maio
14

Pernambuco regista o 8º e mais grave caso do jogo Baleia Azul

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Policial     Tags , ,

Baleia AzulA Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) investiga mais um possível caso relacionado ao jogo Baleia Azul, um desafio com 50 missões, sendo a última delas acabar com a própria vida. A mãe de uma jovem de 19 anos, preocupada com os sinais de mutilação da filha, registrou a ocorrência na Delegacia do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, na última quinta-feira (11). Segundo a PCPE, esta é a oitava ocorrência relacionada ao jogo no Estado e é considerada a mais grave, pois a vítima estaria na fase final.

De acordo com o delegado do Cordeiro, Carlos Couto, a mãe procurou a polícia após tomar conhecimento da postagem de uma foto no Facebook. A imagem foi encontrada pelo tio da vítima, na madrugada da última quarta-feira (10), onde aparece uma menina semi-nua, com sinais de autoflagelações na região do abdômen e pernas. Outras lesões também foram encontradas na região dos punhos.

A mãe disse que a filha não quis mostrar o corpo para que ela confirmasse a suspeita. “Ela resistiu um pouco, mas acabou permitindo. Eu constatei que o corpo dela estava mutilado, mas, de maneira nenhuma, ela confessou. Apenas silenciou durante toda a conversa. Eu fiquei horrorizada, apavorada. De imediato me prontifiquei a procurar a polícia”, contou.

A jovem teria sido captada em uma comunidade na rede social Facebook. A polícia teve acesso ao celular da garota, onde verificou no aplicativo Mensseger, do Facebook, o diálogo entre ela e os chamados curadores do jogo, as pessoas que convidam os jovens a participaram e comandam a entrega dos desafios a serem cumpridos o tempo todo.

A adolescente foi levada à Delegacia do Cordeiro, mas não quis colaborar com a investigação. Depois, ela foi encaminhada ao Instituto de Medicina Legal (IML), também no Recife, onde não quis mostrar todas as lesões. O delegado acredita que a jovem está sendo coagida pelos curadores do jogo.

Segundo o chefe da PCPE, Joselito Kehrle, esta é a ocorrência mais preocupante de todas que já foram notificadas no Estado. “Esse caso foi o mais grave dos oito que Pernambuco está investigando porque ela [a jovem] se encontrava na fase final do jogo. O nome Baleia Azul é porque o animal, em determinado momento da vida, se suicida. Provavelmente o curador deve, se ela reatar a comunicação, estar ameaçando de alguma forma a mãe, o pai ou ela própria. E ela está, digamos assim, obstinada a cumprir a última tarefa, que seria o suicídio. Por isso é um caso gravíssimo, que a gente tem trabalhado com toda cautela e cuidado”, explicou.

Kehrle informou que a polícia vai buscar, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, atendimento psicológico e psiquiátrico para que a jovem saia definitivamente do jogo, algo que ela se recusa. O idealizador do jogo, o russo Philippe Budeikin, 21 anos, segundo o chefe da Polícia Civil, foi preso e confessou que queria uma “assepsia biológica” das pessoas que queriam morrer, porque elas seriam frágeis.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: