jun
24

Dirigente detalha negociação do Náutico para jogar no Grito da República

O vice-presidente de futebol do Náutico, Emerson Barbosa, esteve na tarde da quinta (22), no CT Wilson Campos, para apresentar oficialmente o volante Jobson. Mas não foi apenas sobre o jogador que o dirigente acabou conversando com a Imprensa. Emerson também detalhou uma reunião que teve com o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, sobre a relação do Timbu com a Arena de Pernambuco – administrada pelo Governo do Estado. Além disso, ele detalhou como andam as negociações envolvendo o clube com a Prefeitura de Olinda. A intenção dos alvirrubros é começar a mandar jogos no estádio Grito da República, no bairro de Rio Doce.

Estádio Grito da República
“É notório que o torcedor alvirrubro anseia em voltar o mais rápido possível aos Aflitos. Essa necessidade se acentua mais a cada dia. O anúncio que foi feito pelo secretário mexeu um pouco com o torcedor porque pareceu que o Santa Cruz estava tendo um tipo de tratamento diferenciado com relação ao Náutico. Esclarecemos esses pontos e ficou tudo às claras. Ele colocou a Arena e o Governo à disposição das necessidades do Náutico”, afirmou o dirigente, citando um acordo recente do Tricolor para realizar algumas de suas partidas da Segundona no palco de São Lourenço da Mata. Mesmo assim, Emerson frisou que a tendência é de que o Timbu comece a mandar seus próximos confrontos em Olinda.

“Deixamos claro na reunião que estamos em tratativas com a Prefeitura de Olinda com relação ao estádio Grito da República. Diferente de Sport e Santa Cruz, o Náutico não tem sua casa disponível. A Arena é a segunda opção para os outros times e a única opção para gente. Não podemos ficar nessa situação, principalmente em jogos durante a semana. Estabelecemos os fatos reais como aconteceram e acho que tudo foi positivo para os dois lados”, frisou.

Náutico, Prefeitura de Olinda e Federação Pernambucana de Futebol (FPF) já dividiram as “tarefas” de cada um para viabilizar a ida do Alvirrubro para o Grito da República. “Criamos um grupo de trabalho na segunda, com o presidente Evandro Carvalho e o Prefeito de Olinda Lupércio. Estipulamos as atribuições de cada um. O Náutico colocou à disposição as torres de iluminação do CT. A Prefeitura veio aqui para ver a questão da luminosidade e altura dos postes. Vamos disponibilizar a manutenção do gramado e a Prefeitura vai entrar com a parte de mão de obra para que as licenças possam ser obtidas. A Federação vai ajudar na logística para que tenhamos o estádio o mais rápido possível à disposição. Isso colocaria Olinda em visibilidade grande”, argumentou. A expectativa de Emerson Barbosa é que o Náutico consiga mandar seus jogos no Grito daqui a pelo menos 30 dias.

Fonte: Folha PE

Envie um comentário

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: