set
17

HOMEM MORREU POR FALTA DE ATENDIMENTO EM OLINDA?

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , , ,

ssPróximo de completar um ano da morte do senhor João Ricardo, a família denunciou ao Jornal Sem Censura (Olinda), que foi negado socorro ao mesmo, na Emergência do Serviço de Pronto Atendimento de Peixinhos. Segundo familiares, os condutores das ambulâncias, de placas KHF-4081 e KHF-4151, se recusaram de socorrer o paciente.

“Dona Antônia”, esposa do senhor João Ricardo, disse à reportagem do Sem Censura, que no dia 04 de setembro de 2014, chegou à Emergência do SPA de Peixinhos com o paciente queixando-se uma forte dor no peito. Como habitualmente acontece, naquele dia não tinha médico de plantão e “dona” Antônia pediu à responsável pelo atendimento que providenciasse uma ambulância para levar o doente até um hospital.

ss2Segundo “dona” Antônia, a sua solicitação foi negada, obrigando-a a apanhar um táxi e conduzir o seu marido até à Urgência da policlínica da Campina do Barreto, no Recife. Em seguida o paciente foi levado para o Hospital Agamenon Magalhães, onde, no dia 22 de setembro, veio a falecer. “Até hoje nós sofremos com a perda do nosso ente querido”, relembra.

Quase um ano depois da morte do senhor João Ricardo, a viúva denuncia a falta de medicamentos e equipamentos para os primeiros socorros no SPA de Peixinhos. O ocorrido “deveria ser apurado pela Secretaria de Saúde de Olinda, pelo SUS e pelo Ministério Público de Pernambuco”, conclui “dona” Antônia.

  • Fonte: Jota Neto / Jornal Sem Censura
  • Fotos: Divulgação da família

Envie um comentário

Redes Sociais:

Manu

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: