dez
28

PERNAMBUCANOS RESISTEM À LIBERAÇÃO DE TRANSPLANTES

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    Category Em: Pernambuco, Saúde     Tags

doacao-de-orgaos-blogO Estado de Pernambuco ampliou em 7% o número de transplantes realizados entre janeiro e novembro de 2016, em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, a Central de Transplantes de Pernambuco (CT-PE) registrou 1.308 procedimentos, no entanto, cerca de 60% das potenciais doações não foram efetivadas por causa da recusa familiar, principal entrave para ampliar o número de doações. Em todo o Brasil, a chamada “taxa de negativa familiar”, em 2014, ficou em 46%.

Para a coordenadora de Descentralização da CT-PE, Domany Cavalcanti, é muito importante a conversa sobre o assunto dentro da família, pois geralmente quando o familiar conhece o desejo do doador antes da morte, a tendência é que respeite a última vontade. A legislação brasileira diz que a doação só pode ser efetivada com a autorização de um parente de até segundo grau. “Esse é um ato que pode salvar muitas vidas. Uma única pessoa pode tirar até sete pessoas da fila de espera”, afirma.

Atualmente em Pernambuco, 1.188 pacientes estão na fila de espera, sendo 797 para implantes de rim, 283 de córnea, 81 de fígado, 13 de medula óssea, 12 de coração e 2 de rim/pâncreas. Apesar do aumento no número total, houve queda no número de transplantes de órgãos sólidos (rim, rim/pâncreas, fígado e coração). No Brasil, 41.236 pacientes estão à espera da doação de um órgão. 

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: