Navegando todos os artigos Denuncias
abr
25

Morte de jovem em Arcoverde pode estar ligado ao jogo Baleia Azul

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

A morte de um adolescente de 13 anos no município de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, pode ter relação com o jogo da Baleia Azul, série de 50 desafios cujo objetivo final do jogador é acabar com a própria vida.

Pessoas ligadas aos familiares afirmam que o garoto seguia a rotina normal na última segunda-feira (24). Foi para a escola, assistiu todas as aulas e interagiu com os colegas. À noite ele foi encontrado pelo irmão sem vida no primeiro andar da residência onde morava com os pais.

No perfil do jovem no Facebook, uma das páginas curtidas é do jogo Baleia Azul. Na sua descrição, o adolescente colocou em inglês que todos seriam bem vindos em seu velório.

De acordo com o delegado Henrique Paiva, titular da Delegacia de Arcoverde, ainda é cedo para concluir se há ligação entre a morte do menino e o jogo. “As investigações ainda estão em fase preliminar, não tenho como confirmar”, disse, acrescentando que o aparelho celular do garoto será periciado.

Pernambuco – Sete casos que podem estar relacionados ao jogo no Estado estão sendo investigados. Cinco deles são acompanhados pela Polícia Civil. Eles ocorreram no Recife, em Paulista, em Goiana e em Vicência. Em Petrolina, o corpo de uma menina de 15 anos foi encontrado no Rio São Francisco.

Fonte: Folhape

abr
22

Baleia Azul: o jogo suicida que preocupa o Brasil e o mundo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Baleia Azul

Um dos assuntos que mais tem gerado preocupação no Brasil e no mundo é o jogo virtual da Baleia Azul. O passatempo, disputado pelas redes sociais, propõe ao jogador 50 desafios macabros que vão desde a automutilação até o suicídio. O game funciona como uma espécie de “siga o mestre” – quem dita as regras e propõe os desafios é um mentor, o qual envia aos participantes mensagens com instruções do que fazer e solicita fotos como prova do cumprimento das tarefas. 

Os jogadores geralmente são crianças e adolescentes, que, além de estarem mais susceptíveis às influências de terceiros, passam mais tempo em redes sociais. Tudo começa de maneira “leve”: no início, são delegadas aos jogadores tarefas como assistir a filmes de terror, ouvir músicas psicodélicas e desenhar uma baleia azul em um papel. Com o passar dos dias, os adolescentes chegam a ser desafiados a se pendurarem em lugares altos e se automutilarem, ou até tirarem a própria vida. 

Ao que tudo indica o jogo Baleia Azul teve início na Rússia, em 2015, quando uma jovem de 15 anos cumpriu a última tarefa e pulou do alto de um edifício. Dias depois, uma adolescente de 14 anos se atirou na frente de um trem. Os episódios fizeram as autoridades do país começarem uma investigação que ligou os incidentes a um grupo que participava de um desafio com 50 missões. 

A preocupação com o jogo aumentou no ano passado, quando diversas fontes divulgaram, sem confirmação, 130 suicídios supostamente vinculados a comunidades virtuais identificadas como “grupos da morte”. Diversos países, como a Inglaterra, França e Romênia têm enviado alertas aos pais depois que adolescentes apareceram com cortes nos braços e sinais de mutilação.

 

abr
22

Teólogo faz análise da realidade envolvendo o jogo Baleia Azul

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias, Olinda     Tags , ,

Padre BetoFilósofo e teólogo, o padre Beto Daniel, arrisca afirmar  que o jogo Baleia Azul é, para os jovens da atualidade, apenas uma forma de viver sensações. Ele explica que situações como estas tem como pano de fundo a falta de perspectiva, de objetivo e de luta por causas maiores.

O religioso acredita que as gerações anteriores arriscavam sua vida por causas sociais. Hoje a competitividade exacerbada, o descrédito em instituições como a família e escola (que outrora davam segurança e estabilidade), as gerações não foram formadas para pensar um projeto de sociedade e acabam vivendo sensações.

Padre Beto tem formação em Direito (Instituto Toledo de Ensino, de Bauru), em História (Universidade do Sagrado Coração, de Bauru) e em Teologia (Universidade Estadual Ludwig-Maximilian, de Munique – Alemanha. Nesta última, também concluiu o doutorado em Ética. Foi ordenado Padre pela Igreja Católica em Bauru no ano de 1998 e exerceu o ministério de sacerdote na Diocese daquela cidade por 14 anos.

“Não acredito que as pessoas estão inseguras; elas buscam experiências como essas e mostram claramente que estão em busca de algo que as preencham, mas acabam não encontrando respostas e entrando em experiências radicais. Faltam instituições que de fato estejam comprometidas com projetos de vida e que deem aos jovens a possibilidade de sonhar e acreditar que a vida é muito mais do que sobreviver”, explica. No caso uma realidade muito mais ampla estaria relacionada à prática do jogo.

O criador desse jogo teria percebido o vazio existencial presente na sociedade e canalizou o jogo para situações contrárias ao desejo humano, como o sofrimento, trazendo a tona, de maneira explicita, saídas para problemas como a falta de sentido diante de perguntas como “quem sou eu?” “o que faço nesse mundo?” “o que é a morte?”.

abr
20

Polícias investigam sete casos de vítimas do jogo Baleia Azul em PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

As polícias Civil e Federal (PF) já registram sete casos de adolescentes envolvidos com o “jogo” Baleia Azul na Região Metropolitana do Recife (RMR). A informação é da Polícia Civil de Pernambuco, que realiza uma coletiva de imprensa para dar orientações sobre o caso na tarde desta quinta-feira (20). Ela investiga dois casos no Recife, sendo um no Ibura e um em Brasília Teimosa, um no município de Paulista, um em Goiana e um em Vicência, na Zona da Mata Norte. Já a PF investiga dois casos na cidade de Moreno, na RMR.

“É um jogo macabro, quase uma seita, que afeta pessoas que ainda não têm o discernimento que nós, adultos, temos”, disse o gestor do Departamento de Policia da Criança e do Adolescente (DPCA), Darlison Freire. “O ameaçador costuma ter informações do adolescente, muitas delas fornecidas pelo próprio adolescente”, explica Darlson.

No caso registrado nesta quarta (19), uma adolescente de 13 anos que mora no município de Paulista, também na RMR, teria recebido ameaças por meio de mensagens no WhatsApp quando avisou que iria sair do jogo. As mensagens partiram de pessoas que moram em Minas Gerais, Bahia e interior do Rio de Janeiro. A polícia recebeu esse material e já está investigando quem seriam esses aliciadores. 

Fonte: Folhape

abr
20

Polícia investiga primeira denúncia de Desafio da Baleia Azul em Pernambuco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

A Polícia Civil investiga a primeira denúncia de Desafio da Baleia Azul em Pernambuco. Na manhã dessa quarta-feira (19), uma mãe procurou a Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) em Paulista, para denunciar que a filha, de 13 anos, havia cometido automutilação após aceitar participar do suposto jogo.

Baleia AzulA vítima de Pernambuco foi levada pela mãe à GPCA. A mulher tomou ciência da situação depois que a sua outra filha viu a irmã se mutilando por não ter cumprido uma das provas.

O desafio Baleia Azul começou na Rússia, em 2015. Três mortes que ocorreram no Brasil são investigadas. Veja orientações da Polícia Federal.

De acordo com o delegado Jorge Ferreira, da GPCA, a menina teria entrado recentemente no grupo e não teria cumprido a segunda prova, que a obrigava a assistir vários filmes de terror. Como não fez, foi intimada a fazer 13 cortes na mão (número definido de acordo com a idade dela). Na terça-feira (18), a menina tentou sair do jogo.

“Ela tentou sair do grupo, mas começou a receber ameaças pelo WhatsApp. Eles disseram que a matariam e matariam também a família dela”, explicou o delegado. Um inquérito foi instaurado nessa quarta-feira (19).

Foto: Folhape

abr
18

Federação e Sindicato dos Jornalistas emitem nota oficial sobre ofício da SDS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Ofício da SDS-PE

O anúncio da Polícia Civil de Pernambuco sobre o número de assassinatos no Estado, nessa segunda-feira (17), aconteceu quatro dias após a Comissão de Ética e a Diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco (Sinjope) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) emitirem nota sobre um ofício (foto) da Secretaria de Defesa Social (SDS) que as entidades tomaram conhecimento e “cujo teor atenta contra a liberdade de imprensa”. O ofício, segundo o Sinjope e a Fenaj, é intitulado “Orientações sobre divulgação de resenhas diárias para imprensa”.

Na nota oficial (veja a íntegra da nota aqui) é dito que o ofício possui “explícita orientação de que ‘o conteúdo a ser repassado seja apenas de Informações Positivas’. O Sinjope e a Fenaj argumentam que o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros, que tem como base “o direito fundamental do cidadão à informação, que abrange direito de informar, de ser informado e de ter acesso à informação”, deixa claro que ‘o acesso à informação de relevante interesse público é um direito fundamental’.

As entidades “repudiam a orientação da SDS-PE em apenas informar à sociedade notícias “positivas” referentes às questões de segurança no Estado, numa tentativa explícita de sonegar informações aos veículos de comunicação e aos jornalistas – em primeira instância, à própria sociedade”. Ao final do texto, as entidades recomendam que o “Governo do Estado reveja essa orientação, garantindo a transparência necessária à relação entre as instituições públicas e a sociedade – transparência que é própria de um sistema democrático”.

Confira a nota do Sinjope e Fenaj.

Fonte: Folhape

abr
18

Contra a censura da SDS-PE e pela liberdade de Imprensa

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

A Comissão de Ética e a Diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (Sinjope), bem como a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), tiveram conhecimento de um ofício da Secretaria de Defesa Social (SDS) do Governo de Pernambuco, intitulado “Orientações sobre divulgação de resenhas diárias para imprensa”, cujo teor atenta contra a liberdade de imprensa.

No ofício, há a explícita orientação de que “o conteúdo a ser repassado seja apenas de Informações Positivas”. Surpreende-nos que o documento do Governo do Estado seja emitido justo após um caso em que ficou flagrante a má atuação da Polícia Militar como o da morte do estudante Edvaldo da Silva Alves, vítima de um tiro de bala de borracha e da truculência de três funcionários públicos, que continuam no exercício de suas funções mesmo após um mês do crime.

liberdade de imprensaAdemais, diz o ofício que “a partir desta data (10/04/2017) está terminantemente proibido o repasse diretamente para imprensa de Resenha Diária de forma como é elaborada na OME e divulgada em nosso meio sem que ocorra (sic) antes os ajustes necessários, retornando os dados que não sejam de interesse de todos, de modo a preservar as informações pessoais de vítimas acusadas e testemunhas”.

Ora, o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros, que tem como base “o direito fundamental do cidadão à informação, que abrange direito de informar, de ser informado e de ter acesso à informação”, deixa claro que “o acesso à informação de relevante interesse público é um direito fundamental”.

Assim, a Comissão de Ética, a Diretoria do Sinjope e a Fenaj, pautadas nesse princípio, repudiam a orientação da SDS em apenas informar à sociedade notícias “positivas” referentes às questões de segurança no Estado, numa tentativa explícita de sonegar informações aos veículos de comunicação e aos jornalistas – em primeira instância, à própria sociedade.

O Sinjope, inclusive, tem recebido manifestações de jornalistas que já estão sentindo no seu dia a dia nas redações uma maior dificuldade de acesso a dados sobre a violência em Pernambuco. E faz questão de lembrar que a função do jornalista que exerce função no poder público é informar à comunidade como um todo e não atender aos interesses de uma gestão passageira.

Reforçamos que o acesso à informação de interesse público é um direito fundamental dos cidadãos e cidadãs. Com o livre acesso à informação, cabe aos profissionais de jornalismo e aos veículos traduzirem para a sociedade de forma ética e não sensacionalista, respeitando o exercício da liberdade de expressão com responsabilidade.

Aliás, é uma luta antiga dos movimentos de direitos humanos e do Sinjope a preservação das informações pessoais de vítimas acusadas e testemunhas. Claramente essa não é a preocupação da SDS ao declarar que serão apenas veiculadas “informações positivas”.

O nosso Código de Ética, que é baseado nas leis brasileiras, reitera que “a prestação de informações pelas organizações públicas e privadas, incluindo as não governamentais, deve ser considerada uma obrigação social”.

Entendemos que omitir informações sobre a grave situação da violência no Estado em nada contribui para minimizar esse quadro alarmante. Pelo contrário, inibe a participação da sociedade civil organizada em buscar caminhos e soluções à grave crise de segurança pela qual passa Pernambuco. Sem contar que a “maquiagem” de informações relevantes passa a ser um desserviço a toda sociedade.

Recomendamos que o Governo do Estado reveja essa orientação, garantindo a transparência necessária à relação entre as instituições públicas e a sociedade – transparência que é própria de um sistema democrático.

Recife, 13 de abril de 2017.

Comissão de Ética e Diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (Sinjope)
Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) 

abr
17

PF faz alerta sobre jogo da Baleia Azul que tem levado jovens ao suicídio

Após o registro de casos de suicídios e automutilação de adolescentes e jovens, a Polícia Federal está fazendo um alerta a pais e responsáveis sobre o jogo da Baleia Azul. O fenômeno ganhou visibilidade e vem se alastrando pelo mundo. Tudo começou na Rússia, em 2015, quando uma jovem de 15 anos se jogou do alto de um edifício; dias depois, uma adolescente de 14 anos cometeu suicídio se jogando nos trilhos do trem da cidade de Ussuriysk.

Depois de investigar as causas, a polícia ligou os fatos a um grupo que participava de um desafio com 50 missões, sendo a última delas acabar com a própria vida. A partir daí aconteceram cerca de 130 suicídios de crianças ocorridos na Rússia de novembro de 2015 a abril de 2016 e que, de acordo com eles, quase todos eram membros do mesmo grupo na internet.

jogo-da-baleia-azul-1

No Brasil foram pelo menos três vítimas, no Mato Grosso e Minas Gerais. Em Minas, uma menina morreu em uma represa e um menino morreu de overdose de remédios, com indícios de cortes no braço. No whatsapp, comentários sobre o jogo, respectivamente. Na Paraíba, a Polícia Militar está investigando casos em que uma classe de alunos estariam realizando o procedimento de mutilação.

A PF lembra que jogos com apelos de riscos letais têm virado moda entre os adolescentes como o jogo da asfixia, o jogo da fada e o desafio do sal e gelo, que podem atrair não só aqueles em situação vulnerável, mas pela sedução da emoção que os desafios propõem.

Pessoas fragilizadas por eventos traumáticos, isoladas emocionalmente, que possuem dificuldade em confiar ou que se sentem cobradas e exigidas em demasia são mais propensas a desenvolver quadros depressivos que as tornam alvos fáceis para esse tipo de manipulação. Então, utilizando-se da inocência, da paranoia e da neurose de suas vítimas fazem elas a acreditar que estão à mercê dos administradores.

Normalmente, os alvos dos criminosos são crianças e adolescentes, já que são facilmente impressionáveis e por isso são coagidas a participar do jogo no Facebook ou Whatsapp em virtude de terem acesso ao banco de dados do Serasa e Cadastro Nacional (com dados pessoais como nome completo, escola em que estuda, média de notas escolares, cidade, endereço, IP e nome de amigos próximos) onde passam a assustar as vítimas menores de idade ao mostrar dados pessoais e fazer ameaças. A criança se sente pressionada e amedrontada e passa a interagir com eles! As ameaças de seguem com perguntas tais como: “Desenhe uma baleia com estilete no braço, depois tire uma foto quando estiver sangrando e me envie.

Por meio de informações pessoais deixadas pela própria criança como problemas em casa, brigas com os pais, notas baixas na escola, tristeza por ter acabado um namoro, morte na família – então eles se aproveitam desta fragilidade sentimental para incentivar a participar do jogo! Acontece que esses cibercriminosos estão entrando em grupos até de autoajuda, de superação da depressão, discussão sobre transtorno de ansiedade generalizada e aconselhamento pró-vida no Facebook para encontrar e atacar suas vítimas.

Dados sobre o jogo da baleia – É acessado por links em grupos contidos no facebook, numa rede social russa chamada VK atualmente com mais de 33 milhões de usuários ou até mesmo em grupos do whatsapp criados para essa finalidade. Os adolescentes são previamente selecionados para participar de 50 desafios macabros, onde alguém por trás da tela (curador-é a pessoa que convida os jovens para o jogo e comanda e entrega os desafios para serem cumpridos o tempo todo) manipula e dá as ordens para serem cumpridas pelo jogador. As tarefas que incluem escrever frases e fazer desenhos com lâminas na palma da mão e nos braços e com queimaduras, bater fotos assistindo a filmes de terror de madrugada, ficar doente, subir no alto de um telhado ou edifício, escutar músicas depressivas, na última “missão” tirar a própria vida.

COMO SE PROTEGER
(fonte: Polícia Federal)

DENUNCIE OS GRUPOS
Se você perceber algum amigo postando fotos e mensagens estranhas nas redes sociais, talvez ele esteja jogando o “Baleia Azul”, não ignore, DENUNCIE o próprio Facebook possui ferramentas de denúncia.

VOCÊ PODERÁ LAVRAR UM BOLETIM DE OCORRÊNCIA Caso você tenha acesso às conversas trocadas entre o mentor e o jogador, pode COMPARECER A UM CARTÓRIO DE NOTAS, onde será lavrada uma ata notarial, dando fé pública ao conteúdo das mensagens (essa ata será importante fonte de prova caso as mensagens sejam apagadas).

ALERTA AOS PAIS
Os pais devem atrair a confiança dos filhos através do diálogo franco e aberto sem qualquer tipo de repressão para que no primeiro sinal de perigo a criança possa sentir-se à vontade e procurar sua ajuda, confidenciando-lhes o que está acontecendo;
Observe o comportamento estranhos dos filhos tais como isolamento, tristeza aguda, decepção amorosa, comportamentos depressivos, atitudes suicidas; Preste atenção no corpo de seu filho se não existe sinais de mutilação ou queimaduras e se ele de repente está usando camisas de mangas compridas para evitar a exposição de tais marcas; Há tempo para tudo. Evite que seus filhos fiquem expostos há altas horas na internet e assistindo filmes na televisão pela madrugada; Observe se ele não está saindo de casa escondido em horários pela madrugada com o objetivo de cumprir tarefas impostas pelo jogo; Os pais devem supervisionar os acessos dos filhos de uma forma discreta; A vida moderna exige que os pais tenham pelo menos conhecimento básico de internet – peça ao seu filho para ser adicionado nas redes sociais deles, fazendo isso você poderá saber o que está se passando com ele e com quem eles estão interagindo. Caso os pais não tenha idade para aprender a conviver com este mundo virtual eles devem delegar tal tarefa para um parente mais próximo (irmão, primo, sobrinho) a quem o adolescente seja próximo e confie; Quando possível deixe o computador num local comum e visível da casa; Se vetar alguma página explique as razões e os perigos da rede; Evitar expor informações particulares e de dados pessoais em demasia: (telefones, endereços, CPF, horário que sai de casa e para onde está indo, localização acessível o tempo todo, etc); Evitar colocar fotos tais como: locais onde frequenta (clubes, teatros, igrejas), carros (a placa localiza o endereço), casa (mostra onde a pessoa mora); Nunca incluir desconhecidos nos contatos.

FORMAS DE OBTER AJUDA
Também as escolas devem colocar o assunto em pauta e incorporar no currículo, cada vez mais, a educação para a valorização da vida, o respeito pela vida dos outros e o uso consciente das mídias e tecnologias;  E não custa lembrar que o CVV (Centro de Valorização da Vida) presta um serviço incrível por meio do telefone 141 e você sempre pode buscar órgãos apropriados como a SaferNet e autoridades locais.

TIPIFICAÇÃO PENAL
A conduta dos mentores do Baleia Azul é criminosa. “Induzir (criar a ideia de suicídio em alguém), instigar (incentivar alguém que já estava pensando em suicídio) ou auxiliar (ajudar materialmente o suicida) o suicídio de outra pessoa é crime, de acordo com o artigo 122 do Código Penal, punido com pena de 02 a 06 anos de prisão caso o suicídio se consuma ou de 01 a 03 anos de prisão caso a tentativa de suicídio resulte em lesão corporal grave. Caso tais pessoas sejam menores, as condutas criminosas que praticarem entram como ato infracional, estando sujeitos às penalidades instituídas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. A indenização cível deverá ser paga pelos seus responsáveis legais.

Fonte: Diário de Pernambuco

abr
16

Revistas Veja e Época chamam o Brasil de “República da Odebrecht”

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

República da Odebrecht

Um país conduzido pelas falcatruas comandadas por uma empreiteira. Essa é a mensagem que as duas principais revistas semanais do país propagam em suas capas que circulam nas redes sociais desde a noite da última quinta-feira (13). A Veja usa o brasão brasileiro para informar que estamos na “República Federativa da Odebrecht”. A Época, por sua vez, foi mais concisa e tirou a forma de governo em sua manchete: “República da Odebrecht”.

República Federativa da Odebrecht, segundo a Veja

Além de se referir ao Brasil como um Estado sob as ordens da construtura encrencada na Lava Jato, a revista produzida pela Editora Abril fez outra troca no brasão do país. Em vez da data de proclamação da República (15 de novembro de 1889), o semanário fez uso da frase dita pelo presidente do conselho de administração da Odebrecht, Emílio Odebrecht. Em depoimento à força-tarefa da operação mantida pela Polícia Federal, o empresário-corruptor disse que correligionários do ex-presidente Lula estavam “com a goela muito aberta” para receber propina.

Como ocorre desde a última reformulação do seu site, no começo do segundo semestre de 2016, a Veja reproduz trecho de sua reportagem de capa no ambiente online. Quem acessa a Veja.com tem contato com parte da matéria assinada pelo editor-sênior da sucursal da revista no Distrito Federal, Daniel Pereira. Na chamada, o veículo de comunicação explica o que o levou a definir o Brasil como República Federativa da Odebrecht. “Com um propinoduto oceânico, a empreiteira comprou as cúpulas do governo, do Congresso e dos principais Estados – um verdadeiro poder paralelo”, afirma a publicação.

República da Odebrecht, segundo a Época

A revista da Editora Globo crava, na capa, que o caso de polícia envolvendo políticos, partidos e a empreiteira é “o maior esquema do mundo”. O impresso garante, ainda, que analisou a “gravidade das suspeitas contra cada um dos 93 políticos mais importantes da lista de Fachin”. Na última terça-feira (11), conforme reportagem assinada por Breno Pires no site do Estadão, o relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, acatou o pedido da Procuradoria-Geral da República e autorizou a abertura de 83 inquéritos, que atingem 108 alvos do cenário da política.

Assim como feito pela Veja, a Época apresenta trecho da sua reportagem de capa na internet. No site, o texto é assinado pelo diretor de redação do título, João Gabriel de Lima. “Não há como minimizar a bomba atômica que caiu em Brasília na semana passada. Nunca uma investigação policial revelou um esquema de corrupção tão sofisticado quanto o que foi montado”, diz parte do conteúdo disponibilizado da web, que lembra: o fato criminoso existe há mais de três décadas, com direito a operações em outros países além do Brasil. ” Cabe separar culpados de inocentes”, salienta, porém, o veículo de comunicação.

Fonte: Comunique-se

abr
16

Lava Jato chega à Imprensa: delatores citam Carta Capital e Diogo Mainardi

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags ,

lava-jato-carta-capital-diogo-mainardi

Um tema tem predominado os noticiários dos principais veículos de comunicação do país ao decorrer dos últimos dias. É a chamada “lista de Fachin”. O nome faz referência ao ministro Edson Fachin, relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a abertura de inquérito contra 108 personagens ligados à política brasileira.

O assunto foi divulgado em primeira mão pelo site do Estadão, em reportagem de Breno Pires. O trabalho da imprensa, porém, não tem sido apenas relatar os fatos. Uma revista e um colunista tiveram que se posicionar, pois acabaram se tornando pauta. Carta Capital e Diogo Mainardi foram citados por delatores vinculados à empreiteira Odebrecht.

Ex-colunista da Veja, comentarista do ‘Manhattan Connection’ (GloboNews) e criador do blog O Antagonista, Diogo Mainardi teve o nome citado em depoimento do vice-presidente da Odebrecht Energia, Henrique Valladares. O executivo, que não se lembrava do nome do analista político (que foi soprado por um interrogador), afirma que o membro da imprensa estava “reunido na mesma mesa” com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o empresário Alexandre Accioly. O encontro, segundo o delator, teria ocorrido em restaurante no Rio de Janeiro. A declaração do ex-VP da empreiteira foi divulgada em vídeo no canal do Diário do Poder no YouTube e repercutida pelo site da revista Fórum.

Publicado originalmente na noite da última quinta-feira (13), o texto da Fórum destaca a citação a Diogo Mainardi como algo “URGENTE” (em caixa alta mesmo) e garante que o articulista estaria presente “em um encontro em que teriam sido negociadas propinas da empreiteira”.

Com a repercussão do caso, o colunista usou a página que controla na internet para negar que tenha jantado com o ex-presidenciável tucano. “Isso é mentira. O jantar nunca ocorreu. Cruzei com os dois no Gero – mais de uma vez – e sempre os cumprimentei”, escreveu em O Antagonista. Ele aproveitou para fazer um “alerta” à operação mantida pela Polícia Federal. “É evidente que eu não teria o menor problema em admitir um jantar com Aécio Neves e Alexandre Accioly. Mas, como se trata de uma mentira, serve de alerta para a Lava Jato. Esse delator inventa coisas”, afirmou.

Depois do texto rebatendo a declaração de Henrique Valladares, o integrante do programa ‘Manhattan Connection’ gravou vídeo com críticas à Fórum e ao editor-chefe do veículo de imprensa, o jornalista Renato Rovai. O colunista garante mais uma vez que não jantou com Aécio Neves. Além disso, demonstra irritação com a frase que consta na reportagem do site da revista, de que no tal jantar propinas a serem pagas pela Odebrecht teriam sido negociadas.

Na interpretação de Diogo Mainardi, o trecho dá a entender que ele teria “participado, assistido, testemunhado a negociação de propina”. Com base nisso, ele informa que processará a publicação e, sem mostrar prova alguma, chama Rovai de “bandido e criminoso”. “Quem recebeu ‘bola’ dessa ‘orcrim’ que governou o país foi você, foi sua revista”, acusou o articulista citado em delação. “Vou quebrar essa joça”, ameaçou.

Fonte: Comunique-se

mar
21

MNLM vai cobrar à Prefeitura do Paulista agilidade na entrega de casas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags ,

O Movimento Nacional de Luta por Moradia (MNLM-PE) realiza  ato de protesto às 9h desta terça-feira (21), na frente da sede da Prefeitura do Paulista. Vai exigir agilidade no andamento do projeto habitacional Governador Eduardo Campos, em um terreno doado pelo Governo do Estado, para atender 1.416 famílias de baixa renda do município.

De acordo com o MNLM, o mais absurdo é a postura da Prefeitura. Apesar do prefeito Júnior Matuto (PSB), na sua primeira gestão, não ter reduzido em nada o déficit habitacional na “Cidade das Chaminés”, que beira 20 mil famílias sem moradia, a Secretaria de Desenvolvimento Social, responsável pelo Bolsa Família junto ao Governo Federal, está impondo às famílias escolherem entre o Bolsa ou as casas, através pelo Programa Federal Minha Casa, Minha Vida.

“Consideramos isso um verdadeiro descalabro, um afronta aos direitos humanos, pois a moradia é direito básico do ser humano. É um descaso com às já sofridas famílias, que aguardam há mais de 12 anos por suas casas e estão no auxílio-moradia do município, com apenas R$ 150,00.  Estamos na eminência de perder os prazos  e a oportunidade de garantir os recursos financeiros para a construção das 1.416 moradias” pontuou o dirigente nacional do MNLN, Paulo André.

O  Ministério das Cidades estabeleceu o prazo até 30 de março para a apresentação de propostas dos projetos para análise e aprovação da Caixa Econômica Federal e do próprio Ministério. Vale salientar que já ocorreu um redução dos recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), na Faixa 1, que atende famílias de baixa renda, dificultando ainda mais à realização do sonho da casa própria. “ Tentamos inúmeras vezes, o diálogo com a gestão municipal, para solucionar os problemas. Chegamos a ser atendidos, porém tudo não passou de promessa. Nenhuma solução efetiva foi realizada para evitar esta perda”, ressaltou Paulo André. 

mar
17

Suspeito de fraudes de R$ 13 milhões em licitações é detido no aeroporto

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

O principal membro de uma organização criminosa acusada de desviar cerca de R$ 13 milhões em crimes licitatórios e lavagem de dinheiro foi detido nesta sexta-feira (17), no Aeroporto Internacional do Recife (foto). A Polícia Civil de aeroporto do RecifePernambuco investiga três empresas que usavam laranjas para fraudar e ganhar licitações nas áreas de gênero alimentício, material de expediente e serviços. A operação foi deflagrada após uma denúncia do Tribunal de Contas do estado (TCE-PE).

Manoel Miranda Costa era o sócio oculto que administrava as três empresas, sendo uma em Carpina e outra em Nazaré da Mata, na Zona da Mata do Estado. Elas prestavam serviços para prefeituras e câmaras municipais em diversas cidades do interior de Pernambuco. A estimativa de prejuízo aos cofres públicos até o momento é de R$ 13 milhões.

O delegado Luiz Andrey afirma que “até o momento não foi investigado o envolvimento de órgãos públicos nesta operação, podendo ser deflagrada uma nova fase, caso as evidências apontem para tal situação”.

Estão sendo cumpridos três mandados de prisão preventiva e sete de busca e apreensão domiciliar, além de duas conduções coercitivas. As empresas investigadas também tiveram o bloqueio de suas contas determinado pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Carpina.

Fonte: Folhape

mar
15

Família procura rapaz desaparecido há 12 dias

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Denuncias     Tags

O jovem Caio Henrique, está desaparecido e sua família e amigos estão desesperados atrás de notícias. Ele sumiu desde a sexta-feira (03), e nunca mais foi visto. 

17342504_1641021539241282_6266012638549105724_n

Embora more bairro do Jordão, no Recife, Caio frequenta muito a praia de Carne de Vaca, na cidade de Goiana. E segundo informações de familiares, ele foi visto pela última vez na BR 101, sentido João Pessoa/PB. 

A família pede pra quem teve algum contato com Caio Henrique, que repasse quaisquer informações. 

fev
21

SELEÇÃO DA EMPRESA ROSE BELTRÃO REVOLTA INTERNAUTAS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

rose

Imagens de duas postagens compartilhadas na web pela casa de eventos Rose Beltrão renderam críticas na noite dessa segunda-feira (20). Um post anunciou um processo seletivo destinado à contratação de supervisora para a área comercial e, entre as exigências da seleção, estão informações que indignaram muitos internautas. Os critérios foram classificados como preconceituosos.

Veementemente repudiada, uma imagem da postagem traz entre os critérios as seguintes informações: “Mulher entre 30 e 40 anos de idade; formada em marketing, vendas ou administração; bom nível socioeconômico que permita frequentar bares, restaurantes, eventos voltados à classe alta ou média alta”. 

Fonte/Reprodução: Leiajá

jan
31

SEAD REALIZA VISTORIA EM ESTAÇÕES DO METRÔ

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags ,

seabA Superintendência Estadual de Apoio a Pessoa com Deficiência (Sead), que integra a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), realizou ontem (30), vistoria em equipamentos de acessibilidade nas estações do metrô e dentro dos trens.

A vistoria foi realizada em conjunto por três cadeirantes, nas estações de Afogados, Barro e Rodoviária (TIP). A ação foi realizada pelo representante da Sead, Edmilson Silva, e os integrantes dos conselhos estadual e municipal de Direitos das Pessoas com Deficiência, respectivamente, Waldemar Coelho e Emídio Costa.

Anteriormente já haviam sido realizadas vistorias em seis estações do metrô: Aeroporto, Joana Bezerra e Recife. 
De acordo com o coordenador técnico de empregabilidade da Sead, Edmilson Silva, foram escolhidas estações estratégicas, próximas a terminais integrados rodoviários e para acesso à AACD, que fica na Joana Bezerra.

A partir de uma demanda do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que recebe muitas denúncias, a Sead e os conselhos de direitos vão fazer um relatório técnico, que será apresentado durante audiência pública no dia 15 de fevereiro.

jan
5

CAÇA PREDATÓRIA DO GUAIAMUM

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags

caranga

Fernando Melo – Professor

A caça predatória do guaiamum, no litoral norte pernambucano, vem sendo uma grande ameaça a espécie. Nas feiras livres, o crustáceo vem sendo comercializado em tamanhos inferiores, devido à caça feita de forma irregular.

Em alguns criatórios particulares é possível encontrar poucos guaiamuns gigantes, mas os comerciantes alertam que está cada vez mais difícil localizá-los.

A caça predatória vem causando danos ao ciclo reprodutivo. Os guaiamuns estão sendo capturados ainda filhotes. Infelizmente, as autoridades ambientais ainda não tomaram uma atitude. 

dez
26

CÂMARA FEDERAL GASTA R$ 7,9 MILHÕES COM VIAGENS INTERNACIONAIS DE DEPUTADOS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

A Câmara dos Deputados já gastou, de 2010 até o início de novembro deste ano, em valores corrigidos, o montante de R$ 7,9 milhões em diárias para as viagens internacionais de seus parlamentares. Os deputados têm direito a cerca de R$ 1,4 mil para cada dia em missão fora do país. As informações são da coluna Painel, da Folha de São Paulo.

Segundo a publicação, os valores crescem ano a ano, com exceção de 2014, quando ocorreu eleição. No ano de 2010 foram R$ 656 mil contra R$ 1,8 milhão nos dez primeiros meses deste ano. Em passagens internacionais, os parlamentares gastaram outros R$ 12,7 milhões no mesmo período.

De acordo com o jornal, a Câmara sustenta que as viagens estão condicionadas a ganhos institucionais e à “promoção do intercâmbio legislativo, das relações comerciais e do compartilhamento de tecnologias, entre outros ganhos”.

Fonte: Folhape

dez
12

NO URUGUAI, FILHO DE LULA FICA FORA DO ALCANCE DA JUSTIÇA

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

lulaFontes ligadas à Operação Zelotes acham que a mudança do filho do ex-presidente Lula para o Uruguai, há dois meses, a pretexto de trabalhar nas categorias de base de um time de futebol de segunda divisão, teve o objetivo de ficar longe do alcance da Justiça brasileira.

Luiz Cláudio Lula da Silva foi denunciado à Justiça, com o pai, Lula, por tráfico de influência, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A informação é da coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A presença do filho de Lula no Uruguai somente foi revelada depois que ele já estava no país e com contrato assinado no clube. Luiz Cláudio estaria sob “proteção” do governo do presidente Tabaré Vasquez, um “bolivariano” amigo pessoal de Lula.

Se o governo do Uruguai considerar que o processo ou ação contra Luiz Claudio for político, pode não cumprir o acordo de extradição.

 
dez
11

DELATOR DIZ QUE CONSTRUTORA PAGOU R$ 7 MI A POLÍTICOS PARA APROVAR MEDIDAS PROVISÓRIAS

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, afirmou no seu acordo de delação premiada que a construtora pagou R$ 7 milhões a parlamentares de destaque no Senado e na Câmara para garantir a aprovação de uma medida provisória de interesse da companhia no Congresso.

renan-juca

Os recursos, segundo o executivo, foram destinados aos senadores Romero Jucá (RR) e Renan Calheiros (AL), ambos (foto) do PMDB; Eunício Oliveira (PMDB-CE), cotado para suceder Renan na presidência do Senado; Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara; e Lúcio Vieira Lima (PMDB-AL).

Melo fechou com a Procuradoria Geral da República (PGR) um acordo pelo qual aceitou contar detalhes de pagamentos feitos a inúmeros políticos em Brasília (DF).

Diversos pagamentos feitos a Romero Jucá, segundo Melo, tinham relação com assuntos de interesse da companhia no Congresso. Ele definiu Jucá como “Resolvedor da República no Congresso”, a quem recorria constantemente para conseguir emendas e aprovações de leis e projetos.

Um dos episódios diz respeito à Medida Provisória 613/2013, que culminou no projeto de lei de conversão 20/2013 e permitiu a concessão de incentivos tributários aos produtores de etanol e à indústria química por meio de crédito presumido e da redução das alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins. O maior resultado da medida provisória foi fazer com que a Odebrecht conseguisse economizar mais em impostos.

Em abril daquele ano, Melo, que vivia em Brasília, disse ter sido procurado por uma pessoa da Odebrecht para que atuasse com “objetivo de garantir a aprovação do texto vindo do Executivo”.

Nesse momento, disse o delator, Romero Jucá “solicitou apoio financeiro atrelado à aprovação do texto que interessava à companhia”. “No meu entendimento, através de Romero Jucá, Renan Calheiros também estava sendo remunerado para atender aos interesses da companhia”, afirmou o delator.

Foi fechado um acordo de R$ 7 milhões em torno da MP. Nesse acerto, sempre segundo o delator, R$ 2,1 milhões foram para Eunício e R$ 4 milhões para Jucá e Renan. Melo disse que Renan diretamente não recebeu valores, mas ele “sempre viu” no senador Jucá “a presença intrínseca da figura do senador Renan”. “Isso significa que eu sabia que os pleitos que eu levava ao senador Jucá também seriam transmitidos ao senador Renan e por ele defendidos”, disse Melo.

Quando da tramitação de outra MP, a de número 677/15, o delator disse que ouviu pessoalmente de Renan um pedido de financiamento para a campanha eleitoral do seu filho ao governo de Alagoas. O delator entendeu que a ajuda eleitoral estava vinculada ao sucesso da MP.

No caso da MP 613, além dos três senadores do PMDB, disse o delator, dois deputados “solicitaram pagamentos decorrentes do mesmo contexto de discussão do texto da MP 613”. O deputado Lúcio Vieira Lima, irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que atuava na Comissão Mista que analisou a matéria em agosto de 2013.

Lúcio Lima recebeu “entre R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhão”, segundo o delator. O segundo deputado beneficiado foi o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com R$ 100 mil. “Durante a fase final da aprovação da MP 613, o deputado, a quem eu pedi apoio para acompanhar a tramitação, aproveitou a oportunidade e alegou que ainda havia pendências da campanha de prefeito do Rio em 2012”. O valor “foi pago no início de outubro de 2013”.

O delator disse que mais pagamentos foram vinculados à tramitação de outras MPs, como a de número 627/2013, que tratava de mudanças no regime de tributação do lucro auferido no exterior. Entre abril e junho de 2014, Melo disse ter recebido “pedido do senador Jucá de pagamento em contrapartida à conversão em lei da MP 627”.

Fonte: Folhapress

dez
5

DEPUTADOS FEDERAIS FAZEM TURISMO COM DINHEIRO DO POVO

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

rA Câmara dos Deputados bancou, com passagens aéreas e diárias, 1.283 viagens de deputados federais ao exterior, desde 2010. Isso representa uma média de uma decolagem a cada dois dias.

Levantamento feito pelo jornal Folha de São Paulo em dados oficiais da Câmara Federal e em relatórios apresentados pelos parlamentares, mostra um variado leque de motivações, destinos e explicações para as chamadas missões oficiais.

De 2010 até agora, as viagens foram feitas a 69 países dos cinco continentes, com especial predileção pelos Estados Unidos, Suíça e França.

O deputado Nelson Pellegrino, do PT da Bahia, é um dos que mais receberam autorizações para as missões: 14 no total, para viagens ao exterior desde 2010.

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: