abr
21

PESQUISA DO PROCON-PE IDENTIFICA MUDANÇA NOS HÁBITOS DO CONSUMIDOR PERNAMBUCANO

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Serviços     Tags ,

proconO Procon-PE apresentou ontem (20), pesquisa ampliada da cesta de alimentos. Com cerca de 200 itens – diferente da pesquisa básica, divulgada pelo órgão de defesa do consumidor todo início de mês – essa engloba, além dos preços, todas as classes sociais e mostra também a postura do consumidor pernambucano diante das compras.

De acordo com o gerente de Fiscalização, Flávio Sotero (foto), foi possível diagnosticar que os consumidores estão apresentando uma nova postura. “Notamos que o pernambucano, principalmente a classe média, está, cada vez mais, migrando para os estabelecimentos conhecidos como atacarejo, antes procurados apenas por comerciantes”, afirmou. 

Ele também explica que devido a essa migração, as redes de supermercado estão apresentando produtos com volumes maiores. “É de extrema importância que o estabelecimento cumpra com a lei federal 10.962, que determina que as etiquetas devam conter o preço unitário, mas também de medida, ou seja, por quilo, litro ou comprimento”.

Para que os estabelecimentos cumpram com essa lei, de outubro de 2015, o Procon-PE irá chamar as grandes redes para que se adequem e ofereçam ao consumidor o método correto de comparações de valores. Entre os produtos que apresentaram grandes diferenças, está o sabonete – com uma variação de 688,14%.

Pernambuco – Outro diagnóstico foi a alta variação de marcas e fabricantes. Em 50% dos casos, os produtos pesquisados são de marcas fabricadas em Pernambuco. “Se o produto estiver com um bom preço e o consumidor não possua preferência por marca, o ideal seria consumir o que é fabricado no Estado. Uma forma de estimular a economia local”, explicou Sotero.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: