out
23

DEPUTADOS: BONS DE FESTAS E HOMENAGENS, RUINS DE TRABALHO

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Política     Tags ,

O mês de novembro está chegando e com ele o ano de 2015 entra na sua reta final. Tempo de fazer um balanço dos erros e acertos e de planejar o futuro, o ano de 2016, que já se apresenta como de arrocho econômico. Mas na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) o mês de novembro se distinguirá por outra pauta, bem distante do real papel de uma Casa Legislativa de um Estado com crises econômica e social. Dos 20 dias úteis do mês, a Casa de Joaquim Nabuco será palco de 10 sessões solenes para celebrar algum colegiado ou alguém.

Os eventos começam logo no primeiro dia útil. Os dias 03, 04, 09, 16, 17, 23 e 24 serão dedicados a homenagens a órgãos e colegiados. Já no dia 11, haverá a comemoração a um tratado assinado pelo Brasil. Outras duas datas, 10 e 18, estão reservadas à entrega de títulos de cidadão. Tudo isso tem um custo, que não deveria ser desprezado em tempos de crise econômica, mas é.

A decoração e a recepção após o ato são bancadas pelo homenageado, pode argumentar o comando da Casa de Joaquim Nabuco. Sim, é. Mas há todo um custo indireto como as centenas de convites disponibilizados pela Casa, custos de energia, pessoal…etc.

No passado, os parlamentares chegaram a limitar a concessão de título de cidadão a duas homenagens por parlamentar em cada legislatura. No entanto, as sessões solenes, como se pode ver no mês de novembro, continuam a pleno vapor.

Enquanto isso, a sessão da última quarta-feira (21), no momento em que foi discutido o problema do sistema prisional do Estado, o plenário da Casa contava apenas com 16, dos 49 deputados estaduais.

Fonte: Márcio Didier – Blog da Folha

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: