mar
29

Mais de 10 mil leitos pediátricos são desativados em seis anos

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Saúde     Tags ,

Os números de leitos infantis despencaram entre 2010 e 2016. O Sistema Único de Saúde (SUS) fechou quase 10, 1 mil leitos de internação em pediatria clínica (para pacientes de 0 a 18 anos) durante o período. O número UTI pediátrica - corte de leitosdiminuiu de 48,2 mil vagas, em 2010, para 38,1 mil em 2016, segundo dados de um levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Recém-nascidos em estado grave precisam ficar em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) neonatais. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, são necessários ao menos quatro leitos do tipo por mil nascidos vivos. No entanto, o levantamento revela que a taxa atual no país é de 2,9 por mil nascidos, resultando num déficit de 3,2 mil leitos.

Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, Luciana Rodrigues Silva, o grande problema é a falta de investimento do Ministério da Saúde. “Muitos serviços estão fechando as portas por uma questão financeira. Há ainda casos de unidades desativadas porque não têm profissionais suficientes.”

No Tocantins, por exemplo, não há serviço que faça cirurgia cardíaca infantil. O governo estadual depende da liberação de vagas em Goiás, que também enfrenta déficit de leitos.

“Como não há serviço organizado aqui, sempre que surge paciente com essa necessidade, o estado fica no escuro, tentando resolver de última hora e achar a vaga em outros locais”, explica Maria Roseli de Almeida Pery, promotora do Ministério Público Estadual do Tocantins.

A situação é crítica até em São Paulo, estado mais rico do país. O estado foi o que mais perdeu leitos pediátricos no período. Para piorar, a Defensoria Pública acumula casos de crianças da capital que só conseguiram vagas por decisão judicial ou cuja sentença favorável chegou tarde.

“A fila é a coisa mais cruel que existe porque quem cuida da regulação dos leitos acaba tendo que brincar de ser Deus, organizando por gravidade os que vão conseguir”, afirma o defensor público da Infância e Juventude, Flávio Américo Frasseto.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: