Navegando todos os artigos com a tag Procon-PE
jun
14

Procon-PE fiscaliza revendas clandestinas de GLP na RMR

Fiscais do Procon-PE estiveram durante todo o dia de ontem (13), fiscalizando revendedores de gás e pontos de venda denunciados como clandestinos. As equipes passaram pelos bairros do Ipsep, Imbiribeira, Cordeiro, Campo Grande e Hipódromo.

A maioria dos distribuidores estava sem o botijão. Em uma das revendedoras, localizada no bairro do Cordeiro, o botijão estava sendo vendido por R$ 69,99. Com a chegada das equipes de fiscais o valor foi reduzido para R$ 65,00 – preço médio, de acordo com a tabela da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

No momento das fiscalizações está sendo entregue a recomendação do Procon-PE e sendo fixada na frente dos estabelecimentos. O documento aconselha que os estabelecimentos limitem-se a repassar apenas uma unidade do gás GLP de 13 quilos, por pessoa, no valor médio estipulado pela ANP, de R$ 65,00, tendo como objetivo atender ao maior número de famílias possíveis e que fixe informações para o consumidor da previsão de chegada do produto e a quantidade que será recebida.

jun
13

Celpe lidera reclamações no Procon-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O Procon-PE atendeu no mês de maio 5.403 consumidores, gerando 2.733 reclamações. O primeiro lugar ficou novamente com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), com 132 reclamações. Em abril a Celpe teve 94 reclamações. Uma das novidades no ranking das 10 empresas mais reclamadas são os Correios, figurando no 5º lugar, com 61 reclamações.

Os consumidores que abriram reclamações contra a Celpe reclamam de cobrança indevida e/ou abusiva e serviços mal executados. Já sobre os Correios, a principal queixa é a demora na entrega de encomendas.

O segundo lugar do ranking ficou o grupo econômico Bradesco, onde estão o Banco Bradesco, a Bradesco Cartões, Bradesco Vida e Previdência, Bradesco Saúde, Bradesco Promotora e Bradesco Capitalização, totalizando 92 reclamações. O terceiro e quarto lugares ficaram com a TIM Nordeste e OI Móvel e OI Fixo.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

Confira o ranking das empresas mais reclamadas:

  • 1º Celpe – 132
  •  Grupo Econômico Bradesco – 92
  •  TIM Nordeste – 67
  •  OI Móvel e OI Fixo – 62
  •  Correios – 61
  • 6º Compesa – 56
  • 7º Grupo Econômico Caixa Econômica Federal – 51
  • 8 º Grupo Econômico Itaú – 52
  •  Banco Santander  – 36
  • 10 º Claro S/A, Claro-NET, Claro TV-Embratel – 35
maio
30

Posto flagrado vendendo combustível em recipientes ilegais será multado

As equipes de fiscais do Procon-PE estão orientando gerentes e frentistas dos postos de combustível da Região Metropolitana do Recife (RMR) sobre a Nota Técnica (NT) emitida pelo órgão com regras quanto ao abastecimento durante a paralisação dos caminheiros.

Entre as regras da NT do Procon-PE, e de uma outra divulgada pelo Corpo de Bombeiros (CB), na última segunda-feira (28), está que o abastecimento em recipientes será permitido em embalagens que cumprem as regras do Inmetro e da ABNT.

Ontem (29), os fiscais estiveram em um posto localizado no bairro do Janga, em Paulista, onde haviam muitos consumidores com garrafas de água mineral de 20 litros e outras garrafas pet’s. “Além de não fornecer segurança para armazenar e transportar, essa prática também é um risco à saúde pública, já que esses garrafões podem, posteriormente, voltar para o mercado de água”, afirmou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

O gerente geral do Procon-PE, Erivaldo Coutinho, afirma que caso seja flagrado este tipo de abastecimento, o posto será multado. “Pedimos que os consumidores que presenciem esse tipo de procedimento, denunciem” explica. 

maio
29

Procon-PE estabelece regras para abastecimento de combustíveis

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

O Procon-PE divulgou uma Nota Técnica (NT), na noite de ontem (28), estabelecendo algumas regras para o abastecimento de combustível, durante a paralisação dos caminhoneiros. O objetivo é permitir que todos os consumidores tenham acesso ao produto. As notificações aos postos já foram iniciadas no mesmo dia.

As regras para o abastecimento são as seguintes:

  1. Limitação de 30 litros de combustível para veículos, por abastecimento, e de 10 litros, quando se tratar de motocicleta;
  2. O abastecimento estará condicionado à apresentação do documento do respectivo veículo, desde que também respeitada a ordem da fila no posto de combustível;
  3. O abastecimento em recipientes será permitido, desde que também seja apresentado o documento do veículo no nome da pessoa que se encontrar na fila, e o recipiente cumpra as regras do Inmetro e da ABNT, visando à segurança da população pernambucana e conforme Nota Técnica divulgada pelo Corpo de Bombeiros.
Os estabelecimentos deverão praticar os preços do dia 21 de maio de 2018, um dia antes do início da paralisação. O Procon-PE irá intensificar as fiscalizações, mas o consumidor que presenciar algum descumprimento pode denunciar através das redes sociais ou através do telefone 0800.282.1512. As regras são válidas enquanto persistir o movimento de paralisação.
maio
28

Procon-PE realiza fiscalizações em cinco revendedoras de gás

As equipes de fiscais do Procon-PE visitaram, na manhã desta segunda-feira (28), cinco grandes revendedoras de gás de cozinha (GLP), localizadas nos bairros de Santo Amaro, Campo Grande, Dois Unidos e Vasco da Gama, no Recife. Todos os estabelecimentos já não tinham mais o produto em estoque.

O órgão de defesa do consumidor recebeu diversas denúncias de que, por conta da paralisação dos caminhoneiros, estabelecimentos de revenda de GLP estavam cobrando mais de 50% do valor cobrado em dias anteriores à paralisação.

De acordo com o Procon-PE, os consumidores devem pagar pelo preço que a revendedora praticava antes da greve dos caminhoneiros. E, caso seja cobrado um valor abusivo, a recomendação é que seja feita uma denúncia ao órgão, através das redes sociais ou pelo telefone 0800.282.1512.

maio
26

Procon-PE orienta população a não comprar exageradamente

A greve dos caminhoneiros, que chega hoje (26) ao sexto dia, ainda não provoca desabastecimento de alimentos no Grande Recife.

Mas, ontem (25), durante fiscalização em supermercados e feiras, o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco (SJDH), Pedro Eurico, orientou a população a não comprar exageradamente. “Não há necessidade. Tem produto em quantidade para todas as pessoas”, comentou.

Ontem (25), a SJDH e o Procon-PE realizam fiscalizações em supermercados e feiras do Grande Recife. “Estamos no Atacadão de Olinda e a preocupação aqui é a batata. A gerência informou que as companhias foram obrigadas a segurar as batatas, que vêm de Minas Gerais e Bahia”, comentou o secretário.

Foto: Folhape

maio
23

Posto Federal do Pina é interditado devido a cobranças abusivas

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O secretário de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e o gerente geral do Procon-PE, Pedro Eurico e Erivaldo Coutinho, estão neste momento interditando o Posto Federal, localizado na Avenida Herculano Bandeira, no bairro do Pina – Recife. 

O estabelecimento estava cobrando o valor de R$ 8,999 no litro da gasolina, um preço muito acima do que vinha sendo praticado antes da greve dos caminhoneiros.

maio
23

Procon-PE autua postos de combustíveis

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O Procon-PE fiscalizou, na tarde de hoje (23), diversos postos de gasolina. Três foram autuados por praticar preços abusivos. Mas, grande parte dos estabelecimentos estava fechada, alegando que não tinham mais combustível nas bombas.

Dois postos localizados na Avenida Norte, no bairro de Santo Amaro, foram autuados. Os preços praticados eram de R$ 5,599 e R$ 4,999. O outro estabelecimento é de Boa Viagem, na Zona Sul. A gasolina estava sendo vendida a R$ 4,899. Mas, há dois dias o preço era de R$ 4,399.

Durante todo o dia, o órgão de defesa do consumidor recebeu inúmeras denúncias de práticas abusivas nos postos de gasolina. Os preços abusivos descumprem o artigo 39, inciso X, do Código de Defesa do Consumidor (CDC), ao elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços.

A prática abusiva vem acontecendo devido às manifestações organizadas pelos caminhoneiros que fazem transporte de carga em todo o país.

abr
3

Bradesco, Celpe e Motorola lideram reclamações no Procon-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O Procon-PE atendeu no mês de março, 2.414 pessoas em todo o Estado. O primeiro lugar das empresas reclamadas ficou com o grupo econômico Bradesco, onde estão o Banco Bradesco, a Bradesco Cartões, Bradesco Vida e Providência, Bradesco Saúde, Bradesco Promotora e Bradesco Capitalização, totalizando 98 reclamações. 

A partir de agora, o Procon-PE está divulgando o ranking por grupo econômico. Entre os principais problemas estão a cobrança abusiva ou indevida. O 2º lugar ficou empatado com a Celpe e a Motorola Industrial, com 66 reclamações.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades, munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento e contrato entre outros. 

Ranking das empresas mais reclamadas em março de 2018

  • – 1º Grupo Econômico Bradesco S/A – 98 reclamações
  • – 2º Celpe e Motorola Industrial – 66 reclamações
  • – 3º Grupo Econômico Itaú – 65
  • – 4º OI Móvel e OI Fixo – 57
  • – 5º Motorola Connect Sta Maria – 56
  • – 6º Compesa – 51
  • – 7º Claro S/a, Claro-NET, Claro TV Embratel – 42
  • – 8º Grupo Econômico Caixa Econômica Federal – 40
  • – 9º Lojas Insinuantes – 33
  • – 10º LG Electronics do Brasil – 32
mar
25

Produtos utilizados durante a Páscoa têm diferença de preços de até 328%

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

O Procon-PE realizou uma pesquisa dos produtos mais utilizados durante a Páscoa e verificou que os preços de peixes, crustáceos, produtos de mercearia e os tradicionais ovos de chocolate, há variações de até 328,57% nos preços, como no caso do leite de coco.

Na parte de pescados, a maior diferença de preço foi identificado no quilo da posta de Dourado. O peixe foi encontrado por R$ 66,49 e R$ 19,90, uma diferença de 234,12%. Outro caso que chamou atenção foi a agulha branca. Em um estabelecimento o valor é de R$ 25,00 o quilo, já em outro local o quilo sai por R$ 7,99 uma diferença de 212,89%.

Para quem prefere os crustáceos, o polvo e a carne de siri foram os que apresentaram maior diferença, 182,26% e 171,345%, respectivamente. Nos produtos de mercearia, a maior diferença foi do leite de coco (328,57%).

Dos 59 produtos pesquisados, o Procon-PE selecionou os 30 que apresentaram menor preço e comparou com os valores de 2017. Dos 30, 11 caíram de preço; 15 subiram de valor e quatro mantiveram. O produto que mais caiu de valor foi o filé de tilápia. Em 2017, o quilo era R$ 25,00. Este ano o peixe pode ser encontrado por R$ 15,00 – uma redução de 40%.

O produto que mais subiu de preço foi o azeite. No ano passado o produto custava R$ 4,99 – embalagem com 200 ml. Agora ele custa R$ 8,49, um aumento de 70,14%. Os que se mantiveram foram: o peixe castanha, a cioba, o marisco e o vinho branco.

Este ano, o levantamento foi realizado em 10 estabelecimentos do Recife (entre eles dois mercados municipais) e um de OlindaO consumidor que queira receber a pesquisa basta enviar e-mail para o endereço: imprensaproconpe@gmail.com

mar
25

Procon-PE constata: quilo do chocolate pode chegar a R$ 332,67

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

Nesse período da Semana Santa e Páscoa os consumidores podem encontrar no mercado o quilo do chocolate por até R$ 332,67. A constatação é do Procon-PE, que realizou pesquisa de preços dos ovos de chocolate.

Na pesquisa os fiscais utilizam o valor real do produto (chocolate) e também é calculado o preço do quilo. Os chocolates que vêm com brinquedos – apesar dos chocolates, na sua maioria, ter 150 gramas – o quilo do produto são os maiores.

De acordo com o Procon-PE, o quilo do chocolate chega até R$ 332,67. Ou seja: o consumidor paga bem mais pelo brinquedo do que pelo chocolate em si. 

O levantamento foi realizado com 59 produtos de diversas marcas e pesos, em cinco estabelecimentos – todos no Recife. Quem quiser receber a pesquisa deve enviar e-mail para: imprensaproconpe@gmail.com.

mar
10

Oi e Bradesco lideram ranking de reclamações no Procon-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

No mês de fevereiro, o Procon-PE atendeu 1.911 pessoas em todo o Estado. Entre as empresas mais reclamadas estão as de telefonia, os bancos e as empresas de eletroeletrônico.

O primeiro lugar ficou com o grupo econômico da OI, que engloba a OI Móvel e Fixo, com 84 reclamações durante o mês. Entre os problemas mais apresentados pelos consumidores estão as cobranças abusivas ou indevidas.

O segundo lugar ficou com o grupo econômico Bradesco, com 62 reclamações, e o 3º lugar com a Compesa, 54 reclamações. Ainda entre as 10 mais reclamadas estão a Celpe, Motorola Industrial, TIM Nordeste, Motorola Connect Santa Maria, Lojas Insinuante, grupo Claro e Caixa Econômica. O grau de resolutividade nas audiências realizadas pelo órgão estadual é de 90%.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades, munido de RG, CPF, comprovante de residência e documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento contrato, entre outros.

Ranking das empresas mais reclamadas em fevereiro/2018:

  • 1º OI Móvel e OI Fixo – 84 reclamações
  • 2º Banco Bradesco S/A, Bradesco IBI S/A, Bradesco Cartões S/A, Bradesco Auto/RE, Bradesco Vida e Previdência S/A, Bradesco Saúde, Bradesco Promotora, Bradesco Capitalização S/A – 62
  • 3º Compesa – 54
  • 4º Celpe – 47
  • 5º Motorola Industrial – 43
  • 6º TIM Nordeste – 42
  • 7º Motorola Connect Sta Maria – 41
  • 8 º Lojas Insinuante Ltda – 38
  • 9º Claro S/a, Claro-NET, Claro TV Embratel – 34
  • 10 º caixa Econômica Federal, Cartões Caixa, Caixa Capitalização S/A – 33
mar
5

Diferença de preço entre produtos genéricos chega até 452%

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

O Procon-PE realizou, recentemente, pesquisa de preços de medicamentos e constatou que os remédios genéricos são de fato mais baratos que os de marca. Mas, o mais surpreendente é que entre os genéricos a diferença de preço também é muito grande.

O medicamento Captopril, usado para controle de hipertensão arterial, se for comprado o de marca pode ser encontrado por R$ 95,15, já o genérico pode ser comprado por R$ 15,98. Já o Atenol, usado também para controle da hipertensão, pode ser encontrado por R$ 35,16 (de marca) e R$ 1,34 , genérico.

Mas a premissa que se deve pesquisar é válida até entre os genéricos. Os fiscais do Procon-PE encontraram o Atenol, na sua forma genérica também por R$ 7,41, ou seja uma diferença percentual de 452,99%, quando comparado com o que custa R$ 1,34.

O Procon-PE pesquisa medicamentos para tratar: controle da hipertensão arterial, controle do diabetes, analgésicos, remédios para náuseas e vômitos, rinite alérgica, anti-helmíntico, anti-inflamatório, bronco dilatador, excesso de gases e antibiótico para o tratamento de infecções bacterianas.

A pesquisa foi realizada em 12 estabelecimentos – 11 no Recife e um em Olinda . Neste levantamento é possível identificar o preço de cada item por estabelecimento, fornecendo assim ao consumidor, os locais e endereços onde o produto encontra-se com preço mais acessível. Foram pesquisados 40 medicamentos, sendo 20 de referência (marca) e 20 genéricos.

jan
31

Procon-PE retira mais de 3 mil produtos de Carnaval impróprios para consumo

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

O Procon-PE realizou ontem (30) e hoje (31) fiscalizações em lojas que comercializam produtos para o Carnaval. Foram retirados de venda mais de 3 mil produtos impróprios na loja Le Biscuit, do Shopping RioMar, no Pina; e no Atacado dos Presentes, no Centro do Recife. A maioria estava sem selo do Inmetro ou sem informações do fabricante. A Le Biscut é reincidente. Foi autuada e multada em R$ 12 mil. O Atacado será lavrado o auto.

No Atacado dos Presentes, localizado no bairro de São José, 2.284 máscaras (todas sem selo do Inmetro), 32 caixas, cada uma com 20 lança confetes metálicos, e 17 caixas de lança papéis laminados foram retirados das prateleiras. Além de estar sem o selo, esse tipo de produto também pode causar acidentes se entrar em contato com a rede elétrica.

Já na Le Biscuit foram retirados das prateleiras 114 embalagens de popper chuva e popper baby; 50 embalagens de confetes coloridas, 51 embalagens glitter spray, 11 pacotes de confete metálico, 24 embalagens pinta cabelo fluorescente, 13 pacotes contendo cada um 10 óculos de ‘John Lennon’, 24 pacotes, com quatro unidades cada, de confetes coloridos; 359 máscaras de Carnaval, 16 kits de fantasia, 121 saias de havaiana, 95 fantasias, 32 perucas de moicano e 29 tiaras de unicórnio.

Todos os produtos ficaram nos depósitos das lojas. O responsável pelo estabelecimento fica como fiel depositário, sujeitando-se às penas de lei no caso de infidelidade. Fica proibida a venda, utilização, substituição, subtração total ou parcial dos bens referidos.

jan
25

Procon-PE multa 11 escolas por descumprir lista de material escolar

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , , ,

O Procon-PE vem recebendo inúmeras denúncias de pais e responsáveis de que diversas escolas estão descumprindo a “nota técnica” elaborada pelo órgão estadual, onde há a lista do que pode e não pode ser pedido na lista de material escolar.

Mais de 50 escolas foram fiscalizadas e 11 autuadas por descumprimento – nenhuma delas de Olinda. A multa vai de acordo com o porte da instituição de ensino e pode variar entre R$ 1.050,00 e R$ 7,6 milhões.

Entre as proibições está a cobrança da resma de papel. Esse material deve estar contemplado no custo da prestação do serviço educacional. A “nota técnica” também informa que a entrega do material escolar pode acontecer de forma fracionada, de acordo com a utilização em sala de aula, e não somente de uma única vez, no início do ano letivo.

As escolas multadas são as seguintes:

  • – Instituto Educacional Thailany – Nova Descoberta – Recife
  • – Escola Futuro Cidadão- UR5 – Ibura – Recife
  • – Instituto Evangélico Renascer – Brejo de Beberibe – Recife
  • – Colégio e Curso Desafio – Iputinga – Recife
  • – Escola Sabor da Infância – Nova Descoberta – Recife
  • – Centro Educacional Nova Dimensão – Paudalho
  • – Instituto Educacional Crescer – Mustardinha – Recife
  • – Instituto Educacional Nossa Senhora do Carmo – Jardim São Paulo – Recife
  • – Escola Interagir – Várzea – Recife
  • – Escola Essência do Saber – Moreno
  • – Educandário Nossa Senhora da Conceição – Vila Tamandaré – Recife.
jan
12

Procon-PE autua mercadinhos nas praias de Paulista e Itamaracá

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

A abertura da temporada de praias em todo o Estado levou os fiscais do Procon-PE a realizar fiscalizações em mercadinhos e supermercados localizados nas praias do Litoral Norte e Sul. Eles já passaram pelas praias de Ponta de Pedras (Goiana), Itamaracá, Nossa Senhora do Ó e Maria de Farinha, em Paulista e Porto de Galinhas.

Foram encontradas irregularidades no Empório Karla, localizado na paria de Nossa Senhora do Ó (Paulista) e descartados alimentos impróprios para o consumo. Além de oito sacos de temperos, vencidos em setembro de 2017, os fiscais excluíram 130 quilos de queijo prato e 29,6 quilos de queijo muzzarella, que não possuíam identificação de fabricação.

Irregularidades também em dois estabelecimentos da Ilha de Itamaracá: no Varejão da Ilha, os fiscais encontraram produtos sem precificação, sem identificação de fabricação e inexistência de caixa preferencial. Já no Mercadinho Patrícia, cerca de 60 pacotes de salgadinhos e amendoins, vencidos desde o mês de dezembro de 2017, foram descartados.

 

dez
9

Procon-PE notifica distribuidores de gás

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

botijõesO Procon-PE notificou as distribuidoras de gás GLP (gás de cozinha) do Estado. As notificações aconteceram após o órgão de defesa do consumidor perceber que nos últimos meses foram repassados à população aumentos expressivos nos preços dos botijões, além da ocorrência de explosões.

As distribuidoras notificadas foram a Butano, Minasgás, Copagaz e Liquigás. Elas terão que apresentar ao Procon-PE, no prazo de 48 horas, a relação de revendedores autorizados; a regularidade fiscal e as certificações ambiental e do Corpo de Bombeiros das revendedoras.

Deverão, também, esclarecer se as distribuidoras exercem algum controle sobre o preço final praticado pelos revendedores e a apresentação dos percentuais e periodicidade de reajustes sobre o preço de gás de cozinha aplicados nos últimos 60 dias.

Caso as empresas não apresentem as informações poderá ser instaurada Investigação Preliminar, cujo desdobramento poderá implicar em abertura de Processo Administrativo, culminando em penalidades administrativas previstas no Código de Defesa do Consumidor (CDC). 

nov
25

Ministério da Justiça investiga se Black Friday é ‘Black Fraude’

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

black-fraude1448453697A Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça abriu investigação relacionada à Black Friday 2017. O objetivo é investigar indícios de que lojas praticaram aumento injustificado de preços no período que antecedeu a data.

De acordo com o Ministério da Justiça, a decisão foi motivada por pesquisas de jornais que mostraram que vários produtos foram reajustados antes da Black Friday e voltaram para, praticamente, o preço normal nessa sexta-feira (24).

Um levantamento do jornal “Folha de S.Paulo”, por exemplo, mostrou que, num universo de mais de 700 itens apresentados como participantes da Black Friday, 48% já foram até mais baratos antes do evento ou ao menos apresentaram o mesmo valor anteriormente. 

Os produtos que mais encareceram antes da Black Friday, segundo pesquisa do buscador Zoom, foram: o smartphone Samsung Galaxy A7 (42%), notebook Lenovo IdeaPad 300 Intel (26%), bicicleta elétrica Biobike Aro 22 (26%), smart TV LED 40 Samsung Série 5 (23%) e TV LED 40 Panasonic Viera (19%). Ontem (24), no dia da promoção, muitas lojas voltaram os produtos para o preço normal.

De fato, o consumidor que foi às compras reclamou dos preços. Segundo levantamento do Reclame Aqui, até a tarde de ontem (24) haviam sido registradas 1.374 reclamações, um aumento de 16,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

No Procon de São Paulo, as reclamações também foram maiores do que no ano passado, mas o órgão não tinha um levantamento oficial. Em Minas Gerais, o Procon Assembleia informou que não monitora preços e reclamações no dia do evento.

Fonte: O Tempo

nov
22

Procon-PE realiza Mutirão dos Superendividados no Recife

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags ,

A partir de amanhã (23) o Procon-PE inicia mais um Mutirão dos Superendividados. É uma oportunidade para a população negociar dívidas. Os atendimentos serão realizados até o dia 1º de dezembro, das 8h às 14h, na sede do Procon-PE (Rua Floriano Peixoto, 141), no bairro de São José – Recife. O número de senhas é limitado.

A ação contará com a participação de todos os bancos, através da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Celpe, Compesa, OI, TIM, Claro, Vivo e NET. Como nos mutirões anteriores, a Prefeitura do Recife irá participar negociando dívidas de IPTU.

A novidade nesta ação será a participação das prefeituras de Olinda e Paulista. O município de Olinda além de dividir dívidas anteriores em até 36 meses, dará 30% de desconto para o pagamento à vista do IPTU de 2018, para os contribuintes que quitarem 2017 até o dia 30 de novembro. Já Paulista, além de dividir, dará descontos de até 100%, de débitos anteriores, para quem pagar o IPTU do ano em exercício à vista.

Todas as negociações realizadas no Mutirão serão acompanhadas por advogados do Procon-PE, a fim de garantir que o consumidor receba, de fato, uma proposta diferenciada e que se enquadre na sua realidade financeira.

Para participar da conciliação é necessário apresentar original e cópia da carteira de identidade, CPF e o comprovante de residência, além de documentos que possam comprovar a dívida, como nota fiscal, ordem de serviço, faturas, comprovante de pagamento e/ou contrato, número de protocolo, entre outros. Caso no documento conste o nome de outra pessoa, que não seja o titular, é preciso procuração reconhecida em cartório para a representação.

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de março de 2019
251 dias restantes.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje