maio
24

Temer vai do céu ao inferno em uma semana

AuthorPostado por: Maraba Soares    Category Em: Política     Tags , ,

Tudo indicava que seria a melhor das semanas para o governo de Michel Temer (PMDB). A queda no número dos desempregados tinha sido a melhor das notícias dos últimos meses, e era melhor até do que a ‘queda da inflação’, explorada pela imprensa no mês de abril e fazendo o governo abrir mão dos comprometimentos de não ser candidato e já pensar na eleição para presidente.

Temer estava feliz. E anunciava a vitória certa nas votações das reformas da previdência e do trabalho. Mas de repente, uma daquelas chamadas da imprensa que corta a programação e anuncia um desastre, um escândalo, ou algo parecido, mudou o humor da base aliada e o destino do Brasil.

mt

Quem diria?! Há uma semana o Jornal Nacional, da Rede Globo, trazia uma verdadeira bomba de efeito retardado para o governo federal. Tudo desandou. E talvez até hoje Michel Temer não tenha conseguido dormir. Ainda que, com todas as suas forças, ele tente se manter na presidência. No entanto, pelo teor das acusações, suspeita-se que é mais para fugir da prisão do quê por amor ao povo brasileiro.

Foram muitas perdas até hoje. E as coisas só estão piorando. Ontem, terça-feira (23), um assessor especial da presidência foi preso e outro pediu demissão por ser investigado no Ministério Público Federal (MPF). Na semana passada, pouco tempo depois das reportagens com as delações dos donos da JBS ocuparem os noticiários, o PTN (com uma bancada de 13 deputados) foi o primeiro partido da base a desembarcar. O PPS também anunciou partida, mas apenas Roberto Freire, Ministro da Cultura, pediu demissão. O que não deixa de ser outra grande perda.

Michel Temer também não pode contar com os aliados de peso para reverter a situação política. Os que podem e são do governo, estão ocupados em salvar a própria pele, já que a maioria encontra-se nas mãos do STF ou da Lava Jato. Jucá, Moreira Franco, Padilha, estão todos sem força moral. Aécio definha, e está quase preso, com a irmã já dormindo na prisão desde a última quinta-feira. A situação tá difícil para o governo. Mas pode piorar.

Com 12 pedidos de impeachment, e mesmo com Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputas, dando uma forcinha e arquivando tudo sem sequer ler o teor dos documentos, tem a ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que no fim de semana passado aprovou documento contra Michel Temer; e o TSE, que no início de junho vota a legalidade da chapa Dilma-Temer, e que pode ser sobremaneira influenciado pela opinião pública. Sem falar da base aliada, onde muitos parlamentares já defendem abertamente a renúncia do presidente.

Neste momento, para se ter uma ideia da situação, mais de cem mil manifestantes protestam contra Michel Temer em Brasília, onde a polícia tenta conter o movimento, enquanto governo evacua todos os prédios da Esplanada com receio de invasão. 

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: