mar
6

Boneco do Presidente Bolsonaro também é vaiado no Recife Antigo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

Um dia depois de ser vaiado durante desfile pelas ladeiras do Sítio Histórico de Olinda (PE), o boneco gigante do presidente Jair Bolsonaro (PSL) também foi hostilizado na sua passagem pelas ruas do Bairro do Recife, na noite dessa terça-feira de Carnaval (05).

O bonecão, que desfilou ao lado da primeira-dama Michelle Bolsonaro e outros 30 bonecos, foi acompanhado por cerca de 15 policiais militares divididos em cada lado do cortejo.

No Recife Antigo, Bolsonaro foi menos hostilizado do que em Olinda. Muita gente aplaudiu a alegoria.

Apoiadores do Presidente da República chegaram a gritar “mito, mito, mito”, enquanto os foliões opositores entoavam o “ai, ai, ai, Bolsonaro é o c…“.

Foto: LeiaJá

mar
5

Hoje em Olinda tem shows de Maciel Salú, Dona Cila do Coco, banda Eddie, Bloco das Flores e Bateria Cabulosa

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

A programação de shows nos polos de Carnaval montados pela Prefeitura de Olinda oferece diversos shows nesta terça-feira (05):

Para o Polo Ribeira, as apresentações hoje (05) começam às 16h. Entre as atrações estão Zeca do Rolete, às 18h; o Coco do Pneu (20h) e Dona Cila do Coco, a partir das 21h.

Em Rio Doce, a abertura do polo acontece à 10h, com o cortejo do Maracatu Piaba de Ouro e segue com atrações durante toda à tarde. Para a noite estão programados shows das bandas Adivinha Quem é, a partir das 18h; Banda TS (19h) e Reconkista, a partir das 20h.

No Polo Guadalupe, a programação tem início às 17h, com a Orquestra Nação Ogan, seguida das apresentações de Paulino (18h), Povo de Ogunté (19h), Maciel Salú (20h), Aurinha do Coco (21h) e Júnior Chumbago e Rodrigo Raposo, a partir das 22h.

A atração no Polo Carmo a grande atração é o show da Banda Eddie, a partir das 22h. Antes haverá diversas apresentações: Orquestra Fascinação (15h), Getúlio Cavalcanti (16h), Aurinha do Coco (17h), banda Etnia (18h), Rodrigo Raposo (19h), Edilza Aires (20h) e Rogério Rangel, às 21h.

Polo Varadouro começa a funcionar às 16h30, mas as principais atrações da noite são as apresentações do Bloco das Flores (19h20), Afoxé Babá Orixalá Fun Fun (20h), Clube Carnavalesco Marim dos Caetés (20h40) e o Maracatu Piaba de Ouro, às 21h20.

O Polo Alto da Sé (Samba) terá duas atrações nesta terça-feira de Carnaval (05): a Escola de Samba do Oriente, às 14h; e a apresentação da Bateria Cabulosa, às 16h.

mar
5

O que abre é o que fecha no feriado da Data Magna de Pernambuco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

Este ano, a Data Magna de Pernambuco (06 de março), que homenageia a Revolução Pernambucana de 1817, coincide com a Quarta-feira de Cinzas. A data é feriado estadual e altera o funcionamento dos bancos, comércio, repartições públicas e shoppings centers.

Confira o que abre e o que fecha na Região Metropolitana do Recife nesta Quarta-feira de Cinzas (06):

  • – Comércio: o funcionamento é facultativo.
  • – Repartições públicas e privadas: não funcionam em decorrência do feriado de Data Magna. 
  • – Bancos: atividades dos bancos públicos e privados serão paralisadas.
  • – Shopping Patteo Olinda: operações vão funcionar das 12h às 21h. Smart Fit em horários especiais e cinema conforme programação.
  • Paulista North Way Shopping (Paulista): operações funcionam em horário especial, das 12h às 22h. 
  • – Shopping Tacaruna (Santo Amaro): o Hiper Bompreço funcionará das 8h às 22h; praça de eventos das 12h às 20h; praças de alimentação e Game Station, das 12h às 21h; cinema, das 13h às 22h30. 
  • – Shopping Boa Vista (Boa Vista): lojas funcionam das 12h às 21h; cinema conforme programação. 
  • – Lojas de atendimento da Compesa estarão fechadas. Atividades serão retomadas na quinta-feira (07).
  • Expresso Cidadão, do Centro da Moda (Peixinhos) estará fechado.
  • Ciretran – Olinda: não funciona nesta quarta-feira (06)
  • – Hemope: funcionará das 7h15 às 20h30. 
  • – Ceasa: aberto das 3h às 18h.
  • – Federação Espírita volta às atividades nesta Quarta-feira de Cinzas (06), com palestra pública.
mar
5

Completa hoje, sete anos sem “Brasil”, o alfaiate do Homem da Meia-Noite

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

Alexandre Acioli 

Sete anos atrás, numa segunda-feira, dia 05 de março de 2012, os olindenses recebiam a notícia da morte de Alderico Fernandes de Oliveira. Poucos o conheciam pelo nome de batismo. Ele era conhecido, mesmo, por “Brasil“, ou “Seu Brasil“, o alfaiate do Homem da Meia-Noite.

“Brasil” foi, durante mais de trinta anos, o alfaiate oficial do Homem da Meia-Noite. Desde o início de 1980, saia da sua alfaiataria, localizada na Rua João Martiniano da Silva (também conhecida pelos mais antigos como “Beco do Caixão”), no Varadouro, o fraque verde e branco que vestia o calunga gigante para o desfile do Carnaval.

Ele tinha centenas de clientes, mas o mais ilustre era o calunga. Nos 90 dias antes e até o Carnaval, “Seu Brasil” não aceitava pedidos de encomendas de nenhum cliente. Dedicava esse período apenas para a confecção da roupa do “Homem” de 4,5 metros de altura. 

Tinha fixo na memória as medidas do calunga. Ele próprio, sozinho, confeccionava a roupa e procurava manter em segredo os detalhes. Não mostrava para ninguém e não costumava fazer comentários sobre o andamento da costura. Era tudo na base do sigilo e a diretoria só via a peça final na tarde do Sábado de Carnaval, quando ele a entregava oficialmente e os dirigentes se reuniam para vestir o gigante para o desfile da noite.

“Brasil”, que no início da primeira gestão de Luiz Adolpho à frente do Clube, também passou a ser diretor da agremiação, morreu aos 84 anos, de insuficiência cardíaca. Estava internado no Hospital Miguel Arraes, em Paulista. Partiu para o Plano Espiritual na manhã do dia 05 de março, apenas 16 dias após o desfile do calunga no Carnaval de 2012. O sepultamento ocorreu no dia 06 de março, no Cemitério do Guadalupe, em Olinda.

Foto: Reprodução/TV Globo

mar
5

“Bolsonaro” é vaiado em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

O boneco gigante do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) desfilou na manhã de ontem (04) sob vaias e muita chuva. A réplica do “Mito” e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, puxaram o cortejo de 100 bonecos que foram às ruas na segunda-feira do #Carnaval de Olinda

A recepção ao boneco do Bolsonaro não foi das mais amistosas ou calorosas. Em vários momentos do desfile grupos de foliões vaiavam e gritavam: “ai, ai, ai, Bolsonaro é o c…”. Os mais exaltados chegaram a jogar pedras de gelo e latas de cerveja contra o boneco. Uma mulher que tentou derrubá-lo foi contida por um policial.

Prevendo que o desfile não seria tranquilo, com a presença do boneco do Presidente da República, a Embaixada dos Bonecos Gigantes contratou cinco seguranças e dois deles, munidos com spay de pimenta, permaneceram ao lado do “Bolsonato” desde a concentração, pela manhã, até o encerramento do desfile, à tarde. 

O boneco do Presidente Bolsonaro deve voltar às ruas nesta terça-feira (05), no Recife Antigo.

Foto: Folhape

mar
4

Hoje em Olinda têm shows da Tribo de Jah, Batuketu, Dona Glorinha do Coco e Nação Pernambuco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

Mais de uma centena de troças, maracatus, clubes, la ursas, bonecos, bois e blocos desfilam pelas ruas de Olinda nesta segunda-feira (04) de Carnaval. Mas nos palos montados pela Prefeitura há shows:

Para o Polo Ribeira, estão previstos para hoje (04), entre outras, as apresentações do Coco do Amaro Branco (19h), Galo Preto (20h) e Dona Glorinha do Coco (21h). Há, também, outros shows durante a tarde.

Em Rio Doce, a abertura do polo acontece às 16h, com show de Dário Santos. Depois se apresentam a Banda Karona (17h30), Diego Rosa (19h), Márcio Oliveira (20h30) e a Banda das Estrelas, às 22h.

O coco também toma conta do Polo Guadalupe, a partir das 17h. Entre as apresentações, as do Coco da Mata, Pacheco Cantador e Ana Lúcia do Coco. No final da noite, às 22h, tem o show do Batuketu.

A atração no Polo Carmo é o show da Tribo de Jah (foto), a partir das 22h. Antes haverá diversas apresentações, entre elas, Renatto Pires (18h), A Cocada (19h), Viola Luz (20h) e Semente de Yeshua (21h).

No Polo Varadouro as atrações são os maracatus Nação Maracambuco e Nação Pernambuco. Hoje não tem apresentações no Polo Alto da Sé.

mar
4

Maracatu Nação e Maracatu Rural

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

Alexandre Acioli

“Maracatus são todos iguais”. Esta é uma afirmação de quem não conhece as manifestações culturais pernambucanas.

Basta apenas um pouco de atenção e logo se vê que os maracatus são diferentes. Iguais só na alegria.

Os maracatus se diferenciam, sim. Há grupos que se apresentam como tal, mas chegam, no máximo, à categoria de “grupos percussivos” . Tocam samba, rock, reggae, MPB, brega, hip-hop e, quando muito, reproduzem alguma sonoridade que lembra os maracatus-nação, mas sem qualquer compromisso com os valores, a cultura e a religiosidade. Isso torna-se uma ameaça à tradição e contribui, inclusive, para a descaracterização dos autênticos grupos mantenedores de uma praxe com fortes vínculos com os terreiros das religiões de matriz africana, especialmente o Candomblé e a Jurema.

Folião não precisa ter conhecimento aprofundado sobre os maracatus, mas é interessante, pelo menos, saber o que diferenciam os dois principais grupos de brincantes.

Não cabe aqui aprofundar essa discussão, mas quem se interessar pelo tema poderá recorrer à leitura de alguns escritos de pesquisadores como Câmara Cascudo, Mário de Andrade e Guerra Peixe, que centraram a atenção na questão da origem dessas manifestações artísticas e culturais.

Em Pernambuco temos Maracatus de Baque Virado (Maracatu Nação) e Maracatus de Baque Solto (Maracatu Rural, de Orquestra ou de Trombone). São manifestações com características bem definidas, diferentes. Os elementos que compõem os grupos diferem nos personagens, na estrutura estética, nos instrumentos e nas particularidades musicais. O olhar mais atento, a escuta de loas e toadas bastam para identificá-los e diferenciá-los.

O Maracatu de Baque Virado tem suas origens na instituição dos reis negros, conhecida em Portugal desde o século XVI. Em Pernambuco, os estudos apontam o ano de 1674 como data dos primeiros registros de coroações de soberanos do Congo e de Angola, na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, no Recife. Esses cortejos passaram a acontecer também no Carnaval e receberam, na época, a denominação de maracatus – conotação pejorativa para denominar “ajuntamento de negros”.

Já o Maracatu de Baque Solto surgiu na Zona da Mata Norte pernambucana, no final do século XIX, como “brincadeira de cambindas” (homens que se vestiam de mulher), uma brincadeira eminentemente masculina. É o resultado da junção cultural de diversos folguedos populares da região canavieira, como o bumba-meu-boi, o pastoril, o cavalo-marinho e o reisado. Nele não existe a Corte Real e o seu maior destaque é a presença do caboclo de lança, também chamado de lanceiro ou caboclo de guiada.

Os personagens também são diferentes. As figuras tradicionais dos Maracatus Nação são o Porta-Estandarte (algumas nações denominam Porta-Bandeira); a Dama do Paço, mulher responsável pela condução da calunga (ícone detentor do axé do maracatu); Rei e Rainha (ostentam uma espada e um cetro, sob um guarda-sol – ou pálio – colorido, carregado por um Pajem); Damas de Frente, Damas-de-honra (geralmente crianças, que mantêm suspensas as capas do casal real); as Baianas de Cordão (dispostas em fileiras nas laterais da corte, com roupas de tecidos estampados); Baianas Ricas (vestidas de branco, com turbantes e cordões coloridos que fazem alusão à cor de cada orixá); Príncipe e Princesa, Embaixador e Embaixatriz, Duque e Duquesa, Conde e Condessa, Vassalo (que abana o Rei e Rainha), Lampiões (escravos que conduzem abajus), Balé de Escravos (com ferramentas de trabalho) e o Caboclo “Arreia Mar” (Caboclo de Pena), com arco e flecha, figura vinculada especialmente às práticas da Jurema Sagrada.

A orquestra é formada apenas por instrumentos de percussão (tarol, caixa de guerra, gonguê, alfaias, abês e atabaques). O comando do batuque (ou baque) é do Mestre de Apito, que conduz as batidas e toadas, também chamadas de zuelas ou loas.

Nos Maracatus Rurais encontramos a bandeira (ou estandarte), conduzida pelo bandeirista, trajado à Luiz XV. Compõem também o cortejo as figuras do Mateus e da Catirina (ou catita), o Babau, a burrinha e o caçador; o vassalo, os carboreteiros (lampiões), a Dama do Paço, também chamada de madrinha e o cordão de baianas.

Os caboclos de lança (foto), transformados em símbolos da cultura pernambucana, são um destaque à parte: rostos pintados, óculos escuros e cravo branco na boca; vestem camisas estampadas, de mangas longas; e calças de chita com franjas. Carregam nas costas um surrão onde estão presos os chocalhos (em número ímpar, “para não dar azar”). Na cabeça, um lenço e uma enorme cabeleira com tiras de pano colorido; nas mãos, uma lança de madeira medindo cerca de dois metros.

As manobras, ordenadas pelo Mestre, são feitas em torno do cortejo. Esse tipo de maracatu apresenta quatro tipos de cantoria: marcha (sempre de quatro versos), samba curto (de quatro a seis versos, o tipo mais comum), samba comprido (geralmente de 10 versos, mas podendo ter até vinte), e o galope (normalmente de seis versos).

Então folião, se você chegou até aqui, agora sabe que os “maracatus não são todos iguais”. Existem maracatus e maracatus.

mar
4

Hoje é dia da mulherada subir na Vara

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags ,

Demorou, mas chegou! É nesta segunda-feira (04), o desfile da troça carnavalesca “Mulher na Vara” pelas ruas do Sítio Histórico de Olinda. A saída é às 10h30, da sede da agremiação, na Rua da Boa Hora, no Varadouro.

A brincadeira começou em 1993 e este ano a Mulher na Vara estará desfilando pela 26ª vez. Conhecida pela vara de bambu de quase dois metros, onde as foliãs são carregadas para frevar nas alturas, a troça costuma atrair centenas de foliões todos os anos.

O frevo rasgado ficará por conta da orquestra do Maestro Oséas; já a Batucada da Vara vai comandar a brincadeira na volta do desfile, na Boa Hora.

História – No Carnaval de 1992, uma amiga do criador da Vara, Carlos Porciúncula, torceu o pé e ficou impossibilitada de caminhar. A moça foi carregada no braço, até que os amigos acharam um pedaço de madeira e a puseram sentada, levando-a pelas ladeiras de Olinda. “Olha a mulher na vara!”, começaram a falar. No ano seguinte, a troça estreou na festa pernambucana e se tornou uma das troças mais conhecidas do #Carnaval de Olinda, desfilando sempre no terceiro dia da folia de Momo.

Foto: Algomais

mar
4

Na folia de Olinda só é permitido uso de garrafas plásticas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

A Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano de Olinda segue com o serviço de troca de garrafas de vidro por recipiente de plástico. Este ano foram montados 11 pontos nos acessos aos focos da folia, com cerca de 200 agentes de controle urbano, que se revezam das 6h às 18h. A ação vai até a Quarta-feira de Cinzas.

O serviço é uma parceria entre a Prefeitura de Olinda e a Pitú, que forneceu as garrafas de plásticos descartáveis, e a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (Coocencipe), que fica responsável pelo recolhimento de todo material coletado.

Os pontos de troca dos vasilhames são os seguintes; 

  • – Avenida Liberdade, no Carmo (em frente à Focca)
  • – Avenida Liberdade (Carmo), próximo ao Caisbar
  • – Rua 7 de Setembro, no Carmo
  • – Rua 27 de Janeiro, no Carmo
  • – Rua 15 de Novembro (ao lado da Prefeitura de Olinda, no Varadouro
  • – Rua 13 de Maio, nos Quatro Cantos
  • – Praça Laura Nigro, na Ribeira
  • – Rua do Amparo, em frente ao Grêmio Musical Henrique Dias, nos Quatro Cantos
  • – Rua Prudente de Moraes, na subida da Ladeira da Misericórdia, nos Quatro Cantos
  • – Praça Conselheiro João Alfredo, na frente da Igreja de São Pedro Mártir, no Carmo
mar
3

Crítica social no desfile do Homem da Meia-Noite

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

 
Alexandre Acioli – Jornalista

Vestido com o seu tradicional fraque (traje formal que se usa em eventos e cerimônias que ocorrem durante o dia; equivalente ao smoking, utilizado à noite) o Homem da Meia-Noite saiu exatamente a 0h deste domingo (03) de Carnaval, da sua sede na Rua do Bonsucesso, para as ruas do Sítio Histórico de Olinda.

Quem conhece a história e acompanha a trajetória desse calunga oitentão percebeu que a agremiação, depois e muitos e longos anos, voltou a fazer crítica social, honrando o nome de registro: Clube de Alegorias e Críticas O Homem da Meia-Noite.

No seu fraque, trazia a frase “O povo resiste desde 1988” (data da promulgação da última Constituição); na cartola, a mensagem “Juntxs podemos”, numa alusão (ou convite) à necessidade da resistência popular.

As críticas também podiam ser vistas nas camisas 2019 comercializadas pela agremiação, com alusões ao “Basta” de escolas e hospitais fechados, insegurança/assaltos, alimentos caros e os pedidos de igualdade, “Respeito” e “Paz”.

Este ano, o tema do desfile do calunga foi “A Voz do Morro” , numa homenagem ao Morro da Conceição, uma comunidade conhecida pela sua luta social e resistência cultural; à cirandeira Lia de Itamaracá, Patrimônio Vivo de Pernambuco; Lucas dos Prazeres e ao grupo percussivo Patusco, de Olinda.

A roupa do Homem da Meia-Noite foi confeccionada pelas estilistas Rafaela Mendes, Maria Alice e Jessica Silva. Por mais de 30 anos, até o Carnaval de 2012, a vestimenta do calunga era feita, exclusivamente, pelo alfaiate “Seu Brasil” (Alderico Fernandes de Oliveira). Ele morreu aos 84 anos, no dia 05 de março de 2012 (16 dias após o desfile do calunga no Carnaval daquele ano), no Hospital Miguel Arraes, em Paulista. A partir de 2013, a exclusividade acabou. E, a cada ano, um estilista diferente se encarrega de produzir a peça para o desfile.

Desfile – Durante a madrugada deste domingo (03), o Homem da Meia-Noite percorreu cerca de quatro quilômetros de ruas e ladeiras do Sítio Histórico de Olinda. Próximo das 4h, o calunga chegou à sede da troça carnavalesca Cariri Olindense, na Praça Miguel Canuto, no Guadalupe, e entregou simbolicamente a chave de abertura do Carnaval.

Fotos: FP e DP

mar
2

Quatro locais para atendimento de saúde durante a folia em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

Os foliões que estiverem brincando o #Carnaval de Olinda e necessitarem de atendimento médico de urgência ou  emergência poderão contar com o serviço de atendimento móvel pré-hospitalar em locais estratégicos: Praça da Abolição (“Praça da Preguiça”), no Carmo, e no Seplama, no Bonsucesso.

Também estão disponíveis atendimentos no Hospital do Tricentenário (HTri), no Bairro Novo, e nos postos avançados, localizados na Policlínica Barros Barreto, na Praça da Preguiça (Carmo), no SPA de Peixinhos e no Posto Dia, instalado na Praça Laura Nigro, na Ribeira.

Os três primeiros têm atendimento 24 horas. Já o Posto Dia estará atendendo os foliões das 7h às 19h.

Cerca de 800 mil preservativos masculinos e femininos estão sendo distribuídos nos polos Carmo, Palácio dos Governadores, Rua 13 de Maio, Quatro Cantos, Amparo e Bonsucesso. Há ainda testagem de DSTs na Cidade Alta, e em um posto avançado de teste rápido ao lado dos Correios, no Carmo. O atendimento é realizado das 10h às 17h.

mar
2

Nem só de blocos vive o Carnaval de Pernambuco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

Alexandre Acioli – Jornalista

Brincar, participar e viver o Carnaval de Pernambuco é algo muito maior e mais prazeroso do que ouvir contar ou simplesmente ver e escutar nos noticiários da TV ou ler em jornais e revistas. Infelizmente, os diversos veículos de comunicação denominam todas as agremiações carnavalescas de “blocos”. Isso é prova de desconhecimento. É querer reduzir as nossas manifestações e deixar a festa superficial, pobre, limitada.

Os que fazem a comunicação precisam ter a consciência de que Pernambuco é um celeiro cultural. O nosso Carnaval tem blocos, sim! Mas a festa de Momo nesta “Terra dos Altos Coqueiros” tem muito mais – e diferentes – manifestações culturais e ritmos.

Temos La ursas, clubes, troças, caboclinhos, maracatus de baque virado e baque solto, tribos de índios, afoxés, ursos, bois, bonecos e escolas de samba, sem esquecer as tradições de muitas cidades do Interior, como os cavalos marinhos, papangus, caiporas, caretas, grupos de coco e de ciranda. Tudo isso é folia, ferve e se mistura no Carnaval… só não tem como virar e serem chamados apenas de “blocos”.

É um erro afirmar “bloco” do Homem da Meia Noite, o “bloco” da Pitombeira dos Quatro Cantos ou o “bloco” da Burra do Rosário. São agremiações com características distintas. O Homem da Meia Noite é Clube de Boneco, a Pitombeira é Troça e a Burra do Rosário é Clube de Frevo. La ursa e bois também não são “blocos”: são la ursas e bois, mesmo!

O bloco lírico é diferente: originário dos anos 1920, nos bairros centrais do Recife, o seu abre-alas é o flabelo (diferente de estandarte, utilizado por clubes e troças); as suas orquestras são de pau e corda e não de metais; tocam marchas e são acompanhados por corais de vozes femininas; desfilam com abajures, se organizam em alas, damas de frente e cordões.

Blocos diferem de clubes, que são muito mais antigos (surgiram nos anos finais do século XIX), e de troças (comumente nascidas a partir de uma história pitoresca ou de uma brincadeira entre amigos). Troças são agremiações mais simples, que desfilam durante o dia e se caracterizam pela irreverência e descontração. Até mesmo o horário de ir às ruas para alegrar o povo é um diferencial de cada um.

Vejam quantas diferenças! É preciso mostrá-las e nominá-las aos foliões-novos e, principalmente, aos turistas, para que não retornem aos seus locais de origem e espalhem por lá a informação de que as nossas manifestações e ritmos carnavalescos são apenas “blocos”. Por favor, não deixem que todas as outras nossas manifestações fiquem nas sombras e no anonimato. 

mar
2

Mais tarde tem desfile do Homem da Meia-Noite

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

Hoje (02), pontualmente a meia-noite, o calunga mais famoso do #Carnaval de Olinda, o Homem da Meia-Noite, inicia o seu desfile pelas ruas e ladeiras da cidade. Ele abre oficialmente a folia na Marim dos Caetés. Este ano, o tema do desfile é “A Voz do Morro” e presta homenagem ao Morro da Conceição, à cirandeira Lia de Itamaracá e ao grupo percussivo Patusco,

O percurso do desfile do Homem da Meia-Noite pelo Sítio Histórico de Olinda tem aproximadamente 3,5 quilômetros e dura cerca de três horas e meia. Próximo das 4h, o calunga entrega simbolicamente a chave do Carnaval ao Cariri Olindense, na sua sede no Guadalupe.

A expectativa é de mais de 300 mil foliões acompanhando o calunga na madrugada do domingo. De acordo com a diretoria da agremiação, em 2015 o clube arrastou cerca de 400 mil foliões pelas ladeiras de Olinda. Naquele ano, o tema do desfile foi “O místico, o mágico e o fantástico”.

mar
2

Não vá para a folia sem antes conhecer as dicas do OLINDA HOJE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

Aqui você tem algumas dicas serviços, relacionados a esse período de Carnaval. Confira:

mar
2

Metrô tem esquema especial neste sábado do Galo da Madrugada

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

Neste sábado (02), o metrô do Recife funciona em esquema especial durante o desfile do Galo da Madrugada. A Linha Centro vai operar normalmente, das 5h às 23h, com intervalos mínimos de cinco minutos (no horário de pico), tanto na ida quanto na volta.

A Linha Sul (Cajueiro Seco) vai funcionar das 5h às 23h, com intervalos de sete minutos. Das 14h às 20h, as estações da Linha Sul estarão fechadas para embarque, funcionando apenas para desembarque dos usuários.

O VLT vai funcionar das 5h às 20h. Assim como a Linha Sul, das 14h até o encerramento, as estações funcionarão apenas para desembarque. Com relação aos ônibus, 162 linhas que circulam no Centro terão os itinerários alterados.

De acordo com a superintendência da CBTU, expectativa é que cerca de 430 mil pessoas utilizem o metrô neste sábado do Galo. Mais de 1.300 empregados da Operação e da Manutenção estarão atuando na Operação Especial do Galo da Madrugada. 

Foto: DP

mar
2

Polo Ribeira funcionará na segunda e terça-feira de Carnaval

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

 
O Polo Ribeira (encontro de Coco de Roda), na Praça Laura Nigro, é um dois oito instalados neste ano, no #Carnaval de Olinda. Vai funcionar apenas na segunda (04) e terça-feira (05).
 
Segunda (04)
17h Gervásio do Coco
18h As Netas de Selma do Coco
19h Coco do Amaro Branco
20h Galo Preto
21h Dona Glorinha do Coco
 
Terça (05)
16h Mestre Ferreira
17h Grupo Pedagogia do Coco
18h Zeca do Rolete (foto)
19h Arnaldo do Coco
20h Coco do Pneu
21h Dona Cila do Coco
mar
2

Polo carnavalesco de Rio Doce começa a funcionar no domingo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , ,

 
O polo carnavalesco mais distante do Sítio Histórico de Olinda é o de Rio Doce, que começa a funcionar na tarde deste domingo (03). A programação é diversificada e vai até a terça-feira do #Carnaval de Olinda. Confira:
 
Domingo (03)
16h Cortejos
17h30 Prakatá
19h Bateria Explosão
20h30 Washington Paz
22h Andrea Moreno
 
Segunda (04)
16h Dário Santos
17h30 Banda Karona
19h Diego Rosa
20h30 Márcio Oliveira
22h Banda das Estrelas
 
Terça (05)
10h Cortejo do Maracatu Piaba de Ouro (foto)
15h Nerinho do Forró
16h Movido a Álcool
17h Nego Thor
18h Adivinha Quem é
19h Banda TS
20h Banda Reconkista
 
mar
2

Grupos de coco vão comandar o Carnaval no Polo Guadalupe

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

 
O #Carnaval de Olinda também reserva espaço para os coquistas e grupos de coco. Começa a funcionar no final da tarde deste sábado (02) de Carnaval, o Polo Guadalupe (palco Selma do Coco).

Confira a programação de hoje (02) até a próxima terça-feira (05):

Sábado (02)
17h Coco de Ogan
18h Coco de Cocar
19h Coco de Nininha
20h Afro ara Ylê
21h Coco de Seu Mané (foto)
22h Pablo Mesquita
 
Domingo (03)
17h Coco das Afilhadas
18h Coco de Jurema
19h Mestre do Coco Pernambucano
20h Mestre Juarez
21h Arnaldo do Coco
22h Coco de Umbigada
 
Segunda (04)
17h Mestre Juarez
18h Gervasio do Coco
19h Coco da Mata
20h Pacheco Cantador
21h Ana Lúcia do Coco
22h Batuketu
 
Terça (05)
17h Orquestra Nação Ogan
18h Paulino
19h Povo de Ogunté
20h Maciel Salú
21h Aurinha do Coco
22h Júnior Chumbago e Rodrigo Raposo
mar
2

Trinta e seis shows no polo do Carmo até a Quarta-feira de Cinzas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

Além da folia de rua, o #Carnaval de Olinda conta com shows em oito polos descentralizados. Deste sábado (02) até a próxima Quarta-feira de Cinzas (06), pelo polo carnavalesco do Carmo passarão 36 atrações. Confira:

Sábado (02)
15h Família Salu 
16h Zinho e Paulina
17h Samba de Erasto
18h Luciano Padilha
19h Boa Hora
20h Positividade
21h Devotos
22h Capim Santo
 
Domingo (03)
15h Mestre Edmilson
16h Os Caetanos
17h Junior Chumbago
18h Lourenço Gato
19h Marrom Brasileiro
20h30 Ganga Barreto
22h Cordel do Fogo Encantado (foto)
 
Segunda-feira (04)
15h Zé Lamuria
16h Rap Plus Size
17h Dona Del do Coco
18h Renatto Pires
19h A Cocada
20h Viola Luz
21h Semente de Yeshua
22h Tribo de Jah
 
Terça-feira (05)
15h Orquestra Fascinação
16h Getulio Cavalcanti
17h Aurinha do Coco
18h Etnia
19h Rodrigo Raposo
20h Edilza Aires 
21h Rogério Rangel
22h Banda Eddie
 
Quarta-feira de Cinza (06)
16h Mestra Ana Lúcia do Coco
17h Orquestra Contemporanea de Olinda
18h Zuza Miranda e Thaís
19h Black
20h Cascabulho
mar
2

Maracatus se encontram no Polo Mestre Afonso Aguiar, no Varadouro

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

 
O polo carnavalesco do Varadouro (passarela da Cultura Popular – Mestre Afonso Aguiar) é o ponto de encontro dos maracatus no #Carnaval de Olinda. Confira a programação deste sábado (02) até a próxima terça-feira (05): 
 
Sábado (02)
16h Afoxé Ogbon Obá
17h Maracatu Bate Livre Batucada Badia
17h20 Batá Kossô
18h Maracatu Nação Camaleão
18h40 Grupo Afro Senzala
19h20 Afoxé Afefe Lagbará
20h Maracatu Cambinda Africano
20h40 Clube Elefante de Olinda
21h Clube Carnavalesco a Burra do Rosário
 
Domingo (03)
16h Afoxé Omo Oba Dê
16h40 Maracatu Estrela de Olinda
17h20 Maracatu Nação Tigre
18h Maracatu Naçao de Luanda
18h40 Bloco Lirico Eu Quero Mais
19h20 Bloco do Berimbau
20h Maracatu Axé da Lua
20h40 Afoxé Ylê Xambá
 
Segunda (04)
16h Maracatu Estrela de Ouro de Aliança
16h40 Brincantes das Ladeiras
17h20 Maracatu Leão Misterioso de Nazaré da Mata
18h Maracatu Nação Elefante
18h40 Balé Afro Majê Molê
19h20 Balizas da 13
20h Maracatu Nação Maracambuco (foto)
20h40 Maracatu Nação Pernambuco
 
Terça (05)
16h40 Brincante Popular
17h20 Bloco Afro Nyamakedê
18h Orquestra Zezé Correia
18h40 Afoxé Filhos de Dandalunda
19h20 Bloco das Flores
20h Afoxé Babá Orixalá Fun Fun
20h40 Ccm Marim dos Caetés
21h20 Maracatu Piaba de Ouro de Olinda

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
335 dias restantes.

Paixão de Cristo 2019

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 351 outros assinantes

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: