nov
16

ESTÁDIO DE FUTEBOL TRARÁ O CAOS PARA MORADORES EM RIO DOCE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags ,

Manoel Fernandes Larré – Jornalista

O prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB), botafoguense de quatro costados, segundo um seu assessor, está entusiasmado, eufórico, atoleimado, com a entrega do estádio de futebol, o Grito, em Rio Doce, no dia 20 de dezembro. Estava programando inaugurar o campo com uma festa futebolística, estupenda. Queria uma partida amistosa do time do seu coração, mas não vai ser possível por conta das férias dos jogadores.

Depois pensou em realizar a abertura do estádio com um torneio de futebol entre atletas das Armadas do Brasil, com o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, dando o pontapé inicial da competição (uma disposição maquiavélica, por conta dos “Anos de Chumbo”, como os comunistas gostam de cognominar o período da ditadura militar). Outra opção era prestigiar o novo ministro dos Esportes com a realização de um mega evento de evangelização, com a presença do dono da Igreja Universal, bispo Edir Macedo. Esperava-se ai caravanas de diversas partes do Brasil, trazendo milhares de pastores, obreiros, arrecadadores de dinheiro e, de quebra, uma mensagem lembrando a história de Abraão que esperou 25 anos (o estádio só esperou oito anos) para ver a promessa de ser pai de uma grande nação cumprida com o nascimento de Isaque.

A última opção (desaconselhada) seria uma festa natalina para as crianças do bairro de Rio Doce, com shows diversificados, apresentação de artistas, pastoril, (bailado que integra o ciclo das festas de Natal do Nordeste), agremiações carnavalescas e distribuição de presentes feita pelo Papai Noel. O “bom velhinho” chegaria de helicóptero, vestido de azul (pois o vermelho dos comunistas e petistas não cabe no momento atual da política brasileira, pois os políticos vêm sendo hostilizados em todo o Brasil por conta de inflação, aumento do preço dos alimentos, desemprego, aumento de impostos etc.) e desceria no centro do campo.

Para parcela significativa dos moradores, o funcionamento de um estádio de futebol numa área residencial, densamente povoada, será com certeza um verdadeiro inferno, um caos. Mas a maioria ainda não tomou consciência dessa tremenda insensatez que será conviver com a violência, o tráfico de drogas, o medo e a prostituição nos arredores. Sem um posto policial, sem área para atendimento médico, sem projeto de evacuação em caso de tumultos, desordens, tiros, brigas entre torcidas e arrastões a situação não será das melhores.

Nada foi planejado e, a partir de dezembro, a segurança dos moradores estará ameaçada. Será um martírio, uma loucura, uma perturbação, sem falar na desvalorização dos imóveis. Muitos moradores já colocaram as suas casas à venda e para aluguel, mas não aparece interessados. Quem vai querer morar ao lado do estádio, para ouvir palavrões, gritaria, soltura de rojões, brigas e agressões? Quem sobreviver a essa desordem verá. E haja trabalho para as polícias Civil e Militar. 

1 Comentário to “ESTÁDIO DE FUTEBOL TRARÁ O CAOS PARA MORADORES EM RIO DOCE”

  • Fernando 16 de novembro de 2015 às 12:55

    Parabéns pelo estádio Renildo! A população de rio doce agradece! Bagunça era antes! Pois quem não sabe o estádio está sendo construído onde eram os campos de várzea de rio doce, onde aí sem havia desordem e bagunça protagonizado pelos peladeiros! Muito obrigado!

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: