maio
12

Usuários reclamam do valor abusivo da taxa de esgotos cobrada pela Compesa

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Olinda     Tags , , ,

Manoel Larré

Um abaixo-assinado, que corre nos diversos bairros de Olinda, volta a questionar o valor, extorsivo e abusivo, da taxa de esgoto cobrada nas contas fornecidas pela Compesa. Para a empresa pode até ser uma “ninharia”, mas os usuários do serviço questionam a cobrança de 100% em cima do consumo de água.

Com o povão nas ruas, as coisas provavelmente devem mudar de figura. As autoridades do município que tomem uma atitude em favor da população, pois até hoje os usuários são tratados como idiotas e com total desdém. Em muitos casos é cobrada a taxa de esgoto até mesmo daqueles que não utilizam os serviços da Compesa, pois Olinda não tem em seu território nem 20% de área saneada e os esgotos e dejetos correm a céu aberto.

O número de doenças relacionadas à falta de saneamento básico adequado é crescente, desde bairros periféricos, a condomínios. A contaminação pode acontecer por diversos fatores, mas o mais comum é pelo contato com esgoto a céu aberto, água poluída com urina, fezes humanas ou de animais, por bactérias ou vírus.

Na sua maioria, os serviços prestados pela Compesa não estão dentro das normas estabelecidas em lei. O povo faz as denúncias, a empresa de água registra o protocolo de reclamação e a queixa cai no esquecimento. Em Olinda a situação é crítica. Infelizmente mais da metade dos olindenses ainda não possui serviços de coleta de esgoto e tratamento de água.

Esse cenário é uma ameaça à qualidade de vida da população, especialmente das crianças, na faixa etária entre 0 e 5 anos, que estão entre as principais vítimas e maior probabilidade de morrerem por doenças relacionadas à falta de acesso a esgoto coletado e tratado de forma adequada. 

A Prefeitura de Olinda alega que a cobrança não é ilegal, pois existe um contrato com a estatal, que vem de gestões anteriores. Quer dizer, um contrato unilateral (em que só uma das partes se obriga para com outra) e o povão que seja explorado. 

O repórter constatou, através de diversas pesquisas, que outros municípios brasileiros obtiveram a redução dessas cobranças em até 80%, demonstrando a ilegalidade do valor abusivo e do serviço precário de saneamento básico realizado. Os olindenses defendem que seja realizado um amplo debate com os vereadores, para que este valor, a exemplo de outros municípios, possa ser menos oneroso para os usuários. Vamos acompanhar se os políticos se dignam a apresentar um projeto de lei para sanar esse abuso, essa sangria praticada pela Compesa em Olinda.

Envie um comentário

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
274 dias restantes.

Paixão de Cristo 2019

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 401 outros assinantes

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: