Navegando todos os artigos com a tag Brasil
fev
10

Luciano Huck é aconselhado por FHC a disputar a Presidência da República

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018, Olinda     Tags , ,

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso aconselhou o apresentador da Rede Globo, Luciano Huck, a concorrer à Presidência neste ano. Eles conversaram sobre o quadro eleitoral em jantar na noite da última quinta-feira (08). Presidente de honra do PSDB e principal incentivador da candidatura Huck, FHC havia dito horas antes que o apresentador tinha “estilo de peessedebista”.

Segundo a reportagem apurou, não foi colocada na conversa a possibilidade de filiação do global ao partido, que tem no governador Geraldo Alckmin (SP) seu principal presidenciável  e que irá disputar prévias com o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.

O namoro de FHC com Huck tem irritado aliados de Alckmin, que recebeu telefonema do ex-presidente para tentar aplacar o desconforto. À Rádio Guaíba (RS), FHC reclamou ontem (09) da cobrança que tem sofrido pela ambiguidade, dizendo que estar fechado com o PSDB não significa não poder conversar com outros atores políticos.

Se o apresentador se lançar, o PPS deverá ser sua sigla, apesar da restrição apontada pelo próprio FHC sobre a falta de musculatura – ou seja, tempo de TV, fundo partidário e capilaridade. O DEM, que oficialmente nega apoiá-lo, já participou de conversas no sentido contrário.

Huck recebeu um ultimato da Globo para decidir se irá filiar-se a algum partido para disputar a eleição, pois a emissora teme a associação óbvia que será feita entre ela e o eventual candidato. A resposta virá após o Carnaval.

Estrategistas do apresentador estão divididos na hora de apostar no desfecho da novela. Alguns acreditam que Huck vai voltar atrás na sua decisão do ano passado, de não concorrer, já que há grande pressão devido às dificuldades de Alckmin em emplacar nesse início de campanha. Outros creem que o ultimato da Globo fará o mesmo efeito de movimento análogo no ano passado, até porque inclui no veto trabalhar na emissora a mulher de Huck, a também apresentadora Angélica.

Fonte: Folhapress

fev
5

Três anos e meio à espera de respostas sobre acidente que vitimou Eduardo e sua equipe

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Brasil     Tags , ,

Três anos e seis meses após o trágico acidente aéreo que vitimou o ex-governador Eduardo Campos (PSB) e sua equipe de campanha presidencial, em 13 de agosto de 2014, o caso permanece em suspenso: nenhuma solução foi encontrada, o que tem levado familiares a pressionarem o desfecho das investigações. Diante da falta de respostas, continuam no ar uma série de interrogações. A tragédia seria decorrência de falha humana, falha do equipamento, sabotagem ou problema com o controle do solo? 



Essas são algumas das hipóteses levantadas pelos familiares. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) já concluiu o seu inquérito e apontou falha humana como o motivo. Segundo o órgão, o piloto Marcos Martins e o copiloto Geraldo Magela da Cunha não teriam o curso especifico para pilotar a aeronave, um Cessna Citation, o que foi contestado pela família de Campos e dos pilotos. No relatório, o Centro aponta falta de experiência do piloto com o jato e a decisão de encurtar o procedimento de aterrissagem, descumprindo manual de pouso.

Em agosto do ano passado, a juíza Alessandra Nuyens Aguiar, da 4ª vara federal de Santos, ampliou o prazo de investigação da Policia Federal (PF). Mas, até o momento, a PF, que tem a prerrogativa de apontar o motivo e os culpados criminalmente, ainda não chegou a uma conclusão. 

O curioso é que igualmente complexo, o acidente que envolveu o ex-ministro do STF, Teori Zavascky, que era relator de vários processos polêmicos da Operação Lava Jato, teve o seu caso concluído em pouco mais de um ano, tanto no âmbito da Aeronáutica como no da PF.

Frustração
À família do ex-governador Eduardo Campos – além dos familiares das outras seis pessoas que também faleceram no episódio – fica a frustração e o desejo da celeridade no inquérito. 

“Aguardamos com preocupação a demora na conclusão do inquérito policial federal do acidente que vitimou Eduardo Campos e outros companheiros”, disse o irmão Antônio Campos, que recentemente ajuizou uma produção de provas em Santos, que está em tramitação, que contesta a versão do Cenipa.

Segundo Antônio, o relatório do órgão protege as Forças Armadas de qualquer responsabilidade. “A Aeronáutica autorizou indevidamente a aproximação e o pouso da aeronave na Base Aérea de Santos, o que gera responsabilidade civil, o que é objeto de prova nessa ação, para subsidiar ação de indenização por perdas e danos a ser ajuizada na sequência. Ato continuo, o relatório do CENIPA não merece prosperar, por esse e por outros aspectos”, escreveu Antônio na ação. “Vamos cobrar a conclusão do inquérito, desde que haja segurança para terminá-lo já”, disse Campos. Entre tantas as possibilidades para o acidente, o irmão do ex-governador não descarta possível sabotagem.

Enquanto o processo não chega a um desfecho, está tudo travado. Indenizações de todas as partes envolvidas no acidente ainda não foram resolvidas. De acordo com o advogado da família Campos, José Henrique Wanderley Filho, o processo já deveria estar concluído. Entretanto, ele minimizou o atraso. “Certamente a Polícia Federal está fazendo a reconstituição”. 

De acordo com José Henrique, a família de Eduardo só deverá se pronunciar assim que as investigações forem concluídas. A Polícia Federal (PF) de Santos, que conduz as investigações, foi procurada pela reportagem para falar sobre o assunto, mas, até o fechamento desta edição, não retornou as ligações. Os outros profissionais que morreram na queda do avião são: o assessor Carlos Augusto Leal Filho (Percol); o fotógrafo Alexandre Severo e Silva; o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra; o ex-deputado federal e assessor Pedro Valadares Neto, e os pilotos Geraldo Magela Barbosa da Cunha e Marcos Martins.

Fonte: Folha PE

jan
23

Vem Pra Rua promove nesta terça-feira “atos em defesa da Justiça”

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags , ,

O movimento Vem Pra Rua faz mobilização nacional no início da noite desta terça-feira (23), “em defesa da Justiça”, segundo os seus organizadores. 

Os atos acontecerão a partir das 18h (horário de Brasília – DF) em 42 cidades brasileiras, entre elas o Recife. Na capital pernambucana a mobilização será no Segundo Jardim, em Boa Viagem.

Na véspera do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o movimento acredita que será um novo marco para a história brasileira.

“Os privilégios têm que cair, vão cair, lutaremos para isso. Todos são iguais perante a lei”, destaca a porta-voz do Vem Pra Rua, Adelaide Oliveira, em comunicado distribuído à Imprensa.

jan
22

Começa hoje o saque do PIS/Pasep para maiores de 60 anos

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

A Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco do Brasil (BB) começam a pagar nesta segunda-feira (22) os correntistas que têm direito a valores depositados no fundo PIS/Pasep. O governo reduziu a idade mínima para acessar os recursos do fundo de 65 para 60 anos, para tentar estimular os saques.

No ano passado, o governo havia reduzido a idade de 70 para 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres), mas a demanda ficou abaixo do esperado. Por isso, reduziu novamente a idade de acesso. Tem direito a receber quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 e ainda não havia sacado o dinheiro.

Para os correntistas dos dois bancos, o dinheiro cairá automaticamente na conta na noite desta segunda-feira (22). Para quem não tem conta bancária na CEF e no BB, os pagamentos nas agências bancárias dos dois bancos estatais começam na quarta-feira (24).

Os valores podem ser consultados nas páginas de Caixa e do Banco do Brasil. Segundo o Ministério do Planejamento, cerca de 3,2 milhões de pessoas têm dinheiro a receber e o volume total dos saques soma R$ 5,6 bilhões.

Fonte: Folhapress

jan
22

Gasolina sobe 19,5% em seis meses e já beira os R$ 5 em algumas cidades

Nos últimos seis meses, o preço médio da gasolina subiu 19,5% nos postos de combustíveis e já se aproxima dos R$ 4,20. Em algumas cidades está perto de romper a barreira dos R$ 5,00. O preço médio, sem descontar a inflação, é o maior já registrado na série histórica da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que começou em 2001.

A gasolina mais cara do Brasil está na região Norte. Em Tefé, no Amazonas, o preço médio é de R$ 4,941 por litro. Em Alenquer, no Pará, chega a R$ 4,838. Para os paulistas, a gasolina mais cara é a de Dracena (R$ 4,196) e a mais barata fica em São José dos Campos (R$ 3,863).

A escalada do preço está relacionada à nova política de ajustes da Petrobrás, em vigor desde julho de 2017, quando a estatal anunciou que as variações ocorreriam com mais frequência. Nesse período, os preços foram reajustados 133 vezes. A mudança foi feita para dar agilidade aos reajustes e acompanhar a volatilidade da taxa de câmbio e da cotação do petróleo. O barril ficou 28% mais caro nesse período.

Quando se compara o preço da gasolina no País com o do mercado norte-americano – de livre concorrência e sem nenhum tipo de política de preços – percebe-se um ritmo diferente. Nos Estados Unidos, o combustível ficou cerca de 7,6% mais caro quando o preço é convertido a reais.

Fonte: DP

jan
21

Falta de dinheiro leva cidades a cancelar as festas de Carnaval

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Carnaval     Tags ,

Enquanto Olinda está cheia de prévias carnavalescas (mais de 20 todos os finais de semana), diversas cidades de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul cancelaram oficialmente a folia. O motivo? Falta de dinheiro nos cofres públicos para bancar a festa.

As prefeituras municipais de Cataguases, Gonçalves, Formiga e Bom Despacho, todas em Minas Gerais, cancelaram a folia devido à crise econômica e a falta de repasses de recursos do Governo do Estado. Como as prefeituras não têm verba exclusiva gastar com o Carnaval 2018, optaram por suspenderem a festa de Momo para poder honrar compromissos com a folha de pagamento dos servidores e fornecedores.

Quem também desistiu de bancar a folia, por falta de recursos foi a Prefeitura de São Sepé, no Rio Grande do Sul. O Executivo chegou à conclusão de que não teria condições de bancar gastos com segurança, decoração e subvenções para as agremiações. 

No interior de São Paulo, a cidade de Tremembé também cancelou a festa de Momo para evitar gastos públicos não essenciais. O cancelamento da festa ocorreu em acordo com a Câmara de Vereadores.

jan
20

Fernando Collor anuncia pré-candidatura à Presidência da República

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Política     Tags , ,

O senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) anunciou ontem (19) que é pré-candidato à Presidência da República. Em evento na cidade de Arapiraca, no Agreste de Alagoas, ele declarou a intenção de voltar ao cargo que ocupou de 1990 a 1992.

“Eu digo a vocês que este é o momento mais importantes da minha vida, como pessoa e como homem público. Hoje, a minha decisão foi tomada. Sou, sim, pré-candidato à Presidência da República. Obrigado, e vamos à vitória”, afirmou.

A declaração foi registrada em vídeo, que está circulando nas redes sociais. Collor também tratou do tema em entrevista a um programa da rádio 96 FM, de Arapicara.

Fernando Collor de Mello foi eleito presidente em 1989, vencendo Lula no segundo turno, na primeira eleição direta após o fim da ditadura. Renunciou ao cargo em 29 de dezembro de 1992, pouco antes da votação do seu processo de impeachment no Senado. No dia seguinte, por decisão dos senadores, tornou-se inelegível por oito anos.

No Supremo Tribunal Federal (STF), contudo, foi absolvido (por falta de provas) das acusações de peculato (desvio de dinheiro público), falsidade ideológica e corrupção passiva relativas ao seu período na Presidência.

No ano passado, Collor tornou-se réu na Lava Jato sob acusação de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro, referentes a desvios na BR Distribuidora.

Fonte: Folhapress

jan
12

Vem Pra Rua promove atos na véspera de julgamento do ex-presidente Lula

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags , ,

O movimento Vem Pra Rua está convocando a sociedade brasileira para ir às ruas na defesa da Justiça, no próximo dia 23 de janeiro de 2018, um dia antes do julgamento do ex-presidente Lula (PT). 

Estão programados atos em mais de 10 cidades brasileiras, como Recife (Segundo Jardim de Boa Viagem), Maceió (AL), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). As cidades confirmadas e o local de encontro para o ato podem ser consultadas nas redes sociais.

No próximo dia 24 de janeiro, o TRF-4 terá a oportunidade de confirmar a decisão do juiz Sérgio Moro, ao condenar em segunda instância o ex-presidente, acusado de recebimento de propina pela Operação Lava Jato

O Vem Pra Rua prega a defesa da democracia, da ética na política e de um Estado eficiente e desinchado. É contra qualquer tipo de violência, condena todos os tipos de extremismo (separatismo, intervenção militar, golpe de Estado) e não compactua com governos autoritários.

jan
10

#NãoValeTudo nas eleições de 2018

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018     Tags , , ,

Sob o mote #NãoValeTudo, 28 organizações e movimentos da sociedade civil assinaram carta-manifesto que propõe um grande pacto nacional pelo uso ético da tecnologia por partidos, campanhas e candidatos nas eleições de 2018.

“As tecnologias podem ser utilizadas de diferentes maneiras. Ao mesmo tempo que podem fazer com que nossas conexões e possibilidades se ampliem, percebemos que determinados usos podem prejudicar a nossa capacidade de nos informar, debater e exercer a nossa cidadania. São usos antiéticos e desonestos que manipulam o debate, desinformam o público e causam desequilíbrios e ruído no debate político democrático”, afirma em trecho do documento.

Para evitar esses problemas, a iniciativa propõe:

  • – A não-tolerância da produção e disseminação de notícias falsas (Fake News);
  • – A transparência no uso de tecnologias para fins eleitorais, como robôs (perfis não humanos) na internet;
  • – A defesa da liberdade de expressão e crítica dos cidadãos, desde que responsabilizados por suas falas;
  • – Transparência sobre o uso e as fontes de dados pessoais dos cidadãos;
  • – Proibição do roubo ou compra de dados pessoais dos cidadãos por meio de terceiros.

Os signatários buscam construir um grande pacto nacional pelo uso ético das tecnologias no contexto eleitoral, buscando a adesão de partidos e candidatos aos princípios estabelecidos na carta. Também buscam articular os diversos atores envolvidos no processo eleitoral, como o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), empresas de tecnologia, organizações e movimentos da sociedade civil, para garantir de que sejam aplicadas as regras já existentes para controlar a forma como os partidos e candidatos utilizam a internet, e que sejam construídas propostas e ações concretas para banir as práticas antiéticas e desonestas nas eleições de 2018.

jan
9

Bolsonaro devolveu mais de R$ 1,2 milhão da sua cota parlamentar

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Política     Tags , ,

Em mais uma estratégica de marketing político e eleitoral, o deputado federal e pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), está divulgando a devolução de mais de R$ 1,2 milhão, de recursos da sua cota parlamentar.

Segundo mostra o banner distribuído à Imprensa pela sua assessoria, foram devolvidos R$ 1.291.395,52 no período de 2010 a 2017. Ao longo dos oito anos foram creditados R$ 3.017.034,68, dos quais foram gastos R$ 1.725.639,16.

jan
9

Lula será julgado dia 24 de janeiro, pela 8ª turma do TRF-4

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Política     Tags , , ,

Faltam 15 dias para o julgamento do ex-presidente Lula (PT) na segunda instância do Tribunal Regional Federal (TRF-4) da 4ª Região da Justiça Federal. Lula já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro (responsável pelos casos da Lava Jato na primeira instância) a 9,5 anos de prisão, acusado de ocultação da propriedade de uma cobertura triplex no Guarujá (SP), recebido como propina da empreiteira OAS, em troca de favores na Petrobras.

No próximo dia 24 de janeiro, os três desembargadores da 8ª turma do TRF-4 darão o veredicto sobre o processo, que pode inviabilizar os planos de Lula, que pensa em se candidatar à Presidência da República este ano.

Mas, como no Brasil sempre existe sempre “mais um jeitinho” e mais uma chance, se for mesmo condenado, o ex-presidente ainda poderá levar o processo para outras instâncias e manter a candidatura até todos os recursos serem esgotados.

 
 
jan
6

Livres querem distância de Bolsonaro

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Política     Tags , , ,

Com a notícia de que o deputado federal Jair Bolsonaro se filiou ao PSL, para concorrer à Presidência da República, neste ano, o movimento “Livres”, que atua dentro do partido, anunciou que deixará a legenda.
 
“A chegada do deputado Jair Bolsonaro, negociada à revelia dos nossos acordos, é inteiramente incompatível com o projeto do Livres de construir no Brasil uma força partidária moderna, transparente e limpa”, comunicou o grupo de militantes, que se dedicou à construção de uma nova identidade para a agremiação, durante dois anos.
 
De acordo com a carta aberta publicada nas redes sociais, o Livres afirmam que, “infelizmente, Livres e PSL tomam caminhos separados. Nós, do Livres, temos em comum o mesmo inimigo: a velha política que satura o cidadão brasileiro. Recusamos a reciclagem do passado”, diz
 
“Nosso compromisso não é com a popularidade das pesquisas da semana passada, mas com a população de um país que exige a transformação da política partidária. Não queremos servir a um grande nome, mas sim à grande massa de batalhadores do Brasil. Se hoje a velha política nos derrota é porque ela não conseguiu nos conquistar “, afirma outro trecho da carta.
dez
27

41% dos brasileiros pretendem anular o voto nas eleições de 2018

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018     Tags , ,

Levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nessa terça-feira (26), revela que 41% dos brasileiros pretendem anular o voto para deputado federal. A pesquisa foi feita em 25 Estados e no Distrito federal, com dois mil questionários.

De acordo ainda com a pesquisa, 38,5% dos eleitores com curso superior pretendem anular o voto para deputado, enquanto 42,1% dos que têm o ensino fundamental têm essa mesma pretensão. Já 11% não sabem ainda o que irão fazer com o seu voto.

O instituto entrevistou 2.020 eleitores em todos os Estados brasileiros, entre os dias 18 e 21 deste mês de dezembro. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Pernambuco tem 25 deputados federais e 49 estaduais. A grande maioria dos federais deverá ser reeleita por falta de candidatos novos.

Fonte: Inaldo Sampaio

dez
27

Mais da metade dos brasileiros não acredita na prisão de Lula

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Policial     Tags , , ,

A coluna “Radar” da revista “Veja” desta semana, traz a informação de que 50,8% dos brasileiros acreditam que o ex-presidente Lula (PT) será condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Porto Alegre-RS), mas 56,6% não acreditam que ele irá para a cadeia.

O levantamento foi feito pelo Instituto Paraná Pesquisas que tem sua sede em Curitiba (PR), onde mora e trabalha o juiz Sérgio Moro, que condenou o petista Lula a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo ainda com a pesquisa, apenas 35,8% dos brasileiros acreditam que o ex-presidente irá para a cadeia em caso de condenação. Por outro lado, 39,8% acreditam que nada acontecerá com o petista e que ele será absolvido das acusações.

dez
25

Trabalhador tem até próxima quinta para sacar abono ano-base 2015

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

Termina na próxima quinta-feira (28), o prazo para que os trabalhadores saquem o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 nas agências bancárias. Cerca de 5,80% de inscritos (1,4 milhão de pessoas), não haviam sacado o dinheiro até o fim de novembro.

O abono salarial é pago para inscritos no PIS/Pasep há cinco anos ou mais e que trabalharam com carteira assinada por pelo menos 30 dias naquele ano, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Também é preciso que seus dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Para conferir se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar o portal do Ministério do Trabalho, informando o CPF ou número do PIS/Pasep e a data de nascimento para fazer a consulta. Outra opção é a Central de Atendimento Alô Trabalho, que atende pelo número 158.

O valor que cada trabalhador tem para receber é proporcional à quantidade de meses trabalhados formalmente em 2015. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor integral. Quem trabalhou um mês, por exemplo, recebe 1/12 do valor, e assim sucessivamente. Os pagamentos variam de R$ 79,00 a R$ 937,00.

dez
23

Governo vai reduzir para 60 anos a idade para saque do PIS/Pasep

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags , ,

O governo de Michel Temer vai reeditar na próxima semana a medida provisória que autoriza o saque do PIS/Pasep, reduzindo a idade a 60 anos para homens e mulheres. O anúncio foi feito pelo presidente nessa sexta-feira (22), durante café da manhã com jornalistas no Palácio da Alvorada.

Segundo Temer, essa foi uma “ideia trivial” da sua equipe e que vai facilitar o saque do fundo. Ainda de acordo com o presidente, as projeções do Governo são de que a medida vai injetar cerca de R$ 12 bilhões na economia. O Palácio do Planalto já havia enviado ao Congresso uma MP que autorizava o saque do PIS/Pasep, porém a idade mínima era de 62 anos para mulheres e 65 para homens. O resultado, porém, foi abaixo do esperado pelo governo.

Dados do Ministério do Planejamento indicam que, até dezembro, apenas 1,4 milhão de pessoas haviam sido beneficiadas – das 8 milhões que tinham direito aos recursos. Nas regras anteriores, o saque era permitido apenas para quem tivesse 70 anos ou mais.

Tem direito ao fundo quem trabalhou como contratado no serviço público ou em empresas privadas antes de 04 outubro de 1988 e ainda não havia sacado todos os recursos. A medida provisória editada inicialmente pelo Governo Temer perdeu a validade na última quinta-feira (21) e, por isso, terá que ser reeditada na próxima semana, com as mudanças na idade.

Fonte: Folhapress

nov
26

Eleições presidenciais 2018: “loucura, loucura, loucura”

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018     Tags , , ,

Huck Presidente

O Brasil está dividido entre um ex-presidente de esquerda condenado pela Operação Lava Jato e um candidato de extrema direita saudoso da ditadura militar. Nisso surge “o novo”, um candidato de centro com rosto conhecido da TV, e neutraliza os “radicalismos” de Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PSC), atuais líderes nas pesquisas.

Teria sensibilidade para entender as demandas econômicas do mercado financeiro, sem deixar de lado o apelo social dos menos abastados. Este é o roteiro que muitos querem para o pleito do ano que vem, que seria estrelado pelo apresentador da Rede Globo Luciano Huck – criador do bordão “loucura, loucura, loucura”. Ele se reuniu recentemente com o presidente do PPS, Roberto Freire, e com representantes do DEM.

A possibilidade do apresentador disputar as eleições ganhou força depois que a pré-candidatura do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), que já havia se auto intitulado como “o novo” na política, começar a fazer água nas pesquisas — o tucano já admite que deixou para trás o sonho de ser presidente e que gostaria de disputar o Governo do Estado ao invés do Planalto.

O global Luciano Huck, por sua vez, conta com 60% de aprovação, de acordo com pesquisa do Instituto Ipsos divulgada na última quinta-feira (23) — que não era, no entanto, um levantamento de intenção de votos, mas uma percepção dos entrevistados para a pergunta “Vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o senhor(a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no país”. Na lista estavam Lula, Bolsonaro, Dória e outros presidenciáveis, além do juiz Sérgio Moro e do ex-ministro do Supremo, Joaquim Barbosa. Huck superava a todos, alguns com folga, como o nome do prefeito paulistano, que só soma 19% de aprovação.

O nome de Huck cresceu nos balões de ensaio da política – nome que se dá quando alguém é apresentado publicamente como possível candidato para ver a aceitação do público e do establishment — este ano desde que concedeu uma entrevista em março à Folha de S. Paulo, em que enfatiza a necessidade de a sua geração assumir postos chaves na política. Mas na mesma entrevista foi questionado sobre um desejo seu, explicitado dez anos atrás, de um dia ser presidente do Brasil.

Fonte: El País

nov
26

Luciano Huck cresce na intenção de votos para presidente

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018     Tags , , ,

O apresentador Luciano Huck tem acesso a pesquisas mensais para avaliar a sua viabilidade eleitoral. Desde julho, huckele recebe os relatórios que mês a mês testam o seu desempenho. Os dados revelam crescimento na intenção de votos no apresentador, que estuda se filiar ao PPS para disputar a eleição presidencial de 2018.

Em julho, no pior cenário para ele, que incluía o ex-presidente Lula, Huck tinha 8%; hoje ele está com 11%. Sem o petista, o crescimento foi de 9% para 14%. A pesquisa quantitativa foi encomendada por Huck para consumo interno.

O levantamento mais recente saiu no meio dessa semana que passou. Nela, Huck está em quarto lugar. No cenário sem Lula, o apresentador empata com Marina Silva (Rede) em segundo lugar. Nesse caso, Bolsonaro aparece em primeiro.

Os dados mostram que Huck cresce nas regiões periféricas nas classes C e D e nas cidades do interior do Nordeste na classe C. Os números têm sido guardados a sete chaves pelo grupo do apresentador e o ajudarão a tomar uma decisão sobre 2018.

Fonte: Estadão

nov
26

Quem é o grupo que pode lançar Luciano Huck à presidência em 2018?

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018     Tags , ,

Agora!

Fundado no ano passado, o Agora! diz ter por missão encontrar uma agenda de propostas de políticas públicas com as quais pudessem concordar tanto esquerdistas quanto liberais. Uma ideia ousada em tempos de intensa polarização. Não é por isso, no entanto, que o grupo tem chamado a atenção.

Recentemente, o apresentador da TV Globo, Luciano Huck, ingressou no Agora!, o que provocou rumores sobre uma possível candidatura presidencial dele. Embora nada esteja ainda decidido e, oficialmente, o movimento trate a possibilidade com cautela, integrantes do movimento debatem abertamente a possibilidade e já há divisões internas em relação ao assunto.

O grupo foi idealizado pelo cientista político Leandro Machado, pela especialista em segurança Ilona Szabó, próxima ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; e pela empresária Patrícia Ellen, que foi sócia da consultoria McKinsey & Company.

Participam ainda Rafael Poço, cofundador da Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva; o diretor do grupo educacional Somos, Eduardo Mufarej; a presidente do grupo Todos Pela Educação, Priscila Cruz; o secretário de Assuntos Estratégicos de Michel Temer, Hussein Kalout, e o analista político João de Castro Neves, da Eurasia Group.

Apesar da amplitude de posicionamentos políticos, a maioria é composta de homens, brancos e ricos – ou de classe média alta – entre 30 e 40 anos. Em entrevista à BBC Brasil, Leandro Machado reconheceu o problema e disse que o Agora! está trabalhando para aumentar sua diversidade.

Com a bandeira da redução da desigualdade, o grupo tem algumas premissas básicas, mas ainda não fechou sua agenda completa de propostas. Os assuntos são discutidos um a um e a ideia é ter uma lista de proposições concretas, não um compêndio de boas intenções ou princípios.

“A discussão hoje é muito superficial. As pessoas falam em Estado Mínimo. Mas o que é isso? Não aderimos a conceitos prontos. Sim, queremos aumentar a eficiência do Estado, mas ele não pode ser mínimo na segurança pública, na educação – precisa garantir educação de qualidade para todos”, explica Machado.

Boa parte dos membros é formada ou trabalhou em instituições internacionais renomadas. O advogado Ronaldo Lemos, o economista Tomás Lopes Teixeira e a advogada Celina Beatriz Bottino, por exemplo, têm mestrado pela Universidade de Harvard (EUA). A economista Mônica de Bolle é PhD pela London School of Economics (Inglaterra). O executivo Rafael Benke já passou pela Organização dos Estados Americanos (OEA) e pela Organização Mundial do Comércio (OMC).

A ideia, segundo o fundador Leandro Machado, é encampar o discurso da renovação política, mas trazendo para o debate pessoas preparadas, e não “aventureiros”. “Ninguém é político, mas todos têm histórico de atuação política. Renovação só pela renovação pode ser pior, se vier uma pessoa despreparada ou mal intencionada”, afirma.

Ronaldo Lemos concorda: “Pessoas que participaram a vida inteira da busca de soluções, não gente que estava em casa jogando videogame e de repente resolveu virar político”. Aventureiro, aliás, é uma categoria na qual Leandro Machado não encaixa Luciano Huck. “Ele é pessoa que tem uma experiência grande em lidar com pessoas, é muito bem visto e querido pelo público”, diz.

Fonte: BBC Brasil

nov
18

Pesquisa: pretos e pardos ganham 55,5% do rendimento dos brancos

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags , ,

Os trabalhadores pretos e pardos são maioria entre os desempregados, domésticos e ambulantes e ganham menos do que os trabalhadores brancos do país. A conclusão é de levantamento sobre as características da força de trabalho dessa população divulgado ontem (17), pelo IBGE.

Pretos e pardos tiveram, no terceiro trimestre deste ano, rendimento médio de R$ 1.531,00 no Brasil, o equivalente a 55,5% da renda mensal dos trabalhadores brancos, que foi de R$ 2.757,00. Foi a terceira maior diferença desde 2012, quando o IBGE iniciou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad).

No terceiro trimestre de 2013, o rendimento de pretos e pardos chegou a 57,6% do dos brancos, a menor diferença no período pesquisado. A maior foi no quarto trimestre de 2016, quando o percentual chegou a 44,7%. “Pessoas pretas e pardas estão sempre em desvantagem no mercado de trabalho. Têm maior dificuldade para entrar e, quando entram, recebem salários menores”, comentou o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

Os dados do IBGE mostram que o percentual de pretos e pardos com carteira assinada pelo setor privado (71,3%) é menor do que a média (75,3%) e que, em geral, esse grupo é maioria em grupamentos econômicos que pagam menores salários, como Agricultura, Construção, Alojamento e alimentação e Serviços Domésticos. Entre os domésticos, por exemplo, 66% dos trabalhadores no terceiro trimestre de 2017 se declararam pretos ou pardos. O mesmo percentual foi verificado entre trabalhadores ambulantes. 

Fonte: Folhapress

Redes Sociais:

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: