Navegando todos os artigos com a tag Pesquisas
jan
23

Aprovação a Bolsonaro: somente 26%

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags , ,

A crise de saúde pública, o avanço da pandemia e desencontros sobre o cronograma de vacinação, provocaram a queda da aprovação à gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Antes, ele tinha de 37%. Agora, somente 26% – a maior queda semanal desde o início do seu Governo.

Agora, ele está no mesmo nível de junho de 2020, um dos momentos mais críticos da pandemia do covid-19. A queda acentuada fez com que a desaprovação ao Governo saltasse para 45%.

É o que mostram os novos resultados de uma pesquisa exclusiva de Exame/Ideia, projeto que une a Exame Research, braço de análise de investimentos da Exame, e o Ideia, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento foi realizado por telefone, em todas as regiões do país, entre os dias 18 e 21 de janeiro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A desaprovação do presidente é maior nos estratos de maior renda e de maior escolaridade: entre os que ganham mais de cinco salários-mínimos, 58% não aprovam a gestão do presidente. No grupo dos que têm ensino superior, 64% desaprovam o Governo Federal.

Já em relação à aprovação do presidente, ela segue maior entre os que moram no Centro-Oeste e os evangélicos. Entre os que moram no Centro-Oeste, 36% aprovam o governo Bolsonaro – nas outras regiões do Brasil, esse índice varia de 22% a 27%. Entre os evangélicos, 38% apoiam o governo, ante 20% dos católicos e 23% dos que declaram seguir outras religiões.

Foto: Vermelho

 

jan
19

Consumo de própolis pode reduzir tempo de internação por covid-19

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Saúde     Tags ,

Um estudo realizado em parceria entre Apis Flora, Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor) e o Hospital São Rafael, de Salvador (BA), identificou que o própolis pode ter eficácia na diminuição do tempo de internação de pacientes com o covid-19. O ensaio clínico introduziu a ingestão do produto em pacientes do Hospital São Rafael.

Dos 124 pacientes estudados, todos passaram pelo tratamento padrão, mas 40 deles receberam 400 mg/dia de própolis, outros 42 receberam 800 mg/dia e outros 42 não receberam nenhuma dose do produto das abelhas.

Conclusão do estudo aponta que o uso do própolis pode ser promissor na interferência na expressão de TMPRSS2, uma proteína da superfície celular envolvida na entrada e disseminação do covid-19 no corpo humano. Outra conclusão é que a substância pode interferir na ancoragem do vírus em outra proteína, a ACE2.

Segundo o estudo, que ainda precisa ser revisado por pares para ter validade clínica, quem não ingeriu própolis ficou cerca de 12 dias internado após o início do tratamento. Os outros dois grupos que receberam 400 mg e 800 mg ficaram, respectivamente, sete e seis dias internados.

Os resultados foram publicados na MedRxiv e serve apenas como indicativo para uma tese. Agora, devem ser realizados ensaios duplo cego com placebo e um grupo maior de pacientes.

Fonte: Canal Rural

dez
31

OGE e Amupe realizam pesquisa para mapear as ouvidorias municipais

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , , ,

A partir da próxima terça-feira (05 de janeiro de 2021), a Ouvidoria-Geral do Estado (OGE), em parceria com a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), retoma o trabalho de pesquisa para mapear as cidades que ainda não implementaram suas ouvidorias e mensurar o nível de atuação das ouvidorias existentes.

A medida foi adotada por conta do baixo retorno ao questionário feito junto aos gestores municipais. Dos 152 municípios abordados, apenas 49 responderam o levantamento dos dados, como localidade e porte da cidade. “A partir desse diagnóstico, teremos melhores condições de sensibilizar os gestores municipais a efetivarem suas ouvidorias”, destaca a secretária da Controladoria-Geral do Estado (SCGE) e ouvidora-geral, Érika Lacet.

A pesquisa vai permitir verificar as principais deficiências das ouvidorias. Com base nesse diagnóstico será possível a RedeOuvir PE apoiar os municípios que não possuem ouvidoria a implantá-la, além de propiciar treinamentos e melhorias para aqueles que já possuem.

Recentemente, durante o Encontro de Novos Gestores, promovido pela Amupe, Érika Lacet apresentou o “Diagnóstico das Ouvidorias Municipais” e se colocou à disposição dos prefeitos eleitos para qualquer esclarecimento do trabalho que será retomado em janeiro próximo.

“Com o resultado final da pesquisa vamos disseminar ainda mais a importância da ouvidoria como ferramenta na melhoria da gestão, controle interno e na comunicação da sociedade com a gestão pública, promovendo, assim, a efetiva participação social”, conclui a secretária da SCGE.

dez
30

Maria Clara, Maria Eduarda e Miguel são os nomes mais registrados em Pernambuco de 2011 a 2020

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Pernambuco     Tags ,

Maria Clara e Maria Eduarda são os nomes mais escolhidos, em Pernambuco, para registrar pessoas nessa última década. De acordo com a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), entre 2011 e 2020, esses foram os nomes escolhidos para 11.941 e 9.401 pessoas, respectivamente. Em terceiro lugar, vem Miguel, com 9.189 registros.

O levantamento foi feito por meio da Central Nacional de Informações do Registro Civil, que reúne números de cartórios de todo o Brasil. Em Pernambuco, a plataforma reúne dados de todos os 299 cartórios de registro civil existentes no Estado, que têm mais de 1,4 milhão de registros feitos na última década.

Em quarto lugar entre os nomes mais escolhidos, está Gabriel, que, de2011 a 2020 foi o nome registrado para 8.292 pessoas. João Miguel aparece na quinta posição, com 8.242 ocorrências. Confira os nomes mais frequentes dessa década:

  • – Maria Clara: 11.941
  • – Maria Eduarda: 9.401
  • – Miguel: 9.189
  • – Gabriel: 8.292
  • – João Miguel: 8.242
  • – Arthur: 8.238
  • – Davi: 8.205
  • – Pedro Henrique: 8.038
  • – Maria Julia: 6.950
  • – Maria Cecilia: 6.810

Fonte: G1-PE. Foto: CRRS

dez
6

Vacina contra o covid-19: 67% dos brasileiros tomariam; 19% não

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

Uma pesquisa do PoderData indica que 67% da população brasileira “com certeza” tomaria uma vacina contra o covid-19 assim que estiver disponível. A taxa se manteve estável ante o levantamento realizado cerca de um mês antes, mas caiu em relação ao estudo feito de 06 a 08 de julho, quando 85% queriam o imunizante. Agora, a proporção dos que disseram rejeitar a vacina é de 19%, ante 22% na consulta realizada de 26 a 28 de outubro.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes. Os dados foram coletados de 23 a 25 de novembro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 479 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. 

O estudo destacou, também, os recortes para as respostas à pergunta sobre a percepção dos entrevistados em relação à vacina. Leia abaixo a estratificação por sexo, idade, região, escolaridade e renda. Os números entre parênteses mostram a proporção dentro do grupo.

Quem mais tomaria

  • – Os que têm 60 anos ou mais (75%)
    – Os com ensino superior (72%)
    – Moradores da região Norte (82%)
    – Os que recebem mais de 10 salários mínimos (98%)

Quem mais rejeita

  • – Os que têm até o ensino fundamental (24%)
    – Moradores da região Nordeste (24%)
    – Os que recebem de 5 a 10 salários mínimos (35%)

Ainda não há nenhuma vacina contra o covid-19 aprovada no Brasil. Para ser disponibilizada à população, a fórmula precisa ter o aval da Anvisa. Várias empresas já apresentaram resultados promissores e pediram autorizações nos países para o início da vacinação em massa. Algumas nações têm previsão para distribuição da fórmula ainda em dezembro deste ano.

Fonte: DataPoder

dez
6

Bolsonaro é favorito para 2022: ganha de Moro, Lula, Ciro, Huck e Dória

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags , , ,

A revista Veja publicou na sexta-feira (04), um levantamento da Paraná Pesquisas que aponta o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) liderando todos os cenários para a disputa à Presidência em 2022. Foram traçadas três possibilidades de concorrentes com o chefe do Executivo e ele vence nas três, no primeiro turno. 

Primeiro cenário: Bolsonaro aparece 22% à frente do segundo colocado, Sérgio Moro. O presidente tem 33,3% e o ex-ministro da Justiça conta com 11,8%. Em seguida vêm Ciro Gomes (10%), Fernando Haddad (8,8%), Luciano Huck (7,8%) e Guilherme Boulos (5,7%).

Segundo cenário: Com Lula e com a ex-ministra Marina Silva, mas sem Haddad e Luciano Huck. Bolsonaro tem 32,9%m ficando 15 pontos percentuais à frente de Lula. Em seguida aparecem Moro (11,9%), Ciro (7,7%) e Boulos (4,9%).

Terceiro cenário: Inclui os nomes do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (Democratas) e do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) e retiram-se Lula, Moro e Marina Silva da disputa. Aqui, Bolsonaro apresenta melhor resultado, com 35,8% das intenções dos votos ao Planalto. O segundo é Ciro Gomes (12,1%), com 23 pontos percentuais atrás do presidente.

Bolsonaro vence no segundo turno – O Paraná Pesquisas traçou cinco possibilidades de segundo turno e Bolsonaro aparece como vencedor em todas as projeções. Os maiores adversários do presidente são Sérgio Moro e Lula. A pesquisa mostra Bolsonaro com 10% à frente do ex-ministro da Justiça e com 14% à frente do petista. 

Confira os cinco cenários montados de segundo turno na disputa pela Presidência em 2022:

Cenário 1:

Bolsonaro – 44,9%
Moro – 34,7%
não sabe – 4,5%
nenhum – 16%

Cenário 2:

Bolsonaro – 47%
Lula – 33,4%
não sabe – 4,3%
nenhum – 15,4%

Cenário 3:

Bolsonaro – 48,5%
Ciro Gomes – 31%
não sabe – 4,5%
nenhum – 16,1%

Cenário 4:

Bolsonaro – 58,6%
Luciano Huck – 29,7%
não sabe – 4,6%
nenhum – 17,1%

Cenário 5:

Bolsonaro – 51,1%
Doria – 23,8%
não sabe – 4,9%
nenhum – 20,2%

Fonte: com informações do Poder360. Foto: O Globo

nov
29

Eleições no Recife: Marília e João saem empatados, com 50% cada um

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

A pesquisa do Ibope divulgada nesse sábado (28), aponta os seguintes percentuais de intenção de votos válidos para a Prefeitura do Recife, no 2º turno das Eleições 2020: João Campos (PSB), tem 50%. Marília Arraes (PT) também tem 50%.

Em relação aos levantamentos anteriores do Ibope, divulgados nos dias 18 e 25 de novembro, João Campos (PSB) aparecia com 47%, subiu para 51% e, agora, tem 50%. Já Marília Arraes (PT) tinha 53%, desceu para 49% e, agora, tem 50%.

O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos.

Nos votos totais, que incluem os eleitores indecisos e os que pretendem votar em branco ou nulo, os resultados foram os seguintes:

  • João Campos (PSB): 42%
  • Marília Arraes (PT): 42%
  • Branco/nulo: 14%
  • Não sabe: 2%

A pesquisa, registrada no TRE-PE (PE-02002/2020), tem uma margem de erro de 3 pontos percentuais – para mais ou para menos. Foram entrevistados 1.204 eleitores do Recife, na sexta-feira (27) e nesse sábado (28).  de novembro. O nível de confiança do levantamento é de 95%. 

Fonte: G1

nov
29

Pesquisas do Ipespe e RealTime Big Data também apontam empate entre Marília Arraes e João Campos

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

O RealTime Big Data e o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), contratados pela CNN-Brasil e Folha de Pernambuco, respectivamente, para a realização de levantamentos de intenção de votos dos eleitores do Recife, também trouxeram ontem (28), situação de empate entre as candidaturas de Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB). Os resultados são semelhantes à pesquisa do Ibope.

O levantamento encomendado pela Folha de Pernambuco/Ipespe (Protocolo TSE: PE-01539/2020), realizado na quinta (26) e sexta-feira (27), aponta empate numérico entre os dois candidatos. Ambos possuem 50% dos votos válidos, cada um. Os números desconsideram os votos brancos e nulos. A margem de erro da consulta é de 3,5% para mais ou para menos, com a utilização de um intervalo de confiança de 95,45%. Na pesquisa estimulada, os dois candidatos aparecem com 42% das menções. Os eleitores que afirmaram votar branco, nenhum ou ainda anular o voto são 13%. Os que não sabem ou não responderam são 3%.

Na tarde de ontem (28), foi a vez de a CNN Brasil divulgar os números do levantamento encomendado ao RealTime Big Data sobre a eleição recifense. Marília Arraes e João Campos também aparecem empatados numericamente com 50% dos votos para cada um. A pesquisa tem o número de registro PE-03134/2020 e a coleta foi feita na quinta (26) e sexta-feira (27). Foram entrevistadas 1.050 pessoas, por telefone, com entrevistadores humanos. A margem de erro é de 3%, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

nov
27

Yves denuncia pesquisas falsas para confundir os eleitores de Paulista

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , , ,

Uma das estratégias dos apoiadores do candidato à Prefeitura de Paulista pelo PSB, Francisco Padilha (PSB), é a utilização de notícias e pesquisas falsas nas redes sociais. Este tipo de armadilha é letal para a democracia e também um grande desrespeito aos cidadãos e eleitores.

Após apuração, equipes do candidato adversário, Yves Ribeiro (MDB), conseguiram identificar três pesquisas falsas (uma no primeiro turno e duas no segundo turno), que beneficiavam o candidato apoiado pelo prefeito Júnior Matuto (PSB), que já foi afastado duas vezes da Prefeitura, por corrupção. Os materiais falsos foram amplamente compartilhados e divulgados nas redes sociais.

No primeiro turno, a pesquisa falsa trazia o Instituto Cimpel como fonte para divulgação. Mas basta uma pesquisa rápida no Google para constatar que o instituto não existe. Uma empresa com o mesmo nome atua no ramo de peças automotivas. No corpo do conteúdo, o candidato Francisco Padilha (PSB) liderava as intenções de votos com 28%, seguido de Yves Ribeiro (MDB) com 23%.

No segundo turno, novamente o inexistente instituto Cimpel foi responsável por divulgar o candidato Francisco Padilha (PSB) à frente das intenções de votos com 47% e Yves Ribeiro (MDB) com 41%.

Na véspera da divulgação das pesquisas legítimas e registradas no TRE-PE encomendada pelo Instituto Opinião, feita para o Blog do Magno, e a pesquisa Exatta/Diário realizada pela empresa especializada em consultoria e gestão de informação, junto com o Diário de Pernambuco, o grupo de Padilha tenta enganar novamente as pessoas com a pesquisa falsa realizada pela “Expodata Pesquisa e Consultoria”, que mostra o candidato de Júnior Matuto (PSB) com 42% das intenções de voto e Yves Ribeiro (MDB) com 38%.

Basta uma simples busca no Google para verificar que tanto o Instituto Cimpel quanto a Expodata Pesquisa e Consultoria simplesmente não existem.

nov
27

Nova pesquisa Datafolha traz Marília com 43% e João com 40%

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

O Datafolha divulgou, nessa quinta-feira (26), o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para prefeito do Recife. O levantamento foi realizado entre os dias 24 e 25 de novembro e tem margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Marília Arraes (PT) aparece na dianteira, com 43%. João Campos (PSB) tem 40%. Votos em branco e nulo são 13%; e os eleitores que não sabem/não responderam representam 4%.

Nos votos válidos, os resultados são os seguintes: Marília Arraes (PT) tem 52% e João Campos (PSB), 48%.

Na pesquisa anterior, do Datafolha, realizada no dia 19 de novembro, Marília Arraes (PT) tinha 41% e subiu para 43%; João Campos (PSB) tinha 34% e subiu para 40%. Os brancos/nulos diminuíram de 21% para 13%; e não sabem/não responderam saiu de 3% para 4%.

Fonte: G1

nov
25

Na nova pesquisa Ibope, João Campos tem 51% e Marília Arraes, 49%

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

O Ibope divulgou hoje (25), o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para prefeito do Recife. O levantamento foi realizado entre os dias 23 e 25 de novembro e tem margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O resultado é de empate técnico. João Campos (PSB) tem 43% e Marília Arraes (PT), 41%. Votos em branco e nulos somam 15%. Não sabe/não respondeu são 2%. Com relação aos votos válidos, os resultados são os seguintes: João Campos (PSB), 51% e Marília Arraes (PT), 49%.  A pesquisa foi contratada pela TV Globo e Jornal do Commercio.

De acordo com o Ibope, persiste um empate técnico entre os candidatos, mas agora com a inversão da vantagem numérica em relação à pesquisa anterior. A diferença entre ambos é de apenas dois pontos percentuais e menor que a margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Pesquisa – Foram entrevistados 1.001 eleitores do Recife, entre a segunda-feira (23) e esta quarta-feira (25).  O nível de confiança é de 95% e tem uma margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O registro no TRE é: PE-04600/2020

Fonte: G1

nov
24

Pesquisa do Ipespe também constata Marília na frente de João: 54% x 46%

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

Na primeira pesquisa de intenções de voto para o segundo turno da disputa pela Prefeitura do Recife, realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) em parceria com a Folha de Pernambuco, Marília Arraes (PT) aparece com 54% dos votos válidos (excluídos os brancos e nulos) e João Campos (PSB), com 46%.

A margem de erro máximo estimada do estudo é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos, com a utilização de um intervalo de confiança de 95,45%.

Na levantamento estimulado, Marília Arraes registra 44% das citações e o postulante do PSB soma 38% das menções. Assim, o desempenho de Marília Arraes pode variar de 40,5% a 47,5%, enquanto João Campos pode acumular de 34,5% até 41,5% das intenções de voto. 

Os eleitores que afirmaram votar branco, em nenhum dos dois candidatos ou ainda anular o voto somam 14%. Já os que não sabem ou não responderam são 4%.

Os resultados das pesquisas divulgadas na semana passada pelo Ibope e Folha de São Paulo também trouxeram Marília Arraes na dianteira

Fonte: Edmar Lyra

nov
24

João Campos, do PSB, lidera rejeição

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

A pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco de intenção de votos para a Prefeitura do Recife, no segundo turno, também avaliou o índice de rejeição dos candidatos do PT e PSB, Marília Arraes e João Campos respectivamente.

A rejeição é quando os eleitores afirmam que “não votariam de jeito nenhum” no candidato. Nesta questão, João Campos (PSB) lidera: ele soma 42% das citações, enquanto Marília Arraes (PT) aparece atrás, com 38%.

Já os recifenses que declaram que “votariam em qualquer um dos dois” ou “não rejeitam nenhum dos dois” são 18%. Não sabem ou não responderam somam 7%.

Mais na questão intenção de votos, o resultado do levantamento Ipespe/Folha de Pernambuco é justamente o contrário: Marília lidera, com 54%; contra 46% de João. 

nov
19

Marília sai na frente de João, na pesquisa do Ibope/Rede Globo/JC

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

O Ibope divulgou, ontem(18) à noite, o resultado da primeira pesquisa sobre o segundo turno da eleição para prefeito do Recife. O levantamento foi realizado entre a segunda-feira (16) e quarta-feira (18) e tem margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Os resultados são os seguintes:

•    Marília Arraes (PT): 45%
•    João Campos (PSB): 39%
•    Em branco/nulo: 15%
•    Não sabe/não respondeu: 1%

Apesar de Marília estar numericamente à frente da disputa, ela e João Campos estão tecnicamente empatados, no limite da margem de erro.

Nos votos válidos, os resultados são os seguintes:

•    Marília Arraes (PT): 53%
•    João Campos (PSB): 47%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Fonte: G1

nov
14

Fake News eleitoral

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , , ,

Pesquisa lançada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostra que “a disseminação de informações falsas sobre o processo eleitoral brasileiro tem sido uma prática constante desde 2014”.

O tema com maior engajamento, tanto no Facebook quanto no YouTube, entre 2014 e 2020, foi o questionamento sobre possíveis fraudes nas urnas eletrônicas.

Com a pesquisa, o TSE busca o enfrentamento à desinformação, repassando mais dados para a sociedade. Com a recente eleição nos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro voltou a questionar as urnas eletrônicas brasileiras.

nov
9

Sexta-feira sai resultado de pesquisa para a Prefeitura de Paulista

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

Vem aí o resultado de uma pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura de Paulista. No último sábado (07), foi registrado no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a realização de um levantamento no município, para as eleições do próximo domingo (15).

Serão aplicados 500 formulários. As entrevistas ocorrerão por telefone, nestas terça (10) e quarta-feira (11). A divulgação do resultado está prevista para a próxima sexta-feira (13).

Esta será a primeira pesquisa registrada após o inicio da campanha eleitoral em Paulista. Foi encomendada pela Folha de Pernambuco ao Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) e registrada sob o número PE-00972/2020.

 

nov
4

Eleições 2020: 52% acham seguro e pretendem votar em 15 de novembro

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Eleições 2020     Tags , ,

Levantamento do PoderData mostrou que 52% da população se sente segura para ir pessoalmente votar nas eleições municipais. Outros 43% disseram que acham o ato arriscado por causa da pandemia do covid-19. O 1º turno das eleições de 2020 será realizado em 15 de novembro. 

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é realizada em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Os dados foram coletados de 26 a 28 de outubro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 488 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de dois pontos percentuais. 

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os brasileiros que representem de forma fiel o conjunto da população.

Considerando cada estrato social, verifica-se que um dos grupos que têm mais segurança para exercer o sufrágio é o de quem tem 60 anos ou mais, com 62% dos entrevistados dizendo que pretendem ir à votação. A idade mais avançada é apontada como um dos fatores de risco para o covid-19.

Entre os entrevistados de 16 a 24 anos, o mesmo percentual aponta justamente o contrário: 62% daqueles que estão nesta faixa etária acham arriscado ir votar.

Considerando renda e região do país, os que mais se sentem seguros para votar são: os que recebem de dois a cinco salários mínimos (66%) e os que moram na região Sul (61%).

Fonte: PoderData

out
30

Celso Muniz e Tota do V-8 contestam pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Dois candidatos à Prefeitura de Olinda demonstraram insatisfação com o resultado da pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco publicada nesta sexta-feira (30). Celso Muniz (MDB) contesta o levantamento: “Fica bem claro que a pesquisa não reflete a realidade da cidade de Olinda. Por onde caminho, em cada conversa nas comunidades, a aceitação pelo nosso nome tem crescido a cada dia”, diz. Segundo o levantamento, Celso teria apenas 2% das intenções de voto.

O candidato do PMN, Tota do V-8, utiliza argumento semelhante. “Não é isso que vemos nas ruas, na periferia de Olinda. Esses cálculos estão totalmente equivocados e parece coisa direcionada para prejudicar a nossa candidatura e beneficiar outro interessado”, atacou. Ele disse que o jurídico do PMN vai à Justiça ainda hoje (30), pedir explicações e um extrato da pesquisa. Tota do V-8, que aparece com 3%, disse ter conhecimento de mais de 50 eleitores “seus” que foram entrevistados. “Então esse percentual aí é fictício”, completou. 

Por sua vez, Celso Muniz destacou as forças políticas que estão ao seu lado. “Tenho comigo nomes importantes na liderança política do Estado, como os senadores Jarbas Vasconcelos e Fernando Bezerra Coelho; o ex-senador Armando Monteiro, o deputado federal Raul Henry, sem falar nos ex-prefeitos Jacilda Urquiza e José Arnaldo, nomes representativos e que estão ao nosso lado desde o início”.

O candidato do MDB completou que as pesquisas internas do partido mostram uma outra realidade, com sua candidatura se aproximando cada vez mais do segundo colocado. “Quem pensa que essa pesquisa vai desanimar a nossa equipe está muito enganado. Vamos mostrar, no dia 15, a realidade das urnas colocando nosso grupo no segundo turno. Vamos à vitória”.

out
30

Jorge Federal é o candidato mais rejeitado: 56% dos eleitores não votam nele de jeito nenhum

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

O candidato a prefeito da coligação, “Mudança de Verdade”, Jorge Federal (PSL-PROS-PTC), é o mais rejeitado pelo eleitorado olindense, segundo resultado da pesquisa de intenção de votos publicada nesta sexta-feira (30), pelo jornal Folha de Pernambuco. Nessa questão, o eleitor informa em qual candidato não votaria de jeito nenhum. No caso, 56% dos entrevistados não dariam o voto a Jorge Federal.

O levantamento foi realizado nas quarta (28) e quinta-feira (29), por telefone, pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe). Foram aplicados 500 questionários. A margem de erro máximo estimada do estudo é de 4,5 pontos percentuais – para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo número PE-05825/2020.

O segundo candidato mais rejeitado pelos eleitores olindenses é o empresário Armando Sérgio, do Avante. De acordo com o levantamento, 50% dos entrevistados não votariam nele de jeito nenhum. Na sequência vêm o comunista João Paulo (PCdoB), com uma rejeição de 45%; e Marcos Freire Júnior (Rede Sustentabilidade), com 40%.

Marina Dias, do PCO (teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral na semana passada); e Celso Muniz, do MDB, têm rejeição de 38%. Já 37% do eleitorado não votariam de jeito nenhum em Guto Santa Cruz (PDT-PSOL) e Tota do V-8 e V-9 (PMN). Na matéria da Folha de Pernambuco não apresenta o índice de rejeição de André Azevedo, da Democracia Cristã. Professor Lupércio (Solidariedade) é o menos rejeitado: 33%.

out
30

Lupércio lidera pesquisa em Olinda com 42% de intenções de voto

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

O Professor Lupércio (Solidariedade), candidato a reeleição em Olinda, aparece com 42% das intenções de voto. Em segundo lugar está o neocomunista João Paulo (PCdoB), com 28%.

Esse é o resultado da primeira pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em parceria com a Folha de Pernambuco para o município, divulgada hoje (30), 

Na sequência, empatados, vêm Armando Sérgio (Avante), Tota do V-8 e V-9 (PMN) e Jorge Federal (PSL) com 3% das intenções de votos, cada um.

O candidatos Celso Muniz, do MDB; e o pedetista Guto Santa Cruz, vem logo atrás, com 2% da preferência do eleitorado olindense.

Já os nomes de André Azevedo (Democracia Cristã), Marcos Freire Júnior (Rede Sustentabilidade) e Marina Dias (PCO) aparecem com apenas 1%.

Os olindenses que afirmaram votar branco, nulo ou em nenhum dos candidatos somam 7%, o mesmo percentual dos que não sabem ou não responderam.

A margem de erro máximo estimada do estudo é de 4,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com a utilização de um intervalo de confiança de 95,45%.

O levantamento, registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo PE-05825/2020 foi realizado nos dias 27 e 28 de outubro de 2020 com uma amostra municipal de 500 entrevistados.

Fonte: Folhape

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
O grande dia está aqui.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 613 outros assinantes

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: