jul
28

ANTÔNIO CAMPOS NÃO CONTORNOU A DEBANDADA NA SUA ALIANÇA

AuthorPostado por: Maraba Soares    Category Em: Eleições 2016     Tags ,

Até o final dessa quarta-feira (27), o pré-candidato do PSB à Prefeitura de Olinda, Antônio Campos, ainda ANTONIO CAMPOSnão tinha conseguido contornar a rebelião de quatro partidos (PSL, PMN, PMB e Prona) da sua aliança contra a escolha do vice da chapa: a líder evangélica Conceição Silva “Ceça”, do PHS.

O nome da líder evangélica, casada com o vereador Algério Nossa Voz (PSB), foi anunciado na noite da última terça-feira (26), pelo “Movimento Muda Olinda” no escritório político da campanha, no Largo do Amparo.

“A opção pelo nome de “Ceça” representa a importância da mulher, do ativismo social e da educação no ‘Movimento Muda Olinda’. “Ceça” conhece as necessidades do povo e vai dar uma contribuição inestimável à nossa gestão”, tentou justificar Antônio Campos.

Enquanto isso, dirigentes do PSL, PMB, PMN e Prona continuam contrários à indicação do nome de “Ceça”. Eles alegam que Antônio Campos não ouviu ninguém e que vai perder o apoio de quatro partidos.

Eles examinam a possibilidade de apoiar um desses três candidatos que também fazem oposição ao prefeito Renildo Calheiros (PCdoB): Professor Lupércio (SDD), Ricardo Costa (PMDB) ou Izabel Urquisa (PSDB).

A primeira reação contra o nome de Conceição Silva partiu do vereador Arlindo Siqueira (PSL), que é o comandante da rebelião. Ele admite marchar com “Ceça” desde que o marido dela, Algério, não seja candidato à reeleição. Mas, ainda que fique com ela, acha que ela não tem “expressão política” para ser vice-prefeita.

Fonte: Inaldo Sampaio

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: