maio
19

RÉU NO STF, LÍDER DO GOVERNO TEMER NA CÂMARA TAMBÉM É INVESTIGADO POR HOMICÍDIO

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Política     Tags

Alçado pelo presidente interino Michel Temer à posição de líder do governo na Câmara Federal, o deputado André Moura (PSC-SE) é acusado em investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) por suposta tentativa de homicídio, ocorrida na cidade de Pirambu, Sergipe, em 2007, e também por suspeita de envolvimento na Lava Jato, além de ser réu em três processos no STF. Próximo ao presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha, André Moura é investigado na Lava Jato por suspeita de pressionar o grupo Schahin, envolvido na operação.

Em 2014, André Moura teve seu mandato de deputado estadual cassado pelo TRE-SE,  acusado de compra de votos e uso da máquina ANDRÉadministrativa estadual em eleições passadas. Após uma campanha tumultuada na qual o TRE de Sergipe impugnou sua candidatura, André Moura foi eleito deputado federal com 71.523 votos (6.79%), mas ficou impedido de assumir o cargo. Porém, em dezembro do mesmo ano, após analisar o caso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu parecer favorável à candidatura do parlamentar.

Com o resultado, os votos dele foram validados pelo próprio TSE e pelo TRE de Sergipe. O recurso foi provocado pelo Ministério Púbico Federal (MPF) e tinha como relator o ministro Gilmar Mendes.

Diante da decisão, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, em caráter liminar, suspender os efeitos de uma decisão da Justiça que enquadrava o deputado André Moura na lei da Ficha Limpa. O agravo foi julgado em uma Câmara composta por cinco ministros daquela corte de Justiça. Em fevereiro de 2015, André Moura assumiu o mandato de deputado federal pela segunda vez e foi novamente reconduzido à liderança do PSC na Câmara.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: