.

hlJá no Casarão Hermann Lundgren (Foto), no Carmo, vai abrigar o Centro de Memória de Olinda, um museu interativo que contará a história da cidade desde a sua fundação. Os recursos são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas, que beneficiará outros 13 patrimônios da cidade. 

“Cumprimos todas as etapas exigidas pelo programa. Estamos aguardando apenas as análises das notas técnicas já atendidas pelo projeto. Depois disso, poderemos dar início ao processo de licitação”, infor­ma Claudia Rodrigues, secretária executiva de Patrimônio.

Na mesma situação apontada pela secretária está o Cine Duar­te Coelho, onde será implatada uma escola de cinema de animação e uma sala de exibição. Na última etapa da reforma do Cine Olinda, um novo problema surgiu para atrasar ainda mais a conclusão da reforma, que está sendo coordenada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

O contrato firmado com a empresa responsável pelo restauro foi encerrado no último dia 24 de agosto, sem que o cronograma estipulado fosse cumprido. “Estamos analisando as penalidades contratuais cabíveis neste caso. Infelizmente, teremos que conseguir novos recursos, o que deve atrasar a entrega”, explica o superintendente regional do Iphan-PE, Frederico Almeida.

Artistas olindenses já planejam novas manifestações, com projeções de vídeos e shows, assim como ocorreu em maio. A atriz Rita Carelli, uma das idealizadoras do movimento Ocupe Cine Olinda, lamenta. “Não me sinto muito otimista. O diálogo com a prefeitura é muito unilateral e moroso. Os prazos nunca são cumpridos”, reclama. 

Fonte: Folhape

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: