Navegando todos os artigos com a tag Água
abr
13

Contas de água tem aumento de 2,78% a partir de maio

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

A Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados no Estado de Pernambuco (Arpe) autorizou ontem (12), a Compesa) a aplicar o reajuste de 2,78% nas contas de água, a partir do dia 12 de maio. Esse percentual representará um acréscimo de  R$ 1,12 na tarifa mínima convencional.

Para esses clientes, que apresentam um consumo mensal de até 10 mil litros de água (10 metros cúbicos), a tarifa passará de R$ 40,18 para R$ 41,30. Já para os clientes de baixa renda, que pagam a tarifa social, o aumento significará R$ 0,23 a mais na conta, ou seja, a fatura subirá dos atuais R$ 8,40 para R$ 8,63, por mês.

A decisão foi homologada pela Arpe e publicada na edição de ontem (12), do Diário Oficial do Estado. O reajuste foi estabelecido para fazer a reposição da inflação dos últimos 13 meses. O processo de revisão tarifária quadrienal  foi suspenso a pedido da própria Compesa devido à necessidade de uma avaliação mais detalhada do Estudo de Gestão de Ativos para adequação ao previsto na Resolução ARPE nº 88/2014.

abr
9

Parte de Olinda estará sem água até a próxima quarta-feira

A Estação Elevatória do Sistema Alto do Céu, responsável pelo abastecimento de água de parte de Olinda e de áreas da Zona Norte do Recife, está paralisada afetando 92 mil moradores.

De acordo com a Compesa, os equipamentos sofreram danos devido às chuvas que atingiram a Região Metropolitana do Recife (RMR) e a Mata Sul desde a última sexta-feira (06). Inicialmente, o sistema parou devido à falta de energia e depois porque todos os equipamentos foram inundados. 

Os técnicos da companhia estão no local, esgotando a água acumulada para viabilizar a retirada das bombas para os serviços de manutenção. A expectativa da Compesa é de retornar a operação da estação elevatória até a próxima quarta-feira (11). 

abr
5

Obra da Compesa deixará sete bairros de Paulista sem água até sábado

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , , ,

Para concluir uma obra que possibilitará o aumento de 70% da oferta de água das áreas de expansão dos bairros de Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora do Ó e Pau Amarelo, em Paulista, a Compesa precisará paralisar parcialmente o Sistema Botafogo por 36 horas. Por este motivo, haverá falta de água das 20h desta quinta-feira (05) até às 8h do próximo sábado (07), nas localidades de Maranguape I e II, Arthur Lundgren I e II, Jaguarana, Pau Amarelo, Engenho Maranguape e Riacho da Prata.

A suspensão do fornecimento de água é necessária para que a Compesa possa realizar os serviços de interligação nas redes de abastecimento, que ocorrerão na Avenida Antônio Cabral de Souza (PE -22), nas proximidades do Km 4,5, no bairro de Jaguarana. 

Após a implantação da nova adutora e da obra de interligação das redes distribuidoras, haverá ainda um período de 60 dias no qual serão realizados os testes e ações complementares na rede, visando à regularização do abastecimento em Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora do Ó e Pau Amarelo. Esse conjunto de ações permitirá a melhoria na oferta de água para cerca de 20 mil pessoas e, inclusive, poderá reduzir o regime de rodízio nesses bairros.

A retomada do abastecimento de água, após o término da paralisação, ocorrerá de forma gradativa e seguirá o calendário vigente de cada localidade afetada. Informações: 0800.081.0195.

mar
29

Moradores do Alto da Bondade sofrem com a constante falta d’água

A falta de água no Alto da Bondade (Águas Compridas), nas proximidades da Escola Capitão Luiz Reis, é constante. Os moradores reclamam que chegam a passar mais de dez dias sem o líquido nas torneiras.

“Toda vez que é dia da chegada da água, ela  não chega. Há um calendário de abastecimento, mas a Compesa sempre descumpre”, denuncia Shirley Soares. “Pelo amor de Deus, olhem por nós por favor”, apela.

De acordo com Shirley, são cinco dias sem água e nem sempre no dia previsto o líquido chega. Moradores de algumas ruas conseguem juntar um pouco d’água, já os de outras ruas não conseguem tirar um pingo das torneiras.

Moradores denunciam que o funcionário da Compesa responsável pela liberação do abastecimento faz o que quer. “Liga, desliga, libera a água na hora que ele quer. Vivemos a mercê desse irresponsável“, queixa-se Shirley.

A única saída encontrada pela comunidade é a compra de carros-pipa. Cada morador, gasta em média, de R$ 35,00 a R$ 50,00 com a compra de água.

mar
13

A partir de hoje, 450 mil pessoas estarão sem água em Olinda e Paulista

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

A partir das 8h desta terça-feira (13), a Compesa realiza manutenção no Sistema Botafogo durante 48 horas. Ficarão sem água nas torneiras cerca de 450 mil moradores de Olinda e dos bairros do Sítio Fragoso, Cidade Tabajara, Roseira, Jardim Paulista Alto e Baixo e Mirueira, localizados em Paulista. O fornecimento de água estará suspenso até às 8h da próxima quinta-feira (15). 

Uma equipe de 25 profissionais vai realizar a intervenção, de grande porte, no bairro da Mirueira (Paulista), que prevê a instalação de uma válvula na Adutora de Navarro, tubulação com 800 milímetros de diâmetro. Também serão feitas interligações para a substituição de um trecho, com 300 metros de extensão, dessa adutora.

Após a conclusão dos serviços será retomada a operação do sistema, quando será iniciado o processo de regularização do abastecimento das áreas afetadas. A normalização ocorrerá de acordo com o calendário de cada bairro. Informações: 0800.081.0195.

jan
31

Vigilância Sanitária alerta sobre compra de água de caminhão-pipa no Carnaval

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

Durante o período de Carnaval é comum o aumento do consumo de água comercializada por empresas, através de carro-pipa. Mas a fornecedora precisa seguir as recomendações da Vigilância Sanitária e o consumidor também deve ficar atento.

A Secretaria de Saúde de Olinda orienta que, na hora de contratar o serviço, a população precisa observar os seguintes itens: a empresa deve apresentar a licença da Vigilância Sanitária do município de origem e cópia de licenciamento atualizado.

Nos veículos também devem constar a logomarca da empresa, a identificação com descrição de Água Potável e o número de telefone.

dez
15

Compesa faz balanço do projeto Olinda+Água e explica falta d’água

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , , ,

A Compesa fez um balanço das obras do Projeto Olinda+Água – o maior programa de abastecimento d’água em execução na Região Metropolitana do Recife e que tem como meta a distribuição de água todos os dias em 15 bairros da cidade.

O gerente de Unidade de Negócios, Reginaldo Lopes, explicou que a falta de água em algumas ruas dos bairros de Rio Doce, Jardim Atlântico, parte de Casa Caiada e Jardim Fragoso, é decorrente da fase de testes do novo sistema implantado na primeira etapa do projeto.

Os técnicos da companhia mapearam todas as áreas com dificuldade de abastecimento, a partir das informações dos moradores, e estão trabalhando nas questões pontuais apresentadas para regularizar o fornecimento de água até o dia 15 de janeiro de 2018.

Nos quatro bairros foram assentados mais de 40 mil metros de novas tubulações e construído o Centro de Reservação de Perijucã, em Jardim Atlântico, que ampliou a capacidade de armazenamento de 2 milhões para 12 milhões de litros de água para atender essa parte da cidade, que já está sendo beneficiada com melhor pressão da água nas torneiras e o aumento do tempo de abastecimento.

O dirigente explicou que a Compesa está qualificando a rede distribuidora em Olinda e interligando as tubulações novas às antigas. Por isso ocorrem intercorrências de falta de água, buracos na rua e transtornos à população. A companhia disponibilizou um número de telefone específico para atender os clientes dessas áreas: 9.9488.5119 (WhatsApp).

 

dez
13

Compesa vai explicar falta d’água em alguns bairros de Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , , ,

A Compesa vai realizar uma coletiva, às 9h desta quinta-feira (14), na nova sede da empresa, no bairro de  Santo Amaro (Recife), para informar o andamento das obras do Projeto Olinda+Água e esclarecer a falta d’água em alguns bairros da cidade provocada pelas ações do projeto.

O Olinda+Água está em fase de testes, período em que podem haver intercorrências nos ciclos de  abastecimento de água. O objetivo do projeto é distribuir água todos os dias em 15 bairros de Olinda, até a conclusão do projeto.

nov
28

Compesa faz encontro em Ouro Preto para explicar Projeto Olinda + Água

AuthorPostado por: Marabá Soares    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Compesa

Nos últimos meses, vários bairros de Olinda estão passando por uma grande intervenção da Companhia Pernambucana de Abastecimento (Compesa). Trata-se do projeto Olinda + Água, que prevê a distribuição de água todos os dias em 15 bairros da cidade.

N a noite desta terça-feira (28), representantes da companhia estarão no bairro de Ouro Preto esclarecendo dúvidas dos moradores a respeito do projeto.

A reunião começa a partir das 19h, no Recreio dos Aposentados, localizado na Rua Açaí, quadra B6, nº 22 A, no bairro de Ouro Preto.

nov
22

Protesto por falta d´água interdita trânsito na PE-15, em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

protestoto

Um protesto, na manhã desta quarta-feira, interditou o trânsito na PE-15, em Olinda, no sentido Paulista. Para denunciar a falta de abastecimento de água há mais de 90 dias, moradores da área queimaram pneus e entulhos nas imediações do Terminal Integrado, no bairro de Ouro Preto.

A manifestação deixou o tráfego bastante lento na rodovia estadual. O Corpo de Bombeiros foi acionado e, por volta das 8h começou a apagar as chamas para liberar a via.

Fonte/Imagem: Diário de Pernambuco

nov
20

Rio Doce exige água nas torneiras

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

 Chico Carlos – Jornalista

A Associação dos Moradores da III Etapa de Rio Doce vai realizar às 8h desta terça-feira (21), um ato público em frente à sede da falta_agua1Compesa, no Bairro Novo (Avenida Getúlio Vargas, 895), Olinda. Segundo os moradores, já foram realizadas cinco assembleias na sede da Associação, com a presença de representantes da Compesa e, no entanto, o problema da falta d’água continua.

“Descaso e desrespeito. A população de Rio Doce não aguenta mais tantas promessas que não são cumpridas pela Compesa. Tem local do bairro que já registra mais de 30 dias sem água nas torneiras. Outro absurdo é a companhia só ter dois carros-pipas para atender à população do bairro”, criticou o presidente da Associação, Miguel Pacífico.

A mobilização no bairro é para que amanhã (21), se faça um grande ato contra a falta d’água em Rio Doce. Os moradores devem levar  baldes vazios, faixas e cartazes para demonstrar toda a insatisfação da comunidade e cobrar soluções imediatas às autoridades.

set
19

Olinda e Paulista terão abastecimento de água interrompido por 48 horas

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

A partir das 8h desta terça-feira (19),  a Compesa vai realizar uma intervenção no Sistema Botafogo por 48 horas. O município de Olinda e os bairros de Pau Amarelo, Janga e Maranguape, em Paulista, ficarão sem abastecimento de água até às 8h da quinta-feira (12).  A falta d’água vai atingir, também, bairros das cidades de Abreu e Lima e Igarassu.

agua-torneira-300x240
Durante a parada, a Compesa vai executar serviços de manutenção em equipamentos e diversas unidades do sistema que passaram por algum tipo de avaria durante o inverno deste ano. Apesar da paralisação total do sistema, a falta de água  ocorrerá apenas em algumas localidades dos quatro municípios – cujos dias de abastecimento (calendário) estão previstos para acontecer no período da  intervenção. Essas áreas correspondem a cerca de 27% da população atendida pelo Sistema Botafogo. 

A companhia vai realizar ações para corrigir os danos hidráulicos, elétricos e eletromecânicos provocados pelas chuvas e ventos ocorridos nos meses de julho e agosto, e que podem comprometer a capacidade operacional do sistema e até o cumprimento dos calendários. As ações serão executadas em todo o sistema, como adutoras de grande porte e unidades de bombeamento (estações elevatórias).

Após a conclusão dos serviços, na quinta-feira (21), a distribuição de água será retomada de acordo com o calendário estabelecido para cada área.

Fonte: DP

set
17

Obras no Sistema Botafogo deixarão 87 bairros de Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima sem água

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , , ,

Programada para a manhã da próxima terça-feira (19), uma intervenção no Sistema Botafogo para a realização de ações de melhorias no abastecimento de água de Olinda e dos bairros de Pau Amarelo, Janga e Maranguape, em Paulista. A suspensão no fornecimento acontecerá às 8h da terça e deve durar 48 horas. A situação será normalizada às 8h da quinta-feira (21).

O Sistema Botafogo é a principal fonte de fornecimento de água para as cidades de Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima. Durante a paralisação da oferta d’água, a Compesa vai executar serviços de manutenção em equipamentos e diversas unidades do sistema que passaram por algum tipo de avaria durante o inverno deste ano.

Apesar da paralisação total do sistema durante esse período, a falta de água ocorrerá apenas em algumas localidades dos quatro municípios – cujos dias de abastecimento estão previstos para acontecer no período da  intervenção. Essas áreas correspondem a cerca de 27% da população atendida pelo Sistema Botafogo. 

A companhia vai realizar várias ações para corrigir os danos hidráulicos, elétricos e eletromecânicos provocados pelas fortes chuvas e ventos ocorridos nos meses de julho e agosto, e que podem comprometer a capacidade operacional do sistema e até o cumprimento dos calendários. As ações serão executadas em todo o sistema, como adutoras de grande porte e unidades de bombeamento (estações elevatórias).

 

ago
28

Começam testes em sistema de abastecimento de Rio Doce

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

A Compesa inicia nesta segunda-feira (28), a fase de testes do novo sistema de abastecimento para a melhoria de distribuição de água dos bairros de Rio Doce e Jardim Atlântico, em Olinda, que são as primeiras áreas beneficiadas com o projeto Olinda+Água. O empreendimento visa estabelecer o fornecimento de água contínuo (todos os dias) para 250 mil pessoas em 15 bairros do município, dentro de cinco anos – até o ano de 2021.

As melhorias do abastecimento nesses dois bairros, onde foram assentados 30 quilômetros de novas tubulações, serão sentidas pelos moradores logo após a finalização dos testes da operação do sistema. “No mês de outubro, as melhorias serão ainda mais significativas”, informa o gestor da obra, Bruno Eduardo Gonçalves.

Segundo ele, ainda há necessidades de outras intervenções no sistema, que serão realizadas a partir de janeiro de 2018, para possibilitar o abastecimento ininterrupto dos bairros de Rio Doce, Jardim Atlântico, parte de Casa Caiada e Jardim Fragoso, além de outras áreas da cidade. Hoje, essas localidades são atendidas pelo Sistema Botafogo e nove poços, com um regime de rodízio que varia de três a cinco dias sem água, dependendo da localidade.

Hoje (28), os testes na nova rede vão abranger os bairros de Jardim Atlântico e as 2ª,3ª,4ª e 5ª Etapas de Rio Doce. Na 1ª Etapa, parte de Casa Caiada e Jardim Fragoso os testes acontecerão posteriormente, em função das particularidades da rede de distribuição da área.

Recentemente, durante as obras de interligação dos poços ao novo Centro de Reservação de Perijucã, em Jardim Atlântico – com capacidade de armazenar 12 milhões de litros de água – o abastecimento desses bairros foi comprometido para a realização das intervenções, ações essenciais para a melhoria da distribuição de água.

Está previsto para o mês de outubro, o término da primeira etapa da obra, levando para 133 mil pessoas nos bairros de Rio Doce, Jardim Atlântico e parte de Casa Caiada e Jardim Fragoso, melhorias na distribuição de água, como o cumprimento dos horários divulgados no calendário; aumento das pressões e das horas de abastecimento. Ao todo, o Governo do Estado e Compesa investem R$ 134 milhões, recursos financiados pelo Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird).

ago
11

Peixinhos e outros 14 bairros ficarão sem água de hoje até domingo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Hoje (11), a Compesa vai realizar serviços de manutenção emergencial no Sistema Alto do Céu. A paralisação no fornecimento d’água será por 60 horas, a partir das 8h desta sexta-feira (11) prosseguindo até às 20h do próximo domingo (13). A iniciativa visa Falta dáguaconsertar um vazamento na Adutora de Monjope, localizada na BR-101 Norte, no bairro de Cruz de Rebouças, no município de Igarassu.

Para executar os serviços será necessário suspender o abastecimento de água para o bairro de Peixinhos, em Olinda, e outras 14 localidades do Recife: Fundão, Campina do Barreto, Cajueiro, Porto da Madeira, Água Fria, Arruda, Bomba do Hemetério, Alto José Bonifácio, Alto Santa Teresinha, Linha do Tiro, Beberibe, Mangabeira, Alto do Brasil e Alto do Deodato.

Para consertar o vazamento há necessidade de um período de oito horas para o esvaziamento da tubulação e mais oito horas para o seu enchimento, a partir do término dos serviços.

A adutora é de concreto e tem diâmetro de 1.000mm. “Precisamos parar emergencialmente o sistema para evitar a continuidade do vazamento”, explica a gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Isabelle Souto.

Segundo ela, a distribuição de água será retomada ainda na noite do próximo domingo (13) e seguirá o calendário de cada bairro. A Compesa também aproveitará a parada para substituir um registro no sistema de bombeamento da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Alto do Céu. “Essa ação vai permitir a regularização do problema de baixa pressão nas localidades atingidas pela paralisação e falta d’água em algumas áreas”, explica.

Cerca de 50 profissionais estarão envolvidos na operação. As informações sobre o retorno do abastecimento podem ser obtidas pelo telefone 0800.081.0195 (ligação gratuita).

Foto: GGN

ago
10

Falta d’água: moradores de Rio Doce cobram providências à Compesa

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Chico Carlos – Jornalista

A falta d’água é a pauta da plenária a ser realizada na noite desta quinta-feira (10) na Associação dos Moradores da Terceira Etapa de Rio Doce, em Olinda. Segundo, o presidente da entidade, Miguel Pacífico, a comunidade não aguenta mais a escassez de água entre 15 e 20 dias. “É uma situação absurda. Cobramos explicações e providências da Compesa, que não deixa de enviar a conta todo mês para os moradores”, frisou.

Falta dágua em Rio Doce

A professora Ana Célia Silva, 48 anos, moradora da Avenida das Garças, afirma que sofre todo dia com a falta d’água. “Antes tínhamos água quase todos os dias nas torneiras. Hoje, nem pensar. Temos que ficar esperando, porque o calendário de fornecimento não é cumprido. Pagamos por uma água que não chega. Isso é triste e revoltante. Em julho passado, chegamos a ficar oito dias sem água para nada”, reclama.

O aposentado José Alves, 70 anos, diz que as obras da Compesa estão deixando as ruas e avenidas do bairro de Rio Doce esburacadas. No entanto, “a água tão prometida não apareceu. “O Governo do Estado e a Compesa nos devem explicações. Ligamos para reclamar, mas a Compesa nada faz. Apenas promete e não resolve o problema. Queremos água”, queixou-se.

A Associação dos Moradores da Terceira Etapa de Rio Doce fica na Rua Canário do Império, por trás da Delegacia de Policia do bairro.

Foto: Divulgação

ago
10

MP discute falta d’água em Olinda

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Olinda     Tags ,

Até oito anos atrás, os moradores da rua Paca, no bairro de Ouro Preto, em Olinda, desconheciam as dificuldades que hoje enfrentam por causa da falta d’água. Desde então, tarefas básicas do dia a dia como escovar os dentes, tomar banho, cozinhar ou lavar roupa, já não são feitas com a facilidade de antes e a solução é a água armazenada em baldes. E, para piorar o problema, quando é dia de ter água, a falta de pressão mantém as torneiras das casas vazias.

AGUA
O problema de abastecimento na rua Paca é reflexo de um problema histórico que também ocorre em vários outras ruas dos bairros de Ouro Preto e Rio Doce, ambos em Olinda. O impasse vai ser discutido em mais uma audiência pública do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) no próximo dia 16. O encontro ocorre às 14h, na sede das Promotorias de Justiça de Olinda, na avenida Pan-Nordestina, no município.

A dona de casa Maria de Lourdes Oliveira, 78 anos, é moradora da rua Paca e sabe o que é conviver com o drama. “Antes, essa era a melhor rua para se morar. Água tínhamos todos os dias na torneira. O que mais revolta é pagarmos por uma água que não chega. Mês passado mesmo, chegamos a ficar oito dias sem água para nada. Tivemos que juntar o nosso dinheiro para alugar um carro-pipa”, reclamou ela, que mora há mais de 40 anos no lugar.

A aposentada Geraldina Guimarães, 88, reafirma a versão.”Se antes eu abria o chuveiro e tinha água à vontade, hoje nem sei mais o que é isso. Está complicado. Ligamos para reclamar, mas a Compesa nada faz. Cansa”, queixou-se.

Diante dessa situação, a promotora reforça a importância de a população comparecer à audiência. “Estamos abrindo espaço para que moradores demonstrem sua insatisfação e descrevam os pontos que devem ser melhorados pela Compesa, que, segundo as denúncias, não cumpre o calendário de abastecimento divulgado. 

Além disso, com a presença do público, as respostas oferecidas pela empresa serão mais concretas e com prazo para conclusão”, observa Maísa. O encontro também vai discutir as reclamações referentes à cobrança de tarifa mínima nos bairros do Amparo, Guadalupe, Monte e Carmo, situados no Sítio Histórico de Olinda.

Em contato com a Compesa, o órgão afirmou que irá comparecer à reunião e esclarecerá, de acordo com os problemas relatados no dia, as providências em andamento pelo órgão.

Fonte: Folha PE

jul
21

Olinda terá maior oferta de água

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Serão concluídas em setembro as obras da primeira fase do projeto Olinda + Água, que têm o objetivo de acabar com o racionamento no município. O governador Paulo Câmara visitou, na manhã de ontem, o reservatório de Perijucã, que concentra parte das obras realizadas pela Companhia Pernambucana de Saneamento. O prazo para que o serviço seja totalmente finalizado é 2021, porém o presidente da Compesa, Roberto Tavares, ressalta que, já em 2018, os moradores de Olinda poderão sentir os benefícios do projeto.

sabesp_torneira

Juntamente com o prefeito de Olinda, Professor Lupércio, o governador conferiu o andamento dos trabalhos, que contam com investimento de R$ 134 milhões. Quando estiver concluído, o sistema beneficiará 246 mil olindenses, cerca de 56% da população do município, de acordo com o governo do estado.

“Essa obra é muito importante. É um planejamento que nós temos de melhoria do abastecimento de água em toda a Região Metropolitana do Recife e no estado como um todo”, afirmou Câmara. O governador também destacou a contribuição do município no processo. “É importante enfatizar que obras como essas, que atingem o cotidiano da cidade, precisam de parcerias. E nós estamos tendo todo o apoio da prefeitura para fazer com que essa obra ande a contento”, acrescentou o governador.

O projeto está dividido em três áreas de trabalho. Na primeira serão atendidos os bairros de Rio Doce, Jardim Atlântico, Jardim Fragoso e Casa Caiada, beneficiando cerca de 140 mil pessoas. Como parte dos investimentos, estão sendo construídos cinco reservatórios, cada um com a capacidade de acumular dois milhões de metros cúbicos, além de duas estações de bombeamento para os poços, que visam melhorar a eficiência e o rendimento dos equipamentos.

A Compesa está a cargo de medidas que vão desde estudos para elaboração de projetos à execução de obras como a construção de reservatórios, adutoras e redes de distribuição, e implantação de Setores de Medição e Controle, que contribuem para o controle do abastecimento e a redução das perdas de água.

“Partes de Jardim Atlântico, Casa Caiada e Rio Doce começam a se beneficiar com essas obras que estão sendo construídas aqui no reservatório de Perijucã. Já executamos R$ 30 milhões. Temos mais de 30 mil metros de novas tubulações implantadas. Então, nós vamos ter uma conjunção de nova reservação, que são esses reservatórios que nós estamos multiplicando por seis a capacidade de guardar água. Teremos 12 milhões de litros de água armazenados neste reservatório, para que daqui, a água saia na pressão correta e atenda a esses bairros. Vamos continuar a investir para que Olinda saia dessa condição de racionamento”, explicou o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

Após a conclusão da primeira fase das obras, serão iniciados serviços da segunda área, que abrange os bairros de Ouro Preto, Jatobá, Bairro Novo, Bultrins e a segunda parte de Jardim Fragoso e Casa Caiada. Após concluída essa etapa, iniciam-se as obras na terceira e última área, atendendo Varadouro, Carmo, Sítio Histórico, Santa Tereza, Amaro Branco, Bonsucesso e Monte. No total, cerca de 15 bairros serão diretamente beneficiados.
 
jun
9

Fim do racionamento d’água está próximo para 15 bairros de Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Compesa-Obras em olinda

Um dos maiores investimentos já feitos na rede de distribuição de água de Olinda, nas últimas décadas, está em andamento e vai beneficiar os 15 bairros mais populosos da cidade. As obras do “Olinda+Água” já estão 30% concluídas. A proposta do projeto é acabar com o racionamento nesses bairros até 2021.

O projeto do Olinda+Água vai beneficiar 240 mil pessoas, nos bairros de Casa Caiada, Bairro Novo, Bultrins, Jardim Atlântico, Jardim Fragoso, Ouro Preto, Rio Doce, Varadouro, Carmo, Guadalupe, Santa Tereza, Bonsucesso, Monte, Amaro Branco e Bultrins. As redes de distribuição de água nesses 15 bairros serão divididas em 42 setores de medição e controle de abastecimento. 

Nesta primeira etapa de obras, as intervenções estão concentradas nos bairros de Casa Caiada, Jardim Atlântico e Rio Doce, onde já foram assentadas mais de 20 quilômetros de rede e construídos cinco reservatórios com capacidade para armazenar dois mil metros cúbicos de água, cada um.

A previsão é encerrar a primeira fase do projeto até o final deste ano, quando será iniciado o funcionamento da rede e unidades operacionais implantadas, levando melhorias para o abastecimento dos três bairros.

As obras da segunda etapa começarão ainda no segundo semestre deste ano e atenderão os bairros de Ouro Preto, Jardim Fragoso e Bairro Novo. A terceira etapa de obras está prevista para o segundo semestre de 2018. Todo projeto  receberá um investimento de R$ 134 milhões, recursos do Banco Mundial (Bird).

abr
5

Ampliado racionamento em Olinda: água só chega a cada cinco dias

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

racionamento dáguaA previsão de chuvas abaixo da média para os próximos quatro meses e o baixo nível da Barragem Botafogo (Rio Catucá), principal fonte hídrica que compõe o sistema de distribuição de água das cidades de Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima, levaram a Compesa a anunciar a ampliação do calendário de abastecimento nas quatro cidades. Antes, era, em média, um dia com água e três dias sem. Agora passou para o regime de um dia com água e cinco dias sem água.

O aumento do rodízio foi necessário em função da redução do volume de água retirado da Barragem Botafogo (de 700 litros por segundo para 200 litros por segundo), que apresenta apenas 11,27% da sua capacidade total de armazenação (27,6 milhões de metros cúbicos de água).

O índice pluviométrico registrado na região da Barragem de Botafogo, localizada em Igarassu, no mês de março deste ano (119 mm), sofreu uma queda de 34% em comparação ao mesmo período de 2016 (180 mm). Outro sinal de alerta é o fato de a Barragem ter extravasado água apenas uma vez (em 2009), nos últimos oito anos.

O novo calendário já está em vigor nos municípios de Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima, que juntos somam uma população de 900 mil habitantes. O Sistema Botafogo responde por 50% da oferta de água nessas quatro cidades, que também são atendidas por poços e outros sistemas de abastecimento.

Na região norte da Região Metropolitana ficam de fora da ampliação do calendário as cidades de Itamaracá e Itapissuma, que são abastecidas por poços; e Araçoiaba, que possui um sistema independente a partir do Riacho Floresta. O calendário de abastecimento de água atualizado está disponível no site www.compesa.com.br.

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de Março de 2019
313 dias restantes.

Redes Sociais:

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje