jun
17

MPPE APURA CASO DE INTOLERÂNCIA RELIGIOSA EM OLINDA

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Denuncias, Olinda, Policial, Religião     Tags

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abrirá investigação para apurar práticas de intolerância religiosa ocorridas no combate_a_intolerancia_religiosa_e_racismo_sp_sao_pauloTerminal Integrado Xambá, em Olinda, Grande Recife. O órgão tem até 30 dias para concluir o caso. A denúncia foi oferecida na última quinta-feira (16) pela vítima, Alexandre L’omi L’odò, seguidor da Jurema Sagrada, uma religião de matriz indígena e africana.

A queixa foi acatada pelo MP por estimular o preconceito o que, aos olhos do ministério, é crime. Quem está à frente do caso é o Promotor de Transporte da Capital, Humberto Graça.

 Alexandre carrega o Signo Salomão que, na Jurema Sagrada, representa a estrela de Malunguinho. “Foi aí que comecei a ouvir ironias. Não me calei, claro. Daí, ouvi de tudo, desde que era filho do satanás, que eu era macumbeiro.”

“Pelo pouco que vi, já constatei irregularidades que vão além da intolerância religiosa. E como ele fez, de forma preconceituosa, pode ir também à esfera criminal”, adiantou o promotor Graça. O caso ocorreu no último dia 9, mas a denúncia foi oferecida na última quinta.

Alexandre L’omi L’odò contou que os atos de intolerância começaram após o ambulante, que é evangélico, ver o colar da vítima. Queixa foi acatada pelo MP por estimular preconceito que, aos olhos do ministério, é crime.

Fonte: Folha de Pernambuco

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Paixão de Cristo 2018

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: