Navegando todos os artigos com a tag Cultura
maio
13

Começa 17ª Semana de Museus com atividades no Recife e Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eventos     Tags , , ,

Começa nesta segunda-feira (13), com uma programação extensa e gratuita em espaços culturais de todo o país, a 17ª Semana de Museus. O evento se estende até o próximo domingo (19), com exposições, exibição de filmes, oficinas, rodas de conversa e performances.

No Recife estão previstas atividades em seis locais: Casa do Carnaval (Pátio de São Pedro), Paço do Frevo (Bairro do Recife), Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães – Mamam (Boa Vista), Museu da Cidade do Recife (Forte das Cinco Pontas), Museu de Arte Popular (Bairro de São José) e o Museu Murilo La Greca (Parnamirim). Em Olinda, tem atividades no Espaço Ciência, no Complexo de Salgadinho.

O tema deste ano é “Museus como Núcleos Culturais: o Futuro das Tradições”. No Brasil estão programadas ações em 1.114 instituições culturais. O evento é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Confira os endereços:

  • Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam): Rua da Aurora, 265 – Boa Vista. Abre de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h; aos sábados e domingos, das 13 às 17h. Nesta semana oferece oficinas, rodas de capoeira, debates e a exposição “O tempo é implacável”, da artista mineira Juliana Gontijo.
  • Paço do Frevo: Praça do Arsenal da Marinha – Recife Antigo. Funciona das 9h às 16h30, de terça a sexta-feira; e das 14h às 18h, aos sábados e domingos. Programação conta com oficinas de dança, música e confecção de estandartes de agremiações de C
  • Espaço Ciência: Complexo de Salgadinho – Olinda. Oferece visita mediada às atrações permanentes, oficinas de percussão com o Maracatu Real da Várzea, e “Revivendo o Movimento Armorial”, além de visita ao Universo Compesa.
  • Museu da Cidade do Recife: funciona de terça a sexta-feira, no Forte das Cinco Pontas, no bairro de São José. Promoverá a atividade “Tradicionar: imagem e tradição”, para estimular a imaginação dos visitantes por meio de mímicas e desenhos sobre a história e as tradições do Forte das Cinco Pontas. No sábado (18) haverá a oficina “ForteBrincar” e construção de um forte usando papelão, papel colorido e tinta guache.
  • Casa do Carnaval (Pátio de São Pedro) e Museu de Arte Popular do Recife (Rua Felipe Camarão, no bairro de São josé) promovem nas tarde da quinta (16) e sexta-feira (17), uma oficina de introdução à prática de conservação preventiva em acervos museológicos (15 vagas).
  • Museu Murilo La Greca: Rua Leonardo Bezerra Cavalcante, 366 – Parnamirim. Abre de terça a sexta-feira, das 9h às 17h; e no sábado, das 15h às 18h. Promove o laboratório de restauro simbólico, na sexta-feira (17). Inscrição pelo e-mail: [email protected].
  • Museu da Abolição: Rua Benfica, na Madalena. Promove seminários e visitações guiadas, mostra de estética afro, oficinas, rodas de diálogos e apresentações culturais.

 

mar
2

Nem só de blocos vive o Carnaval de Pernambuco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Carnaval     Tags , , ,

Alexandre Acioli – Jornalista

Brincar, participar e viver o Carnaval de Pernambuco é algo muito maior e mais prazeroso do que ouvir contar ou simplesmente ver e escutar nos noticiários da TV ou ler em jornais e revistas. Infelizmente, os diversos veículos de comunicação denominam todas as agremiações carnavalescas de “blocos”. Isso é prova de desconhecimento. É querer reduzir as nossas manifestações e deixar a festa superficial, pobre, limitada.

Os que fazem a comunicação precisam ter a consciência de que Pernambuco é um celeiro cultural. O nosso Carnaval tem blocos, sim! Mas a festa de Momo nesta “Terra dos Altos Coqueiros” tem muito mais – e diferentes – manifestações culturais e ritmos.

Temos La ursas, clubes, troças, caboclinhos, maracatus de baque virado e baque solto, tribos de índios, afoxés, ursos, bois, bonecos e escolas de samba, sem esquecer as tradições de muitas cidades do Interior, como os cavalos marinhos, papangus, caiporas, caretas, grupos de coco e de ciranda. Tudo isso é folia, ferve e se mistura no Carnaval… só não tem como virar e serem chamados apenas de “blocos”.

É um erro afirmar “bloco” do Homem da Meia Noite, o “bloco” da Pitombeira dos Quatro Cantos ou o “bloco” da Burra do Rosário. São agremiações com características distintas. O Homem da Meia Noite é Clube de Boneco, a Pitombeira é Troça e a Burra do Rosário é Clube de Frevo. La ursa e bois também não são “blocos”: são la ursas e bois, mesmo!

O bloco lírico é diferente: originário dos anos 1920, nos bairros centrais do Recife, o seu abre-alas é o flabelo (diferente de estandarte, utilizado por clubes e troças); as suas orquestras são de pau e corda e não de metais; tocam marchas e são acompanhados por corais de vozes femininas; desfilam com abajures, se organizam em alas, damas de frente e cordões.

Blocos diferem de clubes, que são muito mais antigos (surgiram nos anos finais do século XIX), e de troças (comumente nascidas a partir de uma história pitoresca ou de uma brincadeira entre amigos). Troças são agremiações mais simples, que desfilam durante o dia e se caracterizam pela irreverência e descontração. Até mesmo o horário de ir às ruas para alegrar o povo é um diferencial de cada um.

Vejam quantas diferenças! É preciso mostrá-las e nominá-las aos foliões-novos e, principalmente, aos turistas, para que não retornem aos seus locais de origem e espalhem por lá a informação de que as nossas manifestações e ritmos carnavalescos são apenas “blocos”. Por favor, não deixem que todas as outras nossas manifestações fiquem nas sombras e no anonimato. 

fev
1

Teatro do Bonsucesso: programação todos os finais de semana de fevereiro

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Neste mês de fevereiro, o Teatro do Bonsucesso (Rua do Bonsucesso nº 306-A – próximo à sede do Homem da Meia-Noite), em Olinda, abrirá as portas para a primeira edição do “OH Linda Verão Arte”, que acontecerá de hoje (1º) até o dia  23 – sempre de quinta a sábado.

O projeto tem apoio da Prefeitura de Olinda com realização de Alves Produções em parceira com a Associação de Teatro de Olinda (ATO). Na programação, muita dança popular, recitais poéticos, teatro e música. Confira abaixo a programação:

  • – Hoje (1º) às 19h: Abertura do evento e na sequência apresentação da peça teatral “Cavalar”, da Associação de Teatro de Olinda. É uma comédia com enredo malicioso, que aborda temas como o coronelismo, corrupção e traição.
  • – Amanhã (02) às 20h: Show “Forró de Coco”,  com o cantor e compositor Amaury Andrade. Uma viagem pelos ritmos da nossa terra, com o objetivo de valorizar a cultura pernambucana, através da música.
  • – Dia 07/02 (quinta-feira), às 20h: Recital poético “Cena Poética”, com Isaac Sete Cordas, José Evangelista, Bezerra de Lemos e Luiz Carlos Dias.
  • – Dia 07/02, às 21h30: Show com a “Acauã – Cia. de Danças”.
  • – Dia 08/02 (sexta-feira) às 20h: Projeto “Transe”, com o cantor e compositor Rafa Emery e Dio Santos.
  • – Dia 14/02 (quinta-feira) às 20h: Show poético musical “Versos de Cordas”, com o poeta Ivan Almeida. Participação dos músicos Jacques Natureza e Wefferson Paz.
  • – Dia 14/02, às 21h30: Show da banda “Yorubantos”.
  • – Dia 15/02 (sexta–feira) às 20h: Espetáculo “A Mandrágora”.
  • – Dia 16/02 (sábado) às 20h: Show com “Dona Del do Coco”.
  • – Dia 21/02 (quinta-feira) às 20h: Recital poético “Amo amar”, com a poetisa Márcia Feodrippe
  • – Dia 21/02 às 20h40: Companhia Brasil por Dança.
  • – Dia 22/02 (sexta–feira) às 20h: Espetáculo “Diário de um louco”.
  • – Dia 23/02 (sábado) às 20h: Show com Rodrigo Fernandez & Café Plural.Teatro do Bonsucesso

O Teatro Bonsucesso tem capacidade para 130 lugares. Esteve desativado desde o final dos anos de 1980 e foi reaberto no final de 2018, depois de passar 22 anos fechado.

fev
1

No Amaro Branco, oficina de turbantes

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Os estudantes da Escola Municipal Integral Sagrado Coração de Jesus, no bairro do Amaro Branco (Olinda), participaram, no mês de janeiro, de uma oficina de técnicas de amarração de turbantes. Com o tema “As nossas marcas de Identidade”, a oficina faz parte do projeto Kanteatro.

A oficina foi ministrada pela professora da rede municipal e escritora Fabiana Maria, e pela fotógrafa e estudante de pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco, Rayza Oliveira. Além das diversas formas de fazer turbantes, os estudantes discutiram questões como apropriação cultural e valorização da estética africana, a literatura afro-brasileira, os caminhos percorridos para a construção da identidade.

O acessório, tradicionalmente utilizado pelas mulheres africanas, conta uma história curiosa que remete à colonização da África. A lição que ficou marcada para quem participou da oficina, foi a de que a nobreza utilizava coroas e acessórios de cabeça e as mulheres africanas adotaram os turbantes como um enfeite e como uma simbologia para se igualar à nobreza.

A produção em sala de aula reforçou conceitos sobre a necessidade do respeito à diversidade e de combate à intolerância. Sempre associadas a um conteúdo didático, além dos turbantes, também são desenvolvidas durante todo o ano outras atividades e oficinas que discutem além do racismo e preconceito.

jan
19

Morre Marcelo Yuka, um dos fundadores d’O Rappa

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags ,

O músico e compositor Marcelo Yuka, um dos fundadores da banda O Rappa, morreu no final da noite de ontem (18), aos 53 anos, no Rio de Janeiro. Yuka estava internado em estado grave com um quadro de infecção generalizada.

O músico sofreu um acidente vascular-cerebral (AVC) no dia 02 de janeiro. No meio do ano passado, ele já havia tido outro AVC. Em 2000, Marcelo Yuka ficou paraplégico ao ser atingido por nove tiros durante um assalto a uma mulher na Tijuca, na Zona Norte do Rio.

A morte de Marcelo Yuka foi confirmada pelo Hospital Quinta D’or na madrugada deste sábado (19).

Yuka escreveu letras sobre temas como violência urbana, racismo e desigualdades sociais. “Minha alma (a paz que eu não quero)”, “Me deixa” e “Todo camburão tem um pouco de navio negreiro”, por exemplo, foram escritas por ele.

dez
25

Nesta noite de Natal tem Encontro de Cavalo Marinho na Casa da Rabeca

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

 

O 24º Encontro de Cavalo Marinho acontece na noite de hoje (25), na Casa da Rabeca (Rua Curupira, 340), na Cidade Tabajara, em Olinda. Já na abertura do evento haverá o pré-lançamento do documentário “Salustianos”, sobre a vida dos filhos-artistas do Mestre Salu, falecido em 2008. O evento é gratuito e terá início às 19h.

As apresentações dos grupos de Cavalo Marinho Boi Pintado, de Aliança; Estrela de Ouro e o Boi Brasileiro, de Condado; o Boi Matuto e o Boi da Luz, ambos de Olinda; terão início logo após a exibição do documentário.

Variação do bumba-meu-boi, o cavalo-marinho é típico da região da Zona da Mata nordestina. Bastante ligado à religiosidade, o movimento atinge seu ápice nesse período natalino. Com isso, o Encontro marca o ciclo de comemorações natalinas da Casa da Rabeca, e vem sendo realizado no espaço desde 1995, por iniciativa do Mestre Salustiano.

dez
22

Ataíde agora é ‘Mestre de Cultura’

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Músico, compositor, poeta, escritor, cineasta, carnavalesco, palestrante e agora Mestre de Cultura. Olindense da Rua do Sol, José Ataíde de Melo teve o seu nome publicado no Diário Oficial da União, em material com a homologação do resultado final do edital de seleção pública, Culturas Populares – Edição Selma do Coco.

Entre outros trabalhos pela cultura do município, Ataíde escreveu o livro “Olinda, Carnaval e Povo”, em 1982. Segundo o próprio mestre, essa “foi a obra mais vendida na cidade em toda a história”. Ataíde também foi o homenageado no Carnaval de Olinda em 1994.

“Minha vida é cultura, é um reconhecimento de todo trabalho que faço desde 1968. Estou muito feliz pela conquista. Pessoas de todo o Brasil podem receber esse prêmio. E eu, olindense da Rua do Sol, chegar a ser mestre, é uma satisfação enorme”, disse Ataíde.

Foto: Divulgação

dez
21

Teatro do Bonsucesso tem programação neste final de semana

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

 
Neste final de semana tem apresentações de dança, espetáculos teatrais, rodas de diálogo e oficinas artísticas no Teatro do Bonsucesso, no Sítio Histórico de Olinda. Na noite desta sexta-feira (21), a partir das 19h, tem diversas atividades pra o público. Todas gratuitas.

Amanhã (22), as atividades começam logo pela manhã. Para às 9h estão programadas duas oficinas: “Elaboração de Projetos Culturais” e “Teatro, resistência, luz e ação”.

Na tarde do domingo (23), a partir das 16h, um sarau encerrará as atividades antes do Natal. A programação é uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Associação de Teatro de Olinda.

dez
14

Olinda comemora hoje 36 anos do título de Patrimônio da Humanidade

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Será encerrada nesta sexta-feira (14), a 36ª Semana do Patrimônio de Olinda. A data, que marca exatos 36 anos que a cidade recebeu o título de Patrimônio da Humanidade pela Unesco, terá uma programação no Mercado Eufrásio Barbosa, no Varadouro, a partir das 9h.

Entre as atividades programadas estão os lançamentos da 2ª edição do livro “Os Doces da Fidalguia” e a 1ª edição do livreto de receitas complementar ao livro, na Livraria da Cepe, instalada dentro do Mercado. 

O relançamento da obra de 1988, conta a história da fábrica de doces Amorim da Costa, onde hoje funciona o Mercado Eufrásio Barbosa. Também está programada a apresentação de orquestra de frevo. 

Além do lançamento do livro, esta semana foi marcada pela reinauguração das bicas dos Quatro Cantos, Rosário e São Pedro e a entrega do Laboratório do Museu de Arqueologia totalmente requalificado, no Mercado da Ribeira, no Sítio Histórico. 

 
dez
12

Bicas dos Quatro Cantos, de São Pedro e do Rosário são reinauguradas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

As três bicas centenárias, localizadas nos Quatro Cantos, Bonsucesso e Varadouro, no Sítio Histórico de Olinda, foram revitalizadas por meio de uma parceria do município com o Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para Cidades Históricas. O investimento foi da ordem de R$ 227 mil.

O trabalho incluiu a reforma geral das áreas frontais e pisos, além de drenagem, pintura, nova iluminação e a instalação de filtros dosadores de cloro, para tratamento da água, que agora passa a ser potável e fica à disposição da população.

 As fontes (bicas de São Pedro, dos Quatro Cantos e do Rosário) integram o patrimônio e memória afetiva da cidade e datam do início do século XVI. Os equipamentos, que passaram anos deteriorados, agora voltam a servir os moradores, resgatando também a sua função social. 

“Trata-se do resgate cultural de um bem que pertence a todos nós”, afirmou a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Pernambuco (Iphan), Renata Borba.

Foto: Divulgação

dez
12

Ciranda no Alto da Sé para atrair turistas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

A criação do evento “Ciranda do Pôr do Sol” é uma proposta que começa a ser analisada pelos comerciantes, artesãos e tapioqueiras para atrair visitantes e turistas e movimentar o Alto da Sé, em Olinda.

A ideia foi lançada ontem (11), durante uma reunião com representantes da Prefeitura e dirigentes da Associação de Empreendedores do Sítio Histórico de Olinda (AESHO). foi uma das propostas apresentadas aos comerciantes pelo prefeito.

“Esse momento de transição do dia para a noite é muito contemplativo e a introdução da ciranda é uma forma de atrair mais visitantes para a cidade e pode representar um impacto positivo na economia”, afirmou o prefeito Professor Lupércio.

Em parceria com a iniciativa privada, a Prefeitura já disponibilizou barracas padronizadas para as tapioqueiras e promoveu oficinas sobre boas práticas na manipulação e acondicionamento de alimentos. 

dez
12

Começa exposição de peças arqueológicos encontradas em obra da Compesa no Mercado da Ribeira

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Uma exposição reunindo parte do acervo arqueológico encontrado (e resgatado) durante as escavações da obra de abastecimento de água realizada pela Compesa no Sítio Histórico de Olinda será aberta a visitação a partir das 10h de hoje(12), no Mercado da Ribeira. Mais de 200 peças – dentre as três mil achadas nos últimos cinco meses – compõem a mostra, como faiança, louça, cerâmica, cachimbos, além de materiais em metal, como pregos, moedas do século XVIII e XIX e projétil de bala.

A abertura da exposição Resgate e Monitoramento Arqueológico durante Ampliação e Setorização na Rede de Água da Compesa – Sítio Histórico de Olinda também marcará a inauguração do Espaço Museológico do Laboratório Municipal de Arqueologia de Olinda, localizado no subsolo do Mercado da Ribeira. A exposição, realizada pela Compesa em parceria com a Secretaria de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico de Olinda, ficará em cartaz durante todo o período de execução da obra de melhoria do abastecimento de água no Sítio Histórico.

Os artefatos arqueológicos encontrados pela Compesa, desde o início da obra no Sítio Histórico, em junho deste ano, são datadas dos séculos XVII, XVIII e XIX e ajudam a explicar o modo de vida e os costumes que se iniciaram com a primeira vila estabelecida em Olinda, a partir do ano de 1535. “Com essa exposição, vamos proporcionar à comunidade o contato com os materiais arqueológicos resgatados com a execução da obra e mostrar como os estudos arqueológicos preventivos, assim como o acompanhamento das escavações são importantes para minimizar os impactos causados ao patrimônio, que guarda parte relevante de nossa história”, explica a arqueóloga Gleyce Lopes, pontuando que todo material encontrado pertence a União, tendo em vista a legislação vigente no Brasil.

dez
8

Pastoris se apresentam na tarde deste sábado no Alto da Sé

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

O evento “Amigos dos Pastoris” vai acontecer no final da tarde deste sábado (08), no Alto da Sé, em Olinda. Música, teatro e dança estarão misturados nas apresentações.

Será das 16h às 18h, com as apresentações dos grupos de pastoril Giselly Andrade, Luz do Amanhecer, Jardim da Alegria e o de Tia Nininha da Terceira Idade.

A programação é gratuita e aberta ao público, e ainda contará com venda de artigos produzidos pelos pastoris. 

Ilustração: Irene Medeiros

dez
5

François Moïse conta histórias da África no Terreiro Xambá, em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Hoje (05) à noite, no Espaço de Memória Tio Luís, no Centro Cultural Grupo Bongar – Nação Xambá (Rua Iêda, s/n ), no bairro de São Benedito, em Olinda, haverá a apresentação do espetáculo “Na escola dos ancestrais”, com o contador de histórias do Burkina Faso, François Moïse Bamba.

A apresentação tem início às 19h, inaugurando o projeto Quartas Histórias no Quilombo da Xambá. A iniciativa faz parte da circulação de François Moïse Bamba pelo Brasil e conta com o apoio do Institut Français du Brésil e do Consulado da França no Nordeste.

O acesso é gratuito, mas é solicitado aos interessados a doação de materiais de limpeza (papéis toalha e higiênico; sacos para lixo, esponja de aço, vassoura, rodo, pá de lixo, pano de chão e sabonete líquido) para ajudar na manutenção do Centro Cultural.

Foto: Reprodução internet

nov
25

Lia de Itamaracá e Banda Eddie são atrações do MIMO neste domingo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , , ,

O MIMO Festival 2018, em Olinda, reservou este domingo (25) para a música de Pernambuco: haverá apresentações da cirandeira Lia de Itamaracá e da Banda Eddie.

A terceira e última noite do festival será aberta por um dos ícones da cultura local, a diva Lia de Itamaracá, com as suas tradicionais rodas de ciranda. Começa às 18h30, no palco armado na Praça da Abolição (“Praça da Preguiça”), no Carmo.

Para encerrar as comemorações do MIMO 2018 (15 anos), está escalada a Banda Eddie, uma das maiores referências da boa música produzida em Pernambuco. Show começa às 20h, na Praça da Abolição.

A Eddie, formada por Fábio Trummer, Alexandre Urêa, Andret Oliveira, Rob Meira e Kiko Meira, promete não deixar parado quem estiver na “Praça da Preguiça“, com a apresentação dos seus principais sucessos e músicas do recém-lançado álbum “Mundo Engano”.

Outros shows – Antes de Lia e Eddie, estão programadas outras duas apresentações: a cantora gaúcha Grazie Wirtti  e o pianista e arranjador Leandro Braga (17h) trazem o show “Canções Praieiras de Dorival Caymmi”, inspirado no primeiro álbum do compositor baiano, considerado uma das obras primas da música brasileira.

Em seguida tem uma canjinha do Dj Montano, que também se apresentou ontem (24) à noite, no Carmo.

nov
13

Estudantes aprendem a preservar patrimônio histórico e cultural a partir de achados arqueológicos

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , , ,

O estudante pode ter a curiosidade ainda mais aguçada se aprender com o auxílio de novos elementos, como artefatos arqueológicos, que testemunham o que aconteceu no passado. Essa é uma das propostas da educação patrimonial, trabalho que a Compesa leva para seis escolas municipais e particulares de Olinda, localizadas no perímetro do Sítio Histórico, área que recebe as obras de melhoria do abastecimento de água por meio do projeto Olinda+Água. As ações de educação patrimonial são realizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Educação  e propõem a sensibilização, com a perspectiva pedagógica de valorização do patrimônio cultural, arqueológico e histórico por parte da população, e o estímulo à preservação.

O trabalho de educação patrimonial foi iniciado nesta semana, na Academia Santa Gertrudes, no Alto da Sé, e já foi feito na Escola Municipal Dom João Crisóstomo, no Monte; Maria da Glória Advíncula, no Guadalupe; e na Escola Municipal Santa Tereza, no bairro de Santa Tereza. Nesta última, participaram 340 alunos, de 4 a 12 anos. A educação patrimonial será realizada durante todo o período da obra, buscando criar um espaço para o diálogo entre a comunidade e o universo científico. 

Em função do elevado potencial arqueológico e do conjunto arquitetônico do Sítio Histórico, todas as ações para implantação de tubulações são acompanhadas por uma equipe de arqueólogos, para assegurar a redução dos impactos e contribuir para a preservação do patrimônio. Graças a esse trabalho, já foram encontrados e identificados diversos artefatos arqueológicos, que foram coletados e pertencem a União, mas estão sob a guarda da Secretaria de Patrimônio, Turismo e Cultura de Olinda.

nov
11

Hoje tem festival gastronômico no Mercado Eufrásio Barbosa

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

Acontece até este domingo (11), no Mercado Eufrásio Barbosa, no Varadouro (Olinda), o 1° Festival Gastronômico de Mercado. O evento conta com a presença de 19 chefs, além de estandes voltados para vinhos, cachaças e cervejas artesanais, e aulas de culinária com os chefs. Começa ao meio dia e segue até às 21h30. Entrada gratuita.

Os 19 especialistas na gastronomia oferecem ao público as mais diversas opções gastronômicas, como frutos do mar, pratos fits, doces e salgados e a tradicional comida regional. Também há um espaço destinado a distribuição gratuita de farofa de ovo, feita pelo chef César Santos.

No local haverá aulas, onde o chefs ensinam gratuitamente o passo a passo das suas receitas. As aulas têm duração de 45 minutos cada. Os interessados devem fazer a inscrição 20 minutos antes do início de cada apresentação.

Confira a programação para este domingo:

14h30 – Harmonização com cerveja – Edson Freitas
16h30 – Brownie com sorvete vegano – Nina Bukhardt
18h30 – Carbonara de frutos do mar – Rapha Vasconcelos

Na programação musical, a animação ficará por conta da DJ Lala K, que se apresentará às 19h. Esse 1° Festival Gastronômico de Mercado é promovido pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), em parceria com a Prefeitura de Olinda. 

Foto: NE2

out
29

Festival da Tapioca acontece neste final de semana, no Carmo e Alto da Sé

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

A Prefeitura de Olinda promoverá neste final de semana o II Festival da Tapioca. Começa na próxima sexta-feira (02) e se estende até o domingo (04), na Praça da Abolição (Praça da Preguiça), no Carmo, e no Alto da Sé. Em Olinda, a tapioca é considerada Patrimônio Imaterial e Cultural.

Durante os três dias, o evento contará com comercialização da iguaria, apresentações de shows, palestras, concurso da melhor tapioca e um parque infantil. Cerca de 50 tapioqueiras participarão do evento com barracas personalizadas para a comercialização dos produtos.

No polo da Praça da Abolição (Praça da Preguiça), a programação da sexta-feira (02) será aberta às 16h, com mesa redonda para a discussão do tema “Promoção da cadeia produtiva da mandioca”. Já às 18h o público poderá conferir cortejo de maracatu. Na sequência haverá apresentação da banda Praktá e, às 22h, show do cover de Reginaldo Rossi, o Reinaldo Rossi. 

No sábado (03), às 18h, estão programadas as apresentações do Coco de Seu Mané, depois Samba das Pretas e Banda de Seu Lunga. Já no último dia do Festival, no domingo (04), à partir das 16h30, subirão ao palco Capim Santo, banda Os Caçulas do Forró, com participação de Nerinho do Forró; e a banda Júnior Chumbago e Família.

Quem quiser conferir o Festival da Tapioca no Polo do Alto da Sé, na sexta-feira (02.11), acompanhará, às 17h, o Cozinha Show, que será um momento para os chefes de cozinha elaborarem pratos diferenciados com tapioca e a população degustar. Logo depois tem apresentação de Ciranda e Coco. E no sábado (03.11), também haverá uma segunda sessão do Cozinha Show, às 17h, e ,às 18h30, apresentação do Porto Voz e Violão.

O festival é uma parceria entre a Secretaria de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico de Olinda e a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

out
29

Fotografia e literatura unidas em exposição no Sítio Histórico de Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Até o dia 25 de novembro, estará aberta a exposição “XX: Outras Leituras”, que reúne imagens de nove fotógrafas. A mostra ocorre no Sebo Casa Azul, na Rua 13 de Maio, 121, no bairro do Carmo, no Sítio Histórico de Olinda. São 27 imagens feitas com base em textos de escritoras do século XX.

A exposição estará aberta ao público (acesso gratuito), de terça-feira a domingo, das 15h às 20h. Lá estarão fotografias produzidas com a temática de mentes femininas do século passado, como Cora Coralina, Alice Ruiz, Clarice Lispector, Cecília Meireles, Adélia Prado, Hilda Hilst, Fernanda Young, Ana Cristina Cesar e Carolina de Jesus.

Cada fotógrafa produziu três imagens com base num texto das autoras citadas. Ao lado das fotos estão disponíveis informações sobre o assunto específico.

out
24

CAOS 2018 será realizado no Sítio Histórico de Olinda no final de novembro

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

A terceira edição do CAOS (IFPE-Olinda) será realizada no período de 20 a 22 de novembro, no Centro de Cultura Luiz Freire (Rua 27 de Janeiro – próximo a sede da Pitombeira dos Quatro Cantos), no Carmo, e no antigo Museu do Mamulengo, na Rua São Bento.

O evento, que este ano terá como tema “Arte e Tecnologia nas Questões Sociais”, é gratuito e aberto ao público. Haverá debates, palestras, oficinas, minicursos, exposições, apresentações culturais, performances e feira de empreendedorismo.

Intelectuais e nomes conhecidos da cena cultural pernambucana nos campos da arte e da tecnologia irão debater questões como audiovisual nos movimentos sociais, arte engajada, foto documental, arte e política, design thinking aplicado a projetos sociais, intervenções urbanas, papel social do design, novas mídias, ativismo digital e redes sociais.

O espaço CAOS Empreendedor (antiga Feira Criativa) será montado na Praça Laura Nigro (em frente ao antigo Museu do Mamulengo), na Ribeira. Também haverá desfile e exibição de estampas criadas artesanalmente ou digitalmente. 

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
278 dias restantes.

Paixão de Cristo 2019

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 401 outros assinantes

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: