maio
27

CIÊNCIA JOVEM LEVA DOIS PROJETOS CIENTÍFICOS AO MÉXICO

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , ,

De 30 de maio a 03 de junho, dois projetos científicos vencedores da Ciência Jovem, feira de ciências organizada pelo Espaço Ciência (Olinda), serão apresentados na feira ESI-AMLAT, no Centro de Convenções do Mazatlán International Center, na cidade de Mazatlán, no México.

A ESI-AMLAT é uma feira de ciência e tecnologia, cujo objetivo é promover projetos científicos realizados por estudantes de instituições de nível básico, médio e superior, através de uma exposição, em um ambiente multicultural, permitindo também a participação de instituições que querem ajudar os jovens em seus projetos. A programação da feira incluirá visitas culturais e científicas, exposição de projetos, animação e conferências.

De Jardim Brasil I (Olinda) para o México, a equipe composta pelo professor de geografia Ruy Parahyba e os estudantes Fagner Tayan e Luciano Gomes Júnior apresentarão o projeto “O geoprocessamento como ferramenta para compreender os alagamentos”. O trabalho propõe alternativas para evitar os constantes alagamentos no bairro de Jardim Brasil, em Olinda. “A expectativa dos alunos está a melhor possível. Estamos muito felizes em representar a escola pública em uma das maiores feiras do mundo, a ESI-AMLAT”, destacou o professor.

A inspiração para a realização do trabalho foi da EREM Desembargador Renato Fonseca, escola onde o grupo estuda. Inicialmente os estudantes mapearam as áreas próximas da escola, identificaram os pontos críticos e as causas de alagamentos e sugeriram ações para diminuir os alagamentos.

Uma vez por mês o grupo realiza um trabalho de conscientização e educação ambiental. “Não conseguimos desassorear as lagoas, mas nossa parte está sendo feita. Os alunos foram à sala de aula para apresentar o projeto para outros jovens e também conscientizam a população a não jogar lixo na rua”, explicou o professor.

Outro projeto vencedor da Ciência Jovem “Dispositivo auxiliar de monitoramento da aceleração em coletivos” também será apresentado na ESI-AMLAT. O trabalho foi   desenvolvido pelo professor Sebastião Carneiro e os estudantes João Paulo Dias e Bruno Aguiar, do Centro de Ensino Médio 02 do Gama, do Distrito Federal.

O projeto tem como foco a construção e teste de um dispositivo utilizando o sensor de aceleração do arduino para auxiliar os condutores e usuários de coletivos a avaliarem o nível de conforto das linhas que ligam cidade do Gama-DF e as cidades do Entorno Sul do Distrito Federal.

Todos os custos de passagens aéreas, hospedagem e alimentação foram pagos por meio de projeto enviado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: