maio
11

Cineastas retiram filmes do Cine PE em protesto contra critérios de seleção

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    Category Em: Cultura     Tags , ,

Grupo de realizadores cujos filmes foram selecionados para exibição no festival Cine PE (agendado para o período de 23 a 29 de maio) divulgou um manifesto conjunto para comunicar a retirada das obras do evento em protesto contra a “escolha ideológica” AQUARYUSdas produções.

De acordo com a nota pública, emitida por sete profissionais, a curadoria do Cine PE “favorece um discurso partidário alinhado à direita conservadora e grupos que compactuaram e financiaram o golpe ao estado democrático de direito ocorrido no Brasil em 2016. Para nós, isso deixa claro o posicionamento desta edição, ao qual não queremos estar atrelados”.

Assinam a nota os realizadores dos filmes Abissal (CE), A menina só (SC), Baunilha (PE), Iluminadas (PE), Não me prometa nada (RJ), O silêncio da noite é que tem sido testemunha das minhas amarguras (PE) e Vênus: Filó, a fadinha lésbica (MG). Os diretores planejam uma exibição paralela dos filmes simultaneamente ao Cine PE, pelo cineclube CineRua, que realiza projeções ao ar livre em defesa dos cinemas de rua, a exemplo do Teatro do Parque, atualmente desativado. 

A posição do grupo foi externada dois dias depois da divulgação da grade completa de filmes incluídos na mostra do evento. Em 2017, o festival exibirá, na primeira noite, o longa-metragem de Rodrigo Bittencourt sobre as origens do real (Real: O plano por trás da história), conjunto de medidas econômicas adotadas em 1993 para criação da moeda e redução da inflação no país; e o filme Jardim das aflições, sobre o pensador Olavo de Carvalho – com direção de Josias Teófilo.

Gabi Saegesser, um das diretoras que assina a nota, afirma discordar da linha adotada pela organização do festival nos últimos anos, sobretudo no caso específico do produtor Alfredo Bertini, que em 2016 assumiu a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, da qual saiu em dezembro. A escolha inicial de inscrever o filme foi justamente para levar sua produção a um público que não acompanha outros festivais de cinema. “É uma janela”, afirma. 

O Cine PE é organizado pelo casal Bertini (Sandra e Afredo) desde o início, há 21 anos. Após a deposição da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em um processo de impeachment consolidado no ano passado, ele foi convidado pelo Ministério da Cultura a assumir o cargo de secretário nacional do Audiovisual, órgão vinculado ao Minc.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: