jun
10

UMA SARDINHA E DOIS FAMINTOS QUE NÃO QUEREM DIVIDI-LA

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Eleições 2016, Olinda     Tags , ,

Sebastião da Paz

mmA comunidade de Ouro Preto (Olinda) reclama a tempos o aumento da violência no bairro, com o crescimento do número de furtos, assaltos e arrombamentos. Agora, dois pré-candidatos a vereador tomam a iniciativa de pedir providências à Polícia Militar. Mas fizeram isso separadamente e realizaram, separadamente, reuniões com os comandantes do Batalhão Duarte Coelho e do Grupo de Ações Táticas Itinerantes (Gati), coronel Diniz e capitão Clédson respectivamente.

ttNas redes sociais está a informação de que na noite da última terça-feira (07), o Professor Marcelo Melo (PTB), reuniu os dois militares e a comunidade para discutir o assunto e buscar soluções que minimizem o problema. O encontro ocorreu no espaço Recreio dos Aposentados (Rua Açaí s/n).

Ontem (09), também amplamente divulgado no Facebook, foi a vez de “Tostão de Olinda” realizar uma reunião semelhante, na Paróquia de São Lucas, com o mesmo objetivo. Levou para o encontro com a comunidade os dois militares: coronel Diniz e capitão Clédson. O evento também teve a articulação do Padre Marcos e Padre Pedro

Ambos – Professor Marcelo (PTB) e Tostão (PTC) – certamente afirmam que a iniciativa não tem fins político e eleitoral. Então, por que os dois políticos não se juntaram e fizeram uma reunião conjunta? O objetivo é ou não é o bem comum?

A sardinha é única, mas eles não querem dividi-la. Aliás, no bairro de Ouro Preto também tem outro pré-candidato a vereador, pelo PCdoB, chamado Sardinha. Mas este não entrou nessa bola dividida.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: