ago
6

“VICE” DE IZABEL URQUISA POR ALGUMAS HORAS, GUSTAVO ROSAS CONFIRMA CANDIDATURA PELO PV

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Eleições 2016     Tags , , ,

ROSAS

Sebastião da Paz

Quinta-feira (04) à tarde. O PSDB de Olinda realiza convenção para homologar o nome de Izabel Urquisa para disputar a Prefeitura do município. A curiosidade maior era saber o nome do vice, que deveria sair dos quadros de um dos partidos aliados: DEM, PSL e PMN. Mas ninguém sabia, ninguém falava sobre o assunto.

Ao chegar ao Clube Atlântico, no Carmo, no início da noite, Izabel foi assediava por repórteres e desconversava: “estamos conversando. Será um nome de consenso, que represente o conjunto de partidos”. Até aí tudo bem. Mas, de repente, o locutor anuncia a fala do presidente de honra do PV-Olinda, Gustavo Rosas (na foto, entre o ministro Bruno Araújo e Izabel Urquisa).

No seu discurso, além de críticas à gestão do PCdoB e de necessidade de mudanças, o verde anuncia o que ninguém esperava: ele é o vice de Izabel. “Nós, eu e Izabel, vamos…”, “Juntos vamos mudar Olinda…”. Izabel Urquisa ignorou aquilo e na sua fala não tocou no assunto. Não confirmou, nem negou o nome de Gustavo Rosas na vice.

Era muito estranho, porque o verde estava comemorando, posando para fotos, fazendo sefies com o público. Este repórter foi até ele e perguntou: o senhor é mesmo o vice? E ele, com um sorriso que não tinha mais tamanho, disse: “sim, sou eu. Ficou definido agora à tarde. Eu sou o vice de Izabel”.

Como assim? O PV não estava na lista de siglas que apoiavam a candidatura do PSDB. Como, agora, ele é vice de Izabel? E como se comportaram os outros partidos com essa escolha?

Aquela afirmação e empolgação de Gustavo Rosas com o presente da vaga de vice de Izabel deve ter causado um mau estar danado nos demais aliados.

Algum tempo depois, o presidente municipal do PSL, Arlindo Siqueira, enviava uma nota à Imprensa informando que o candidato a vice seria definido “na manhã desta sexta-feira (05), numa reunião dos dirigentes do PSDB, PSL, PMN e DEM. Ele não citava o PV.

Para a sexta-feira estavam marcadas as convenções do PV, do PMN e do PSL. E, ignorando toda a movimentação, este repórter e milhares de eleitores passaram o dia tendo a certeza de que Gustavo Rosas era mesmo o candidato a vice na chapa de Izabel Urquisa e que na convenção do PV, à noite, o partido retiraria a candidatura própria e anunciaria o apoio ao PSDB, com o verde na vice.

InterrogaEngano meu! Gustavo Rosas deve ter sido rifado ainda na noite de quinta-feira (04) ou na manhã da sexta (05). Porque à noite Izabel foi à convenção do PMN e PSL e anunciou que o seu vice era André Siqueira, o mesmo que esteve ao seu lado na disputa de 2012. 

Sobre o ex-vice, nenhuma palavra. Gustavo Rosas também não se pronunciou. Como assim? Ele era o vice na noite de quinta-feira e em menos de 24 horas foi substituído? O que houve?

Sinceramente, não sei. Perdi todo esse capítulo da política olindense e não tenho como contá-lo a vocês, leitores. Foi bobeira (minha) das grandes – ou então eles fizeram tudo escondido mesmo e enganou a todos.

Não sei de nada! Já peguei o capítulo seguinte – e mesmo assim, pela metade. Por volta das 21h da sexta-feira informava-se que Gustavo Rosas é candidato a prefeito de Olinda pelo PV.

Não entendi nada, não sei de nada. Quem souber, me explique por favor. Política é assim mesmo e eu não me acostumo nunca!

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

an3

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: