maio
18

Temer decidiu renunciar, diz Noblat

O jornalista Ricardo Noblat, colunista do jornal O Globo, publicou matéria anunciando a renúncia do presidente Michel Temer na tarde desta terça-feira (18). Segundo o jornalista “o presidente Michel Temer está pronto para anunciar sua renúncia ao cargo e deverá fazê-lo ainda hoje, no início da noite. Já conversou a Temer3respeito com alguns ministros de Estado e, pessoalmente, acompanha a redação do pronunciamento que informará o país a respeito”. 

Noblat ainda informa que “Rodrigo Maia (Dem-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, já foi avisado sobre a decisão de Temer. Ele o substituirá como previsto na Constituição, convocando o Congresso para que eleja o novo presidente que governará o país até o final de 2018”.

Na coluna, o jornalista conclui: ” a Secretaria de Comunicação Social da presidência da República suspendeu a veiculação de peças de propaganda do governo que estavam no ar ou que poderiam ir ao ar”.

Atolado nas denúncias publicadas ontem pelo jornal O Globo, o presidente Michel Temer está sendo pressionado tanto pela oposição, como por parte da base – que começa a abandonar o governo -, a renunciar. A delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do frigorífico JBS, abalou o mundo político e desencadeou uma nova operação da Polícia Federal.

No entanto, em uma rápida declaração à imprensa, Michel Temer fez um pronunciamento na tarde desta quinta-feira (16), pouco depois das 16h, afirmando que não renunciará ao cargo. “Não renunciarei. Repito: não renunciarei. Exijo investigação plena e muito rápida”, assegurou ele. 

No início desta tarde, o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer. O pedido de investigação foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Com a decisão de Fachin, Temer passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB/PE), é o primeiro ministro do Governo Michel Temer a deixar a equipe do peemedebista. A informação foi divulgada há pouco. A assessoria do ministro, no entanto, não confirma a informação. Também já anunciaram saída do governo os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Roberto Freire (Cultura), ambos do PPS. Jungmann já teria, inclusive, comunicado aos militares que deve renunciar ao cargo. 

Outras baixas

Com uma bancada de 13 deputados, o Partido Trabalhista Nacional (PTN) foi o primeiro partido da base aliada a anunciar oficialmente, nesta quinta-feira, o rompimento com o governo Michel Temer. Em carta assinada pela presidente nacional do partido, deputada Renata Abreu (SP), e pelo líder da legenda na Câmara, deputado Alexandre Baldy (GO), a sigla afirma que assumirá posição de “independência” em relação ao governo.

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: