jun
28

PREFEITOS DESISTEM DE TENTAR A REELEIÇÃO EM OUTUBRO

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Eleições 2016     Tags ,

Prefeitos de diversas cidades do país já anunciaram que não vão disputar um novo mandato nas eleições municipais de outubro por conta das crises financeira e política. Há, também, para muitos, a questão da rejeição que sofrem nos seus municípios.

O jornal Folha de São Paulo informou que um prefeito de capital, sete de cidades médias e vários de cidades pequenas desistiram da reeleição devido, principalmente, à dificuldade financeira das prefeituras, à possibilidade de punições nos Tribunais de Conta e também à dificuldade em arrecadar fundos para as suas campanhas políticas.

Entre os desistentes estão os prefeitos das cidades de Florianópolis (SC), Londrina (PR), Itabuna (BA), Caxias do Sul (RS) e Pelotas (RS). Em entrevista à Folha, o prefeito de Florianópolis, César Souza Júnior (PSD), anunciou que não vai às urnas em outubro por causa, principalmente, da crise financeira e da necessidade de adotar medidas impopulares.

toaEm Pernambuco, muitos prefeitos também já informaram que irão “jogar a toalha” e ficarão fora da disputa, a exemplo dos prefeitos de Moreno e do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, Adilson Gomes Filho e Vado da Farmácia; Santa Cruz da Venerada (Sertão do Araripe), Gilvan Sirino; Cabrobó (Sertão do São Francisco), Auricélio Torres; e Jatobá (Sertão de Itaparica), Robson Leandro.

Olinda – A afirmação vale, ainda, para muitos pré-candidatos à prefeituras, que nessa fase de pré-campanha apenas se assanham, mas na “hora H” mudam o jogo. Isso deve acontecer, por exemplo, em Olinda.

Hoje, dos dez pré-candidatos à Prefeitura, pelo menos seis deverão cair fora da disputa, por falta de recursos para bancar a campanha ou porque estão apenas fazendo jogo de cena, demarcando terreno e negociando com candidaturas mais fortes e com condições de chegar ao comando do Palácio do Governadores. Esse é o jogo.

Desde 1997, quando foi aprovada a emenda constitucional da reeleição, a taxa de prefeitos que desistiram de tentar a reeleição varia entre 23% e 38%. Neste ano, a expectativa é de que o índice de desistência seja alto. Um total de 4.258 de 5.568 prefeitos estão aptos a concorrer a um novo mandato.

Com informações de: Opinião&Notícia

Envie um comentário

Redes Sociais:

Manu

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: