Navegando todos os artigos com a tag Convenções
ago
4

Armando avisa: É hora de olhar para o futuro e cuidar de Pernambuco

Diante de um Classic Hall (Olinda) lotado, o senador Armando Monteiro (PTB) fez uma conclamação ao povo de Pernambuco, durante a convenção que o oficializou como candidato ao Governo pela frente de Oposição “Pernambuco Vai Mudar”:  chegou o momento de olhar para o futuro e de homenagear quem mais merece: o povo pernambucano. O evento ocorreu neste sábado (04), reunindo candidatos e representantes dos 13 partidos que compõem a aliança liderada pelo petebista: PTB, PSDB, DEM, PSC, PPS, PRB, Podemos, PV, PSL, PRTB, PHS, PSDC e PMB. 

“Não é hora de olhar para o passado. Querem falsear o debate. Mas sabe o que nos interessa? É o lado da mudança, o do futuro de Pernambuco”, afirmou Armando. “O que é ser novo? Não é apenas ser jovem. Ser novo é ser diferente, é ser capaz de entender as mudanças e transformações. É ser honesto, é entender que se governa para a maioria de forma transparente”, salientou.

O agora candidato Armando Monteiro desferiu críticas contundentes à letargia que tomou conta do Estado desde que o governador Paulo Câmara (PSB) tomou posse, em janeiro de 2015.  “Sabemos que a eleição de 2014 não foi uma eleição em que apenas se elegeu um governador. Foi uma homenagem ao ex-governador Eduardo Campos”, disse, emendando: “Mas essa justa homenagem se seguiu uma grande decepção. Esse governo tem a marca da omissão: falhou na saúde, na educação, na segurança”.

Para Armando, Pernambuco vive um momento em que a pressa do povo em se ver livre dos problemas não se conecta com a do governo, que não responde à população com a urgência necessária. “São duas velocidades: a do povo, que sofre, a velocidade da vida real, e a velocidade desse governo: um governo lerdo, quase parado. Pernambuco tem pressa para compensar o atraso”, enfatizou.

Além de Armando, foram confirmadas as candidaturas dos deputados Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), para o Senado; e do vereador do Recife, Fred Ferreira, para ocupar a vaga de vice. O palanque do petebista conta com o apoio de 94 candidatos a deputados federais e estaduais.

Foto: Divulgação

ago
4

Solidariedade ter 27 candidatos a deputados estaduais e sete a federais

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018     Tags , ,

Políticos com mandatos e pré-candidatos a deputados estaduais e federais pelo Solidariedade em Pernambuco se reuniram na manhã deste sábado (04) na convenção partidária para as eleições 2018. O evento foi presidido pelo líder da sigla, o deputado federal Augusto Coutinho, que falou sobre a expectativa para o novo pleito, encarando o desafio de ampliar a marca do partido, que hoje conta com dois deputados federais, um estadual, três prefeitos, cinco vice-prefeitos e 57 vereadores no Estado. Este ano, a legenda lançou sete candidatos a deputados federais e 27 a deputados estaduais.

O Solidariedade confirmou o apoio à Frente Popular, que busca reeleger o governador Paulo Câmara (PSB) e demonstrou otimismo quanto aos possíveis resultados. “Temos um projeto de um Estado sempre melhor e mais desenvolvido, em nome da população que, todos os anos, vem sentindo os frutos do nosso trabalho”, afirmou Coutinho.

Entre os participantes da convenção, os também pré-candidatos Alberto Feitosa, Cláudia de Lupércio, Cadoca, Kaio Maniçoba e Tonnynho Gel, além do prefeito de Olinda, Professor Lupércio, e o vereador do Recife, Rodrigo Coutinho.

Foto: Divulgação

ago
4

André Siqueira confirma candidatura a federal pelo Patriota

A convenção estadual do Patriota, na noite de ontem (03), no Clube Atlântico, no Carmo (Olinda), confirmou o nome do empresário André Siqueira como candidato a deputado federal. 

“Vamos mostrar para todos que chegamos para trazer a verdadeira renovação que Pernambuco precisa. Queremos um novo tempo para Pernambuco, com mais oportunidades de escolha para as pessoas que perderam as esperanças na atual situação política do Brasil”, disse.

Durante o seu discurso, André Siqueira enfatizou a necessidade da reforma tributária e a defesa da família. O Patriota em Pernambuco é dirigido pelo deputado federal Pastor Eurico (ex-PSB e ex-PHS).

jul
28

Armando, Mendonça e Bruno recebem o apoio do PRTB, PV, PHS, PSL e PSDC

A coligação proporcional “Avança Pernambuco”, que reúne as legendas PRTB, PV, PHS e PSL, realizou convenção neste sábado (28), em um hotel no Pina (Recife), e anunciou o apoio às pré-candidaturas do Armando Monteiro (PTB) ao Governo do Estado e dos deputados federais Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB) ao Senado.

Também neste sábado o PSDC garantiu a sua adesão ao projeto de mudança encabeçado pela frente “Pernambuco Vai Mudar”. Agora são 12 partidos reunidos em torno do nome de Armando, Mendonça e Bruno: PTB, DEM, PSDB, PPS, PSC, Podemos, PV, PRB, PHS, PSL, PSDC E PRTB.

Armando agradeceu aos partidos pela acolhida e disse não se tratas apenas um grupo numérico, mas “qualificado e formado por pessoas que sentem no dia a dia os problemas de Pernambuco”, afirmou, referindo-se aos 112 pré-candidatos à Assembleia Legislativa e à Câmara Federal.

jul
27

“Nanicos” realizam convenção e formalizam coligação neste sábado

A candidatura de Armando Monteiro (PTB) ao Governo de Pernambuco terá o apoio formal dos partidos nanicos PSL, PHS, PRTB e PV. Amanhã (28) pela manhã as quatro legendas realizam convenção conjunta no Recife Praia Hotel. Começa às 9h.

Para a disputa das vagas na Câmara Federal e Assembleia Legislativa (Alepe) os quatro partidos formalizarão a coligação Avança Pernambuco. A expectativa do grupo é eleger pelo menos três deputados estaduais e até dois deputados federais. 

jul
22

PMN rejeita candidatura da jornalista Valéria Monteiro à Presidência

João Pedro Pitombo – Folha de S.Paulo

Em convenção realizada neste sábado (21) em Brasília (DF), o PMN rejeitou a candidatura da jornalista e apresentadora de televisão Valéria Monteiro (foto)à Presidência da República. O partido decidiu que não terá candidato a presidente nem apoiará nenhum dos outros postulantes ao Palácio do Planalto no primeiro turno. A convenção foi marcada por discussões entre os filiados e por um princípio de tumulto.

Valéria Monteiro pediu a palavra ao presidente nacional do PMN, Antônio Carlos Massarolo, para falar aos demais colegas de partido, mas teve o pedido negado. Mesmo com a negativa, Valéria insistiu em falar e desferiu críticas ao partido.

“Não é possível que nessa crise que o Brasil atravessa, os partidos matem a democracia e só falem sobre alcançar a cláusula de barreira”, afirmou Valéria.

O presidente do PMN Antônio Carlos Massarolo orientou que seguranças retirassem Valéria da convenção, o que causou ainda mais tumulto.

Valéria acabou sendo retirada da convenção pelos seguranças, assim como o advogado Marivaldo Neves, pré-candidato ao Senado pela Bahia.

À Folha Valéria Monteiro afirmou que o presidente do partido agiu de maneira absolutista ao impedir a sua fala. “É só um exemplo de como o sistema eleitoral brasileiro é fraudulento. Ele não dá voz ao debate e toma decisões aleatoriamente de forma antidemocrática”, diz Valéria, que promete ingressar com uma ação na Justiça para anular a convenção.

Procurado, o presidente do PMN Antônio Carlos Massarolo não atendeu às ligações da reportagem.

Ex-apresentadora do Jornal Nacional e do Fantástico, da Rede Globo, Valéria Monteiro anunciou em setembro do ano passado que disputaria a Presidência da República. Para isso, filiou-se ao PMN em janeiro deste ano. O partido chegou a anunciá-la como pré-candidata ao Planalto, mas, antes mesmo da convenção, desistiu de ter candidato próprio.

Mesmo com a decisão, Valéria entrou com um mandado de segurança na Justiça Eleitoral para que seu nome fosse submetido aos membros da legenda em convenção partidária.

jul
22

PSOL homologa nomes de Boulos e Sônia Guajajara à Presidência

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2018     Tags , ,

O PSOL homologou nesse sábado (21) os nomes de Guilherme Boulos e da indígena Sônia Guajajara, à disputa da Presidência da República. Nas redes sociais, o PSOL apresenta Boulos como presidente, e Sônia como “copresidenta”

A dupla vai centrar a campanha na defesa da aliança das esquerdas contra a retirada dos direitos sociais, aumento do investimento público no país em contraposição ao ajuste fiscal, reforma tributária e maior atuação dos bancos públicos para calibrar os juros cobrados aos consumidores.

Boulos é líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e Sônia tem atuação destacada na comunidade indígena Guajajara.  

Foto: Sul21

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de março de 2019
104 dias restantes.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: