abr
23

PARA COMEMORAR O ‘DIA MUNDIAL DO LIVRO’ EM OLINDA, PROJETO ESTIMULA A LEITURA POR MEIO DA DOAÇÃO DE LIVROS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Cultura, Eventos, Olinda     Tags

Você já ouviu falar de uma biblioteca mundial? Um local fácil de encontrar, compartilhar e conhecer novos livros a cada dia? Pois é, estamos falando do BookCrossing, rede social criada para os livros e seus amantes. Além de estimular o compartilhamento gratuito de leitura, o site conecta pessoas que têm a mesma paixão pelo mundo das letras. Atualmente, já são um milhão e meio de usuários espalhados por 132 países.

DIA INTERNACIONAL DO LIVRONesta semana, Pernambuco ainda não contava com nenhum ponto oficial do BookCrossing. Foi quando os empresários Rosa e Marco Rezende, proprietários de uma escola de idiomas em Olinda, tomaram a decisão de abrir as portas do seu empreendimento para o mundo da literatura, como forma de investir, sim, mas na cultura. “O nosso objetivo aqui, diariamente, é formar cidadãos do mundo. E a proposta do BookCrossing tem tudo a ver com isso. Ficamos sabendo da existência do site por meio do pai de uma aluna e desde o início a ideia nos encantou. Independentemente do idioma, entendemos que a literatura é a primeira e grande porta para que as pessoas possam ganhar o mundo”, comenta Rosa Rezende.

DIA MUNDIAL DO LIVRO – Como Olinda é uma cidade de grande fluxo turístico e tem, por tradição, uma população aberta às novas culturas, Rosa e Marco Rezende decidiram disponibilizar inicialmente no primeiro ponto oficial de BookCrossing do estado 50 títulos literários, dos mais diversos gêneros e autores, dentre eles: Julio Verne, Mário Vargas Llosa, John Grisham, Manoel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Walcir Carrasco, Shakespeare, dentre outros. Todos os títulos já foram lidos. São doações de alunos, professores e amigos do Yázigi.

Parte desse acervo sairá da escola neste sábado, 23/4, quando se comemora o Dia Mundial do Livro. Aproveitando a data, pelo menos 15 títulos serão libertados ou, como alguns preferem dizer: esquecidos, em locais públicos da cidade, após serem devidamente registrados no site. Esse registro possibilitará que suas trajetórias sejam acompanhadas ao longo do tempo. “Quando é cadastrado no BookCrossing, o livro recebe um código que deve ser colocado pelo leitor com um adesivo ou carimbo, para que outros leitores futuros que o encontrem possam entrar no site e contar um pouco dessa rota. Um livro que foi libertado hoje aqui em Pernambuco, pode estar amanhã na África ou na Austrália. É uma proposta muito bonita. Estimula não apenas o hábito de ler, mas de compartilhar, de saber que livros podem e devem seguir adiante”, diz a empresária Rosa Rezende. Ela lembra que os títulos que ficarem no Yázigi seguirão à disposição de qualquer pessoa que tenha o interesse de passar na escola para levar um exemplar e, depois de ler, liberá-lo.

Para a escola, o início oficial do projeto, neste sábado, será um momento representativo da prática de compartilhamento da leitura. Alunos, professores, pais e amigos sairão juntos da escola, às 12h, para deixar os livros em diversos locais da cidade. O evento é aberto a qualquer pessoa que tenha interesse em participar, seja “adotando” um livro ou trazendo doações para deixar no Yázigi (ou pelas ruas, durante o passeio com o grupo).

Fonte: Yázigi Olinda/facebook

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: