Navegando todos os artigos com a tag Cultura
jul
16

Começa neste domingo a 7ª temporada de Game of Thrones

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Cultura     Tags , ,

Game-of-Thrones-metal

A tão aguardada estreia da 7ª temporada de Game of Thrones está chegando. Neste domingo (16), o mundo vai parar para assistir a continuação da série, que promete muita emoção, suspense e, é claro, mortes. Para relembrar as mortes mais chocantes e tristes das seis temporadas, a NZN, um dos principais players em soluções para publicidade e comunicação do mercado, junto com o editor-chefe e especialista do site Minha Série, Guilherme Haas, lista as 15 mortes mais trágicas de todos os tempos.

“Game of Thrones definitivamente é a série que ensinou aos fãs de todo o mundo que não é bom se apegar a nenhum personagem, porque ele provavelmente vai morrer em alguma das temporadas. Relembre por aqui as mortes que mais partiram os corações dos fãs”, afirma Haas.

1. Oberyn Martell
A Víbora Vermelha foi lutar com o Montanha e tudo indicava que a vitória estava garantida. Porém, o grande erro cometido pelo homem de Dornish foi querer ouvir uma confissão de culpa e estender a luta antes de matá-lo. Foi nesse momento que Montanha encontrou forças para derrubar Oberyn, arrancando seus olhos e esmagando seu crânio. Porém, Víbora Vermelha conseguiu se vingar mesmo assim: sua lança estava envenenada e Gregor morreu de forma lenta e dolorosa — por enquanto.

2. Ned Stark
Ned é conhecido por ser um dos únicos personagens da série considerados “boa pessoa”, e foi por suas atitudes e virtudes que ele acabou morto. O problema surgiu quando Ned deu uma chance para Cersei fugir com seus filhos (que eram fruto de uma relação incestuosa), mas ela preferiu planejar o assassinato de Eddard. Mesmo com uma falsa confissão, Joffrey ordena que Ned seja executado. Sua cabeça ficou exposta no alto das muralhas da Fortaleza Vermelha.

3. Robb Stark
Robb cometeu o erro de quebrar a promessa que tinha feito para os Frey. Os Stark entraram na propriedade de Walder Frey e, consequentemente, em uma emboscada. Houve várias mortes e os nortenhos embriagados mal puderam se defender. Com certeza a pior dessas mortes foi a do próprio Robb, que ainda tinha diversas coisas para fazer — inclusive vingar o seu pai.

4. Jon Snow
A morte de Jon levou a história para um território desconhecido, já que era inexistente nos livros. E, mais uma vez, temos um personagem que entrou em apuros por não ter confiado nos instintos de seus lobos. O personagem cai em uma armadilha e é esfaqueado diversas vezes por Olly, Alliser Thorne e mais diversos outros membros da Patrulha da Noite.

5. Ygritte
Todo mundo já deve saber que Game of Thrones não é nem um pouco gentil quando o assunto é amor. Jon só estava a par das mortes de seus Irmãos da Patrulha, mas, ao verificar o estrago causado pela batalha, ele encontra Ygritte em seus últimos momentos de vida. Ela morre nos braços do bastardo.

6. Hodor
Ninguém nunca entendeu o motivo de Hodor ter perdido a fala. Porém, tudo foi explicado em um único episódio: Bran estava tentando usar seus poderes para ver o passado, sem o auxílio de Corvo, e nisso ele encontrou o exército dos Outros, de modo que um deles até mesmo tocou o garoto. Bran ouve a voz de Meera e, em seguida, entra em Hodor para conseguir fugir. Enquanto todos correm, Meera grita para Hodor segurar a porta — hold the door! E é aí que vemos as consequências disso no passado: Hodor ficou repetindo hold the door até que sobrasse apenas Hodor.

7. Verão
Mesmo não sendo um dos dos personagens mais profundos da série, o lobo Verão sempre protegeu Bran desde a primeira temporada. Verão salvou Bran quando um assassino tentou matá-lo enquanto estava em coma, por exemplo. Para completar, o lobo gigante se sacrificou para proteger seu dono, dando a ele tempo de fugir.

8. Shireen Baratheon
Aqui, temos mais uma personagem inocente que perdeu sua vida sem nunca ter feito nada de errado. Ela era jovem e doce, tanto que até ensinou Davos a ler. Melisandre sugeriu utilizar a garota como sacrifício, e o mais triste de tudo é que seus pais aceitaram a proposta. Shireen foi entregue a uma morte torturante em uma fogueira, enquanto via seu pai ir embora sem nem mesmo olhar para trás enquanto sua filha gritava de agonia.

9. Lady
Agora, temos mais uma morte de um animal para entristecer os fãs. Nymeria, a loba de Arya Stark, ataca o príncipe Joffrey, o que faz com que ela seja condenada à morte. Como a loba não foi encontrada, Cersei ordena que Lady seja morta no lugar de Nymeria. Eddard se encarrega da execução, já que a loba poderia sofrer mais se fosse o carrasco Ilyn Payne que fizesse o serviço. Porém, além de injusto, o momento mais triste foi o do golpe de espada que a matou, já que Lady confiava em Ned, por isso nem mesmo suspeitou do que a aguardava.

10. Catelyn Stark
Catelyn estava aguentando, mas aí veio o Casamento Vermelho. Quando ela percebeu que era tudo uma armadilha, implorou que Waldery Frey poupasse Robb. Então, ela testemunhou seu filho morrer apunhalado por Roose Bolton. Catelyn usou suas últimas forças para executar Aegon Frey e morreu degolada por Raymund Frey.

11. Margaery Tyrell
Se você achou que a Caminhada da Vergonha seria suficiente para tirar Cersei do poder, não prestou atenção no lema dos Lannister: “um Lannister sempre paga suas dívidas”. E Cersei com certeza achou que devia aos Tyrell e aos Pardais pelo que fizeram com ela. Cersei utiliza fogovivo e explode o Septo de Baelor, tirando a vida de Margaery Tyrell e mais diversos personagens que estavam lá.

12. Rickon Stark
Embora os fãs tenham se acostumado a ver os Stark morrendo, a morte de Rickon foi ainda mais triste, já que ele era o mais jovem da família. O personagem foi visto pela pela primeira vez quando ainda era criança, e, quando apareceu nas garras de Ramsay, já estava se tornando um homem. Mas Ramsay não se importou e matou o garoto com uma flecha nas costas.

13. Vento Cinzento
Vento Cinzento com certeza destroçou o coração dos fãs ao morrer. É claro que as mortes de animais são tristes em geral, mas o que mais piorou a do lobo gigante foi como ele estava indefeso e impossibilitado de lutar — mesmo com a mãe de Robb o aconselhando a confiar nos instintos do lobo. Quando os homens Frey o mataram, Vento Cinzento estava preso e sem nenhuma chance de se defender. Para completar a humilhação, sua cabeça foi costurada no lugar da de Robb.

14. Tommen Baratheon
Ninguém pode discordar de como Cersei é vingativa — os Tyrell e Pardais podem confirmar isso. Só que as ações da Lannister acabaram respingando em seu filho, Tommen. Provavelmente não era o que ela queria, mas Tommen não aguentava mais: ele testemunhou a destruição do Grande Septo de Baelor e ainda descobriu que sua amada Rainha estava morta. Então, ele simplesmente optou pela saída que iria aliviar sua dor: saltou de uma janela da Fortaleza Vermelha e foi direto para a morte.

15. Robert Baratheon
Como já foi mencionado, Ned revelou a Cersei que já sabia da infidelidade dela, e eis que ela gastou todos os seus esforços para que Robert sofresse um acidente de caça e não pudesse ouvir o que Ned tinha a dizer. Utilizando vinho para envenenar Robert, ela alcança seu objetivo, já que ele é ferido brutalmente por um javali. Com sua morte, os fãs chegam aos eventos principais do segundo livro da trama.

jul
14

Espaço COM DOMÍNIO.ART surge como forma de manter ativo o circuito artístico em Olinda

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Cultura     Tags , ,

O fechamento de um espaço cultural como A Casa do Cachorro Preto em Olinda, que incentivava a criação artística através da produção de eventos que promoviam os trabalhos e novos nomes artísticos, inevitavelmente deixa uma lacuna cultural aberta numa cidade que respira cultura. E foi pensando (também) nisso que um grupo de artistas, de vários gêneros, resolveram unir forças e montaram o COM DOMÍNIO.ART, que abre as portas nesta sexta-feira (14), com apresentação do pianista Sergio Lima e do DJ Sasquat Man, que traz um set carregado de música brasileira, afro, cumbia e black music. 

19894996_10211943395332320_6515527925703941140_n

O espaço pretende promover produções artísticas, exposições, teatro, arte urbana, apresentações musicais, performances, eventos, desenhos e projetos, além de oferecer oportunidades para os artistas trocarem idéias sobre a arte em si, a maneira como é tratada a cultura na cidade e o comportamento dos artistas e da própria população. E será aberto principalmente para os artistas que estão dando os primeiros passos.

O COM DOMÍNIO.ART é localizado na Rua do Sol, nº 82, esquina com o beco do antigo manicômio de Olinda, e a festa começa a partir das 18h. A entrada é gratuita. Maiores informações, 81 995859719 ou 996773664.

jul
11

Centro Luiz Freire oferece curso gratuito de produção cultural

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Cultura     Tags ,

O Centro Cultural Luiz Freire, em parceria com a Prefeitura de Olinda, oferece gratuitamente o Curso de Produção Cultural – Método Canavial, são 30 vagas, com prioridade para os moradores de Olinda. A inscrição pode ser feita até o dia 28 de julho no próprio centro, localizado na Rua 27 de Janeiro, 181, Carmo ou pelo e-mail metodocanavialao@gmail.com, e será ministrado entre os meses de agosto de 2017 e janeiro de 2018, sempre as terças, das 14h às 18h.

 Casa-e-placa1-800x450

O Método Canavial foi criado em 2008 por Afonso Oliveira, no município de Aliança, como forma de ensino da produção cultural em apoio a valorização da cultura popular da Zona da Mata pernambucana. É um método de produção coletiva e comunitária que alcançou resultados expressivos na região. Em seis anos, os produtores formados pelo Método Canavial alcançaram a marca de R$ 28 milhões em projetos aprovados e executados.

“O que determina o Método Canavial é a administração dos meios de produção cultural nas mãos dos produtores locais. Ele trabalha com a formação humanística do profissional. O trabalho se inicia com exercícios de desconcentração, caminha para que as pessoas percebam que elas estão habituadas a pensar de uma forma criada pela classe dominante e a partir daí cada um vai elaborar sobre sua própria cultura”, destaca Afonso Oliveira.

O curso em Olinda será dividido em três módulos: Módulo 1 (Método Canavial); Módulo 2 (Projetos Culturais) e Módulo 3 (Grupos e Agência de Projetos). Na última etapa, todos os participantes preparam seus projetos para concorrer em editais de cultura.

O método virou livro patrocinado pelo Funcultura em 2010 e recebeu o prêmio Economia da Cultura do Ministério da Cultura. O curso foi aplicado em vários municípios de Pernambuco e na Universidade do Estado da Bahia, em 2015, como curso especial.

jul
6

Começa hoje, em Olinda, a 18ª Fenearte

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Eventos     Tags , , , , ,

Considerada a maior feira de artesanato da América Latina, a 18ª edição da Fenearte será realizada de 06 a 16 de julho de 2017, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Durante os 11 dias, as mais surpreendentes criações artesanais do Brasil e do mundo podem ser encontradas no evento

abre-interno

A 18ª edição da Fenearte tem programação para todos os gostos. Nos onze dias de evento, além da tradicional feira de artesanato, o público poderá acompanhar vários shows e apresentações culturais, inspirados na cultura pernambucana. Atrações como Lia de Itamaracá, Maracambuco, Maracatu Leão Coroado e Caboclinho Canindé, estão na programação.

A abertura da Feira fica por conta do bloco lírico O Bonde, com bonecos gigantes e estandartes. Já a programação do palco, localizado na Praça de Alimentação, terá programação artística com atrações da cultura pernambucana. No mezanino, ficará instalado o pólo infantil, com a Escolinha de Arte do Recife e o Teatrinho Infantil, com programação especial voltada para os pequenos.

Durante a semana, a feira funciona das 14h às 22h, e nos finais de semana, das 10h às 22h. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia) de segunda a quinta e R$ 12 e R$ 6 (meia) nas sextas, sábados e domingos.

jun
30

Lançada biografia sobre Hebe Camargo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Cultura     Tags ,

Hebe CamargoCom a prosa deliciosa que é a marca de suas colunas semanais, o jornalista Artur Xexéo convida o leitor a praticamente se sentar na poltrona da apresentadora Hebe Camargo para ouvir as suas histórias de vida, só que narradas por ele.

Durante o ano e meio em que se dedicou ao livro, Xexéo conviveu com alguns dos parentes de Hebe, entrevistou seus amigos e gente que trabalhou com ela e mergulhou nos arquivos da sua trajetória.

Nada de relevante parece ter ficado de fora do livro: os namoros controversos, o casamento, o filho, o aborto que ela confessou publicamente ter feito, os medos, as cirurgias plásticas, o tipo de comida favorita, o amor pelo pai, os primeiros passos na carreira, o sucesso, os ressentimentos, as brigas, as amizades, as viagens, as críticas políticas que fazia na abertura do seu programa e lhe renderam brigas com o Congresso Nacional e conflitos no SBT.

Foi mesmo um desafio resumir em menos de 300 páginas a vida de uma mulher que viveu intensamente. Mas Xexéo falou do essencial e pediu aos amigos de Hebe que a definissem: cativante, extravagante, inteira, sincera, feliz, boa de copo e de garfo, generosa, presenteadora, natural, boa de briga,  e “muita vida numa pessoa só”.

Essa Hebe que abriu caminhos na vida artística numa época em que a maior parte das mulheres largava tudo para casar; que se casou com um homem desquitado, escondida, e que sofreu preconceitos e humilhações quando ainda não era uma estrela. Uma artista que, apesar de se ressentir de não ter estudado, recebeu em seus palcos os principais personagens da vida política e cultural do país.

Numa época em que não se falava de feminismo, seu primeiro programa como entrevistadora na TV se chamava “O mundo é das mulheres”. Esse talk show estreou em setembro de 1955 na TV Paulista, tendo como convidado o então prefeito de São Paulo Juvenal Lino de Matos. O encerramento, com qualquer convidado, sempre era com a pergunta: “O mundo é das mulheres?” Por esse primeiro sofá da Hebe passaram grandes personalidades, como Tom Jobim, Vinicius de Moraes e o deputado federal Nelson Carneiro, que então já defendia o divórcio no país.

Foi esse o primeiro programa a lhe conferir prêmios – o que nunca tinha acontecido na carreira musical – e que a projetou de vez na televisão. Ela passou a estar na telinha em vários dias da semana. Nos anos seguintes, com um casamento e um filho no intervalo, Hebe foi contratada de algumas das principais redes de televisão.

Na Record, antes de a Globo lançar o Fantástico, era Hebe quem dominava o horário nobre aos domingos. “O sofá no palco do Teatro Record no qual a mais querida apresentadora do Brasil recebia seus convidados virou uma instituição nacional. Ninguém tinha prestígio suficiente neste país se não se sentasse ali para ser entrevistado”, escreve Xexéo.

O livro, que conta também boa parte da história da TV brasileira e seus principais personagens, já está nas livrarias. Editora BestSeller .

jun
25

Filmes brasileiros que podem ajudar na preparação para o vestibular

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Cultura     Tags , , ,

cinema

Utilizar o cinema para entender o contexto de uma época pode ser um exercício interessante para quem está se preparando para prestar vestibular. Todas as grandes narrativas ocorridas desde a criação do mundo já foram retratadas pela sétima arte.

Os professores do Stoodi – plataforma de educação à distância que oferece videoaulas, plano de estudos e monitorias transmitidas ao vivo – montaram uma lista com dicas de filmes brasileiros que podem te ajudar na hora da prova.

1) Central do Brasil (1998, Drama, 1h55)
De acordo com o IBGE, o fluxo migratório brasileiro é mais expressivo do Nordeste para o Sudeste. Em 2013, por exemplo, a Bahia foi o Estado que perdeu maior número de população. Já São Paulo, foi o Estado que mais recebeu novos residentes. Para retratar esse cenário, a sugestão de filme é o premiado Central do Brasil. Dirigido por Walter Salles, o longa ganhou o Urso de Ouro em Berlim, o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e mais uma dezena de prêmios. Central do Brasil também foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro e rendeu à Fernanda Montenegro a disputa de melhor atriz.

2) Que Horas Ela Volta? (2015, Drama/Comédia, 1h54)
O filme chama a atenção para os contrastes brasileiros. Val é uma pernambucana que precisa deixar sua família no Nordeste para procurar emprego em São Paulo. Ela passa a morar na casa de seus patrões e ajuda na criação de Fabinho. Depois de 10 anos sem ver sua filha, Jéssica decide morar com a mãe para se preparar para o vestibular em uma cidade com mais oportunidades. Ela chega, não segue um “protocolo” e começa a questionar algumas diferenças sociais. O filme é dirigido por Anna Muylaert, que dá uma aula de Sociologia e faz uma crítica social ao modo como a classe média trata seus empregados.

3) Olga (2004, Drama/Romance, 2h21)
A produção retrata o período da Intentona Comunista, um movimento liderado pela Aliança Nacional Libertadora (ANL) e contrário ao governo de Getúlio Vargas. Olga Benário foi uma judia nascida na Alemanha e treinada para lutar em prol do comunismo na União Soviética – local onde conheceu Luís Carlos Prestes. Dirigido por Jayme Monjardim, o filme tem Camila Morgado e Caco Ciocler nos papéis principais e mostra as extremas dificuldades que o casal enfrenta. Olga é enviada para a Alemanha, em pleno período nazista. Sua chegada ao Campo de Concentração de Ravensbrück é uma das cenas mais marcantes do longa.

4) O Dia que durou 21 anos (2012, Documentário Histórico, 1h17)
O documentário “O dia que durou 21 anos”, dirigido por Camilo Tavares, revela áudios sigilosos de telefonemas da Casa Branca e documentos secretos da relação Estados Unidos-Brasil durante o Golpe de 1964. Dividido em três episódios de 26 minutos cada, o documentário mostra a influência dos presidentes Jonh F. Kennedy e Lyndon Johnson no processo do golpe militar, na época em que João Goulart comandava o Brasil. O filme revela em que medida a CIA estava envolvida com o cenário político quando o plano para tirar Jango do poder foi executado.

5) Cinema, Aspirinas e Urubus (2005, Aventura/Drama, 1h39)
A história se passa no Nordeste brasileiro na época em que aconteceu a Segunda Guerra Mundial. No filme, um alemão veio se refugiar no Brasil, tornou-se caminhoneiro e passou a vender aspirinas pelo país. Em uma de suas caronas, ele encontra um homem simples que, à primeira vista, parece muito diferente da sua realidade. Esse moço acaba virando seu ajudante e começa a exibir filmes do remédio contra dor de cabeça por onde eles passam. A história relaciona características de dois povos muito diferentes que têm em comum a habilidade de enfrentar as condições adversas.

6) O que é isso companheiro? (1997, Drama/Thriller, 1h50)
O filme “O que é isso Companheiro?” mostra como foi o sequestro do embaixador americano, Charles Burke Elbrick, realizado pelos grupos guerrilheiros MR-8 e ANL, durante a Ditadura Militar no Brasil. Os dois grupos militantes têm orientação política de esquerda, lutam pelo fim da ditadura militar e pela implantação do socialismo no Brasil. Dirigido por Bruno Barreto, o longa recebeu indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Vale assistir para entender como ocorreram essas disputas ideológicas no período mais sombrio da história nacional.

7) Desmundo (2002, Drama, 1h41)
O filme retrata a sociedade da época da colonização e desbravamento do Brasil, em meados de 1570. Naquele período os negros eram mantidos como escravos, os índios eram considerados selvagens e as mulheres tratadas como propriedades de seus maridos. O longa-metragem traz uma discussão humanizada sobre estes temas. Mostra ainda que a Igreja mandou trazer de Portugal meninas órfãs para se casarem com os colonos e evitar que estes portugueses se relacionassem com as índias. Interessante assistir ao filme para compreender este período histórico brasileiro. 

jun
25

20 sites e aplicativos para crianças treinarem inglês durante as férias

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Cultura     Tags , ,

Em um mundo cada vez mais pluricultural e globalizado, ser fluente em outro idioma é abrir portas profissionais e pessoais. Por isso, os pais têm investido cada vez mais cedo no ensino de outros idiomas para os seus filhos, buscando cursos de inglês para crianças ou escolas com programas de educação bilíngue.

Durante o processo de aprendizagem, quanto mais exposição à língua estrangeira o aluno tiver, melhor será o seu aprendizado. Por isso, durante o período de férias, os pais também podem participar, incentivando as crianças a treinarem o inglês. Alguns sites e aplicativos podem ajudá-los nesta tarefa, que, além de eficiente, também é divertida.

As irmãs e mestras em educação, Fátima e Vanessa Tenório, desenvolvedoras do programa de educação bilíngue pioneiro no Brasil, o Systemic Bilingual, que está presente em 60 escolas brasileiras e conta com mais de 12 mil alunos, selecionaram 10 sites e 10 aplicativos que utilizam o inglês de forma natural, original e lúdica para as crianças treinarem, e aproveitarem, durante o período de férias.

As atividades disponíveis nestas ferramentas incluem jogos, desenhos para colorir, histórias, vídeos, músicas, entre muitas outras. Confira na ilustração abaixo.

ingles

jun
24

Hoje é o Dia Mundial do Disco Voador

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Cultura     Tags , ,

ovni2

Alexandre Acioli

Hoje é 24 de junho, dia de…? Certamente, 99,9% respondeu que hoje é o Dia de São João. Sim, é verdade. Mas o 24 de junho é também o Dia Mundial do Disco Voador. Isso mesmo: os discos voadores também têm um dia para chamar de seu! 

A data festiva foi instituída para marcar e celebrar um dos fatos mais importantes para os ufólogos – aqueles seres da Terra que se dedicam ao estudo da existência e/ou aparições de Objetos Voadores Não Identificados (OVNI) ou Unidentified Flying Object (UFO).

Foi justamente no dia 24 de junho – lá pelo ano de 1947 – que Kenneth Arnold avistou nove objetos estranhos voando nas imediações do Monte Rainier, em Washington (EUA). Os céticos não dão o menor crédito a essa história, mas o aviador norte-americano conseguiu convencer os seus pares da veracidade da aparição, o que terminou dando origem ao Dia Mundial do Disco Voador.

História – Os ufólogos afirmam que naquele dia 24 de junho de 1947, o aviador Kenneth Arnold, interessado numa recompensa em dinheiro, se desviou da sua rota original para tentar localizar os restos de uma aeronave que havia caído naquela região.

Ao retomar para o seu curso normal, Kenneth viu reflexos de um objeto não identificado que se movimentava a aproximadamente uns 40 quilômetros de distância do seu avião. Minutos após, ele visualizou uma série de luzes que se moviam velozmente ao norte do Monte Rainier, em Washington.

Segundo Kenneth, é como se as luzes, por meio de espelhos, refletissem na sua direção. Na época, o piloto relatou aos jornalistas do Journal East Oregonian, William Bequette e Nolan Skiff, que os objetos estranhos (“como um prato atirado pela superfície da água”) voavam a uma velocidade de 2.700 quilômetros por hora – coisa inimaginável para aquela época.

A partir daquela descrição do piloto, os jornalistas Bequette e Skiff batizaram o objeto voador não identificado de disco voador.

jun
23

‘Arrastapé do Munguzá’ anima o Sítio Histórico neste sábado

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: São João     Tags , , ,

São João em Olinda é pra quem gosta de sair forrozando pelo Sítio Histórico, como as serestas e agremiações de frevo. Nesse espírito olindense, o Arrastapé do Munguzá de Zuza Miranda & Thais completa 14 anos na noite deste sábado (24), com uma festa que promete animar a todos, crianças, adultos e velhos. E a entrada é gratuita!

zuza

A brincadeira, que teve início em 2003, começa na Rua de São Bento, às 19h, em frente à Prefeitura de Olinda. E só pra ter uma ideia da animação, na concentração estão programadas apresentação de quadrilha matuta, bandas de forró pé de serra e distribuição do prato master da festa, o autêntico munguzá nordestino. 

zuza1

Daí pra frente o Arrastapé do Munguzá de Zuza Miranda & Thais sai em cortejo ao som de muito forró, baião e xote, acompanhado de dezenas de passistas vestidos de matutos, organizando uma grande quadrilha junina, com cerca de 80 componentes, incluindo ainda o porta-bandeira e os bonecos gigantes de Zuza Miranda e Thais, vestidos totalmente a caráter e segue pela Rua 27 de Janeiro, Praça de São Pedro, Rua Prudente de Moraes, Quatro Cantos, Ribeira,   Praça Laura Nigro, encerrando onde tudo começou, na Rua de São Bento. A programação conta ainda com sorteio de um balaio de comidas juninas.

zuza2

jun
21

14º Forró de Salú na Casa da Rabeca

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eventos     Tags , , ,

A Casa da Rabeca, na Cidade Tabajara (Olinda), vai promover na próxima sexta-feira (23) e sábado (24) a 14ª edição do Forró de Salús – uma das festas mais tradicionais do local e que apresenta o que há de mais genuíno na cultura nordestina. O acesso é com a entrega de um quilo de alimento não perecível, que será doado às vítimas das enchentes no Estado.

O Forró de Salú começará às 20h da sexta-feira (23), véspera de São João, e não tem hora para acabar. Vão se apresentar os forrozeiros Rogério Rangel, Gilmar Leite, Ivan Ferraz e os grupos Forró Serrado e Família Salustiano e a Rabeca Encantada. 

No sábado (24), Dia de São João, vão se apresentar o Coco Raio de Luz, os cantores Beto Hortiz e Nádia Maia, e um trio de pé de serra. Nos dois dias os visitantes terão comidas da época, quadrilha junina improvisada, fogueira, brincadeiras típicas e muito forró. 

O arraial celebra a cultura popular, com decoração completa. O local tem infraestrutura completa para o público: área interna e externa, além de mesas e estacionamento gratuito. O evento tem o apoio da Fundarpe e Secretaria de Cultura do Estado.

jun
19

Audiência pública discute abandono do Nascedouro

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Cultura     Tags , ,

Nesta quarta-feira (21), das 9h às 13h, uma audiência pública na Câmara Municipal do Recife está programada para discutir o abandono do Centro Cultural e Desportivo Nascedouro de Peixinhos e cobrar um plano de requalificação do espaço. 

Peixinhos

Em 1980 o antigo Matadouro de Peixinhos foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Municipal do Recife, quando se tornou um sítio histórico. No início da década de 1990 vários grupos culturais da comunidade iniciaram o resgate cultural e patrimonial do espaço. 

De prédios rígidos, o Matadouro de Peixinhos teve sua construção iniciada em 1874. Foi concluída e inaugurada em 09 de novembro de 1919. Quase todo o material foi importado, refletindo a época de construção em estilo europeu. 

O Centro Tecnológico da Cultura Digital Nascedouro de Peixinhos (CTCD) foi inaugurado em 2006 na área do antigo abatedouro, após parte da estrutura passar por requalificação. A área foi transformada e desenvolveu diversas ações nos campos das artes visuais, tecnologia e cultura. 

No entanto, a movimentação no Nascedouro aconteceu muito antes disso. Na década de 1990, por iniciativa da comunidade, projetos culturais e educativos foram desenvolvidos no espaço. Na época, os envolvidos fizeram a limpeza do local, construíram uma horta comunitária e uma biblioteca. Após isso, o Nascedouro passou a ser de responsabilidade governamental. Mas atualmente o espaço está completamente abandonado.

 

jun
18

A Casa do Cachorro Preto faz desapego do seu acervo neste domingo

Após fechar as portas, a Casa do Cachorro Preto fará um desapego do seu acervo, peças e produtos, como camisetas, cartazes, pôsteres, reproduções e objetos de decoração, neste domingo (18), das 16h às 22h, no Sítio Histórico, em Olinda.

casadocachorropreto

A ocasião também será para registrar o legado da casa, com gravação de depoimentos sobre o que o espaço representou durante os cinco anos de funcionamento.

Em tempo, A Casa do Cachorro Preto vai manter a loja virtual, que será aperfeiçoada, além de um escritório.

Fonte: Folha PE

jun
17

São João de Olinda não terá pólos de animação

A Prefeitura de Olinda informou na noite desta sexta-feira (16) que não vai montar pólos de animação para o São João. De acordo com o secretário de Patrimônio e Cultura da cidade, Gilberto Sobral, a prefeitura chegou a procurar a iniciativa privada para conseguir patrocínio, mas não conseguiu respostas positivas. Com isso, a gestão municipal decidiu não investir dinheiro público nas festas juninas deste ano.

IgrejaSãoJoãoDosMilitares
De acordo com Sobral, o município vai apoiar agremiações, arraiais e eventos que já fazem parte do calendário da época. “Diante do momento de crise que o país atravessa, as empresas que procuramos decidiram patrocinar cidades com maior tradição nas festas juninas. Era uma intenção nossa fazer um São João oficial em 2017, já que Olinda não tem polos oficiais da festa há alguns anos. Não conseguimos agora, mas esperamos conseguir no próximo ano”, afirmou.

Em abril deste ano, a Prefeitura de Olinda chegou a convocar artistas e grupos interessados em participar da programação do Ciclo Junino 2017 da cidade. Sem os patrocínios, porém, a prefeitura não chegou a montar uma programação oficial. 

Confira a nota da prefeitura publicada nas redes sociais:

jun
16

Banda de reggae Kaya na Real toca hoje no Xinxim da Baiana

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Cultura     Tags ,

A banda Kaya na Real mostra o disco recém-lançado, “Sinta a outra realidade”, com show nesta sexta-feira (16), a partir das 22h, no Xinxim da Baiana, em Olinda.

KaiaNaReal
A Kaya na Real é uma das bandas pioneiras do reggae em Pernambuco, tendo tocado com Alpha Blondy, Tribo de Jah e Chico Science & Nação Zumbi. Com nove faixas autorais, tocam na gravação do novo álbum, além da formação clássica composta por Alexandre MMR (vocal), Rob e Kiko Meira (baixo e bateria) e Fred Santos (percussão), os músicos Bactéria (sintetizador), Renato Blues (guitarra) e Guaratã Almeida (teclado).

O Espaço Cultural Xinxim da Baiana fica na Avenida Sigismundo Gonçalves, 742, bairro do Carmo, ao lado do antigo Clube Atlântico. E a entrada custa R$ 10.

jun
16

Neste sábado Olinda recebe o 1º Forró de Andada

Preparem as canelas que a pisada é boa! Sábado (17) tem muito forró, xote e baião pelas ruas e ladeiras de Olinda no 1º Forró de Andada. A brincadeira começa a partir das 16h, na Praça Monsenhor Fabrício, em frente ao Palácio dos Governadores, sede da prefeitura.

Nesta 1ª Caminhada do Forró em Olinda já confirmaram presença, Paulo Pecado; Benedito da Macuca; Maestro Israel de França; Zuza Miranda; Pacheco Cantador; Pé de Serra Beberibe; Forró Sem Fronteiras; Projeto Mangaio; Rogério Rangel; Plínio Varzão; Zinho e Paulina; Jorge Silva; Pablo Mesquita, e Paulo Lima.

Da concentração, os amantes do forró seguem pela Rua 27 de Janeiro; Avenida da Liberdade; Rua do Bonfim; passam na frente da Igreja de São Pedro; Rua Prudente de Morais; 4 Cantos; e tomam a Rua do Amparo num animado arraial, encerrando o percusso mas continuando com a festa.

jun
14

Morre Gira, um dos fundadores da Nação Zumbi

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Cultura     Tags

A banda Nação Zumbi anunciou, na tarde desta quarta-feira (14), o falecimento do ex-integrante Gira em publicação no Facebook. Percussionista natural de Peixinhos, em Olinda, nascido Givanildo, Gira esteve presente na gênese do grupo pernambucano liderado por Chico Science, tocando uma das três alfaias ao lado dos músicos Jorge Du Peixe e Gilmar Bolla. Após um surto psicótico, o músico ficou internado durante 30 dias no Hospital Miguel Arraes, onde veio a falecer.

gira

Músico do Lamento Negro, bloco percussivo embrionário da banda de manguebeat, ele esteve presente na formação da Nação até o ano 2000, três anos após a morte de Chico Science, integrando os três primeiros discos da banda: Da lama ao caos (1994), Afrociberdelia (1996) e CSNZ (1998). Na rede social da banda, foi publicada uma foto com a legenda “Descanse em paz Gira”.

Ex-integrante da NZ e também morador de Peixinhos, Gilmar Bola Oito publicou uma mensagem sobre o companheiro de percussão redes socias: “Boa tarde, terráqueos! Acabo de saber que Gira, um dos fundadores da Nação Zumbi, acaba de falecer. Eternas saudades!”. “Gira, tambor mor, marcou uma época com suas performances esmagadoras. Descanse em paz”, postou Lucio Maia, guitarrista do grupo.

Gilmar disse que soube da morte do amigo por telefone. Ele era um dos poucos que ainda tinham contato com Gira. “Eu gostava muito dele. Eu falava ‘Bora tocar, Gira’, e ele parecia sempre desanimado”. Bola Oito também revelou as péssimas condições em que Gira vivia antes de falecer. “Da última vez que vi Gira, ele estava largado no chão e com feridas no corpo. Eu falava sobre fazer música, mas ele só dizia que não tinha dinheiro”, disse. “Gira morava em uma espécie de fiteiro. Eu ficava muito chateado com isso, eu até dizia para as pessoas, mas ninguém me ouvia”, recordou.

O produtor do Abril Pro Rock, Paulo André, trabalhou com a Nação Zumbi nos anos em que Chico ainda estava vivo e relembrou do talento e da dedicação de Gira como músico. “Ele como músico dava tudo no palco. Fica a lembrança de um amigo, uma pessoa que não tinha tanta perspectiva de sair de Peixinhos e conheceu o mundo através da música, se apresentou em Montreal, em Nova York e em diversos festivais não tão conhecidos no Brasil”.

Fonte: Diário de Pernambuco

jun
13

Canadá é o destino preferido para programas de intercâmbio

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Cursos     Tags , ,

toronto

De acordo com o levantamento da World Study, empresa que embarcou cerca de 3,5 mil adolescentes, jovens e adultos brasileiros nos seis últimos meses do ano passado, 38,1% deles escolheram o Canadá para aprender idiomas. A Austrália respondeu por 14,3% das viagens e os Estados Unidos, 11%.

No período analisado, Toronto (foto) recebeu 13,2% de todos os brasileiros que escolheram o Canadá para o intercâmbio, seguido por Vancouver (11,5%).

Do total de viajantes para a Austrália, Sydney foi a opção de 8,4% e Gold Coast, de 2,6%. Já dos que foram para os Estados Unidos, 2,6% preferiram San Diego, seguido por São Francisco (2,3%).

Além destes três países, os brasileiros também deixaram o país para estudar idiomas na Irlanda (10,5% do total), Inglaterra (9,3%), Malta (5,1%), África do Sul (2,2%), Nova Zelândia (1,9%), Alemanha (1,7%) e França (1,3%).

Os demais países, todos com menos de 1% do total de intercambistas, foram Espanha, México, Argentina, Escócia, Japão, Chile, Peru, Costa Rica, Uruguai e Colômbia.

Faixa etária – Do total de intercambistas brasileiros, 51,9% têm idade entre 23 e 35 anos e 21,7% são viajantes entre 19 e 22 anos. Pessoas com mais de 35 anos somam 12,5% e jovens de até 18 anos, 9,9%.

O estudo mostra ainda que o país que os jovens de até 18 anos preferem para estudar idiomas é o Canadá, que representa 4,5% do total de intercambistas da World Study nesta faixa etária. Os Estados Unidos somam 2,2% das preferências e a Inglaterra, 1,7%.

Entre as pessoas entre 19 e 25 anos, o Canadá se destaca com 9,7% dos intercambistas, seguido por Austrália (3,4%) e Irlanda (2,2%). Os viajantes entre 23 e 35 anos também têm no Canadá sua primeira escolha (20,5%), mas colocam a Austrália (8,1%) como segunda alternativa e a Irlanda (7,4%) em terceiro lugar. 

jun
10

Cais da Alfândega recebe shows neste domingo pelas “Diretas Já”

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Política     Tags , ,

Com as presenças confirmadas de Marco Polo, do Ave Sangria; Fred Zero Quatro, do Mundo Novo S/A; Fábio Trummer, da Eddie; Malícia Champion; Roger de Renor; e os DJs Renato da Mata e Catarina Dee Jah, o Recife Pelas Diretas Já pretende levar uma multidão em protesto ao Cais da Alfândega neste domingo (11), a exemplo do que já aconteceu em cidades como Olinda, Rio de Janeiro e São Paulo.

RecifePelasDiretas

No último domingo, em Olinda, o bloco Eu Acho É Pouco arrastou uma multidão de sua sede no bairro da Ribeira e seguiu até o Carmo, onde acontecia o “Não Me Venha com Indiretas! Diretas Já”, evento que reuniu nomes como Cannibal; Rogerman; e Tiné, que manifestaram seus descontentamentos com a atual situação política do país por meio da arte. 

O “Recife Pelas Diretas Já” acontece a partir das 14h no Cais da Alfândega, localizado no Bairro do Recife. E a entrada é livre.

jun
10

Prefeitura de Olinda se pronuncia sobre fechamento da Casa do Cachorro Preto

O público e a classe artística se manifestaram contrários à decisão da Prefeitura de Olinda de fechar o espaço cultural A Casa do Cachorro Preto. O governo alegou que o local funcionava como bar, burlando a lei municipal nº 4849/1992, mais conhecida como Lei de Uso e Ocupação do Solo dos Sítios Históricos.

cachorropreto

De acordo com uma das administradoras do espaço, Sheila Oliveira, na primeira audiência para a qual foi convocada pelo Ministério Público, a denúncia partiu de “meia dúzia de moradores da Rua do Amparo que reclamavam do som alto. A maioria dos que residem no entorno do nosso espaço gostam da nossa presença porque movimenta a área e acaba gerando mais segurança”, argumenta Sheila.
 
Ela se queixa ainda do fato de A Casa do Cachorro Preto não ser vista como espaço cultural, mas sim como um bar. “O quintal não tem música para atrair cliente para tomar cerveja. Muitas bandas se formaram naquele espaço. Para nós, ele é integrado ao local expositivo e não faz sentido dissociar um do outro”, explica Sheila, sobre a decisão de não continuar com o espaço físico sem que possa exercer todas as atividades.
 
Diante da repercussão negativa por parte da opinião pública, a Prefeitura emitiu nota oficial à imprensa dizendo que “nunca se opôs ao propósito inicial da Casa, que deveria funcionar como galeria de arte, estimulando a atividade multicultural na cidade”, diz a nota, que menciona ainda as reclamações sobre poluição sonora.
 
“O espaço comercial vem sendo alvo, desde 2013, de queixas da vizinhança sob a alegação de poluição sonora, ultrapassando o limite estabelecido de 80 decibéis. No mês de agosto do referido ano, um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado na Polícia Civil sobre o incômodo causado aos moradores pela casa”.
 
“A Casa do Cachorro Preto não atende exigências e decide fechar as portas. O encerramento do estabelecimento comercial, neste momento, deve-se a uma decisão dos seus proprietários, em face a uma série de irregularidades e descumprimentos à Lei Complementar n.º 013 de 04 de julho de 2002, que trata sobre a Perturbação do Sossego e da Ordem Pública”, diz o comunicado.
 
Fonte: Folha PE

Redes Sociais:

senai-dez

sesi-dez

Anuncio-gif OH

pernambucont


Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: