out
25

Fintechs saem na frente no cadastramento do PIX

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    Category Em: Serviços     Tags ,

Com início previsto para 16 de novembro, o Pix – novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central – está na fase de cadastramento das chaves de acesso, que são os novos formatos de identificar os usuários, que não serão mais obrigados a informar agência, conta e CPF.

Segundo o Banco Central, os campeões no número de cliente cadastrados, até o momento, são o Nubank, com 8 milhões de chaves, seguido pelo Mercado Pago, com 4,7 milhões usuários cadastrados e Pag Seguro, com 4,3 milhões. Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú e Santander vêm na sequência, com números que juntos não ultrapassam o primeiro lugar.

Segundo o especialista em Direito Empresarial e Societário, professor do Insper e da Faapm Marcelo Godke, os números causaram mal-estar entre os bancos tradicionais. “Além de perderem receitas com DOC, TED e geração de boletos, os grandes bancos estão incomodados com a liderança das fintechs nessa nova corrida pelo Pix”, afirma. “O mercado bancário no Brasil é extremamente concentrado: 85% dos ativos financeiros estão nas mãos de quatro grandes bancos. Mas a instituição que não participar do Pix vai ficar fora”, avisa.

Ele diz que sistemas similares de transferência instantânea de dinheiro, com agilidade e segurança, 24hs por dia, sete dias por semana, estão presentes em mais de 50 países. “No Brasil, vamos ter uma explosão de fintechs, que irão oferecer carteiras eletrônicas (e-wallets)”, opina.

Para se proteger de possíveis golpes, o advogado recomenda que os clientes façam o cadastro apenas nos aplicativos e sites oficiais do seu banco, ou da sua fintech. E que não respondam e-mails e nem acessem links enviados por whatsapp ou por email. Com relação ao cadastramento das chaves, a sugestão é utilizar o email ou as chaves aleatórias, evitando o CPF e o celular.

O professor aponta ainda que os serviços de DOC, TED e os cartões de débito devem desaparecer, já que a experiência de ferramentas similares em outros países mostra exatamente essa situação. “Com a utilização mais frequente do Pix, será mais difícil a prática de lavagem de dinheiro, pois as transferências passam a ser totalmente rastreadas”.

A recomendação é que os interessados procurem uma instituição que não cobra nenhuma taxa para utilizar o pix. “É importante também esclarecer que o pix só irá funcionar no mercado doméstico, não sendo possível fazer nenhuma remessa de valores ao exterior. Dentro do país, não haverá limite de valor”, explica o advogado.

Envie um comentário

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
O grande dia está aqui.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 613 outros assinantes

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: