Navegando todos os artigos com a tag Protesto
dez
21

Professores do Cemo fazem novas denúncias em carta aberta

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

Na última segunda-feira (18), os professores do Centro de Educação Musical de Olinda (Cemo) realizaram nova denúncia contra a gestão do Professor Lupércio (Solidariedade). Em carta pública veiculada em uma página do Facebook, os docentes afirmaram que não possuem comunicação com o prefeito, que insiste em não recebê-los e nomeia gestores à revelia dos mesmos. Eles reivindicam eleições diretas para os cargos da direção e da coordenação da escola, em conformidade com as demais unidades da rede pública escolar da cidade.

No texto os professores afirmam que solicitações de reuniões com o prefeito para discutir a situação do Cemo foram ignoradas. Atualmente, o cargo de coordenador da escola permanece vago e o cargo de direção está, interinamente, ocupado por uma pessoa sem formação na área.

“Contrariando todas as expectativas positivas de termos um prefeito que também é ‘professor’, o prefeito Professor Lupércio se mantém irredutível em iniciar um diálogo com os professores do Cemo, em uma postura incompatível com o Estado Democrático de Direito em que vivemos”, diz o texto.

Ao afirmarem que terminaram o ano letivo de 2017 de luto, eles enumeram situações de assédio moral: “fomos ameaçados de transferência, coagidos em nosso próprio ambiente de trabalho, caluniados, difamados e até ameaçados de morte”, diz a carta.

Sobre as matrículas, o texto revela que estão sendo preparadas por pessoas “que não conhecem realmente as peculiaridades da matrícula do Cemo, comprometendo mais uma vez a qualidade do ensino de uma escola que é referência no ensino de Música em Pernambuco”.

Audiência – No dia 21 de fevereiro de 2018, às 15h, será realizada uma nova audiência pública, no Ministério Público de Olinda, para discussão da situação do Cemo. Durante este ano, a partir das reivindicações e protestos dos professores, o antigo diretor da escola, Flávio Cassimiro, que forjou um diploma falso de graduação em Música pela UFPE, e seu coordenador pedagógico, Jonatas Ferreira, foram exonerados dos seus respectivos cargos.

nov
28

Professores reivindicam eleições diretas no Cemo

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Os problemas que cercam o Centro de Educação Musical de Olinda (Cemo), localizado no bairro de Salgadinho, ainda permanecem. Após a exoneração de Flávio Cassimiro e Jonatan Ferreira, respectivamente, dos cargos de gestor e coordenação pedagógica, a instituição continua sem profissionais nas funções. Na última quarta-feira (22), docentes da instituição publicaram uma carta conjunta nas redes sociais exigindo eleições diretas e uma reunião com o prefeito de Olinda, Professor Lupércio.

cemo-olinda

No documento, os professores  também reivindicam profissionais com formação específica como licenciatura em música, especialização em coordenação pedagógica e experiência comprovada. Eles também argumentam que o prefeito do município não mantém diálogo com os profissionais do Cemo e o acusam de desmonte por motivações políticas e religiosas.  

Em agosto deste ano, os docentes do Cemo denunciaram irregularidades administrativas, que os impediram de iniciar o semestre. Além disso, eles também apontaram que o antigo gestor não tinha formação acadêmica em música e o diploma apresentado era falso, fato que foi confirmado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e culminou com a exoneração de Flávio Cassimiro.  Após três meses do fato, os professores denunciaram que o ex-coordenador pedagógico ainda recebia remuneração pelo cargo não exercido. 

Fonte: Leia Já

 

nov
28

Carta conjunta dos professores do Cemo ao povo pernambucano

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

CEMO_Professores

Na última quarta-feira (22), data em que foi comemorado o Dia da Música, os professores  do Centro Musical de Olinda (Cemo) publicaram uma carta conjunta nas redes sociais exigindo, entre outras reivindicações, eleições diretas na instituição. Confira:

“Carta conjunta dos professores do Cemo ao povo pernambucano – Prefeito Lupércio, devolva a nossa escola!

Motivações são coisas difíceis de se esconder; cedo ou tarde elas mostram a cara.
O Cemo é uma instituição de ensino musical do município de Olinda-PE, que já caminha para completar 35 anos. Fundada por músicos, professores e artistas do meio musical, teve como primeiro diretor o maestro Mário Câncio (amigo de Villa-Lobos). Após o seu falecimento, assumiu a professora da casa Anaide da Paz que, na época, já exercia a coordenação pedagógica (atualmente cursa o mestrado em Educação).
O Cemo foi criado como uma autarquia, mas não funciona como tal (entre outras coisas não possui autonomia financeira), funciona, de fato, como uma escola: seus professores são da rede municipal de Olinda (via concurso público, com o mesmo cargo, regimento e plano de cargos e carreira dos professores do ensino regular), e seu calendário é o mesmo das escolas da rede pública de ensino.
Essa contradição entre o que a escola é de fato, e o que é por lei, resulta em um nó no qual estamos nos debatendo nesse exato momento. Vejam só…
Seus três únicos cargos: diretor, coordenador e regente da banda, são ocupados por indicação do poder executivo, conforme a lei, e não como já acontece nas escolas da rede, que podem eleger seus próprios diretores, a partir de eleições diretas.
E aqui entra a questão das motivações: as indicações para estas funções, apesar de indiretas, sempre respeitaram alguns critérios que, mesmo não estabelecidos em lei, soam, para qualquer ouvido mais atento, com a mesma clareza do tan-tan-tan-tan da 5a sinfonia de Beethoven:
– Que o diretor seja formado em música e com atuação reconhecida e respeitada na área musical;
– Que o coordenador pedagógico tenha formação específica, com licenciatura em música ou especialização em coordenação pedagógica;
– Que o regente da banda tenha formação musical e experiência anterior comprovada.
Mas o que fez o professor Lupércio (que, como o próprio nome fantasia indica, é ou foi professor), assim que assumiu em Janeiro deste ano, e sem nenhum tipo de escuta e diálogo com os profissionais da casa?
– Nomeou para diretor um regente amador, que depois foi denunciado pelos professores, em audiência pública, por apresentar um diploma falso de licenciado em Música, sendo por isso mesmo exonerado;
– Nomeou para coordenador pedagógico um estudante de direito sem nenhuma formação pedagógica ou musical, que causou, por sua falta de competência, um verdadeiro pandemônio nas matrículas e grade curricular da escola (não fosse a coordenação assumida, posteriormente, por um grupo de professores da casa, o semestre letivo estaria comprometido para os alunos). Este ex-coordenador continuou recebendo pela função, mesmo após seu afastamento da escola; sua efetiva exoneração do cargo só aconteceu na véspera da segunda audiência convocada pelo MP, e muito pela pressão dos professores, que denunciaram a improbidade pela imprensa;
– Também nomeou como regente da banda, cargo que era ocupado por um prestigiado regente, compositor e arranjador local, um jovem instrumentista da própria banda, sem formação e atuação na respectiva área.

Esses fatos falam por si só.
Esses fatos gritam por si só: 
O prefeito sequestrou o Cemo e quer usá-lo para seus interesses políticos e eleitorais; e além disso, confunde religião e política (todos sabem que esta gestão está firmemente coligada com uma denominação pentecostal), preferindo pessoas ligadas a essa instituição à outras com a devida formação profissional para assumir diversos cargos na administração da cidade. 
Nós, os professores do Cemo, estamos mobilizados. Já solicitamos, diversas vezes, uma reunião com o prefeito, mas fomos solenemente ignorados. 
O Ministério Público, ciente da situação, também está atento e solicitou correções, aguardando as providências da prefeitura.
A escola, apesar de ter avançado em questões
de limpeza, pintura, e de pessoal (o número de funcionários locados e terceirizados cresce a cada dia, desordenadamente), segue com um grave problema: os cargos de diretor e coordenador pedagógico estão vagos. 
A direção interina é ocupada, atualmente, por alguém que não tem formação na área de Música; a coordenação está sem nenhum profissional da casa, depois que os dois professores que cumpriam esta função sem nomeação, numa tentativa de minimizar os danos causados anteriormente, decidiram, com o apoio dos demais professores, não permanecer trabalhando nesse cargo nessas condições; e a prefeitura de Olinda não demonstra qualquer boa vontade em atender nossa pauta.
Por isso, decidimos expor de forma contundente, para a comunidade escolar, à gestão atual, e à sociedade olindense e pernambucana, nosso pleito por eleições diretas, já, para a direção da nossa escola; além de mais uma vez pedir que: por favor, Prefeito, devolva a nossa escola!

Newton Messias e Ivan Ferreira (redatores). Subscrevem: Anaide da Paz, Andressa D’Ávila Marques, Áurea de Morais, Árcripo Francisco Gomes Neves, Basemate Neves, Breno Lira, Claudio Moura, Dayse Gomes Mendes Mendes, Dennis Anderson, Elieny Santos, Fernanda Barreto, Fernando Salomão, Fernando Torres, Francisco Naziazeno, Hugo Leonardo, Roberto José da Silva, Keila Souza, Kelsen Gomes, Laudiceia Oliveira, Luiz Neto, Maíra Macêdo, Marcos Mendes, Mauricio Cezar, Melina Gama, Moema Macêdo, Rodrigo Leite, Rogerio Acioli, Wendell Bento, Wilson Soares Cesar

Foto: Rogerio Acioli

nov
22

Protesto por falta d´água interdita trânsito na PE-15, em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

protestoto

Um protesto, na manhã desta quarta-feira, interditou o trânsito na PE-15, em Olinda, no sentido Paulista. Para denunciar a falta de abastecimento de água há mais de 90 dias, moradores da área queimaram pneus e entulhos nas imediações do Terminal Integrado, no bairro de Ouro Preto.

A manifestação deixou o tráfego bastante lento na rodovia estadual. O Corpo de Bombeiros foi acionado e, por volta das 8h começou a apagar as chamas para liberar a via.

Fonte/Imagem: Diário de Pernambuco

nov
20

Rio Doce exige água nas torneiras

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

 Chico Carlos – Jornalista

A Associação dos Moradores da III Etapa de Rio Doce vai realizar às 8h desta terça-feira (21), um ato público em frente à sede da falta_agua1Compesa, no Bairro Novo (Avenida Getúlio Vargas, 895), Olinda. Segundo os moradores, já foram realizadas cinco assembleias na sede da Associação, com a presença de representantes da Compesa e, no entanto, o problema da falta d’água continua.

“Descaso e desrespeito. A população de Rio Doce não aguenta mais tantas promessas que não são cumpridas pela Compesa. Tem local do bairro que já registra mais de 30 dias sem água nas torneiras. Outro absurdo é a companhia só ter dois carros-pipas para atender à população do bairro”, criticou o presidente da Associação, Miguel Pacífico.

A mobilização no bairro é para que amanhã (21), se faça um grande ato contra a falta d’água em Rio Doce. Os moradores devem levar  baldes vazios, faixas e cartazes para demonstrar toda a insatisfação da comunidade e cobrar soluções imediatas às autoridades.

nov
8

Por moradia, manifestantes fecham a Av. Agamenon Magalhães

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Recife     Tags , ,

Em menos de um mês, duas manifestações por moradia fecharam vias da capital pernambucana. Em seu terceiro ato, na manhã desta quarta-feira (8), a Avenida Agamenon Magalhães foi bloqueada e complica o trânsito tanto para a Zona Sul quanto em direção a Olinda, na Região Metropolitana do Recife. 

proteso

O grupo formado por movimentos por moradia protesta contra o corte de orçamento para uma das faixas do Minha Casa Minha Vida e a falta de diálogo com o governo e a Caixa Econômica Federal. No final do mês de outubro, no dia 24, os integrantes dos grupos se dirigiram à superintendência da Caixa Econômica Federal no Recife e ocuparam o prédio. 

Os manifestantes informam em nota que “este governo anunciou a contratação de 70 mil unidades no Campo e na Cidade em 2017, sendo 35 mil unidades habitacionais para o Programa Minha Casa, Minha Vida Rural – PNHR – e 35 mil Unidades para o Programa Minha Casa, Minha Vida – Entidades”. Apesar desse anúncio, eles informam que “até o momento, nenhuma proposta foi selecionada nem contratada. E se selecionar, com este orçamento proposto, não haverá recursos para contratar e construir”. Nesta quarta, eles seguirão para a Praça do Derby, na área central da cidade e, em seguida, seguirão novamente para a superintendência. 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), nesta manhã ainda está sendo realizado um protesto na BR-101, no quilômetro 98, no Cabo de Santo Agostinho. Conforme informações, outros manifestantes também lutam por moradia e fecharam a rodovia. Cerca de 60 pessoas participam da ação. 

Fonte: Leia Já

out
9

Protesto bloqueia saída de ônibus no Terminal da PE-15, em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

protesto pe-15

Manifestantes bloquearam a entrada e saída de ônibus no Terminal Integrado da PE-15, em Olinda, na manhã desta segunda-feira (09). O ato foi para denunciar que o número de coletivos e de viagens da linha PE-15/Boa Viagem não está atendendo a demanda.

Segundo o Grande Recife Consórcio de Transporte, a linha 050 – PE-15/Boa Viagem opera com 33 veículos, que realizam 230 viagens. A primeira viagem é às 4h e a última à 0h10. 

Por meio de nota, o Grande Recife informou que foi registrada a quebra de dois veículos que operam a linha 050. O fato, somado ao percurso extenso da linha e os engarrafamentos que ela enfrenta, acarretou num atraso no cumprimento dos horários de saída da linha do Terminal PE-15 e motivou os passageiros a fecharem o acesso às 6h50. 

A nota diz ainda que, durante o protesto, a saída de todas as linhas do terminal foi impedida e um ônibus tipo BRT foi depredado. Às 8h05, a operação no TI foi retomada e os veículos da linha 050, substituídos.

out
5

Motoristas protestam contra onda de assaltos a ônibus na RMR

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Policial     Tags , ,

protesto ônibus

Rodoviários realizaram um protesto das 11h30 às 12h30 desta quinta-feira (05) e bloquearam o trânsito no Centro do Recife. O ato contra a violência e onda de assaltos a ônibus aconteceu na altura da agência central dos Correios, entre a Rua do Sol e a Avenida Guararapes, no bairro da Boa Vista. 

Por volta das 12h40, o trânsito começou a voltar a fluir com normalidade. De acordo com acompanhamento do radialista Eliel Alves (Programa Bandeira 2 – Rádio Jornal – 90,3 FM), já passam de 3 mil o número de assaltos a ônibus na Região Metropolitana, em 2017.

Fonte/Foto: Folhape

set
19

Hoje tem protesto de taxistas no Recife

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Trânsito     Tags , , ,

paralisação de taxisA Frente dos Taxistas de Pernambuco realiza, nesta terça-feira (19), protesto por mais fiscalização para o transporte de passageiros em carros particulares, como o oferecido pelo aplicativo Uber.

A concentração da manifestação, marcada para ocorrer em várias cidades do Brasil, está prevista para às 6h em dois pontos distintos: em frente ao Classic Hall, em Olinda; e no Cais José Estelita, no bairro de São José, no Recife. Com isso, o trânsito nas zonas Norte e Sul promete complicar na manhã de hoje.

Os taxistas pretendem sair em direção à sede do Governo do Estado, na Praça da República, área central do Recife. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), no bairro de Santo Antônio, e a Prefeitura do Recife, no Cais do Apolo, também estão entre os pontos de parada do ato, liderado pelo Sindicato dos Taxistas Autônomos de Pernambuco.

ago
9

Moradores e catadores protestam contra fechamento do Lixão de Aguazinha

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Moradores e catadores de resíduos sólidos realizam um protesto em frente ao Lixão de Aguazinha, em Olinda. Um dia após a prefeitura do município anunciar o encerramento das atividades, eles atearam fogo em pneus e fecharam a Avenida II Perimetral Norte, que dá acesso ao aterro, que teve o funcionamento encerrado por determinação da Agência Pernambucana do Meio Ambiente (CPRH). Uma equipe do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM) já está no local.

folha

As atividades no local serão desativadas nesta quarta-feira (9) e as 400 toneladas de lixo geradas em Olinda diariamente serão transportadas ao aterro de Mirueira, em Paulista, antes de terem a Central de Tratamento de Resíduos (CTR) de Igarassu como destino final.

O Lixão de Aguazinha não possui licença para operar há dois anos, por causa de impasses financeiros. As multas aplicadas pela CPRH ao município já totalizam R$ 790 mil.

Fonte/Imagem: Folha PE

jul
20

Moradores fazem protesto em Olinda para cobrar melhorias em habitação

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Olinda     Tags ,

Moradores de Olinda realizaram protestos em dois pontos da cidade, na manhã desta quinta-feira (20). O primeiro ocorreu na Avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos, e o segundo aconteceu na Avenida Sigismundo Gonçalves, no Varadouro. Os dois atos foram articulados por grupos que protestavam contra Temer e melhorias na habitação popular.

whatsapp-image-2017-07-20-at-10.25.38-am-1-

Na Presidente Kennedy, o protesto começou por volta das 9h. O número de manifestantes não foi informado. O grupo fechou os dois lados da via, que foi liberada cerca de meia hora depois.

No protesto do Varadouro, os integrantes do movimento chegaram de ônibus, por volta das 10h. Eles colocaram pneus na pista, no sentido Olinda/Recife, e atearam fogo. A via ficou interditada. Cerca de 100 pessoas participaram do ato público. Por causa do protesto, houve engarrafamento na área. Uma fumaça preta podia ser observada de longe.

Fonte: Portal G1

jun
30

Moradores do Janga protestam contra morte de soldado do Exército

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Trânsito     Tags , ,

protesto no JangaMoradores do bairro do Janga, em Paulista, fizeram um protesto na noite dessa quinta-feira (29), devido à morte de um soldado do Exército, morto por um policial militar por motivo fútil no último dia 17. O ato bloqueou as duas faixas da Avenida Doutor Claudio Gueiros Leite, perto da ponte do Janga.

O Corpo de Bombeiros (CB) confirmou que foi chamado para atender à ocorrência no local por volta das 18h. Os manifestantes incendiaram pneus, madeiras e alguns entulhos. Os Bombeiros apagaram os focos de incêndio e desobstruíram as vias depois das 20h.

Foto: Folhape

jun
29

MJPOP e Visão Mundial participam de ato público contra a violência

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , , ,

protestoHoje (29) pela manhã, aconteceu na Praça da República, próxima ao Palácio do Campo das Princesas, encenação com corpos manchados de tinta representando pessoas mortas. A ação foi promovida por entidades religiosas em repúdio aos índices de homicídios em Pernambuco, em 2017.

A região amanheceu repleta de cruzes e corpos, representando as mais de 2.500 vítimas de homicídios registrados este ano em Pernambuco. A ação foi uma forma de manifestar repúdio ao aumento exponencial dos índices de violência no Estado, e cobrar ação efetiva do governo em relação à segurança pública.

O Movimento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP), da ONG internacional Visão Mundial, participou em peso, em parceria com lideranças e membros de dezenas de igrejas e organizações sociais cristãs, do ato pela paz no Recife.

Os integrantes do MJPOP entregaram panfletos, para o despertar de consciência da população sobre o estado de insegurança a que se está sujeito hoje em Pernambuco.

O ato público foi promovido pelo Movimento PE de PAZ, que tem como objetivo mobilizar a sociedade para a temática da violência, bem como pressionar o governo a fim de que medidas de combate à criminalidade no Estado sejam tomadas, contribuindo assim para a construção conjunta de uma cidade melhor e mais segura.

 

jun
27

Motoristas de ônibus protestam contra violência no transporte público

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Recife     Tags , ,

Motoristas de ônibus realizaram uma paralisação nesta terça-feira (27), no Centro do Recife, contra a violência no transporte público. O protesto teve início por volta das 10h30, no cruzamento da avenida Guararapes com a rua do Sol. Com faixas apontando a quantidade de crimes nos coletivos, eles fecharam o trecho por cerca de uma hora e meia. 

ÔnibusAssalto
No local, fizeram uma quadrilha junina com direito a um casamento que representava a união entre a violência e a impunidade. Em seguida, o grupo seguiu para o Palácio do Campo da Princesas, onde enceraram a quadrilha junina novamente, mas não chegaram a ser recebidos por nenhum representante do governo.

João Maurício Lima, que trabalha há 18 anos como motorista de ônibus diz que se afastou da função por medo da violência. “Trabalhar como motorista de ônibus é pedir a Deus para voltar para casa. Eu já sofri 16 assaltos”, conta, “infelizmente a gente é forçado pela empresa a trabalhar no outro dia (após o assalto). O assalto a mão armada é uma pressão psicológica que a gente passa meses, até anos, mal com a situação”, completou. Ele ainda contou que a sensação é de medo tanto para ele, quanto para a família e amigos que torcem para que o motorista chegue bem em casa.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benilson Custódio, o Estado atingiu a marca de dois mil assaltos a ônibus. A Secretaria de Defesa Social (SDS), no entanto, diz que, ate maio, foram 731 registros.

Fonte: Folha PE

jun
8

Homem se amarra à placa do TSE e diz que só sai com Temer cassado

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Brasil     Tags , , ,

Um homem fez um protesto em frente ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, e chamou a atenção nesta quinta-feira (8). Ele se amarrou na placa do Tribunal e diz que só sairá de lá depois que o presidente Michel Temer tiver o mandato cassado.

HomemSeAmarra

O homem foi identificado como André Rouglas, de 56 anos. Ele usa uma camisa em apoio à operação Lava Jato e amarrou os dois braços, como se estivesse em uma cruz. André viajou de São Paulo até Brasília só para fazer o protesto. “Estou prestando minha solidariedade ao povo brasileiro”, afirmou.

André demonstrou toda a sua indignação com o momento que o país vive. “Primeiro estou indignado por esse país. Gente passando fome em todo lugar; gente sem escola, sem saúde e muita corrupção. Estou amarrado simbolizando a população”, disse ele. 

Mas essa não é a primeira vez que André protesta. Ele já fez greve de fome durante o Movimento Ficha Limpa, mensalão, impeachment de Dilma e até na posse de Temer.

Fonte: Portal Meio Norte

jun
3

‘Eu Acho É Pouco’ desfila neste domingo por “Diretas Já!”

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Olinda     Tags , , ,

O bloco carnavalesco EU Acho É Pouco realiza arrastão neste domingo (04) em protesto contra o governo de Michel Temer (PMDB) e por “Diretas Já!”.  A agremiação sairá da sua sede na Ribeira, às 14h, com muito frevo.

acho

O destino do desfile será a Praça da Abolição (Praça da Preguiça), no Carmo, onde está programado o ato artístico-cultural “Não Me Venha com Indiretas! Diretas Já”. O evento pretende se transformar num grande ato de resistência em praça pública pelas eleições diretas para presidente do Brasil. 

Nomes como Cannibal, Catarina Dee Jah, Rogerman, Tiné, Malícia Champion confirmaram presença. Também farão parte da programação os DJs 440 e Lala K , Ravi Moreno, Renato da Mata e Vinicius Lezo.

Os organizadores também decidiram fazer uma “vaquinha” online para ajudar na realização do ato. Para ajudar, basta acessar o link: “Não Me Venha com Indiretas! Diretas Já”.

maio
16

Manifestantes voltam a protestar contra benefícios de vereadores de Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Movimento Olinda Imortal (MOI) voltou à Câmara de Vereadores, nesta terça-feira (16), para protestar contra os benefícios recebidos pelos vereadores da cidade, chamados pelo grupo de regalias.

MovimentoOlindaImortal

De acordo com o representante do MOI, Tiago Batista, o movimento é contra “o 13º salário que eles criaram para si, as férias remuneradas, o aumento de 80% da verba de representação do presidente da Câmara, Jorge Federal (PR), e contra o reajuste de 6,58% dos salários” dos parlamentares.

De acordo com Batista, o grupo está no local desde às 9h desta terça-feira, protestando, coletando assinaturas e tentando falar com os vereadores para que eles voltem atrás nas decisões.

“Caso contrário, a gente vai entrar com uma ação popular na Justiça e entregar também esse abaixo-assinado que estamos fazendo ao Ministério Público para que eles tomem conhecimento dessa farra com dinheiro público”, declarou.

O MOI afirma ter mais de três mil assinaturas físicas e coletadas via internet, na página do movimento no Facebook. “Enquanto eles não voltarem atrás nessa decisão, a gente vai manter firme, batendo pé contra essa gastança do dinheiro público, essa farra. É R$ 500 mil a mais por ano no orçamento, que vai sair do bolso dos olindenses”, disse o representante do movimento.

Questionado se os manifestantes já foram recebidos pelos vereadores, Tiago Batista informou que não. “Gostaríamos que fôssemos para a gente conversar com eles, para pedir que voltem atrás dessas decisões. Eles passam, a gente dá bom dia e eles respondem. A gente pergunta: ‘e o aumento?’ e eles ficam calados. Fazem ouvidos de mercador”, garantiu.

Após se concentrarem em frente à Casa Bernardo Vieira de Melo, os manifestantes entraram na Câmara para acompanhar a sessão como forma de pressionar os parlamentares.

Fonte: Folhape

maio
12

Grupo quer vereador sem o aumento de 80% da verba de representação

AuthorPostado por: Maraba Soares    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

O Movimento Olinda Imortal (MOI), grupo criado a partir da insatisfação com relação ao aumento de 6,58% dos salários dos vereadores, suspenso na última quarta-feira (10), promete continuar fazendo pressão para que também seja revogado o aumento de 80%  (R$ 10.000,00) na verba de representação do presidente da Câmara, vereador Jorge Federal (PR).

olinda-1

Com o cancelamento da sessão ordinária de ontem (11), quando foi marcada uma grande manifestação contra os aumentos, os integrantes do MOI distribuíram panfletos e colheram assinaturas da população na Praça do Carmo. Eles pretendem estender o protesto por outros bairros e periferia da cidade até a próxima reunião dos vereadores, prevista para a próxima terça-feira (16).

“O projeto ainda está na prefeitura, não retornou para a Câmara. Ou seja, não tem nada que nos garanta a revogação do aumento anunciado. Por isso, iremos pressionar, colher assinaturas e se eles não recuarem entraremos na Justiça com uma ação civil pública”, afirmou um dos coordenadores do movimento, Tiago Batista.

“Esse aumento é totalmente imoral. Como morador de Olinda vejo diariamente os problemas da cidade; a falta de saúde e educação e os funcionários públicos são extremamente mal remunerados”, completa Tiago.  

Numa clara demonstração de descontrole e falta de intimidade com a democracia, que garante a todos os cidadãos o direito à livre manifestação, funcionários da Câmara de Olinda tentaram impedir a ação de ontem (11) na Praça do Carmo. Quiseram intimidar os manifestantes arrancando as faixas que denunciavam o aumento abusivo e injustificável dos vereadores. Em uma das tentativas de tolher a liberdade de expressão dos manifestantes, um funcionário da Câmara foi detido e levado à delegacia para prestar explicações.

abr
20

Alepe aprova voto de protesto contra o deputado Jair Bolsonaro

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    CategoryEm: Brasil     Tags , ,

Sem resistência, a Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou nessa quarta-feira (19), um voto de protesto ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato à Pesidência da República em 2018. O motivo são as “declarações de ódio racial contra o povo negro”, quando o parlamentar proferiu falas polêmicas sobre quilombolas.

Bolsonaro

O voto de protesto foi proposto pelo deputado Edilson Silva (PSOL). Na hora da votação da ordem do dia, o vice-presidente da Alepe, Pastor Cleiton Collins (PP), pediu atenção ao requerimento. Mas nenhum dos deputados presentes quis sequer discutir a proposta, que terminou sendo aprovada com facilidade. 

Na semana passada, o deputado Bispo Ossésio Silva (PRB), integrante da bancada evangélica na Assembléia Legislativa, também fez um discurso contundente contra Bolsonaro. Segundo Ossésio, o deputado federal não será eleito presidente da República.

Fonte: Portal JC

abr
10

Protesto de funcionários da Caxangá deixa usuários sem ônibus em Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Protesto na Empresa CaxangáMotoristas, cobradores e fiscais da empresa de ônibus Caxangá estão parados desde a madrugada desta segunda-feira (10). O protesto acontece diante da garagem da empresa, no bairro de Jardim Brasil II, em Olinda. por conta disso, os usuários de transporte coletivo estão com dificuldades de locomoção nesta manhã.

Os ônibus da Caxangá transportam diariamente cerca de 240 mil passageiros no Grande Recife, em 54 linhas. Entre as linhas operadas pela empresa estão a TI Xambá, TI Xambá-Príncipe, Jardim Brasil I e Jardim Brasil II.

Os funcionários reclamam de demissão de cobradores de linhas que deixaram de ser operadas com a presença desses profissionais. Ao todo, 32 linhas na Região Metropolitana do Recife já circulam sem cobradores. Os profissionais também reclamam que agora têm que vender cartões VEM nas linhas que não ficarão sem cobrador.

O protesto, iniciado desde às 3h30 de hoje (10), também pede a saída do gerente financeiro da empresa. Segundo os funcionários, pelo menos 30 cobradores teriam sido demitidos da empresa Caxangá. O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benílson Custódio, denuncia que a Caxangá demitiu 77 funcionários, sendo 30 cobradores.

Fonte/Foto: Folhape

Redes Sociais:

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog: