Navegando todos os artigos Denuncias
fev
14

Material escolar doado ao Shopping Patteo vai para ONG de vereador

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

As doação de material escolar que os clientes do Shopping Patteo (Olinda) fizeram durante o mês de janeiro para que fosse destinada a crianças carentes da cidade, foram parar na Associação Nossa Voz em Ação, ONG mantida pelo vereador Algério (PSB), no bairro de Peixinhos. A escolha da entidade ligada ao político para receber as doações foi muito criticada.

“Foi, no mínimo, uma imprudência do shopping. Fizemos as doações de boa fé, achando que uma entidade isenta seria beneficiada. Mas como explicar que a entrega de todo material foi feita a uma associação que trabalha exclusivamente em função do vereador?”, questionou a professora Marlene Gomes Santos, que doou uma caixa de canetas e cinco cadernos.

Quem também reprovou a ação foi o comerciante Jackson Miranda. Comovido com o apelo da campanha do shopping, ele mobilizou amigos que moram em Rio Doce para comprar material. E não gostou de saber que os cadernos, borrachas e estojos escolares foram para a ONG do político.

“Gostaria de saber qual o critério para escolha e qual é a ligação que o shopping tem com o excelentíssimo senhor vereador Algério. É no mínimo estranho tudo isso. O pior de tudo é o cliente que doou ficar com essa sensação de que foi feito de besta, pois se soubéssemos que era para doar o material para fortalecer o assistencialismo barato de vereador a gente teria destinado o material a outras instituições”, afirmou revoltado.

Fonte: Observatório de Olinda

 
fev
14

Vereadores criticam decisão do Patteo entregar material recebido de clientes para ONG de politico

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

A falta de critérios para a escolha da Associação Nossa Voz, entidade do vereador Algério (PSB) beneficiada com o recebimento de material escolar – arrecadado a partir de doações de clientes do Shopping Patteo – repercutiu negativamente na Câmara de Vereadores de Olinda.

Ignorando o estrago que a divulgação do episódio já havia causado à imagem do shopping, o vereador Algério, único beneficiado com a doação, ainda colocou mais “lenha na fogueira” ao apresentar um “Voto de Aplauso” para o mall. Foi o suficiente para que os vereadores Marcelo Soares (PCdoB), Graça Fonseca (PMB) e Misael Prestanista (PSB) se manifestassem contra a homenagem.

Normalmente, o “Voto de Aplauso” é o tipo de proposição aprovada por unanimidade. Mas, neste caso, os vereadores dissidentes fizeram questão de votar contra. “O Shopping foi no mínimo preguiçoso ao entregar todo material arrecadado a uma única entidade que já é beneficiada por diversos convênios. Várias instituições mais necessitadas poderiam ter sido contactadas”, disparou o vereador Marcelo Soares (foto).

Misturar ação social com assistencialismo político só poderia resultar em problemas. Ainda mais considerando-se que o material arrecadado veio de terceiros, no caso, clientes do shopping que, de boa fé, compraram livros, cadernos, lápis e canetas com o objetivo de ajudar crianças carentes.

Quem doou sentiu-se enganado, traído pelo Shopping Patteo. Ninguém disse aos doadores que o material iria beneficiar uma instituição ligada a um político. 

Fonte: Observatório de Olinda

fev
10

Interditado o casarão onde está funcionando o “Olinda Tropicana”

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

O imóvel na Rua Prudente de Moraes, próximo aos Quatro Cantos, mais conhecido como a “Casa de Alceu Valença”, onde está funcionando o ‘camarote‘ Olinda Tropicana, foi interditado na noite da última sexta-feira (08). O casarão passou por vistoria do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, que identificaram problemas. 

O Corpo de Bombeiros recomendou ajustes no guarda-corpo, instalação de lâmpada de emergência e retirada de uma antiga instalação de gás na área do evento. Já a Defesa Civil registrou problemas na parte predial do imóvel.

Neste domingo (10), a programação da casa prevê os shows do Maestro Spok com Alceu Valença, Don Troncho, Josildo Sá, Bia Villa-Chan e D’Breck. A assessoria de imprensa do Olinda Tropicana explicou que a situação deve ser regularizada e a prévia está mantida

fev
2

Árvore prestes a cair em escola estadual na Estrada do Caenga

Estudantes e pais de alunos denunciam que uma árvore na área interna da escola estadual Santo Inácio de Loyola (Estrada do Caenga, 294), no bairro de São Benedito – Olinda, está prestes a tombar.

Leitor do OLINDA HOJE enviou uma fotografia da árvore, que já apresenta o tronco e galhos secos. O inverno vem ai. Chuvas e ventos podem colocá-la no chão e provocar acidentes

De quem é a responsabilidade pelo corte? Da Secretaria Estadual de Educação ou do Corpo de Bombeiros? Certamente não é da comunidade, dos estudantes ou dos professores!

 

jan
30

Desvio de R$ 2,2 milhões do Hospital Miguel Arraes é investigado pelo MPPE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , , ,

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abriu um inquérito civil público para investigar um caso de desvio de verbas no Hospital Metropolitano Norte Miguel Arraes (HMA), em Paulista.

O inquérito decorre de uma investigação policial que aponta indícios graves de que um ex-diretor administrativo e financeiro e superintendente da unidade, Rodrigo Cabral de Oliveira, teria desviado R$ 2,2 milhões do hospital, em parceria com a esposa e um amigo. Os desvios teriam acontecido entre janeiro de 2016 e julho de 2018 e atingido diretamente a Fundação Professor Martiniano Fernandes (Imip Hospitalar), que faz a gestão do Miguel Arraes.

A suspeita é de que o esquema de desvio de recursos públicos envolvia a emissão de ordens de pagamento a profissionais autônomos (RPAs) falsas a pessoas que não tinham prestado serviço à unidade. Dentre eles, um dos investigados e amigo do ex-superintendente, Ricardo Alexandre Pereira de Souza, e pessoas que trabalhavam numa loja de um shopping da cidade, cuja gerente era a esposa do superintendente, Viviane Gelli Baptista. Ela teria usado o nome e contas-correntes dos funcionários da loja para fazer os falsos pagamentos. As emissões eram feitas para pagamento de serviços como manutenção das estruturas.

A investigação tem o objetivo de dar continuidade à coleta de informações iniciadas pela polícia, para adoção de eventuais medidas extrajudiciais e/ou judiciais e eventual prestação de contas. Neste mês, foram solicitados bloqueios de bens, assim como a quebra de sigilo bancário e fiscal dos envolvidos. Os dois teriam viajado ao exterior durante a investigação e tentado intimidar testemunhas. 

Existem mandados de prisão preventiva contra os envolvidos, que são considerados foragidos. No último dia 22, a defesa deles entrou com um pedido de habeas corpus na Justiça e aguarda julgamento do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A defesa, por meio de advogado representante, nega as denúncias e questionou arbitrariedade no pedido de prisão efetuado.

Fonte: DP

jan
29

Pernambuco tem 57 barragens com risco de rompimento

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Embora a Agência Nacional de Águas (ANA) tenha divulgado que Jucazinho, em Surubim, seja a única barragem pernambucana entre as 54 com alto risco de rompimento no Brasil, um estudo realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) considera que há 57 barragens no Estado que apresentam ameaça de rompimento e danos associados. São duas de irrigação, 37 de abastecimento, 14 de combate à seca e quatro não especificadas. Ao todo, Pernambuco tem 420 barragens. 

Os dados da CNM confirmam a hipótese levantada pelo pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, Neison Freire, quando supõe que o estudo da ANA está desatualizado ou não condiz com a realidade. 

A barragem em Brumadinho (MG) não estar entre as preocupantes é um sinal disso. “Sabemos que a enchente de 2010 na Mata Sul tem relação com o colapso de três diques no rio Mundaú, em Alagoas, por exemplo.” O problema nunca foi estudado a fundo. Mas, também de acordo com o doutor em geografia pela UFPE Luiz Eugênio Carvalho, há relação com barragens, mas na bacia do rio Una. Acredito que, desde 2010, as grandes barragens em Pernambuco estejam sendo monitoradas com mais cuidado. Mas, há um problema com as pequenas barragens, muitas delas ilegais, construídas por produtores e donos de terra nos períodos de seca”, explica. 

Além da manutenção que precisa ser feita, Neison se preocupa com a falta de um plano sólido de salvamento no caso de um rompimento. “Principalmente, pelas características das áreas a serem atingidas por um colapso de Jucazinho, por exemplo, o salvamento se torna mais difícil”, explicou. Um hipotético rompimento de Jucazinho levaria uma enxurrada de água e detritos até o mar, desde Surubim até o Recife, por meio do curso do rio Capibaribe. “A água tem também um grande poder. Vem em uma grande onda piroclástica, arrastando o que houver às margens do rio, com destino ao mar. Mas isso varia de acordo com a quantidade de água guardada e com o tamanho do rompimento.” 

Cidades como Paudalho (Zona da Mata Norte), São Lourenço, Camaragibe e o Recife, na RMR, seriam algumas das cidades atingidas com violência, já que têm o  Capibaribe próximo aos seus centros urbanos. “A ocupação irregular nas margens, o desassoreamento, o uso de fertilizantes (que leva sedimentos aos rios) piora a situação de uma eventual enchente.” 

A direção geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNocs), em Fortaleza (CE), responsável pela manutenção de Jucazinho, não foi localizada. O escritório local informou que comentará sobre as outras barragens presentes no estudo hoje (29).

jan
27

Barragem de Jucazinho apresenta riscos de rompimento

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Nos últimos três anos a Agência Nacional de Águas (ANA) detectou 54 barragens de água do País com problemas na infraestrutura. Esse número equivale a mais da metade do total das 104 barragens que a agência fiscaliza. A informação foi apurada pelo jornal O Estado de S. Paulo em dezembro de 2018, em levantamento realizado com a ANA por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

A região Nordeste possui 24 barragens sob risco de desabamento, segundo consta no Relatório de Segurança de Barragens 2017 (RSB). O Estado com maior número de barragens sob risco é a Bahia, com 10 reservatórios. Desses, seis não contêm estimativa para a recuperação. 

Em Pernambuco, a única em situação de alerta de risco, segundo o documento, é a Barragem de Jucazinho (Surubim), o maior reservatório para abastecimento humano do Agreste (com capacidade para armazenar mais de 327 milhões de metros cúbicos de água) e o terceiro do Estado.

Segundo o corpo técnico do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), num cenário de rompimento de Jucazinho, com o reservatório cheio, o estrago poderia se propagar até o Recife. Atualmente, o volume de água é de apenas 3,2% da sua capacidade, o que diminui o risco de tragédia

De acordo com o relatório, entre os problemas estruturais identificados e que impactam na segurança do reservatório de Jucazinho, estão fissuras nos vertedouros laterais e nas ombreira. A bacia de dissipação também não é capaz de sustentar a vazão de água do rio. Ou seja, em períodos de chuvas intensas, há grande possibilidade de rompimento da barragem.

O relatório também identificou que o Dnocs não tem Plano de Ação de Emergência para o caso de uma possível tragédia e que a situação de risco da barragem já é conhecida pela diretoria-geral do Dnocs desde 2004, inclusive com a demonstração de dados de engenheiros da própria autarquia. Outros órgãos também estão cientes da situação de Jucazinho, como a Compesa, a Secretaria Estadual de Recursos Hídricos e a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), responsável pela fiscalização. 

Fontes: DP e OP9

jan
6

MPPE pede condenação de Michele Collins e pagamento de indenização de R$ 100 mil por preconceito religioso

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ajuizou ação civil pública em desfavor da missionária Michelle Collins em razão de publicações discriminatórias contra religiões afro-brasileiras postadas nas redes sociais Twitter e Facebook nos dias 03 e 04 de fevereiro de 2018.

Por meio da ação, o MPPE requer à Justiça que condene a missionária a pagar R$ 100 mil de indenização por danos morais coletivos, a serem revertidos ao Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS), e a reparar a violação ao direito humano à liberdade religiosa mediante a publicação, na sua página pública do Facebook, de um texto elucidativo sobre Iemanjá. O MPPE pleiteia que o texto deverá ser fixado no topo da linha de tempo da página da Missionária por 30 dias.

O promotor de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos da Capital, Westei Conde, argumentou que Michelle Collins extrapolou os limites do direito à liberdade de expressão quando publicou, nas suas contas oficiais, afirmações contra o orixá Iemanjá.

“Segundo a publicação Intolerância Religiosa no Brasil: relatório e balanço, de 2016, as religiões afro-brasileiras são as que mais sofrem com práticas discriminatórias, com 71% do total de casos. Portanto, a postagem realizada pela ré acerca de Iemanjá e seus seguidores contribui para a apologia ao ódio religioso, favorecendo a discriminação e até mesmo prática de crimes e outras formas de violência contra as religiosidades afro-brasileiras, seus praticantes e adeptos”, alertou Westei Conde.

Entenda o caso – Após as comemorações do Dia de Iemanjá, em 02 de fevereiro de 2018, a missionária Michelle Collins postou, nas suas redes sociais, mensagens ofensivas ao orixá. A Promotoria de Justiça de Direitos Humanos instaurou inquérito civil para apurar o fato, tendo ouvido a missionária no dia 02 de março de 2018. Na ocasião, ela alegou ter feito a publicação “no exercício de sua fé” e que não teve intenção de ofender as religiões de matriz africana.

Fonte: MPPE

jan
6

Assembleia de Deus terá de reparar publicação discriminatória e ofensas contra muçulmanos

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Pernambuco se comprometeu a publicar, na edição de fevereiro de 2019, do jornal ADNews, o artigo de opinião intitulado “O Islam no Brasil”, redigido pelo Centro Cultural Islâmico Imam Sadeq.

A publicação visa reparar danos coletivos em razão de artigo de opinião discriminatório contra muçulmanos, de autoria do presidente da Assembleia e Deus em Pernambuco, presbítero Joarib Santos, veiculado na edição nº 63, de junho de 2017, do ADNews, jornal oficial da igreja.

O acordo foi firmado pela Assembleia de Deus com o Centro Cultural Islâmico Imam Sadeq, através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que investigava, por meio de inquérito civil, instaurado pelo 7º promotor de Justiça de Defesa da Cidadania da Capital, Westei Conde, a denúncia de prática de intolerância religiosa, preconceito e discriminação contra o Islã e os seguidores da religião de Maomé, por parte do presbítero Joarib Santos.

Os espaços destinados à capa e ao artigo do jornal, assim como a tiragem (10 mil exemplares) e o período de circulação da publicação, serão idênticos aos da edição nº 63, de junho de 2017, quando foi veiculado o texto de teor preconceituoso.

Fonte: MPPE

dez
28

Por que os ônibus novos e climatizados da Rodoviária Caxangá ainda não foram colocados em circulação?

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Denuncias     Tags ,

Passageiros que utilizam diariamente os ônibus da Rodoviária Caxangá, que atendem os bairros de Olinda e Recife, reclamam do péssimo estado de conservação de grande parte da frota e questionam o por quê de os 30 ônibus novos, com ar-condicionado, adquiridos em abril deste ano não terem sido colocados em circulação.

A reclamação é geral. Os usuários afirmam que utilizam ônibus velhos, que normalmente circulam superlotados. Somente em Olinda, a Rodoviária Caxangá explora 30 linhas. Quanto ao serviço prestado, a opinião é quase unânime: péssimo.

A Caxangá explora, em Olinda, as linhas 810 (T.I. Xambá – Encruzilhada), 812 (Sítio Novo via Avenida Norte), 820 (TI Xambá – Cabugá), 821 (Jardim Brasil I – Estrada de Belém), 822 (Jardim Brasil I – Cruz Cabugá), 823 (Jardim Brasil II – Estrada de Belém), 824 (Jardim Brasil II – Cruz Cabugá), 825 (Jardim Brasil – Joana Bezerra), 827 (Jardim Brasil – Bacurau), 831 (Aguazinha – T.I. Xambá), 841 (Nova Olinda – T.I. Xambá), 842 (Águas Compridas – T.I. Xambá), 843 (Alto da Bondade – T.I. Xambá), 844 (Santa Casa – T.I. Xambá), 846 (Águas Compridas – Bacurau), 847 (Alto Nova Olinda – T.I. Xambá), 852 (Caixa D’Água – T.I. Xambá), 860 (TI Xambá – Príncipe), 861 (T.I. Xambá – T.I. Joana Bezerra), 870 (T.I. Xambá – T.I. Largo da Paz), 881 (T.I. Xambá – Rio Doce, via Getúlio Vargas), 883 (T.I. Xambá – T.I. PE-15), 884 (Jardim Brasil – Rio Doce), 885 (Sitio Novo – Rio Doce), 886 (Ouro Preto – Rio Doce), 892 (Alto do Cajueiro – T.I. Xambá), 894 (Alto do Sucupira/Córrego do Abacaxi – T.I. Xambá), 895 (Alto do Sol Nascente – T.I. Xambá), 914 (PE-15 – Afogados), 916 (Ouro Preto – Joana Bezerra)

nov
25

Armando diz que Paulo pratica “estelionato eleitoral” ao descumprir promessa do 13º do Bolsa Família

A Oposição em Pernambuco, liderada pelo senador Armando Monteiro (PTB-PE), está vigilante às promessas de campanha não cumpridas pelo governo Paulo Câmara. Em entrevista na última sexta-feira (23), Armando lamentou que a gestão esteja colocando dificuldades para que os beneficiários do Bolsa Família recebam o 13º, como foi prometido durante a campanha eleitoral dois meses atrás.

“Não nos surpreende essa atitude do governo Paulo Câmara. Em Pernambuco, mais do que nunca, deve ter oposição fiscalizadora, pois a atual gestão, desde 2014, vem se revelando um governo de estelionato eleitoral. Não se cumprem as promessas de campanha. Com as eleições de 2018 não foi diferente”, disse Armando Monteiro. Ele lembra que em 2014 o governador prometeu, por exemplo, a construção de novos hospitais e dobrar o salário dos professores, mas não cumpriu.

Agora, o governo cria dificuldades para não pagar o 13º, impondo condições aos beneficiários do Bolsa Família, que só receberão o novo benefício se consumirem pelo menos R$ 250,00 mensais de produtos da cesta básica. A proposta é parte de um pacotaço de projetos (PL 2.093/18) enviado à Assembleia Legislativa no início da semana e que deverá ser votado nos próximos dias.

Cada família precisa acumular notas fiscais no valor de cerca R$ 3 mil por ano para receber R$ 150,00 ao fim desse período. Os produtos que permitem o reembolso incluem alimentos como feijão, açúcar, carne, ovos, manteiga e açúcar, além de papel higiênico e sabão.

nov
12

Concurso para professores da UFPE apresenta irregularidades

O Departamento de Fundamentos Sócio-Filosóficos da Educação, que integra o Centro de Educação da universidade federal de Pernambuco (UFPE) indeferiu 32 inscrições de candidatos à vaga na docência.

Os candidatos à vaga se mobilizaram por conta da inconsistência nos critérios de exclusão do processo, cujos argumentos focaram no modelo do currículo, conforme consta no documento Boletim Oficial da UFPE, de 30 de outubro deste ano.

O resultado fica mais incoerente quando se compara ao resultado da seleção para o Departamento de Administração e Planejamento Educacional, que possui a mesma Comissão de Concurso Docente (CCD), do  mesmo Centro de Educação. Este departamento aceitou as inscrições com o modelo Lattes como currículo vitae, sob o argumento de que o Lattes é uma plataforma. Diante disso, os candidatos que tiveram as inscrições indeferidas vão entrar com mandados de segurança ainda esta semana.

nov
6

Candidato usa a máquina para tentar fraudar a eleição da OAB-Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Candidato à reeleição, o atual presidente da OAB de Olinda, Paulo Joviniano (foto), está usando a máquina para fraudar a eleição em benefício próprio. O blog de Edmar Lyra teve acesso a conversas onde o advogado pediu a colegas de outras cidades que mudassem o seu domicílio eleitoral para Olinda com o objetivo de votar nele no próximo dia 19.

Já foram feitas 44 transferências irregulares para o mesmo endereço, o Escritório Modelo, que faz parte do patrimônio da Ordem de Olinda. A prática, que já está sendo investigada pela direção estadual da OAB, desrespeita o Regulamento Geral do Estatuto da entidade no seu artigo 134, parágrafo sétimo. Também fere o Estatuto da Advocacia no seu artigo 10.

No texto, Paulo Joviniano não deixa dúvidas. “A eleição se aproxima e para darmos continuidade ao nosso projeto de gestão precisamos da sua colaboração (Sic). Temos até hoje 31.07 para transferirmos advogados para Olinda. É de extrema importância. Não há qualquer ônus ou custo, e o advogado vota para a subseção de Olinda e para a estadual. Basta preencher a ficha abaixo e mandar para o e-mail: [email protected]”, diz o candidato na mensagem.

Fonte: Edmar Lyra

out
18

Quais partido e militantes pregam a violência?

A Universidade de Brasília (UnB) confirmou a denúncia de uma pichação na porta de um dos banheiros da instituição com a ameaça de um massacre no campus caso o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, vença as eleições

Na foto postada nas redes sociais que chegou à administração da UnB e que viralizou na internet, a mensagem escrita à caneta faz referência ao atentado cometido por alunos de uma escola do Colorado, nos Estados Unidos, há quase 20 anos. “Se Bolsonaro for eleito, é Columbine na UnB”, estampa o ato de vandalismo, lembrando o nome da instituição americana onde 12 alunos e um professor foram mortos.

De acordo com a assessoria da UnB, a pichação não foi identificada pela equipe de manutenção dos espaços da instituição que continua investigando o caso. “O caso foi reportado à Polícia Federal”, informou em nota.

Nas redes sociais, a universidade publicou respostas de repúdio a atos de vandalismo e a mensagens de incitação à violência. No início do mês, a UnB informou que cinco livros sobre direitos humanos do acervo da Biblioteca Central (BCE) tinham sido propositalmente danificados, tendo algumas páginas rasgadas e riscadas. No dia, a instituição divulgou nota informando que estava fazendo uma varredura em outros títulos que tratam do mesmo assunto para verificar se havia mais obras vandalizadas.

Fonte/Foto: Agência Brasil

out
9

Ocupação irregular afeta a Praia da Santa, entre Olinda e Paulista

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Praia da Santa, localizada no limite entre os municípios de Olinda e Paulista, teve o seu cenário completamente alterado nos últimos anos, sendo alvo da ocupação desenfreada, com casas erguidas sem planejamento próximas do mar. Membros do Comitê Gestor da Orla fizeram um apelo ao poder público para que seja resgatada a biodiversidade do local.

“Essa é uma área de preservação ambiental. Quando começaram a construir casas aqui do lado de Olinda, nós conseguimos acionar os órgãos públicos e embargar. Mas agora construíram na calada da noite e está aí, mais uma ocupação”, denunciou Lucas Pinto, membro do Comitê. Ele explica que, do lado de Paulista, as ocupações começaram há mais de 15 anos. “São mais de 50 casas. Já é uma comunidade, muito mais difícil de conter. Eles construíram imóveis praticamente dentro do mar”, lamentou.

Para dar lugar às ocupações, árvores centenárias foram derrubadas e o descaso com o manguezal é visível. Lixo se amontoa por toda a extensão da praia. Além do mar, o ecossistema dos rios Doce e Paratybe, que desaguam no local, estão sendo prejudicados. “Nós denunciamos constantemente há mais de um ano. E tudo o que a gente vê é a invasão crescendo”, acrescentou Arthur Araújo, que também faz parte do Comitê.

A Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano de Olinda informou ter tomado conhecimento de uma construção irregular, localizada próximo à ponte do Janga, e notificou o proprietário, reforçando o embargo da obra. O órgão se comprometeu a enviar, na próxima semana, uma equipe técnica ao local para verificar a nova denúncia. Caso o serviço tenha sido reiniciado de forma arbitrária, serão aplicadas novas penas por meio da Procuradoria Jurídica do município.

Já a Secretaria Executiva de Meio Ambiente de Paulista, explicou que a área já foi objeto de diversas ações de fiscalização, no intuito de coibir a supressão irregular da vegetação de mangue. Há alguns meses, a prefeitura recebeu demanda no Ministério Público Federal com novas denúncias de invasão na área. Equipes do município tentaram cadastrar as famílias que residem no local, mas foram impedidas de concluir o trabalho diante da insegurança. Informaram ainda que, diante da complexidade do caso e considerando que qualquer intervenção na área deve ser previamente autorizada pelo órgão ambiental estadual, o município está estudando a possibilidade de ingressar com ações judiciais contra as pessoas que estão construindo na área sem a devida autorização da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

A CPRH informou, por meio de nota, que mantém no momento tratativas com a Secretaria de Meio Ambiente do município de Paulista para que as ações de fiscalização florestal, em conjunto com o Cipoma e Depoma, sejam reforçadas, não apenas na área citada, no limite com Olinda, mas em outras localidades do município. Sobre invasões em áreas de preservação ou outros crimes ambientais, as denúncias podem ser feitas à Ouvidoria Ambiental do órgão pelo telefone: 3182.8923.

Fonte/Foto: Folhape

set
29

Criança encontra rato dentro de saco de pipocas em Olinda

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Enquanto comia uma pipoca, uma criança de nove anos encontrou um rato dentro do pacote. O caso aconteceu no último domingo (23), no Bairro Novo, em Olinda. O menino foi encaminhado para um hospital, onde está passando por um tratamento com a intenção de evitar qualquer tipo de infecção e passa bem.

Em seguida, os pais da criança prestaram queixa na Delegacia do Consumidor. De acordo com a delegada do consumidor, Beatriz Gibson, a criança ganhou dois sacos de pipocas fechadas, em uma festinha infantil. Ao consumir mais da metade do conteúdo da embalagem, ela encontrou o rato.

O roedor estava bastante ressecado, um indicativo de que pode ter ido para o forno junto com o alimento, durante o processo de fabricação. O produto está dentro do prazo de validade, que é de fevereiro de 2019. As duas embalagens vão passar por uma perícia do Instituto de Criminalística.

O fabricante da pipoca deve passar por uma vistoria da vigilância sanitária. E, de forma preventiva, a Delegacia do Consumidor solicitou a retirada de circulação do lote do produto. Ainda na próxima semana, os pais do menino irão prestar um novo depoimento. Caso seja confirmado que a embalagem não foi violada e que o rato estava de fato no saco da pipoca, a empresa poderá responder por venda de alimento impróprio ao consumo humano.

Fonte: OP9

set
24

Guia de Armando Monteiro mostra envolvimento de Paulo Câmara nas operações Lava Jato e Torrentes

No guia eleitoral desta segunda-feira (24) a campanha de Armando Monteiro (PTB) mostrou à população de Pernambuco os escândalos envolvendo o Governo de Paulo Câmara (PSB). Nos últimos três anos e oito meses a atual gestão foi alvo de grandes investigações com denúncias de corrupção, que atingiram diretamente o governador, lideranças do PSB e assessores diretos de Paulo no âmbito das operações Lava Jato e Torrentes.

O guia lembrou que o Palácio do Campo das Princesas sempre teve gestores considerados sérios, lembrados pela honestidade e coragem. Um desses exemplos é Miguel Arraes, que em 1964 deixou o local preso pelas tropas do Exército, no primeiro dia do golpe militar. 

Nos tempos atuais a realidade se mostrou bem diferente. No dia 09 de novembro de 2017 o Palácio foi cercado por agentes da Polícia Federal, que entraram na sede do Governo para prender assessores de Paulo Câmara, apreender computadores e buscar provas. A Operação Torrentes investiga o desvio de recursos públicos que deveriam ter sido utilizados para ajudar as vítimas da enchente que aconteceu em maio de 2017, na Mata Sul.

A Operação Lava Jato também investigou Paulo e o PSB. Ex-diretor da JBS, o delator Ricardo Saud, afirmou ao Ministério Público que negociou pagamento de propina para a campanha de Paulo Câmara em 2014. “Nós chegamos ao meio termo que íamos pagar para não atrapalhar a campanha do Paulo Câmara. E ainda dar uma propina para Paulo Câmara, em dinheiro vivo, lá em Pernambuco”, disse Saud em maio de 2017, fato que ganhou repercussão da imprensa em todo o País.

O atual governador é investigado ainda em outro braço da Lava Jato, a Operação Fair Play, que apura irregularidades na construção da Arena de Pernambuco. Segundo os técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) o projeto foi superfaturado em R$ 80 milhões.

O filme mostra a indignação das pessoas diante de um governo que manchou a imagem do Estado diante do País.  O guia exibiu matérias de jornais, blogs e TVs que retratam os fatos. 

O programa ainda lembra as promessas feitas por Paulo, em 2014, que não foram cumpridas, e o descaso da atual gestão, com a escalada da violência, obras paradas por todo o Estado e o caos na área da saúde. “Tanta mentira levou Pernambuco a andar para trás. O problema não é o nosso Estado, é o governador (…) Pernambuco merece mais, com humildade eu peço a você uma chance, para governar Pernambuco”, afirma Armando.

set
19

Bancada pernambucana faltou 874 vezes entre 2015 e 2018 no Congresso

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Levantamento exclusivo realizado pela ONG Ranking dos Políticos, que atua na fiscalização da gestão dos parlamentares brasileiros, aponta que os deputados e senadores de Pernambuco, somados, não estiveram presentes em 874 sessões plenárias do Congresso entre 2015 e 2018.

Do total de faltas, 340 delas não foram justificadas. O mais ausente foi o deputado Adalberto Cavalcanti (Avante), que faltou 105 vezes de 395 sessões. Por outro lado, o menos faltoso foi o deputado Mendonça Filho (MDB), que teve apenas cinco ausências enquanto exercia o cargo. Apesar disso, ele está mal avaliado no ranking nacional, aparecendo apenas na 348ª posição.

O Ranking dos Políticos também mostra que os congressistas pernambucanos gastaram R$ 36.238.004,46 entre cotas e verbas indenizatórias até o presente momento do mandato. Somente com combustível e lubrificantes, os deputados e senadores do Estado gastaram R$ 3.023.633,20. Ao todo, os parlamentares brasileiros nas duas casas gastaram cerca de R$ 60 milhões com esse tipo de despesa no período.

Já no âmbito geral – de acordo com as avaliações do Ranking dos Políticos – Pernambuco conta com Jarbas Vasconcelos (MDB), Daniel Coelho (PPS) e Fernando Bezerra Coelho (MDB) entre os 100 melhores do País. Além disso, há oito posicionados entre 101º e 300º, além de 17 ocupando entre a 301º a 594º colocação. O último do ranking no estado é a deputada Luciana Santos (PCdoB), que aparece na 577ª posição. O mapa completo do Estado pode ser conferido no link http://www.politicos.org.br/.

O Ranking dos Políticos atua na classificação e compliance do setor público por meio de ferramentas tecnológicas compiladas pelo Portal da Transparência e informações públicas de parlamentares brasileiros. Os critérios utilizados pelo Ranking são absolutamente técnicos, levando em conta fatores como assiduidade, gastos da cota parlamentar, processos judiciais e atuação legislativa. Todas as informações publicadas são públicas, disponíveis nos sites oficiais do Senado e da Câmara dos Deputados e dos Tribunais de Justiça.

set
17

Entidades questionam aprovação de candidatos no vestibular da FMO com notas muito baixas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Entidades médicas de Pernambuco divulgaram nota condenando o último vestibular realizado pela Faculdade de Medicina de Olinda (FMO). O texto critica o fato de a faculdade ter admitido candidatos com notas pouco maiores de dois pontos no último processo seletivo.

“Mesmo não tendo poder de fiscalização sobre a autorização de funcionamento das escolas médicas, podemos afirmar que a FMO desprezou os critérios de bom senso e razoabilidade”, diz o texto. Assinam a nota o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), o Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), a Associação Médica de Pernambuco (Ampe) e a Associação Pernambucana de Medicina (APM).

No último dia 10 de setembro, a FMO publicou um edital de convocação da 10ª chamada para o vestibular 2018.2 da instituição. A convocação abriu mais 80 vagas no curso de medicina da faculdade. A medida gerou polêmica entre as entidades médicas do Estado, já que alunos com pontuações pouco maiores do que 300 (de um máximo de 1000) seriam admitidos.


 

Também em nota, a FMO se defendeu respondendo que foi autorizada pelo Ministério da Educação (MEC) a abrir novas vagas, passando de 120 para 200 alunos. Os estudantes foram chamados respeitando a ordem de classificação do Processo Seletivo 2018.2.

A FMO também garantiu a qualidade do ensino da instituição. “Considerando o fato de já haver ocorrido o vestibular 2018.2, cujo resultado ainda se encontra dentro do prazo de validade, e visando ao aproveitamento das inscrições ali realizadas, impedindo-se a cobrança de nova taxa de inscrição para realização de outro certame, a Instituição achou por bem convocar os candidatos classificados no vestibular já realizado”, afirma a FMO.

Fonte: Portal OP

set
11

Celpe é empresa mais reclamada no Procon-PE pelo quinto mês consecutivo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O Procon-PE atendeu no mês de agosto ­­­6.417 consumidores, que geraram 2.804 reclamações. O primeiro lugar ficou, pelo quinto mês consecutivo, com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), com 146 reclamações. O segundo e o terceiro lugares ficaram, respectivamente, com os grupos econômicos Bradesco e Itaú.

De acordo com as informações do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), sistema de dados utilizado pelo Procon-PE, dos consumidores que abriram reclamações contra a Celpe, suas maiores queixas são de cobrança indevida e/ou abusiva, dano material decorrente de serviço e serviços mal executados. 

O Procon-PE está divulgando o ranking por grupo econômico, onde se contabiliza os dados de todas as empresas que fazem parte de um mesmo grupo. O grupo econômico Bradesco, por exemplo, onde se encontram o Banco Bradesco, a Bradesco Cartões, Bradesco Vida e Previdência, Bradesco Saúde, Bradesco Promotora e Bradesco Capitalização. 

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

Ranking das empresas mais reclamadas em agosto de 2018

  • 1º Celpe – 146
  •  Grupo Econômico Bradesco – 110
  •  – Grupo Econômico Itaú – 81
  • 4º Compesa – 76
  •  Grupo Econômico Caixa Econômica Federal – 60
  •  Banco Santander – 57
  •  TIM Nordeste – 55
  • 8º Grupo da Claro – 53
  •  OI Móvel e OI Fixo – 44
  • 10º Correios – 37

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de março de 2019
12 dias restantes.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 312 outros assinantes

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: