dez
16

DEFESA CIVIL E BOMBEIROS PEDEM A INTERDIÇÃO DO CINE OLINDA

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , ,

cineO imbróglio que se formou entre o movimento Ocupe Cine Olinda e o poder público ganhou um novo capítulo.

Após uma audiência pública realizada, sem êxito, na Promotoria de Olinda, no último dia 06 de dezembro, integrantes do grupo e a Prefeitura de Olinda, junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) se reuniram ontem (15), numa tentativa de negociação da saída dos ocupantes para que as obras de restauro do espaço fossem retomadas. Mas as partes não chegaram num entendimento.

De acordo com um dos integrantes do Ocupe Cine Olinda, Débora Britto, o grupo teria concordado em deixar de dormir no espaço, desde que pudesse continuar com as atividades no local. Além disso, os ocupantes pediram ainda a criação de uma gestão popular participativa, inclusive após a reabertura oficial do cinema (no Carmo), para acompanhar as reformas.

“Estávamos dispostos a chegar num acordo em troca da transparência durante a reforma, com a criação de uma comissão que acompanhasse o processo e desde que pudéssemos continuar realizando atividades no cine, quando a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros informaram que teriam uma ordem de interdição do espaço. Mas em nenhum momento nos apresentaram a documentação”, afirmou.

A Defesa Civil e os Bombeiros alegaram questões de segurança como motivo para a retirada do grupo. Segundo a pasta, a situação do espaço põe em risco as vidas dos ocupantes. Além disso, a Prefeitura de Olinda afirmou que precisaria fazer reparos elétricos no local. Mas qu, para isso, seria necessária a desocupação do Cine.

Para o grupo, a medida seria uma espécie de intimidação. “Eles tentaram nos intimidar, enfraquecer o movimento que tem uma construção histórica, com um acordo desonesto. Preferimos, portanto, continuar o movimento, pressionando e vistoriando. Se sairmos agora, eles vão nos tirar daqui, recolocar tapume no cinema e ponto final”, completou Débora. No que se refere ao reparo elétrico, o grupo sugere que seja feita uma ligação entre o prédio e o Clube Atlântico, que fica ao lado do Cine Olinda.

Apesar da ordem de interdição, o grupo garantiu que não haverá confronto entre os ocupantes e representantes da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. “Vamos resistir pacificamente por uma causa que não é só nossa. Queremos entregar de volta aos olindenses um equipamento que é deles”, finalizou Débora.

Fonte: Folhape

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: