out
28

LÁ E CÁ: QUEM VAI APOIAR QUEM? OU É CADA UM POR SI?

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Eleições 2016     Tags

Sebastião da Paz – Jornalista

Dias atrás, a Imprensa divulgava que o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), estava tranquilo quanto ao apoio que deveria receber dos tucanos recifenses à sua reeleição em 2016. Parecia tranquilo, porque o acordo foi feito “por cima”, pelas cúpulas de tucanos e socialistas e envolveu o senador mineiro Aécio Neves e o governador paulista Geraldo Alckmin. Mas, agora, com a filiação da ex-peemedebista Izabel Urquisa ao PSDB, com indicativo para disputar a Prefeitura de Olinda, o caldo engrossa, o angu embola e fica cheio de caroço.

bgO cenário, antes tranquilo, agora é de dúvidas e questionamentos: no Recife, o PSDB tira Daniel Coelho da jogada para apoiar a reeleição de Geraldo Júlio, e em Olinda os tucanos vão bater de frente com a candidatura socialista de Antônio Campos? Quem “observa” política, tem quase certeza que a configuração do jogo de 2016 não será essa.

Será difícil o PSDB apoiar o PSB no Recife e não pedir que os socialistas sejam recíprocos em Olinda. Mas será que o prefeito Geraldo Júlio e o governador Paulo Câmara têm poder de fogo para implodir a candidatura de Antônio Campos em Olinda? Todo mundo sabe, que para o prefeito do Recife, o melhor para ele é que o irmão de Eduardo Campos ficasse de fora da disputa em Olinda. Assim o PSB não mexia com o PCdoB e os comunistas apoiariam a reeleição do socialista no Recife. 

E agora, com Izabel Urquisa no PSDB, se preparando para disputar a Prefeitura de Olinda, qual será a lógica a ser seguida pela direção do PSB? Vai abrir mão do apoio do PSDB no Recife para apoiar Antônio Campos em Olinda? Vai bancar a campanha de Antônio Campos em Olinda e perder o apoio do PCdoB no Recife? Se as opções forem essas, há um sério risco de o PSB não eleger nenhum dois dois, nem Geraldo Júlio, nem Antônio Campos.

Ainda vem muito jogo por aí, muita negociação. Mas, quem não é do ramo, como eu, fica apenas fazendo comentários a partir dos parcos conhecimentos adquiridos nas bancas da Academia, nas pós graduações de Ciência Política e Sociologia. A gente usa a lógica, mas sabe que em política não existe lógica. É tudo muito diferente!

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: