fev
20

“MATRIARCA” QUER ORDEM NO PSB

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Política     Tags

rntAté há poucos dias num silêncio de luto em respeito à memória do ex-marido Eduardo Campos, a economista Renata Campos decidiu agir ao descobrir a autofagia no PSB de Pernambuco, antes que o partido rache país afora. Ela não tem cargo na Executiva socialista, mas tem voz e é respeitada pelos pupilos de Campos.

Foi de Renata a decisão de inserir na política o primogênito, João Henrique Campos, que estreia como chefe de Gabinete do governador Paulo Câmara. João será os olhos de Renata no partido e no Governo, na tentativa de manter o legado que o marido construiu.

Crise existencial – O PSB já se divide em três grupos: um quer acolher Geraldo Alckmin (PSDB) e lançá-lo a presidente da República; outro quer retomar aliança com o PT; e uma terceira ala, que ficar independente.

Passos lentos – A cúpula do PSB de Pernambuco, que também controla a Executiva Nacional, acredita que a matriarca da família vai tomar o controle do partido em breve.

Fonte: Coluna Esplanada

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: