ago
15

PSB: RACHA OU VAI DE “TONCA”?

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Eleições 2016     Tags , ,

rcNotas hoje (15), na coluna Folha Política (Folha de Pernambuco) afirma que a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU), Ana Arraes, mãe do candidato à Prefeitura de Olinda, Antônio Campos (“Tonca”), externou o seu descontentamento com o posicionamento do PSB, que está deixando o seu filho às traças.

Durante a homenagem que o Instituto Miguel Arraes fez ao seu pai, o ex-governador Miguel Arraes, no último sábado (13), a ministra do TCU provocou as lideranças do PSB, afirmando que existem situações em que o partido não pode ficar em cima do muro. Tem que andar junto.  “Ou vai ou racha. Não existe neutralidade na política. A casa do meu pai (Miguel Arraes) sempre teve lado”, sugeriu.

A crítica tem endereço certo: os líderes socialistas e integrantes da família do seu filho Eduardo Eduardo, que não compareceram à convenção que oficializou Antônio Campos à Prefeitura de Olinda, no último dia 31 de julho. O chefe de gabinete do governador, João Campos, neto de Ana Arraes, estava acompanhado por sua mãe, Renata Campos e dos outros quatro filhos, que estavam na cerimônia.

Também se encontravam presentes, o governador Paulo Câmara, o prefeito Geraldo Júlio, os secretários Milton Coelho e Antônio Figueira; o presidente Nacional do PSB, Carlos Siqueira, o presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande, e o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes.

Agora, fica a pergunta: o PSB estadual racha ou vai aderir ao projeto pessoal de Antônio Campos em Olinda?

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

an3

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: