Navegando todos os artigos Denuncias
jun
20

MEC veta expansão em 27 faculdades, sendo cinco de Pernambuco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Vinte e sete Instituições de Ensino Superior (IES) investigadas por oferta irregular receberam medidas cautelares despachadas pelo Ministério da Educação (MEC). As instituições foram citadas em relatório de uma CPI instalada pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Cinco são pernambucanas. O despacho foi publicado no Diário Oficial da União dessa segunda-feira (19). Na prática, O MEC paralisou a análise de qualquer processo solicitado por essas faculdades nos próximos 120 dias.

Faculdade Anchieta do Recife, Faculdade de Saúde de Paulista (Fasup), Faculdade de Santa Cruz, Instituto Superior de Educação de Floresta e Instituto Superior de Educação de Pesqueira são as pernambucanas que estão na lista. Além de não analisar pedidos feitos pelas faculdades citadas no despacho, o MEC também determinou que nenhum novo curso poderá ser oferecido por elas. A assessoria do Ministério explicou ainda que o despacho não suspenderá atividades em curso e que o documento não apresenta uma decisão final. Por isso, existe o prazo de quatro meses.

A relatora da CPI na Alepe, a deputada Teresa Leitão (PT), comemorou as medidas cautelares. “Na prática, é uma confirmação de que o nosso trabalho está sendo levado em consideração. É uma vitória, porque não podemos fechar faculdades que estão ligadas a um órgão federal. Agora são eles que precisam agir”, avaliou. “Queremos audiência na Câmara e no Senado para discutir o assunto. É preciso tratar de questões criminais relativas a essas instituições. A fiscalização e a monitoria desse tipo de atividade precisam ser mais fortes”, completou.

Representantes das faculdades se disseram surpresos com as medidas cautelares. O setor jurídico da Faculdade de Saúde de Paulista, por exemplo, informou que já prestaram esclarecimentos em relação às acusações de ofertas irregulares. Afirmaram, inclusive, terem sido credenciados recentemente pelo Ministério da Educação. Anteriormente, trabalhavam apenas com uma autorização. O setor informou ainda que não foi notificado oficialmente pelo MEC em relação às medidas.

O diretor da Faculdade Anchieta, Ivan Requena, também afirmou que não foi notificado oficialmente. De forma semelhante à Fasup, a instituição passou por um credenciamento recentemente. “Ficamos com nota 3 depois de avaliação do MEC. Por isso ficamos surpresos de estarmos listados no despacho. Essa ação é um desdobramento da CPI, mas tudo já foi investigado”, argumentou o professor.

Fonte: Folhape

jun
18

Policial civil é demitido por desviar armas para quitar dívidas com traficantes de drogas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

agente-de-policia

Um agente da Polícia Civil foi demitido da corporação por desviar armas de fogo para saldar dívidas com traficantes. Usuário de drogas, o policial ainda aproveitou a ausência de um colega de trabalho para subtrair 25 pedras de crack, que foram apreendidas pela polícia, para consumo próprio, segundo portaria publicada no Diário Oficial do Estado. Na época, o agente exercia a função de chefe administrativo da 26ª Circunscrição Policial, sediada em Rio Doce, Olinda.

Segundo o texto da Secretaria de Defesa Social (SDS-PE), os crimes ocorreram em 2008. Com o objetivo de consumir a droga, o agente teria pego as 25 pedras de crack apreendidas pela corporação no momento que um de seus colegas de trabalho saiu da unidade policial para jantar.

“Além disso, ao tempo em que era Chefe Administrativo na citada unidade policial, desviou ainda, em proveito próprio, armas de fogo, as quais foram utilizadas como garantia de pagamento das drogas por ele adquiridas, visando saldar dívida contraída com traficantes”, diz a publicação.

O texto de demissão foi assinado pelo secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia. Os autos do processo foram encaminhados para a Procuradoria de Apoio Jurídico Legislativo do Governador para que sejam tomadas as providências cabíveis.

Fonte: G1

jun
8

ANP interdita 25 postos de gasolina por irregularidades em Pernambuco

postos-interditados

Vinte e cinco postos de combustíveis no Estado foram interditados por irregularidades tributárias durante uma fiscalização conjunta da Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Foram vistoriados 390 estabelecimentos na Região Metropolitana do Recife e nas BRs 101, 232 e 408. Esta, segundo a Sefaz-PE, foi a maior fiscalização realizada pelo órgão no setor de combustíveis e deve ser finalizada amanhã (09), com vistorias, ainda, em outros 13 postos.

Entre as irregularidades encontradas nos postos estão a falta de automação das bombas abastecedoras, ausência de documentação fiscal e aferição irregular de bombas, problema conhecido como ‘bomba baixa’. Nessa situação, o consumidor acaba levando menos combustível do que o valor indicado pela bomba.

Do total de postos interditados, 18 tiveram interdição total e não poderão mais comercializar combustíveis até que a situação seja regularizada, seja em relação à tributação ou à qualidade do combustível repassado ao consumidor. Outros quatro estabelecimentos (dois nos bairros do Recife e de Água Fria, no Recife; um em Pombos e outro em Vitória de Santo Antão) terão a inscrição estadual cancelada e serão fechados por cinco anos devido à reincidência das irregularidades.

Ao longo da vistoria, ainda foram emitidos 408 procedimentos administrativos, entre autos de infração, notificações e medidas reparadoras de conduta. O número de postos interditados (total ou parcialmente) chega a 5%. Para o gerente técnico de Articulação e Projetos da Sefaz-PE, Domingos Soares, é um percentual alto, levando-se em consideração a expectativa da ANP de, no máximo, 3% de postos irregulares em cada Estado.

A Sefaz-PE não divulga a lista dos 25 postos interditados sob a alegação de “sigilo fiscal” e orienta os consumidores a observarem se há nos estabelecimentos bombas com lacres da ANP, um indício de irregularidades no local. 

De acordo com diretor geral de Operações Estratégicas da Sefaz-PE, Cristiano Aragão Dias, o consumidor pode exigir o teste dos combustíveis dos postos em caso de dúvida sobre a procedência do produto. As denúncias podem ser feitas através da ouvidoria da Sefaz-PE (0800.285.1244) ou na ANP (0800.970.0267). A ligação é gratuita.

 
jun
7

Unidades de ensino de Pernambuco são condenadas pela Justiça Federal

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

FadireTrês instituições de ensino foram condenadas, nessa terça-feira (06), pela Justiça Federal. Elas são apontadas como criminosas pela CPI das Faculdades Irregulares da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). As instituições foram condenadas a pagar R$ 500 mil por danos morais coletivos e o relatório final da CPI também pediu o indiciamento de 16 pessoas.

Localizadas no Interior de Pernambuco, o Instituto Superior de Educação de Floresta (Isef), a Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional (Fadire) e a empresa Alinne Naiany Souza Silva de Lima, montaram esquemas fraudulentos que lesavam os estudantes das cidades de Caruaru e Chã Grande.

De acordo com a Justiça, os alunos afetados pertenciam aos cursos superiores de Administração, Pedagogia, Serviço Social e Gestão Ambiental, que eram ministrados pelo Isef em parceria com a Fadire. No entanto, pelo Ministério da Educação (MEC) as duas instituições só eram credenciadas para oferecer os cursos nas cidades sedes: Floresta (Isef) e Santa Cruz do Capibaribe. As duas faculdades ainda emitiam os diplomas dos cursos de forma irregular e a pessoa jurídica Alinne Naiany recebia o pagamento da mensalidade dos cursos irregulares.

De acordo com o deputado Rodrigo Novaes (PSD), presidente da CPI das Faculdades Irregulares, o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou várias ações com o objetivo de responsabilizar não só a pessoa jurídica como também os responsáveis pelas Isef e Fadire (foto). Ainda segundo Novaes, o MEC tem tomado todas as providências administrativamente para descredenciar as instituições. 

O relatório final da CPI sugeriu ao MPF a suspensão dos programas de extensão de 14 instituições de ensino. E a Justiça ainda determinou aos alunos lesados que ingressem com ações judiciais individuais. O MPF, agora, pretende recorrer para garantir a reparação a esses estudantes.

Fonte: Folhape

jun
3

MPF pede a prisão de Lula e o pagamento de R$ 87 milhões em multas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Lula

O Ministério Público Federal de Curitiba (MPF), responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, pediu na noite dessa sexta-feira (02) ao juiz Sérgio Moro a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de outros seis réus pelos crimes de corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro. O MPF quer que todos cumpram as respectivas penas em regime fechado e que Moro determine a apreensão de R$ 87.624.971,26, correspondente ao valor das propinas que teriam sido pagas nos contratos da OAS com a Petrobras.

O pedido foi encaminhado à Justiça Federal de Curitiba e faz parte das alegações finais do processo que apura o suposto pagamento de propina por parte da OAS, envolvendo um apartamento triplex no Guarujá, litoral paulista e que, segundo o MPF, seria entregue a Lula, como contrapartida por contratos que a empreiteira fechou com a Petrobras.

Do total estabelecido pelo MPF, Lula teria recebido cerca de R$ 3 milhões, incluindo os valores do triplex e do contrato entre a OAS e a transportadora Granero, responsável pela guarda de parte do acervo que o ex-presidente recebeu ao deixar o cargo.

Também são réus no caso o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro; os executivos da empresa Agenor Franklin Medeiros, Paulo Gordilho, Fábio Yonamine e Roberto Ferreira; e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto. Todos são acusados de lavagem de dinheiro e corrupção ativa. A ex-primeira-dama Marisa Letícia teve o nome excluído da ação após a sua morte, em fevereiro passado.

O MPF informou ainda que Léo Pinheiro, Agenor Franklin e Paulo Gordilho devem ter as penas reduzidas pela metade, “considerando que em seus interrogatórios não apenas confessaram ter praticado os graves fatos criminosos (…), como também espontaneamente optaram por prestar esclarecimentos relevantes acerca da responsabilidade de coautores e partícipes nos crimes, e tendo em vista, ainda, que forneceram provas documentais  (…)que não eram de conhecimento das autoridades”.

Conforme os procuradores que fizeram o pedido, as defesas têm até 20 de junho para contestar os argumentos do MPF. Depois da apresentação das alegações de todos os envolvidos, o processo volta ao juiz Sérgio Moro, que vai definir se condena ou absolve os réus.

maio
23

Governador Paulo Câmara rebate acusações de delator da J&F

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

pc

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), rompeu o silêncio nessa segunda-feira (22), para explicar as denúncias feitas pelo diretor da J&F (holding do grupo JBS), Ricardo Saud. Disse estar “indignado” e garantiu que a sua campanha de 2014 não recebeu recursos da JBS. Segundo ele, nem a campanha nem o partido “recebeu nenhum centavo da JBS“. Paulo Câmara afirmou que a doação foi feita ao diretório nacional do PSB e que a transação está registrada.

“Essa pessoa foi textual ao dizer que a doação foi sem contrapartida ou benefício. E, na análise dos documentos pelo Ministério Público e Supremo, não há menção ao meu nome, Paulo Câmara, Geraldo Julio e Eduardo Campos”, disse.

O socialista afirmou que é servidor público e que vive do seu salário. “Só tenho dois patrimônios: minha família e meu nome”, declarou. 

Antes do pronunciamento do governador,  o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), também citado por Ricardo Saud, fez um discurso em defesa do governo Paulo Câmara. Ele afirmou que a acusação feita pelo dirigente da J&F é “absurda, inaceitável”. “O próprio acusador diz que não tem nenhuma troca de favores. E se não houve troca de favores, não há o que se falar em propina”, conclui.

Foto: Folhape

maio
22

Dirigente petebista ataca PSB e pede explicações sobre denúncias da JBS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

“É muito difícil a situação dos socialistas que, por dever de ofício, são obrigados a defender Paulo Câmara, o pior governador da história de Pernambuco, segundo pesquisa recente de opinião. É o caso de Sileno Guedes, um político sem voto e sem expressão. Na falta de respostas consistentes às graves denúncias que envolvem integrantes do PSB estadual, Sileno reduz o debate político ao seu tamanho e faz ataques pessoais ao senador Armando Monteiro (PTB), maior líder da oposição no Estado.”

O revide é do presidente estadual do PTB, deputado estadual José Humberto Cavalcanti, em nota distribuída no final desta tarde. “As denúncias envolvendo lideranças do PSB de Pernambuco, amplamente divulgadas pela imprensa, precisam de explicações convincentes. É papel da oposição fazer essa cobrança, em nome de toda a sociedade”, defendeu.

José Humberto lembrou que o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, estão no centro do noticiário. “Infelizmente, o principal assunto que hoje se associa a eles é a corrupção. Antes das recentes denúncias envolvendo propina da JBS, a dupla já era investigada até pelo Supremo Tribunal Federal (STF), dentro da Operação Fair Play, braço local da Lava Jato, que apura irregularidades na construção da Arena Pernambuco”, disse.

“É urgente que o PSB explique com seriedade aos pernambucanos o porquê de seus integrantes estarem sendo investigados e denunciados em tantas operações da Polícia Federal”, cobrou o dirigente petebista.

maio
22

Denúncias: senador do PTB cobra respostas do governador Paulo Câmara

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Há muito tempo, o PSB de Pernambuco está sob o foco das investigações da Polícia Federal e outros órgãos investigativos. A sociedade vem acompanhando os acontecimentos com muito constrangimento. Ao longo do processo, esperamos esclarecimentos cabais. Mas essas explicações nunca ocorreram de forma a afastar as fortes suspeitas que recaem sobre este partido, pelas posturas e condutas adotadas por seus agentes políticos. 

Nunca fiz julgamentos antecipados, visto que essas denúncias envolvem, inclusive, figuras públicas que já não mais estão presentes para se defender. No entanto, considerando agora que as novas denúncias trazidas na delação da JBS atingem frontalmente o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, não poderia deixar de, ao lado da sociedade pernambucana, exigir um esclarecimento definitivo sobre essa questão.

Este é o teor da nota do senador Armando Monteiro Neto (PTB), distribuída hoje (22) à Imprensa através da sua assessoria. Segundo o senador, com relação ao governador, “o delator fala de propina de R$ 1 milhão e relaciona ainda visitas e gestões promovidas à época pelo atual governador e o atual prefeito do Recife relacionadas a um grande montante de recursos que não estão declarados na prestação de contas da campanha de Paulo Câmara”. “Se comprovadas as denúncias, resta comprometida a legitimidade do mandato do governador, bem como sua autoridade ética, moral e política”, diz. 

Desde o início da Operação Lava Jato, o PSB de Pernambuco tem revelado um condenável protagonismo. Cabe lembrar que, em outubro de 2014, o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, já apontava na sua delação a participação de expoentes do partido. Tanto Costa quanto o ex-presidente da Camargo Corrêa, Dalton Avancini, confirmaram repasse de propina de R$ 20 milhões para a campanha do PSB em 2010. Um dos operadores citados é o ex-presidente da Copergás, Aldo Guedes.

O PSB é o centro da Fair Play, operação paralela à Lava Jato que investiga desde agosto de 2015 uma série de irregularidades na Arena Pernambuco: superfaturamento, restrição à competitividade na licitação do projeto, pagamento de propina via doações oficiais e até eventuais crimes contra o sistema financeiro. Os principais investigados são o prefeito Geraldo Júlio e o governador Paulo Câmara. Eles foram, respectivamente, presidente e vice-presidente do Comitê de Gestão Público Privada do Governo de Pernambuco, responsável pela viabilização da obra.

Ainda em 2015, várias operações da Polícia Federal tiveram o PSB como alvo. Em julho, a Operação Politeia apreendeu bens dos socialistas adquiridos com supostas práticas criminosas. Em dezembro, a Operação Catilinárias evitou a destruição de provas de integrantes do partido, citados em esquemas de corrupção na Lava Jato. No mesmo mês, o PSB foi um dos principais investigados na Operação Vidas Secas, que apura desvio de R$ 200 milhões na obra da transposição do Rio São Francisco.

O PSB é o protagonista da Operação Turbulência, deflagrada em junho de 2016, que investiga uma organização criminosa, formada por 30 pessoas de várias empresas, suspeita de ter movimentado mais de R$ 600 milhões desde 2010. Outra operação é a Vórtex, que está apurando crimes de corrupção, direcionamento de licitação e lavagem de dinheiro.

Em 2017, a delação do ex-executivo da Odebrecht, João Pacífico, revelou que o PSB cobrava 3% dos valores dos contratos que a empreiteira firmou em Pernambuco, a exemplo da Adutora de Pirapama, da refinaria Abreu e Lima e do Complexo Prisional de Itaquitinga.
maio
22

Faustão ataca corruptos, mas esquece de criticar corruptor que o patrocina

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Faustão

A delação premiada de Joesley Batista ,empresário e dono da JBS, parece que vai atingir quase todas as pessoas da nossa nação de alguma maneira. Quem assistiu o Programa do Faustão nesse domingo (21) deve ter reparado na ira do apresentador, Fausto Silva, que por várias vezes cobrou o fim da corrupção e também deu lição moral e cívica.

Até aí tudo bem. Todos nós estamos revoltados com o escândalo envolvendo Temer, Aécio, Joesley, Wesley, Lula, Dilma e muito mais políticos. A única coisa que Faustão esqueceu é que um dos seus anunciantes é o Banco Original, uma instituição financeira brasileira controlada pela holding J&F, grupo dos empresários Joesley e Wesley Batista.

O apresentador chegou a finalizar suas famosas pegadinhas com: “Num oferecimento do Banco Original, você assistiu as Cacetadas do Faustão. “A atitude soa no mínimo muito estranha. Como pode cobrar e não dar o exemplo? Fausto Silva devia seguir o exemplo de Tony Ramos, que abandonou a barca furada dos irmãos Batista, e cancelar de imediato qualquer relação com o grupo. Não adianta cobrar o fim da corrupção se está recebendo dinheiro de um dos maiores corruptores da história do Brasil.

O escândalo envolvendo toda a classe política do País e um dos maiores empresários do Brasil parece que não pegou apenas nós de surpresa. Tony Ramos, um dos mais famosos atores da nação também se viu traído pelas últimas notícias divulgadas pela imprensa.

Fonte: iG São Paulo 

maio
22

OAB decide protocolar pedido de impeachment de Michel Temer

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

foto OABO Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu na madrugada desse domingo (21), apoiar o impeachment do presidente Michel Temer e formular pedido a ser protocolado na Câmara dos Deputados.

Formado por bancadas com representantes dos 26 Estados do país e do Distrito Federal, o Conselho decidiu fazer uma reunião extraordinária, na sede da instituição, em Brasília (DF), diante dos fatos da última semana.

Antes das deliberações desse sábado (20), a maior parte das bancadas já havia se posicionado pela cassação do presidente. Em geral as bancadas expressam a opinião das seccionais da OAB nos Estados. Ao todo, 25 bancadas decidiram pelo impedimento do presidente. O Amapá votou contra e o Acre não compareceu.

A sessão que decidiu pelo impedimento durou cerca de oito horas. O pedido deve ser protocolado nos próximos dias. O presidente Michel Temer já possui ao menos oito pedidos de impeachment protocolados na Câmara.

A OAB montou uma comissão com quatro conselheiros para analisar os documentos divulgados na última quinta-feira (18) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a delação dos irmãos Batista, donos da JBS. A delação serviu de base para abertura de inquérito contra o presidente no STF.

A OAB é a maior entidade da sociedade civil do país. Foi ela que, ao lado da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), protocolou o pedido de impeachment de Fernando Collor de Mello, em 1992.

Fonte: Folhapress

maio
22

Corruptor tenta justificar a corrupção

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

corruptorDepois da Andrade Gutierrez e Odebrecht, foi a vez da JBS pedir desculpas aos brasileiros e reconhecer seus erros como injustificáveis em notas oficiais. Um pedido de perdão desses é sempre uma ferramenta de marketing. Ok, é do jogo.

Mas o da JBS teve uma diferença em relação às duas empreiteiras: enquanto a Andrade Gutierrez sugere modos de evitar a corrupção em licitações, e a Odebrecht afirma que “não importa” se cederam a pressões externas, a empresa dos Batista (Joesley Batista: foto) culpa mais o próprio Brasil por seus erros.

Lá pelas tantas, o seu  afirma que o “espírito empreendedor” do grupo se deparou com um “sistema brasileiro que muitas vezes cria dificuldades para vender facilidades”, e os “levaram a optar por pagamentos indevidos a agentes públicos”.

Fonte: O Globo – Clarissa Stycer/Coluna de Lauro Jardim

 

maio
20

Paulo Câmara nega ter recebido “propina” ou “pagamento” da JBS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Paulo-CamaraEm nota, ontem (19), à Imprensa, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirmoa que não recebeu um tostão da JBS para a sua campanha ao Governo do Estado em 2014.

“Nunca solicitei e nem recebi recursos de qualquer empresa em troca de favores. Tenho uma vida dedicada ao serviço público. Sou um homem de classe média, que vivo do meu salário”, disse.

O governador fez referência ao documento que sintetiza a delação, na qual o delator Ricardo Saud, da JBS, afirma que não houve negociação nem promessa de ato de ofício, “o que significa que jamais houve qualquer compromisso de troca de favores ou benefícios”.

A nota conclui com a ressalva de ser descabido o uso de expressões como “propina” ou “pagamento”.

Foto: Blog do Banana

maio
20

Paulo Câmara, Geraldo Júlio, Fernando Bezerra Coelho e Eduardo Campos são citados na delação da JBS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

pc-gj

Na sua delação premiada que fez na sede da Procuradoria-Geral da República (PGR), no último dia 05 de maio, o diretor de Relações Institucionais da holding J&F, Ricardo Saud, relatou, no anexo 36, a relação da JBS com o então candidato à Presidência pelo PSB Eduardo Campos.

No depoimento, Saud cita que o grupo tratou de uma “propina” de R$ 15 milhões para a campanha do socialista. Também citou o governador Paulo Câmara, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e o senador Fernando Bezerra Coelho, todos do PSB pernambucano.

Saud afirmou que a JBS decidiu investir em Eduardo por ser “um cara novo, de futuro”. “Nós ficamos muito empolgados com a candidatura de Eduardo Campos. Estivemos com ele em alguns jantares, algumas conversas; com o Paulo Câmara, Geraldo Júlio”, afirmou o delator.

O executivo relatou que, com a morte de Eduardo, foi procurado pelo prefeito do Recife, Geraldo Júlio, para tratar da campanha de Paulo Câmara.

“Fui fazendo os pagamentos oficiais, notas fiscais, essas coisas. Com a morte de Eduardo Campos, o Paulo Câmara, Geraldo Júlio me procurou (sic). Procurou e disse: “olha cara, temos que honrar aí, temos que organizar isso porque precisamos ganhar a eleição aqui agora, em Pernambuco, em homenagem a Eduardo Campos. O Paulo Câmara está aí para ganhar”, relembra o delator.

Ele acrescentou que iria pagar o que havia se comprometido. “O que nos comprometemos, que é os 14 (sic), nós vamos pagar. O resto a gente não paga mais nada”, disse o delator.

Depois, Saud disse que se chegou a um “meio termo”. “Íamos pagar para não atrapalhar a campanha do Paulo Câmara. E ainda darmos uma propina para o Paulo Câmara em dinheiro vivo lá em Pernambuco”, disse, na delação.

Ainda de acordo com o executivo da JBS, o senador Fernando Bezerra Coelho foi beneficiado com as negociações. “O Fernando Bezerra foi beneficiado. Essa nota fiscal aqui de R$ 1 milhão foi para ele”, explicou o delator.

Fonte/Foto: Folhape

maio
18

Rumo esclarece punição da Justiça do Trabalho

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags ,

Com base na publicação feita no último dia 13 de maio, sobre condenação da Rumo Logística Operadora Multimodal ao pagamento  de indenização no valor de R$ 15 milhões, a assessoria de imprensa da empresa esclarece que a sentença punitiva ocorreu por conta de “jornada excessiva”, e que não há configuração de trabalho em condição análoga à de escravo.

Esclarece, também, que a sentença condenatória da juíza Ana Lúcia Cogo Casari Castanho Ferreira, da 1ª Vara do Trabalho de Araraquara (SP), por danos morais coletivos por manter motoristas de caminhão em jornadas de trabalho extenuantes, “é provisória” e que a Rumo – uma empresa do grupo Cosan – “irá recorrer da sentença”.

Segue a nota na íntegra:

A Rumo realiza todas as suas operações dentro da mais completa legalidade, incluindo suas atividades de transporte rodoviário de cargas, as quais são realizadas através de empresas terceirizadas e nos limites das leis 11.442/2007 e 13.103/2015. A decisão citada pela reportagem é provisória e ignora totalmente as disposições legais vigentes, incluindo a nova legislação sobre a terceirização de serviços, lei nº 13.429/2017. A Rumo irá recorrer e confia plenamente na reversão da sentença.

maio
13

Empresa da Cosan é condenada em R$ 15 milhões por “jornada excessiva” de trabalho

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags

Trabalho-escravoA Rumo Logística Operadora Multimodal, empresa do grupo Cosan, que recentemente adquiriu a ALL Logística, foi condenada ao pagamento de indenização por danos morais coletivos no valor de R$ 15 milhões por manter motoristas de caminhão em jornadas de trabalho extenuantes.

Segundo a magistrada que proferiu a sentença, juíza Ana Lúcia Cogo Casari Castanho Ferreira, da 1ª Vara do Trabalho de Araraquara, “a prática de jornadas exaustivas, tal como constatada nos presentes autos, pode, sim, configurar o labor em condição análoga à de escravo, sendo desnecessária a existência de privação da liberdade de ir e vir”. A ação é do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Campinas (SP).

A ação decorre de dois inquéritos civis instaurados a partir de operação realizada pelo MPT em conjunto com a Polícia Rodoviária Estadual na Rodovia Washington Luiz, em março de 2015. Na ocasião, o procurador Rafael de Araújo Gomes flagrou um motorista da empresa BNG Transportes dirigindo há 17 horas, com pequenas paradas ao longo do trajeto. Ele transportava açúcar para a Usina Santa Isabel (a Rumo transporta açúcar e etanol das usinas Raízen, joint venture entre Cosan e Shell, e também de concorrentes, como a Santa Isabel).

Os documentos fiscais apresentados às autoridades policiais mencionavam a Rumo Logística como a transportadora responsável pela carga (portanto, prestadora direta da Santa Isabel), que por sua vez havia subcontratado a Transportes Rodoviários Vale do Piquiri Ltda (“quarterizada”), que por sua vez subcontratou a BNG (“quinterizada”).

O MPT requisitou à BNG cópias dos discos de tacógrafo de todos os seus caminhões. “A análise dos discos revelou situações idênticas ou ainda mais graves que aquela identificada na ação fiscal, como casos em que a jornada do motorista iniciou às 1h e continuou até as 22h30, ou das 5h às 23h, ou das 7h30 às 00h, pontuados por período de espera para o carregamento ou descarregamento do caminhão”, afirma o procurador.

Trabalho escravo – A acusação do Ministério Público pediu em juízo a condenação da Rumo ao pagamento de dano moral coletivo conforme a gravidade do dano causado. De acordo com a fundamentação jurídica da ação, a conduta ilícita da empresa, relativa à jornada exaustiva, conduz ao reconhecimento do trabalho análogo a de escravo na forma do artigo 149 do Código Penal.
A juíza que proferiu a sentença anuiu com a argumentação do MPT, afirmando que a prática de jornada exaustiva “tal como constatada nos autos” configura, de fato, o trabalho análogo à escravidão. 

Além do pagamento de dano moral coletivo de R$ 15 milhões, a Rumo é obrigada pela sentença a não proceder à terceirização de serviços de transporte rodoviário, sob pena de multa de R$ 100 mil por motorista (podendo ser majorada em caso de reiteração); abster-se “rigorosamente” de prorrogar jornada de trabalho dos motoristas além de duas horas por dia, sob pena de multa de R$ 5 mil por infração e por trabalhador atingido; e conceder intervalos de descanso (intrajornada e interjonada) conforme previsto na lei, sob pena de multa de R$ 5 mil por infração e por trabalhador atingido. Cabe recurso ao TRT da 15ª Região.

maio
8

Procon-PE encontra mais de 200 cervejas vencidas no Classic Hall

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

vencidoO Procon-PE realizou durante todo o final de semana diversas fiscalizações em casas de shows localizadas na Região Metropolitana do Recife (RMR). O foco era comprovar se estavam sendo vendidos ingressos com meia entrada, pois o órgão tem recebido diversas denúncias. Durante a inspeção, outras irregularidades também foram constatadas.

No Classic Hall, em Olinda, na noite de sábado (06), durante o show de Roberto Carlos, foram descartadas 234 latas de cerveja pilsen da marca Schin vencidas. Dos produtos fora do prazo de validade, 150 latas tinham vencido desde o dia 13 de abril; 48 no dia 25 de abril e 36 no dia 29 de março.

No Bar Teatro Mamulengo, localizado na Rua da Guia, no Recife Antigo, foram retiradas 29 garrafas pet de H2O limão, de 500 ml, vencidas no dia 04 de maio. Já no bar Seu Regueira, localizado no bairro do Rosarinho, onde acontecem diversos shows nos fins de semana, a constatação foi que não estava sendo vendida a meia entrada.

Todos os estabelecimentos receberam auto de constatação e serão autuados pelas irregularidades. O consumidor que quiser denunciar pode ligar para o número: 0800.282.1512. Não precisa se identificar.

abr
25

Morte de jovem em Arcoverde pode estar ligado ao jogo Baleia Azul

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

A morte de um adolescente de 13 anos no município de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, pode ter relação com o jogo da Baleia Azul, série de 50 desafios cujo objetivo final do jogador é acabar com a própria vida.

Pessoas ligadas aos familiares afirmam que o garoto seguia a rotina normal na última segunda-feira (24). Foi para a escola, assistiu todas as aulas e interagiu com os colegas. À noite ele foi encontrado pelo irmão sem vida no primeiro andar da residência onde morava com os pais.

No perfil do jovem no Facebook, uma das páginas curtidas é do jogo Baleia Azul. Na sua descrição, o adolescente colocou em inglês que todos seriam bem vindos em seu velório.

De acordo com o delegado Henrique Paiva, titular da Delegacia de Arcoverde, ainda é cedo para concluir se há ligação entre a morte do menino e o jogo. “As investigações ainda estão em fase preliminar, não tenho como confirmar”, disse, acrescentando que o aparelho celular do garoto será periciado.

Pernambuco – Sete casos que podem estar relacionados ao jogo no Estado estão sendo investigados. Cinco deles são acompanhados pela Polícia Civil. Eles ocorreram no Recife, em Paulista, em Goiana e em Vicência. Em Petrolina, o corpo de uma menina de 15 anos foi encontrado no Rio São Francisco.

Fonte: Folhape

abr
22

Baleia Azul: o jogo suicida que preocupa o Brasil e o mundo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Baleia Azul

Um dos assuntos que mais tem gerado preocupação no Brasil e no mundo é o jogo virtual da Baleia Azul. O passatempo, disputado pelas redes sociais, propõe ao jogador 50 desafios macabros que vão desde a automutilação até o suicídio. O game funciona como uma espécie de “siga o mestre” – quem dita as regras e propõe os desafios é um mentor, o qual envia aos participantes mensagens com instruções do que fazer e solicita fotos como prova do cumprimento das tarefas. 

Os jogadores geralmente são crianças e adolescentes, que, além de estarem mais susceptíveis às influências de terceiros, passam mais tempo em redes sociais. Tudo começa de maneira “leve”: no início, são delegadas aos jogadores tarefas como assistir a filmes de terror, ouvir músicas psicodélicas e desenhar uma baleia azul em um papel. Com o passar dos dias, os adolescentes chegam a ser desafiados a se pendurarem em lugares altos e se automutilarem, ou até tirarem a própria vida. 

Ao que tudo indica o jogo Baleia Azul teve início na Rússia, em 2015, quando uma jovem de 15 anos cumpriu a última tarefa e pulou do alto de um edifício. Dias depois, uma adolescente de 14 anos se atirou na frente de um trem. Os episódios fizeram as autoridades do país começarem uma investigação que ligou os incidentes a um grupo que participava de um desafio com 50 missões. 

A preocupação com o jogo aumentou no ano passado, quando diversas fontes divulgaram, sem confirmação, 130 suicídios supostamente vinculados a comunidades virtuais identificadas como “grupos da morte”. Diversos países, como a Inglaterra, França e Romênia têm enviado alertas aos pais depois que adolescentes apareceram com cortes nos braços e sinais de mutilação.

 

abr
22

Teólogo faz análise da realidade envolvendo o jogo Baleia Azul

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias, Olinda     Tags , ,

Padre BetoFilósofo e teólogo, o padre Beto Daniel, arrisca afirmar  que o jogo Baleia Azul é, para os jovens da atualidade, apenas uma forma de viver sensações. Ele explica que situações como estas tem como pano de fundo a falta de perspectiva, de objetivo e de luta por causas maiores.

O religioso acredita que as gerações anteriores arriscavam sua vida por causas sociais. Hoje a competitividade exacerbada, o descrédito em instituições como a família e escola (que outrora davam segurança e estabilidade), as gerações não foram formadas para pensar um projeto de sociedade e acabam vivendo sensações.

Padre Beto tem formação em Direito (Instituto Toledo de Ensino, de Bauru), em História (Universidade do Sagrado Coração, de Bauru) e em Teologia (Universidade Estadual Ludwig-Maximilian, de Munique – Alemanha. Nesta última, também concluiu o doutorado em Ética. Foi ordenado Padre pela Igreja Católica em Bauru no ano de 1998 e exerceu o ministério de sacerdote na Diocese daquela cidade por 14 anos.

“Não acredito que as pessoas estão inseguras; elas buscam experiências como essas e mostram claramente que estão em busca de algo que as preencham, mas acabam não encontrando respostas e entrando em experiências radicais. Faltam instituições que de fato estejam comprometidas com projetos de vida e que deem aos jovens a possibilidade de sonhar e acreditar que a vida é muito mais do que sobreviver”, explica. No caso uma realidade muito mais ampla estaria relacionada à prática do jogo.

O criador desse jogo teria percebido o vazio existencial presente na sociedade e canalizou o jogo para situações contrárias ao desejo humano, como o sofrimento, trazendo a tona, de maneira explicita, saídas para problemas como a falta de sentido diante de perguntas como “quem sou eu?” “o que faço nesse mundo?” “o que é a morte?”.

abr
20

Polícias investigam sete casos de vítimas do jogo Baleia Azul em PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

As polícias Civil e Federal (PF) já registram sete casos de adolescentes envolvidos com o “jogo” Baleia Azul na Região Metropolitana do Recife (RMR). A informação é da Polícia Civil de Pernambuco, que realiza uma coletiva de imprensa para dar orientações sobre o caso na tarde desta quinta-feira (20). Ela investiga dois casos no Recife, sendo um no Ibura e um em Brasília Teimosa, um no município de Paulista, um em Goiana e um em Vicência, na Zona da Mata Norte. Já a PF investiga dois casos na cidade de Moreno, na RMR.

“É um jogo macabro, quase uma seita, que afeta pessoas que ainda não têm o discernimento que nós, adultos, temos”, disse o gestor do Departamento de Policia da Criança e do Adolescente (DPCA), Darlison Freire. “O ameaçador costuma ter informações do adolescente, muitas delas fornecidas pelo próprio adolescente”, explica Darlson.

No caso registrado nesta quarta (19), uma adolescente de 13 anos que mora no município de Paulista, também na RMR, teria recebido ameaças por meio de mensagens no WhatsApp quando avisou que iria sair do jogo. As mensagens partiram de pessoas que moram em Minas Gerais, Bahia e interior do Rio de Janeiro. A polícia recebeu esse material e já está investigando quem seriam esses aliciadores. 

Fonte: Folhape

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: