Navegando todos os artigos Denuncias
abr
23

48 políticos investigados na Lava Jato

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

BBC Brasil 

Quarenta e oito políticos com foro privilegiado que estão sendo investigados ou foram denunciados na Operação Lava Jato correm o risco de ter seus casos enviados à primeira instância caso não consigam se reeleger em outubro.

A BBC Brasil listou os políticos que estão na mira da força-tarefa mas que, por terem foro privilegiado, respondem em cortes superiores, onde o andamento dos processos costuma ser mais lento. Boa parte do grupo deverá tentar a reeleição, o que garantiria a manutenção do foro privilegiado.

A lista inclui o presidente Michel Temer, três governadores, dez senadores, entre eles Humberto Costa (PT-PE), e 34 deputados federais.

Confira a lista dos políticos envolvidos na operação que podem perder o foro privilegiado se não se elegerem em outubro:

Presidente

Michel Temer (MDB-SP)

Governadores

  • Renan Filho (MDB-AL)
  • Robinson Faria (PSD-RN)
  • Fernando Pimentel (PT-MG)

Senadores

  • Aécio Neves (PSDB-MG)
  • Ciro Nogueira (PP-PI)
  • Edison Lobão (MDB-MA)
  • Eunício Oliveira (MDB-CE)
  • Gleisi Hoffmann (PT-PR)
  • Humberto Costa (PT-PE)
  • Ivo Cassol (PP-RO)
  • Renan Calheiros (MDB-AL)
  • Romero Jucá (MDB-RR)
  • Valdir Raupp (MDB-RO)

Deputados Federais

  • Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)*
  • Alfredo Nascimento (PR-AM)
  • Anibal Ferreira Gomes (MDB-CE)
  • Antônio Brito (PSD-BA)
  • Andres Sanchez (PT-SP)
  • Arlindo Chinaglia (PT-SP)
  • Arthur Maia (PPS-BA)
  • Beto Mansur (PRB-SP)
  • Cacá Leão (PP-BA)
  • Carlos Zarattini (PT-SP)
  • Celso Russomanno (PRB-SP)
  • Dimas Fabiano Toledo (PP-MG)
  • Fábio Faria (PSD-RN)
  • Heráclito Fortes (PSB-PI)
  • José Carlos Aleluia (DEM-BA)
  • José Mentor (PT-SP)
  • José Otávio Germano (PP-RS)
  • Lázaro Botelho Martins (PP-TO)
  • Lúcio Vieira Lima (MDB-BA)
  • Luiz Fernando Faria (PP-MG)
  • Marco Maia (PT-RS)
  • Maria do Rosário (PT-RS)
  • Mário Negromonte Jr. (PP-BA)*
  • Milton Monti (PR-SP)
  • Missionário José Olímpio (DEM-SP)
  • Ônyx Lorenzoni (DEM-RJ)
  • Roberto Balestra (PP-GO)*
  • Rodrigo Garcia (DEM-RJ)
  • Rodrigo Maia (DEM-RJ)
  • Sandes Júnior (PP-GO)
  • Vander Loubet (PT-SP)
  • Vicentinho (PT-SP)
  • Yeda Crusius (PSDB-RS)
  • Waldir Maranhão (PSDB-MA)*

* A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu o arquivamento das investigações sobre os deputados, mas o pleito ainda não foi analisado pelo STF.

abr
17

Pai de santo é preso por estupro de filha e dois adolescentes em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Um pai de santo foi preso na segunda-feira (16) por estupro de vulneráveis, no bairro de Vasco da Gama, zona norte do Recife. A prisão foi divulgada hoje (17). O homem, de 35 anos, que não teve a identidade revelada, é suspeito de ter abusado sexualmente da filha de 5 anos e dois adolescentes: a enteada de 14 anos e outro rapaz, também de 14 anos.

O crime aconteceu no bairro da Caixa D’Água, em Olinda, e o caso foi registrado em outubro do ano passado, na Delegacia de Peixinhos, depois que as mães de vítimas fizeram denúncias. Segundo o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle, a menina de 5 anos é filha do pai de santo com a companheira dele. O rapaz, também de 14 anos, é filho de uma pessoa que trabalha com o suspeito.

Embora o homem tenha sido detido preventivamente, o inquérito ainda não está completo. Segundo a delegada titular de Casa Amarela, Lídia Barci, ainda pairam suspeitas de que a mãe das crianças tenha sido conivente com a situação, já que após a denúncia a família mudou de endereço algumas vezes.

As vítimas passaram por uma escuta especializada e contarão com assistência psicológica e social. “O inquérito progrediu para um mandado de prisão e nós localizamos, não mais em Peixinhos, onde eles moravam, mas no Vasco da Gama”, informou Kehrle, que ainda fez um apelo sobre a importância da contribuição da população para a solução dos casos.

Segundo o delegado Joselito Kehrle, cerca de 90% dos casos de abuso acontecem no interior das residências, por parentes, vizinhos e pessoas do convívio da vítima. A melhor forma de se combater esse tipo de crime é quebrando o silêncio e estando atento às mudanças de comportamento.

Fonte: Folhape

abr
13

Superfaturamento e propina: Oposição quer respostas do PSB

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O povo de Pernambuco, mais uma vez, foi surpreendido pela veiculação na imprensa de novas denúncias de corrupção e desvio de recursos públicos envolvendo os governos do PSB.

Desta vez, o depoimento do empresário João Carlos Lyra, apontando como operador de esquema de corrupção que beneficiava o PSB, faz referência ao superfaturamento de 20% nas obras em que sua empresa atuou, entre elas a construção Arena Pernambuco, PE- 060, o Pier Petroleiro, a Orla de Jaboatão dos Guararapes, o Canal do Sertão, a BR-101 e a Transposição do São Francisco. Fala ainda que esses recursos seriam repassados ao partido do governador para o financiamento de campanhas eleitorais, incluindo a compra do avião que caiu, vitimando o ex-governador Eduardo Campos e integrantes do seu staff.

Mais uma vez, o Governo de Pernambuco e a direção estadual do PSB se calam diante das denúncias, como já o fizeram em relação às delações anteriores de executivos da Camargo Corrêa, Odebrecht e JBS, assim como em relação a operações da Polícia Federal como Lava-Jato, Turbulência, Vórtex, Torrentes, Fair Play, entre outras.

A sociedade pernambucana não merece receber, mais uma vez, o silêncio como resposta. O povo de Pernambuco exige que o governador do Estado e o PSB, seu partido, que está há 11 anos no comando do Executivo, apresentem à população explicações sobre estas graves denúncias envolvendo figuras importantes do PSB. Os pernambucanos aguardam respostas.

Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco

abr
13

Atualização da Lista Suja do Trabalho Escravo traz 34 novos nomes

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags ,

Após decisão judicial proferida pela 11ª Vara do Trabalho de Brasília (DF) em ação do Ministério Público do Trabalho (MPT), o Ministério do Trabalho atualizou no início desta semana, o Cadastro de Empregadores, mais conhecido como Lista Suja do Trabalho Escravo. A nova lista traz a inclusão de mais 34 nomes de pessoas físicas e jurídicas, de um total de 166. Entre elas estão a ALL América Latina Logística (atual Rumo Malha Paulista), a Cone Brasil, que comercializou alimentos no Rock In Rio e duas construtoras responsáveis por obras no Programa Minha Casa Minha Vida.

Para o vice-coordenador nacional de Erradicação do Trabalho Escravo (Conaete), Ulisses Dias Carvalho, a atualização demonstra que a União está dando transparência para que a lista seja publicada de forma periódica. “A divulgação é importante também porque com base na Resolução 3.876 de 2010 do Banco Central as instituições financeiras integrantes do Sistema Nacional de Crédito Rural não podem renovar ou conceder financiamentos para quem constar nesta lista”, ressaltou. Os 34 nomes foram responsáveis por 269 trabalhadores em situação análoga a de escravo.

A União tinha até o dia 27 deste mês para publicar a lista atualizada. O descumprimento implicaria em multa diária de R$ 10 mil. A decisão foi proferida no dia 29 de março, a respeito do cumprimento de sentença transitada em julgado em setembro de 2017, que na época determinou a atualização da lista.

Essa última decisão deixou claro que a lista tem que ser atualizada e publicada periodicamente, no máximo a cada seis meses. O Governo Federal alegava que a decisão de 2017 tinha sido cumprida com uma única publicação da lista, em outubro do ano passado.

Entenda o caso – O Cadastro de Empregadores ficou sem atualização entre o período de dezembro de 2014 e março de 2017. A suspensão ocorreu porque um dos empregadores questionou a legalidade da lista no Supremo Tribunal Federal (STF) e o ministro Ricardo Lewandowski suspendeu a divulgação em dezembro de 2014.

Para manter a sua publicação, a União publicou nova portaria interministerial (número 4, de 11 de maio de 2016), reformulando os critérios para inclusão e saída dos empregadores do cadastro. Com essa mudança, a ministra Cármen Lúcia, relatora da liminar em 2015, suspendeu a proibição e autorizou a publicação. No entanto, o Ministério do Trabalho continuou sem publicar o documento.

Diante da omissão, o MPT no Distrito Federal entrou com ação com pedido de liminar, em dezembro de 2016, para a União publicar a lista. O juiz do Trabalho Rubens Curado Silveira, da 11ª Vara do Trabalho de Brasília, atendeu o pedido e ressaltou que deixar de divulgar o documento “esvazia a política de Estado de combate ao trabalho análogo ao de escravo no Brasil”.

Fonte: Ministério Público do Trabalho e Procuradoria-Geral do Trabalho

abr
12

Professor é suspeito de abusar de adolescentes em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Um professor de inglês de uma escola em Olinda é suspeito de abusar sexualmente de alunas menores de idade juntamente com a esposa. O caso chegou ao Conselho Tutelar de Olinda (foto) após o pai de uma das vítimas, de 15 anos, fazer uma denúncia. Segundo a coordenadora do Conselho Tutelar, Cláudia Moura, o caso já foi encaminhado à Delegacia do Varadouro e ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

O pai de uma das vítimas desconfiou da situação após flagrar a filha conversando com o suspeito por um aplicativo de mensagens de madrugada. “Eu passei e vi que ela estava conversando com um homem e questionei quem era e o que estava acontecendo. Depois, fui mais a fundo, vi outras conversas e descobri que ele estava aliciando as meninas e que a mulher dele também participa”, contou.

De acordo com a Polícia Civil, a mãe de outra adolescente, de 14 anos, também prestou queixa na noite da última quarta-feira (11). Por meio de nota, a polícia informou que está trabalhando na comprovação do fato e não irá se pronunciar, neste momento, para não colocar em risco o andamento das investigações.

O Conselho Tutelar de Olinda já aplicou a medida protetiva, que aciona acompanhamento psicológico das vítimas e dos pais. Ainda segundo a coordenadora do Conselho, foi identificado outro caso de abuso contra o mesmo professor em 2016.

Fonte/Foto: Folhape

abr
11

TCE-PE identifica, em Itapissuma, médica com seis vínculos empregatícios

Uns se matam de trabalhar enquanto outros ganham o dinheiro público sem dar um dia de trabalho. Isso acontece muito nas prefeituras, sobretudo do Interior, onde as sanguessugas fazem a festa. Um desses exemplos foi identificado ontem (10), em Itapissuma, a 35 quilômetros de Olinda.

Analisando um processo sobre a contratação temporária de 191 servidores, na gestão do ex-prefeito Cal Volia (PP), o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) descobriu uma médica com seis vínculos empregatícios com o serviço público.

Qual profissional tem condições de cumprir horário de expediente em seis empregos diferentes? Nenhum! Esse é um caso típico do funcionário fantasma, ganhando sem trabalhar, mamando nas tetas das prefeituras e do governo do Estado.

Com informações do Blog de Inaldo Sampaio

abr
10

Rios estão perdendo espaço para o crescimento das cidades

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Fernando Melo – Professor

Nas margens dos rios das cidades pernambucanas, onde deveriam existir matas ciliares para proteção, tudo vem sendo destruído e as pessoas continuam fazendo aterros, construções irregulares e jogando lixo e entulhos.

As autoridades fecham os olhos para as ocupações desordenadas e irregulares. As chuvas chegaram e o grande volume de água encontrou muitas barreiras pela frente. Resultado: inundações por todos os lados.

As cidades não podem mais continuar crescendo sem planejamento urbano. Todo mundo faz o que quer, basta procurar um vereador ou um secretario da prefeitura, que o cidadão ocupa uma área verde e faz a sua construção. E quando ocupa, não tem fiscalização.

 
abr
9

YouTube e Google são acusados de práticas ilegais com crianças

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Associações americanas acusaram nesta segunda-feira (09) o YouTube e a sua matriz, Google, de coletar dados pessoais de crianças e utilizá-los com fins publicitários, uma prática que consideram ilegal. 

Vinte e três organizações de defesa dos direitos digitais e de proteção da infância denunciaram as empresas à FTC, a Comissão Federal de Comércio, e pediram uma investigação sobre tais práticas.

As associações alegam que o Google coleta informações pessoais de menores de idade no YouTube (site proibido para menores de 13 anos), como sua localização, o aparelho que utilizam para a conexão ou os números de telefones celulares “sem informar previamente os pais”. As informações são utilizadas com “fins publicitários entre as crianças na internet”.

“Há anos que o Google abandonou suas responsabilidades a respeito das crianças e suas famílias, afirmando de maneira enganosa que o YouTube (site inundado de desenhos animados, canções infantis e publicidade de brinquedos) não está habilitado aos menores de 13 anos”, afirma em um comunicado Josh Golin, da Campanha por uma Infância sem Publicidade, uma das denunciantes.

“Google obtém lucros gigantescos com a publicidade para crianças e deve respeitar a COPPA”, a lei de proteção da vida privada das crianças na Internet, destaca Golin. As práticas do Google violam a lei de 1998, que “proíbe que um site destinado a crianças que saiba o que as crianças utilizam, colete ou utilize informações sem o acordo prévio dos pais”.

Um porta-voz do Google disse à AFP que a empresa ainda não teve acesso à denúncia, mas que “proteger as crianças e suas famílias é uma prioridade” do grupo. “Como o YouTube não é voltado para crianças, fizemos grandes investimentos para criar o aplicativo YouTube Kids, uma alternativa especialmente destinada às crianças” disse o porta-voz. 

Fonte: AFP

abr
8

Golpe no WhatsApp sobre FGTS já atingiu mais de 70 mil pessoas

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Mais de 70 mil pessoas já foram atingidas por um novo golpe que circula no WhatsApp. A fraude promete à vítima um suposto saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Segundo a PSafe, a armadilha está no ar há pouco mais de 24 horas e informa que os usuários têm direito a valores de até R$ 1,9 mil, caso tenham trabalhado com carteira assinada entre 1998 e 2018.

Disseminada via WhatsApp, a mensagem pede que o usuário clique em um link para supostamente ter um acesso à lista que traz os nomes de quem têm direito ao benefício. Ao entrar na URL, porém, a vítima é induzida a responder algumas perguntas.

Independentemente das respostas, ela é encaminhada a uma nova página que solicita o compartilhamento da fraude com amigos e outros contatos. Desta forma, o cibercriminoso consegue disseminar com maior velocidade o golpe, atingindo também muito mais vítimas.

O objetivo do cibercriminoso, segundo a PSafe, é cadastrar as vítimas em serviços de SMS pago. A partir do momento em que o cadastro ocorre, o usuário fica vulnerável a cobranças indevidas.

A Caixa Econômica Federal (CEF) informou que não envia mensagens sobre saques das contas vinculadas ao FGTS e que disponibiliza orientações de segurança no seu portal da internet e em suas agências. O trabalhador pode verificar informações por meio de aplicativo oficial, no site www.caixa.gov.br/fgts ou ainda pelo telefone 0800.726.0207.

abr
6

MST bloqueia estradas em todo o país em protesto contra prisão de Lula

O MST iniciou nas primeiras horas desta sexta-feira (06) o bloqueio de rodovias no Mato Grosso, Bahia, Pernambuco e Espírito Santo. De acordo com o coordenador do movimento, Alexandre Conceição, a ideia é bloquear 50 BRs em 24 Estados, em protesto contra a decretação da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O juiz Sérgio Moro decretou a prisão de Lula na noite dessa quinta-feira (05). O ex-presidente tem até as 17h desta sexta-feira (06), para se apresentar “voluntariamente” à Polícia Federal em Curitiba, base da Operação Lava Jato. Lula permanece na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SP).

abr
6

Ordem de prisão de Lula é a mais rápida entre réus soltos da Lava Jato

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O juiz Sergio Moro nunca determinou o cumprimento de pena de réus soltos da Operação Lava Jato menos de um ano depois de condená-los, exceto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Moro sentenciou Lula a nove anos e seis meses de prisão em 12 de julho do ano passado e assinou o despacho que ordena sua prisão nessa quinta (05), menos de nove meses depois. 

Nesse meio tempo, o processo foi enviado ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), revisado por três juízes, julgado, teve recurso julgado e foi considerado esgotado na segunda instância. A pena do petista foi aumentada para 12 anos e um mês.

As outras oito determinações de prisão de réus que estavam soltos na Lava Jato do Paraná demoraram entre 18 e 30 meses para serem expedidas. A última ordem de prisão, do ex-sócio da Engevix, Gerson de Melo Almada, em março, durou dois anos e três meses para ter prisão determinada.

Em janeiro, Moro determinou a prisão do agente da Polícia Federal Jayme Alves de Oliveira Filho, o Jayme Careca, que distribuía propina para o doleiro Alberto Youssef. A prisão aconteceu dois anos e meio após a sentença.

A rapidez com que Lula vai ser preso acontece por causa da celeridade que o processo tramitou após a condenação do juiz de Curitiba. O caso foi o que mais rápido chegou à segunda instância.

Foram 42 dias entre a decisão e o início da tramitação no Tribunal. O juiz afirma que os prazos do processo foram estritamente seguidos. Na Corte, sediada em Porto Alegre, a ação contra o ex-presidente foi a segunda mais rápida da Lava Jato, ultrapassando outras sete ações da operação.

O ex-presidente foi condenado por lavagem de dinheiro e corrupção por, de acordo com a acusação, ter recebido um tríplex reformado da construtora OAS como propina de contratos da empresa com a Petrobras. Ele nega as acusações.

Fonte: Folha PE

abr
6

Oficial de Justiça tem o seu carro atacado no bairro do Amaro Branco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O oficial de Justiça Roberto Machado foi atacado ao entregar um mandado de busca e apreensão na tarde dessa quinta-feira (05) no bairro do Amaro Branco, em Olinda. Ele ia cumprir um mandado de busca e apreensão de um Chevrolet Spin LT, quando o dono do veículo atirou gasolina sobre o veículo do oficial de Justiça. 

Machado conta que estava junto com o representante do banco BV, autor da ação, quando o homem pegou um galão de combustível e jogou em cima do carro do oficial, um Renault Logan. O responsável pelo ataque, José Aritony Silva Carneiro da Cunha, se recusou a ter o seu automóvel apreendido.

Chegando ao local da busca, o oficial foi atendido pelo filho José Aritony, que foi chamar o pai. O homem já chegou afirmando que não entregaria o carro e ameaçando o oficial. Em seguida, jogou gasolina no carro dele e no de Roberto. Ao notar o cheiro do combustível e ver José Aritony riscando o fósforo, o oficial de Justiça retornou ao automóvel e saiu do local. José Aritony fugiu em seguida.

Fonte/Foto: Folhape

abr
5

Veja a repercussão da ordem de prisão do ex-presidente Lula

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Por: Gustavo Garcia, Fernanda Calgaro, Guilherme Mazui e Fernanda Vivas, G1 e TV Globo, Brasília

Políticos reagiram à ordem de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) expedida nesta quinta-feira (05) pelo juiz federal Sérgio Moro. 

Lula foi condenado em duas instâncias da Justiça no caso do triplex em Guarujá (SP). A pena definida pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) é de 12 anos e 1 mês de prisão, com início em regime fechado.

Veja abaixo o que disseram os políticos (as declarações foram organizadas por ordem alfabética):

Álvaro Dias (Podemos-PR), líder do partido no Senado – “É lastimável ver um ex-presidente da República ser conduzido à prisão. Mas é um avanço. A impunidade perdeu. O Estado de Direito prevaleceu. As leis estão governando os homens neste momento e nós estamos caminhando para a inauguração de uma nova Justiça no Brasil.”

Alex Manente (PPS-SP), líder do partido na Câmara – “Um dia histórico para o Brasil. Finalmente está sendo preso o ex-presidente Lula, chefe de uma das maiores organizações criminosas com o dinheiro público. Não tenho dúvida que isso deixa todos nós com a sensação de Justiça, que ela chega para todos, que não pode se cometer crime em qualquer escala de poder. Mas também nos deixa envergonhados perante o mundo ver um ex-presidente preso.”

Ana Amélia (PP-RS), senadora – “Ninguém está acima da lei!”

Ciro Gomes (PDT-CE), pré-candidato a presidente – “Estou acompanhando com muita tristeza tudo que está acontecendo com o ex-presidente e meu amigo Luiz Inácio Lula da Silva. Por mim, e por muitos brasileiros, especialmente os mais pobres, por quem ele tanto fez. Espero que os próximos recursos possam prontamente quanto possível estabelecer sua liberdade. Parte importante do país na qual me incluo, não consegue ver justiça, muito menos equilíbrio em uma providência tão amarga, enquanto remanescem intocados notórios corruptos do PSDB.

Chico Alencar (PSOL-RJ), deputado federal – “É uma celeridade impressionante, parece que têm medo de alguma reação popular, sequer apreciam os recursos finais, os chamados embargos dos embargos, há uma insegurança desse poder tão imperial. Tudo isso contribui para que se reaja. Por que no caso do Lula tem essa pressa total?”

Darcísio Perondi (MDB-RS), vice-líder do governo na Câmara – “A justiça sendo feita no Brasil. Um ex-presidente da República, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, deverá cumprir 12 anos de cadeia. Ele tem até amanhã, sexta-feira, às 17h, para se apresentar em Curitiba. A decretação da prisão do Lula é uma mostra de que já passou o tempo da impunidade e que os graúdos do colarinho branco também podem ser presos e pagar por seus erros.”

Evo Morales, presidente da Bolívia – “Repudiamos a revoltante decisão da Justiça do Brasil que, ameaçada por oligarquias corruptas, negou o direito constitucional do irmão Lula da Silva a se defender em liberdade. Essa sentença ilegítima é um golpe institucional contra a democracia do povo do Brasil.”

Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo – “É lamentável ver a decretação da prisão de um ex-presidente, mas tenho a convicção de que isso simboliza uma importante mudança que vem ocorrendo no Brasil: o fim da impunidade. A lei vale para todos.”

Gleisi Hoffmann (PT-PR), senadora e presidente do partido – “Violência sem precedentes na nossa história democrática. Um juiz armado de ódio e de rancor, sem provas e com um processo sem crime, expede mandado de prisão para Lula, antes de se esgotarem os prazos de recurso. Prisão política, que reedita os tempos da ditadura.”

Humberto Costa (PT-PE), líder da minoria no Senado – “Esse mandado de prisão expedido de forma absolutamente açodada é mais um declarado abuso nessa caçada política implacável contra Lula. É um escândalo que envergonha o Brasil.”

Jandira Feghali (PCdoB-RJ), deputada federal – “O momento exige de nós coragem. O arbítrio chegou ao limite e a prisão de Lula sem provas foi decretada. Não nos calamos durante os duros anos da ditadura e não nos farão esmorecer agora. Permaneceremos ao lado dos que lutam pela democracia. A força de Lula será a nossa força.”

João Derly (Rede-RS), líder do partido na Câmara – “A prisão de Lula, condenado por corrupção, demonstra que os danos causados pelo mau uso da coisa pública tem consequências graves perante a lei. O ex-presidente será preso mas não podemos cair em “falsas verdades”, como a de que Lula é um perseguido político ou que sua prisão acabará com a corrupção. É neste momento de crise que precisamos reafirmar a crença na democracia e nos seus instrumentos. O respeito à constituição é a garantia de que depois de amanhã, passada a turbulência, o Brasil será mais um país forte e mais justo.”

José Rocha (PR-BA), líder do partido na Câmara – “Acho que isso é muito ruim para a política brasileira. Lula é um líder, essa decisão do Supremo, dividida, divide o país também. Muito ruim isso. A Suprema Corte tem que definir por unanimidade. Acho que [o Moro] deveria ter esperado os embargos, não tem por que essa pressa, ele [o Lula] não vai fugir do país. Devia esperar mais até para não ter esse tipo de questionamento.”

Lindbergh Farias (PT-RJ), líder do partido no Senado – “Isso é um absurdo porque a defesa do presidente Lula ainda tinha até terça-feira (10) para apresentar os embargos dos embargos […]. Essa prisão é um absurdo, ilegal, inconstitucional.”

Marcos Rogério (DEM-RO), deputado federal – “A decisão do juiz Sérgio Moro é um desfecho de todo processo até agora. A decisão dele mostra que o sistema penal está funcionando, que a lei vale para todos.

Maria do Rosário (PT-RS), deputada federal – “Moro tem seu despacho de prisão contra Lula pronto há quanto tempo? Inaceitável! Lula e advogados decidirão e têm meu apoio, mas não creio, por ser inocente, que Lula deva se entregar em Curitiba.”

Miro Teixeira (Rede-RJ), deputado federal – “São momentos indesejáveis que se somam: o momento da corrupção que fez tanto mal à população brasileira e esse outro momento de ver um líder de tantas lutas ser recolhido à prisão. O Lula não é exclusivamente um ex-presidente. É um símbolo da luta contra a ditadura, pela anistia, pela democracia de um modo geral. Mas, exatamente com base nos postulados democráticos, ele recebe uma pena de reclusão.”

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela – “Não só o Brasil mas o mundo inteiro te abraça, Lula. Dói a alma esta injustiça. A direita, ante a sua incapacidade de ganhar democraticamente, elegeu o caminho judicial para amedrontar as forças populares.”

Paulo Bauer (PSDB-SC), líder do partido no Senado – “A lei existe e ela deve ser cumprida por todos, independente da posição social, independente da biografia, independente da sua condição econômica e política. Quando alguém descumpre a lei, existe uma penalidade, que é aplicada pela Justiça. O ex-presidente da República descumpriu leis, foi julgado, teve direito à defesa. E no julgamento o entendimento foi de que ele merecia uma penalidade. […] A decisão judicial deve ser cumprida pelo ex-presidente e por isso agora ele tem que se entender e tem que prestar contas da sua vida para o Judiciário, e não mais para a sociedade”.

Roberto Jefferson, presidente do PTB e condenado no mensalão – “Não tenho sentimento de vingança em relação a Lula. Também não desejo seu mal. Muito menos comemoro sua prisão. Já passei por isso e sei o quanto uma prisão é desumana, cruel. Recomendo a Lula resignação, paciência, humildade, calma. Que saiba tirar as lições necessárias.”

Rodrigo Garcia, líder do DEM na Câmara – “A decisão do juiz Sérgio Moro segue a lei. Nós estamos num Estado Democrático de Direito, o ex-presidente Lula teve direito à sua defesa, usou todos os recursos estabelecidos no Código Penal e foi condenado. Por isso, espero que ele se apresente conforme a determinação do juiz Sérgio Moro.”

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara – Aqueles que têm responsabilidade pública, em qualquer nação, não podem celebrar a ordem de prisão de um ex-presidente da República. No entanto, o mandado de prisão decorreu de um processo submetido à mais alta Corte do Poder Judiciário, em que foi respeitado o amplo direito de defesa. O Brasil é uma democracia madura onde as instituições funcionam plenamente. Toda e qualquer manifestação em relação ao mandado de prisão precisa respeitar a ordem institucional.”

Ronaldo Caiado (DEM-GO), líder do partido no Senado – “A prisão de Lula mostra a força e a conscientização do povo brasileiro em não aceitar quem usa o cargo público para corromper e ser corrompido. É uma quebra de paradigma, pois ninguém imaginava que um dia um ex-presidente corrupto iria para a cadeia.”

Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA), vice-líder do partido na Câmara – “A decisão, de forma açodada, ocorreu antes de serem esgotados todos os recursos em segunda instância. […] Uma velocidade descomunal.”

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), líder do partido no Senado – “Barbaridade! Prisão de Lula decretada e ainda dizem que a lei é para todos! Como assim? Condenaram Lula sem provas e prendem sem trânsito em julgado! Ah! Ele não é do PSDB! Vamos reagir.”

abr
5

Lula cogita não se entregar à PF

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cogita não se entregar à Polícia Federal nesta sexta-feira (06) e quer “resistência pacífica” em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, no ABC paulista. Este é o local onde Lula pretende estar ao final do prazo estabelecido pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba, para que ele se apresente de maneira voluntária até às 17h desta sexta, na sede da PF.

O ex-presidente avaliava se entregar, mas decidiu repensar essa possibilidade após a decisão de Moro, que expediu seu mandado de prisão nesta quinta-feira (05) antes de encerrados os embargos no Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4). Lula ainda está conversando com seus advogados, mas disse a aliados que a postura de Moro foi “arbitrária” e que, portanto, estava reavaliando uma possível apresentação voluntária à cúpula da polícia.

Como mostrou a Folha de S.Paulo, o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, escalou emissários para negociar com o PT os termos para a prisão do ex-presidente. Três pessoas próximas a Lula foram procuradas com o objetivo de abrir diálogo para acertar as condições e o local do encarceramento.

Fonte: Folhapress

abr
5

Moro decreta a prisão de Lula

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O juiz federal Sérgio Moro deu prazo, até amanhã (06), ao ex-presidente Lula (PT) para se apresentar ‘voluntariamente’ à Polícia Federal em Curitiba (PR), base da Operação Lava Jato. Em despacho de hoje (05), Moro estipulou a Lula que se apresente até às 17h.

“Relativamente ao condenado e ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade do cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17h do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão”, anotou.

Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do caso triplex do Guarujá. Na madrugada desta quinta-feira (05), o petista sofreu revés no Supremo Tribunal Federal, que negou habeas corpus preventivo movido pelo petista para poder recorrer em liberdade até a última instância contra a sentença.

 
abr
5

Blitze da Lei Seca provocam engarrafamentos em Olinda

Leitor do Blog OLINDA HOJE, Wladi Bello, quer saber por que todas as segundas-feiras, depois das 22h, o Detran-PE realiza-se Blitze da Lei Seca, no Carmo (Olinda), nas imediações da agência dos Correios. A fiscalização é sinônimo de retenção no trânsito.

Segundo ele, o trecho da Rua do Farol (paralela à Rua do Sol), no sentido Recife-Olinda é bastante estreito e a interdição de parte da via para a operação provoca longos e demorados engarrafamentos.

“Fica tudo parado. Quem vem nos ônibus, já cansado de um dia de trabalho e estudo, fica prejudicado. O Detran-PE precisa fazer alguma coisa para agilizar o trânsito naquele trecho”, queixa-se. Uma sugestão é montar a blitz um pouco antes dos Correios, na Avenida Sigismundo Gonçalves. “Fica a dica!”, conclui.

abr
5

STF nega, por 6 votos a 5, habeas corpus ao ex-presidente Lula

Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou no início da madrugada desta quinta-feira (05) habeas corpus no qual a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenta impedir eventual prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal. Os advogados tentavam mudar o entendimento firmado pela Corte em 2016, quando foi autorizada a prisão após o fim dos recursos naquela instância. O julgamento durou mais de 10 horas.

Em julho do ano passado, Lula foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão. Em janeiro deste ano, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) aumentou a pena para 12 anos e um mês na ação penal do triplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato.

Com a decisão, Lula perde direito ao salvo-conduto que foi concedido a ele pela Corte no dia 22 de março e impedia sua eventual prisão. Dessa forma, o juiz federal Sérgio Moro poderia determinar a prisão imediata do ex-presidente, no entanto, a medida não é automática, porque ainda está pendente de mais um recurso na segunda instância da Justiça Federal.

Em casos semelhantes na Lava Jato, o juiz determinou a prisão sem esperar comunicação do Tribunal. Em outros, aguardou a deliberação dos desembargadores.

No dia 26 de março, a Oitava Turma do TRF4 negou os primeiros embargos contra a condenação e manteve a condenação de Lula, no entanto, abriu prazo para notificação da decisão até 08 de abril, fato que permite a apresentação de um novo embargo. Para que a condenação seja executada, o Tribunal deve julgar os recursos e considera-lós protelatórios, autorizando Moro, titular da 13ª Vara Federal em Curitiba, responsável pela primeira sentença de Lula, assine o mandado de prisão.

Fonte: Agência Brasil

abr
4

STF decide hoje o destino de Lula

O Globo

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quarta-feira o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tenta garantir o direito de não ser preso enquanto recorre aos tribunais superiores contra a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na Lava-Jato.

Mas há muito mais em jogo do que o destino do líder nas pesquisas de intenção de voto na eleição presidencial deste ano. Todos os condenados em segunda instância, que, pela regra atual, já podem ser presos, acompanham os desdobramentos de uma decisão favorável a Lula.

Pode ser o começo de uma nova jurisprudência no STF, retardando o momento do início da execução da pena de condenados apenas após a análise de todos os recursos.

abr
4

Lula pede vigília cívica, mas aliados temem tensão nas ruas

A pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), petistas e integrantes de movimentos de esquerda organizam, para esta quarta-feira (04), o que chamam de uma vigília cívica e democrática durante o julgamento do habeas corpus apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O objetivo é afastar imagem de truculência dos militantes ou de pressão sobre ministros do Supremo. Apesar da orientação para que se evite animosidade nas ruas, aliados do ex-presidente temem conflitos.

Segundo um de seus interlocutores, não se pode descartar ameaça de confronto dado o potencial explosivo do julgamento. 

Fonte: Folhapress

abr
4

Comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, diz repudiar impunidade

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, afirmou em rede social nessa terça-feira (03), véspera do julgamento do habeas corpus impetrado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Supremo Tribunal Federal (STF), que repudia “a impunidade“.

O general disse ainda estar “atento às suas missões institucionais”, sem detalhar o que pretendeu dizer com a expressão. Ele fez duas postagens na noite dessa terça-feira (03).

Na segunda (02), afirmou: “Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”.

Fonte: Folhapress

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de Março de 2019
313 dias restantes.

Redes Sociais:

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje