ago
29

Paulo Câmara nega apoio ao presidente Michel Temer

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Eleições 2018     Tags , ,

Ao ficar sabendo das declarações do presidente da República, Michel Temer (MDB), sobre as boas relações que mantinha com o Governo de Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB), que disputa a reeleição repudiou as afirmações do presidente. Temer lembrou que Paulo Câmara havia liberado secretários de Estado, também deputados federais, para votarem a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016.

“O presidente Temer não tem o nosso apoio e nunca teve em nenhum dos momentos do seu Governo. Pelo contrário: éramos a favor de novas eleições (após o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff). Não aceitamos cargos no governo dele! O PSB não aceitou, a Executiva do partido não aceitou”, recordou Câmara. Tanto Paulo Câmara quanto Michel Temer fizeram suas declarações, em diferentes momentos, durante entrevista à Rádio Jornal na manhã desta quarta-feira (29).

Quando se pronunciou, Michel Temer disse que teria mais de oito páginas mostrando suas benecies ao Estado. Mas, o governador rechaçou os relatos do presidente e reafirmou a sua tese de que Temer agiu de maneira discriminatória com o Nordeste.  “Toda vez que precisávamos deliberar recursos da União, nós estivemos com os governadores do Nordeste. Fomos para cima na questão da repatriação porque eles não queriam dividir as multas e os juros. Como também formos para cima na efetivação da proposta de venda do Rio São Francisco; mandamos uma Carta no dia 7 de setembro de 2017, assinada por todos os governadores. A prova do “respeito” é que nunca tivemos resposta”, recordou.

Depois o socialista explicou os motivos que poderiam ter levado a ventilada “retaliação”. “Nós fomos contra a Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência, a venda da Eletrobras, o Teto de Gastos (públicos). São posições muito claras nossas. E nós fomos discriminados. A (devolução da) autonomia de Suape foi remarcada, e ele não fez porque fomos contra a Reforma Trabalhista“, relembrou.

Fonte: Folhape

Envie um comentário

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de março de 2019
103 dias restantes.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: