maio
25

PESQUISA DA FMO CRIA ARMADILHAS PARA CONTROLE AO AEDES AEGYPTI

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , ,

Uma das novidades da Faculdade de Medicina de Olinda (FMO) é um projeto de iniciação científica desenvolvido com o apoio da Secretaria de Saúde de Olinda que tem o objetivo de desenvolver armadilhas com colas biológicas em têxteis ou folhas de acetato fmopara ajudar no controle dos mosquitos vetores das doenças como os vírus Zika, dengue e chikungunya . De acordo com o diretor acadêmico e responsável pela pesquisa, Carlos Teixeira Brandt, o objetivo geral é identificar as melhores alternativas para a produção, em larga escala, de armadilhas biológicas baseadas em colas.

O estudo será conduzido em casas e áreas de Olinda. A cola será produzida a partir da espécie Braúna. A Secretaria de Saúde de Olinda aceitou bem e os termos do convênio já estão sendo redigidos e assinados. “A prefeitura vai oferecer algo fundamental que é o georreferenciamento da cidade. É o que os pesquisadores chamam de Hot Spot – lugar que tem uma maior quantidade de indivíduos com doenças como dengue, chikungunya e zika. A confecção dessas armadilhas será repassada aos líderes das comunidades,” adiantou o diretor.

O projeto vai envolver professores da instituição, agentes comunitários da Secretaria de Saúde e alunos. Miniaturas das armadilhas foram espalhadas nas janelas da FMO. Os mosquitos presos têm sido removidos e levados ao departamento de Entomologia ( estuda os insetos), da Universidade Federal de Pernambuco, para serem estudados. 

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: