set
11

Nem só de frevo vive Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , ,

Olinda2

Quem pensa que Olinda é só agito, frevo, Carnaval, bonecos gigantes e gente bonita…pode ter pensado certo mesmo. Mas nem só de badalação e folia vive a maravilhosa cidade nordestina de 482 anos, um dos símbolos do Brasil-Colônia.

A magia de Olinda se mantém ao longo do ano, com um espetacular conjunto de igrejas barrocas, o casario colonial que abriga cafés e ateliês de arte, além, é claro, da gastronomia regional.

Quem dá dicas de como encontrar uma Olinda mais pacata, tranquila, apesar do agito dos feriados, mas sem os tradicionais 2 milhões de foliões, é o guia de turismo Renato Lima.

“Com tranquilidade você pode vir depois do mês março. Você vai curtir a cidade apenas para passear, com poucas atrações. Agora, se quiser festejar o Carnaval, já pode vir de agora em diante. Na última quinta-feira (07), já teve mais de 200 mil pessoas em Olinda. As troças já saíram e a cidade ficou bem animada”, destaca.

O guia conta também que, mesmo em épocas mais tranquilas e, acredite, menos festivas, os maiores símbolos da cidade pernambucana estão relacionados ao Carnaval, à arquitetura do século XVI e às manufaturas.

“As ruas de Olinda, as casas coloridas, a igreja de ouro, os bonecos gigantes que são o símbolo do nosso Carnaval, a Igreja da Sé, os Quatros Cantos, a Rua do Amparo que tem os bares à noite”, relata.

Em 1982, Olinda recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). A cidade fica a cerca de 9 quilômetros km da capital (Recife).

Envie um comentário

Redes Sociais:

Manu

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: