jun
13

Um em cada 9 acidentados com moto tem o pé amputado ou fica paraplégico

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Denuncias     Tags , ,

A cada duas horas, sete pessoas sofrem um acidente de moto em Pernambuco. Num intervalo de seis horas, ao menos um dos pacientes perde a vida. Mas um dado salta aos olhos: 11% de todos os atendimentos por acidentes com motocicletas realizados no Hospital da Restauração, acabam com a vítima perdendo o pé por amputação ou mesmo o movimento das pernas, com, no mínimo, uma paraplegia.

O alarme foi dado pelo cirurgião e membro do Comitê Estadual de Prevenção aos Acidentes de Moto (Cepam), Hélio Calábria, durante audiência pública na Câmara Municipal do Recife, na manhã de ontem (12). O número total de acidentes em 2017 ultrapassou os 31 mil casos e representou nada menos que R$ 1,1 bilhão em gastos públicos com saúde.

O Recife figura em oitavo lugar entre os municípios de todo o país com maior número de indenizações por invalidez ou morte decorrentes de sinistros envolvendo motos, segundo a Seguradora Líder, com dados do DPVAT. “Recife precisa encarar esse problema de frente, como uma questão de saúde pública, não só de trânsito, envolvendo educação e conscientização. É preciso reduzir o número de acidentes para que os hospitais possam se voltar a outros problemas, não tão evitáveis”, afirma o vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade). Apenas em 2017, 1.697 recifenses sofreram acidentes envolvendo motos, um total de 5,4% do total de colisões envolvendo residentes no Estado.

Dos mais de 31 mil casos de acidentes registrados no ano passado, 25% dos condutores não usavam capacete e 55% sequer possuíam habilitação. “Se a maior emergência pública do Estado (Hospital da Restauração) está com metade dos leitos ocupados por acidentes de motos, temos uma epidemia. Se Pernambuco está gastando R$ 1,1 bilhão, com uma patologia evitável, não há sistema de saúde ou previdência que suporte”, disse o cirurgião Hélio Calábria.

Segundo dados do DPVAT, as motocicletas representam 27% da frota, mas 75% das indenizações por morte ou invalidez. Os acidentes com motos já chegaram a ser 70% do total e hoje é de 31%. Boa parte dos acidentes está relacionado ao consumo de álcool ou outros entorpecentes. 42% dos acidentes ocorrem nos finais de semana e a maior incidência de vitimizações envolvendo motocicletas se dá entre a tarde e a noite dos domingos, quando a probabilidade de acidentes chega a ser seis vezes superior à média dos registros.

Envie um comentário

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de março de 2019
74 dias restantes.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: