out
11

ACABA A PACIÊNCIA DE RIQUINHO E O SEU DESTINO PODE SER A OPOSIÇÃO

AuthorPostado por: Paulo Fernando    Category Em: Sem categoria     Tags

A paciência do vereador olindense Ricardo Sérgio “Riquinho” acabou na manhã de ontem (10), quando ele resolveu desabafar e fazer críticas contundentes à administração do prefeito Renildo Calheiros (PCdoB) e ao comando da Casa de Bernardo Vieira de Melo. O rumo natural do parlamentar, agora, deve ser a oposição. “Minha função é fiscalizar o Poder Municipal e não me acovardar diante das situações. O que tiver de ser votado em favor do povo, direi sim. Mas se for para beneficiar A ou B, votarei não”, avisou.

O desabafo de Riquinho foi feito aos 10 meses de mandato na Câmara Municipal de Olinda. Ele subiu ontem à tribuna para se queixar da falta de atenção do Poder Executivo e do descaso com que é tratado pela presidência da Câmara. “O PCdoB e governo perseguem s pessoas que não se alinham com eles. Sei que serei perseguido, mas não vou me acovardar”, disse.

O vereador também informou que estava entregando oficialmente o seu gabinete e que só voltará a dar expediente na Casa quando o mesmo tiver as mínimas condições de recebê-lo e ao público. No dia 12 de junho o teto do seu gabinete desabou (http://www.olindahoje.com/2013/06/cai-teto-da-camara-de-vereadores-susto.html) por conta de infiltrações e até o momento os reparos não foram realizados. 


No início desta semana ele voltou a se queixar da demora para a realização dos reparos. Ali já demonstrava a sua irritação com o tratamento que vinha recebendo (http://www.olindahoje.com/2013/10/vereador-revoltado-com-descaso-da.html). Ao Blog OLINDA HOJE o vereador disse que a presidência da Casa tenta justificar a demora com o argumento de que se trata da “burocracia” para a realização da licitação. “Não justifica, porque serviços com valores inferiores a R$ 8 mil podem ter a licitação dispensada. O que há mesmo é discriminação e perseguição”, garantiu. Ele reforçou ainda que o gabinete não tem condições de trabalho por conta da falta de mobiliário, de computadores e impressoras.


Durante o seu pronunciamento, Riquinho também comunicou a sua desfiliação do PDT, partido pelo qual se elegeu, e justificou as razões da sua saída. Segundo ele, o presidente municipal da legenda, Antônio de Abreu, traiu todos os filiados e candidatos a vereador: “99% já deixaram o partido, só faltam eu e Mônica” (vereadora Mônica Ribeiro). 

Envie um comentário

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
O grande dia está aqui.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 613 outros assinantes

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: