jul
27

BOATOS SOBRE O BOLSA FAMÍLIA HUMILHA POVÃO

AuthorPostado por: Paulo Fernando    Category Em: Sem categoria     Tags


Manoel Larré

A Polícia Federal (PF) chega ao fim das investigações sobre a onda de boatos, em maio passado, final de semana, dias 18 e 19, aonde se espalhou que o Programa Bolsa Família iria acabar. A informação levou desespero e pânico aos milhares de beneficiários do programa (13,8 milhões), que acorreram às casas lotéricas e agências da Caixa Econômica em todo Brasil para sacar, em menos de 24 horas, mais de R$ 152 milhões. 

O total de saques astronômico: 900 mil. O inacreditável: o dinheiro estava lá, disponível na conta de cada beneficiário. As polícias militares de 12 Estados tiveram que intervir na corrida desenfreada do povão para evitar maiores tumultos e quebra-quebra. 

O fim da busca por culpados – ou, no jargão popular, bode expiatório – terminou melancolicamente em pizza e a PF não encontrou outros caseiros com nomes de Francenildo Costa para indiciamento criminal. 

A pergunta que não quer calar: o por quê se mobilizar todo aparato da Polícia Federal para apurar boatos. Nova regra ou norma policial? Dizem os vazadores de notícias palacianas, que o rumor partiu de dentro da cúpula petista, envolvendo marqueteiro e assessores diretos da presidente Dilma Rousself para aferir a quanto andava a sua popularidade eleitoral, principalmente no castigado Nordeste, com a longa estiagem e depois do besteirol dito pela gerentona do Brasil, de que não iria destinar verbas federais para amenizar os produtores de rebanhos que viam o seu gado sendo dizimado pela seca, pois os mesmos iriam morrer de novo. 

Os nordestinos estavam bravos com tamanho descaso e insensatez e os “cabeças brilhantes” de Brasília apostaram na boataria (o que o dinheiro não faz) para sentir o feedback junto aos dependentes do Bolsa Família. E o tiro, ninguém atinou para isso, saiu pela culatra, principalmente, depois das declarações da ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, que pôs a culpa na oposição. 

Também o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, de se apresentar como paladino da Justiça, informando que iria colocar os culpados na cadeia e coisa e tal, e Dona Dilma dizer, em rede nacional, que aquilo era um horror, um ato desumano e criminoso e o presidente da Caixa Econômica Federal mentir descaradamente em reiteradas entrevistas a jornalistas, afirmando categoricamente que a instituição financeira não sabia de nada, imitando o ex-presidente (não desencarnado do Poder), Lula da Silva. 

Os beneficiários cadastrados não deveriam passar por tanto rebaixamento moral e sufoco e têm a obrigação de gritar a todo pulmão… “Eu não sou cachorro não, para viver tão humilhado; eu não sou cachorro não, para viver tão desprezado”. E, o mais importante, não acreditar em qualquer vigarice patrocinada pelo PT. 

O Bolsa Família está completando 10 anos e já é considerado o maior programa oficial de compra de votos do mundo. Quem acha que a difusão de mentiras para tirar vantagens eleitoreiras é pecado venial, já anda (de novo) boatando que o programa será reajustado a cada ano, já em janeiro de 2014, junto com o aumento do salário mínimo para os trabalhadores. Que beleza!

Envie um comentário

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
O grande dia está aqui.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 613 outros assinantes

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: