Navegando todos os artigos com a tag Reclamações
ago
2

Três caixas eletrônicos do Banco 24Horas já funcionam no Patteo Olinda

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Olinda     Tags , ,

Em resposta à postagem sobre a falta de caixas eletrônicos no Shopping Patteo Olinda, a assessoria do mall esclarece que há três caixas eletrônicos do Banco 24 Horas em funcionamento e disponíveis para os clientes no piso L4.

A informação dos leitores é que até o último final de semana não havia caixas eletrônicos em funcionamento, no Patteo Olinda.

Foi informado, ainda, pela assessoria do shopping, que neste mês de agosto serão inauguradas duas salas VIP do Cinépolis e uma unidade da UniNassau, com quatro mil metros quadrados.

jun
13

Denúncias contra plano de saúde Hapvida são discutidas na Alepe

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

Reclamações de usuários do plano de saúde Hapvida foram discutidas na Comissão de Cidadania da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), nessa terça-feira (12). Representantes do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Conselho Regional de Medicina (Cremepe), OAB-PE, Ministério Público (MPPE), Defensoria Pública e a Associação de Defesa dos Usuários dos Planos de Saúde (Adusps) relataram problemas como a negativa de realizar procedimentos mais complexos, a exemplo de ressonâncias e quimioterapia.

A deputada Socorro Pimentel (PTB) disse que a operadora, dona da maior carteira de planos individuais do Nordeste, vende para o consumidor a ilusão da cobertura integral, mas, na prática, faz apenas atendimento ambulatorial. “Eles têm atendimento ambulatorial, atendimento nas consultas, mas quando precisam de um procedimento com custo mais alto, os pacientes são enviados para ser tratados no SUS.”  

A presidente da Adusps, Renê Patriota, relatou que a remoção de pacientes internados na rede própria para hospitais é prática cotidiana. “Essa transferência pode ser caracterizada como omissão de socorro, pode levar o paciente à morte. Vários pacientes complicam sua situação de saúde porque vão e voltam, são desassistidos. É importante que os consumidores, pacientes e familiares procurem sempre a Justiça para garantir o atendimento.”

Mário Jorge Lobo, da Sociedade Brasileira de Ortopedia, sugeriu trazer para o debate a Secretaria de Saúde. O objetivo é  esclarecer o volume de atendimentos de pacientes da Hapvida nas unidades do Estado e se o poder público tem feito a cobrança do ressarcimento previsto em lei pela Tabela do SUS. Servidores do Detran-PE presentes à reunião também se queixaram do contrato firmado pelo órgão com a operadora. O presidente do Sindetran, Alexandre Bulhões, pediu providências à Procuradoria do Estado.

Presidente da Comissão de Cidadania, o deputado Edilson Silva (PSOL) disse que será agendada uma audiência pública com a convocação oficial de responsáveis pela Hapvida. Eles foram convidados para o debate dessa terça-feira (12), mas não compareceram. “A audiência aconteceu, funcionou, e teve encaminhamentos”.

Por sugestão da deputada Priscila Krause (DEM), outro encaminhamento é estudar a possibilidade de pedir a instalação de uma CPI para investigar prestadoras que atuam na saúde suplementar em Pernambuco com foco na Hapvida.

jun
13

Celpe lidera reclamações no Procon-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O Procon-PE atendeu no mês de maio 5.403 consumidores, gerando 2.733 reclamações. O primeiro lugar ficou novamente com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), com 132 reclamações. Em abril a Celpe teve 94 reclamações. Uma das novidades no ranking das 10 empresas mais reclamadas são os Correios, figurando no 5º lugar, com 61 reclamações.

Os consumidores que abriram reclamações contra a Celpe reclamam de cobrança indevida e/ou abusiva e serviços mal executados. Já sobre os Correios, a principal queixa é a demora na entrega de encomendas.

O segundo lugar do ranking ficou o grupo econômico Bradesco, onde estão o Banco Bradesco, a Bradesco Cartões, Bradesco Vida e Previdência, Bradesco Saúde, Bradesco Promotora e Bradesco Capitalização, totalizando 92 reclamações. O terceiro e quarto lugares ficaram com a TIM Nordeste e OI Móvel e OI Fixo.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

Confira o ranking das empresas mais reclamadas:

  • 1º Celpe – 132
  •  Grupo Econômico Bradesco – 92
  •  TIM Nordeste – 67
  •  OI Móvel e OI Fixo – 62
  •  Correios – 61
  • 6º Compesa – 56
  • 7º Grupo Econômico Caixa Econômica Federal – 51
  • 8 º Grupo Econômico Itaú – 52
  •  Banco Santander  – 36
  • 10 º Claro S/A, Claro-NET, Claro TV-Embratel – 35
abr
3

Bradesco, Celpe e Motorola lideram reclamações no Procon-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Denuncias     Tags , ,

O Procon-PE atendeu no mês de março, 2.414 pessoas em todo o Estado. O primeiro lugar das empresas reclamadas ficou com o grupo econômico Bradesco, onde estão o Banco Bradesco, a Bradesco Cartões, Bradesco Vida e Providência, Bradesco Saúde, Bradesco Promotora e Bradesco Capitalização, totalizando 98 reclamações. 

A partir de agora, o Procon-PE está divulgando o ranking por grupo econômico. Entre os principais problemas estão a cobrança abusiva ou indevida. O 2º lugar ficou empatado com a Celpe e a Motorola Industrial, com 66 reclamações.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades, munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento e contrato entre outros. 

Ranking das empresas mais reclamadas em março de 2018

  • – 1º Grupo Econômico Bradesco S/A – 98 reclamações
  • – 2º Celpe e Motorola Industrial – 66 reclamações
  • – 3º Grupo Econômico Itaú – 65
  • – 4º OI Móvel e OI Fixo – 57
  • – 5º Motorola Connect Sta Maria – 56
  • – 6º Compesa – 51
  • – 7º Claro S/a, Claro-NET, Claro TV Embratel – 42
  • – 8º Grupo Econômico Caixa Econômica Federal – 40
  • – 9º Lojas Insinuantes – 33
  • – 10º LG Electronics do Brasil – 32
mar
10

Oi e Bradesco lideram ranking de reclamações no Procon-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

No mês de fevereiro, o Procon-PE atendeu 1.911 pessoas em todo o Estado. Entre as empresas mais reclamadas estão as de telefonia, os bancos e as empresas de eletroeletrônico.

O primeiro lugar ficou com o grupo econômico da OI, que engloba a OI Móvel e Fixo, com 84 reclamações durante o mês. Entre os problemas mais apresentados pelos consumidores estão as cobranças abusivas ou indevidas.

O segundo lugar ficou com o grupo econômico Bradesco, com 62 reclamações, e o 3º lugar com a Compesa, 54 reclamações. Ainda entre as 10 mais reclamadas estão a Celpe, Motorola Industrial, TIM Nordeste, Motorola Connect Santa Maria, Lojas Insinuante, grupo Claro e Caixa Econômica. O grau de resolutividade nas audiências realizadas pelo órgão estadual é de 90%.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades, munido de RG, CPF, comprovante de residência e documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento contrato, entre outros.

Ranking das empresas mais reclamadas em fevereiro/2018:

  • 1º OI Móvel e OI Fixo – 84 reclamações
  • 2º Banco Bradesco S/A, Bradesco IBI S/A, Bradesco Cartões S/A, Bradesco Auto/RE, Bradesco Vida e Previdência S/A, Bradesco Saúde, Bradesco Promotora, Bradesco Capitalização S/A – 62
  • 3º Compesa – 54
  • 4º Celpe – 47
  • 5º Motorola Industrial – 43
  • 6º TIM Nordeste – 42
  • 7º Motorola Connect Sta Maria – 41
  • 8 º Lojas Insinuante Ltda – 38
  • 9º Claro S/a, Claro-NET, Claro TV Embratel – 34
  • 10 º caixa Econômica Federal, Cartões Caixa, Caixa Capitalização S/A – 33
set
14

Motorola é empresa mais reclamada no mês de agosto no Procon-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

A empresa Motorola foi a empresa mais reclamada durante o mês de agosto no Procon-PE. Das 3.371 reclamações feitas no órgão, 137 são relacionadas à Motorola. O Procon-PE realizou 7.006 atendimentos em agosto, mas menos de 50% geraram reclamações.

No ranking do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) a empresa de aparelhos eletrônicos aparece em 5º e 6º lugares: uma é a fábrica e a outra a assistência técnica da Motorola.

Quando somados os números da fábrica e assistência técnica, a Motorola totaliza 137 reclamações, ultrapassando a OI Móvel com 125 queixas. A principal reclamação dos consumidores é chamado de “vício”, termo usado pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), para alguns defeitos que aparecem ainda no período de garantia do produto. O problema impede ou compromete o simples uso do bem.

Ainda no ranking estão empresas de telefonia, concessionárias e bancos – na sua maioria, reclamadas por cobrança de taxas indevidas e falha na prestação de serviço.

maio
17

Celpe é líder de reclamações no Procon-PE, no mês de abril

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

celpeO Procon-PE realizou 2.236 reclamações no mês de abril. Destas, 74 foram contra a Celpe, que ficou com o primeiro lugar no ranking das 10 empresas mais reclamadas.

Entre os problemas mais apresentados pelos consumidores em relação a companhia de energia estão as cobranças abusivas ou indevida.

Na segunda colocação ficaram empatados dois bancos: o CBSS e o Itaú. Ambos tiveram 50 reclamações. As outras colocações foram ocupadas por outras instituições financeiras e de telefonia.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades do órgão, munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento e contrato, entre outros.

Confira o ranking das 10 empresas mais reclamadas

  • 1º – Celpe – 74 reclamações
  • 2º – Banco CBSS  – 50 reclamações
  • 2º – Banco Itau – 50
  • 3º – OI Móvel – 48
  • 4º – Compesa – 47
  • 5º – Telemar – OI Fixo – 44
  • 6º – Motorola – 39
  • 7º – Banco Bradesco – 37
  • 8º – Motorola – 37
  • 9º – Caixa Econômica Federal – 34
  • 10º – Cardif Seguros – 26

Foto: Blog Marlus Costa

set
10

CELPE É CAMPEÃ DE RECLAMAÇÕES NO MÊS DE AGOSTO NO PROCON-PE

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

O Procon-PE realizou 6.447 atendimentos em todas as unidades do Estado no mês de agosto. Entre as empresas mais reclamadas estão as de telecomunicações. Entre as dez primeiras do ranking, cinco são do setor.

Mas em agosto o primeiro lugar ficou com Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), com 324 reclamações. A maioria dos problemas é relacionado a cobranças abusivas e indevidas.

Ainda entre as dez mais reclamadas estão a Telemar OI Fixo, TIM Nordeste, Claro, OI Móvel, Vivo,  Sky, Compesa e os bancos Itaú e Caixa Econômica Federal. Lembrando que o grau de resolutividade nas audiências realizadas pelo órgão estadual é de 80%.

Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma das 59 unidades munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento e contrato entre outros.

Ranking das empresas mais reclamadas em agosto/2016

  • 1º – Celpe: 324
  • 2º – Telemar-OI Fixo: 274
  • 3º – Banco Itaucard: 251
  • 4º – Compesa: 235
  • 5º – TIM Nordeste: 225
  • 6 º – Claro: 205
  • 7º – OI móvel: 204
  • 8º – Caixa Econômica Federal: 161
  • 9º – Sky Brasil: 155
  • 10º – Vivo: 133
mar
29

CONSUMIDOR PREFERE O TELEFONE NA HORA DE RECLAMAR

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

Com o objetivo de mapear o perfil dos consumidores que já entraram em contato com alguma empresa ou órgão regulador para efetuar uma reclamação, o Centro de Estudos e Tendências da Atento, uma das líderes mundiais de gestão de clientes e terceirização de processos de negócios (CRM/BPO), realizou recentemente uma pesquisa inédita sobre a gestão das reclamações feitas pelos consumidores brasileiros. Além de empresas de 13 diferentes setores, foram entrevistados 552 consumidores de todo Brasil, sendo 53% mulheres e 47% homens. A amostra abrangeu a população com idades entre 18 e mais de 60 anos.

reclamaO levantamento constatou que o canal mais utilizado pelos consumidores para reclamar ainda é o telefone (76,3%), seguido pelo e-mail (46,2%), ambos oferecidos por 100% das empresas sondadas. Entre os que preferem as chamadas telefônicas, 47,8% atribuem a escolha à possibilidade de argumentação e 45,9% ao fato de poderem conversar diretamente com um atendente, sendo que este canal tem o maior índice de resolução se comparado aos demais (78,5%).

O e-mail, apesar de ser o segundo colocado na preferência dos consumidores, apresenta um índice de resoluções menor (62,4%) considerando que 33,9% das mensagens não são respondidas pelas marcas.

A preferência pelo atendimento telefônico é maior à medida que a idade aumenta, ao contrário do que ocorre com os chats corporativos, utilizados com maior frequência pelo público mais jovem e que, na opinião dos entrevistados, ficam em segundo lugar em efetividade, com 74,5% de resoluções, apesar de serem utilizados por somente 23% do total de reclamantes. Além disso, 50% dos consumidores com idades entre 18 e 34 anos tendem a utilizar canais digitais que vão além do chat, como mídias sociais e aplicativos WhatsApp e Viber.

“Este resultado reforça ainda mais que os aplicativos devem revolucionar a interação das empresas com seus públicos, tornando as relações mais eficazes por meio de uma maior automação, com interação direta e contínua entre o solicitante e a empresa”, afirma o diretor-executivo de Estratégia e Marketing da Atento, Regis Noronha. “Com o crescimento massivo no uso das redes sociais e aplicativos pela nova geração, a multicanalidade passa a ser uma oportunidade de negocios e não apenas um diferencial de atendimento”, complementa.

Papel das redes sociais na gestão da reclamação – O estudo revelou que 75% dos entrevistados acreditam que, em um futuro próximo, os meios digitais serão mais utilizados na hora de reclamar sobre algum produto ou serviço. Destaque para as redes sociais, que na avaliação de 25% deverão receber a maior parte das reclamações devido à grande visibilidade que propiciam.

Segundo o diretor-executivo da Atento, “quanto mais digital o mundo se torna, mais canais de relacionamento surgem, exigindo cada vez mais inovação por parte das companhias, independente do setor de atuação”.

Os consumidores que utilizam as mídias sociais para registrar sua reclamação o fazem acreditando que terão maior visibilidade e isso auxiliará na resolução do problema. Noventa por cento dos que recorreram a este canal notaram que o tempo de resolução foi inferior em comparação com outros meios.

Por parte das marcas, atualmente, cerca de 82% atendem as solicitações registradas nas redes sociais e 92,4% afirma que realiza algum tipo de monitoramento destes canais. Já quando o assunto é futuro, os resultados revelaram que 55,3% das companhias já estão se preparando para investir na melhoria das relações por meio das mídias sociais. Outros dois canais que serão foco para novos aportes são os chats (para 60,5%) e os aplicativos próprios (para 57,9%).

Atendimento x Fidelidade – A pesquisa também procurou conhecer os motivos que fazem o consumidor desistir de uma marca. Segundo 80% dos entrevistados, o atendimento ruim é o fator que mais impacta na percepção negativa de uma empresa. Não disponibilizar um canal de relacionamento ágil e eficiente, demorar a responder e-mails ou queixas em redes sociais e subestimar o problema equivalem a perder público.

Para 32%, o que mais os desencanta é perceber que está pagando mais que um cliente novo, enquanto 15% ficam descontentes ao não tomarem conhecimento de ofertas ou mudanças na composição do produto/fornecimento de serviço. Segundo o especialista internacional em relações de consumo e comportamento dos consumidores, Roberto Meir, o cliente gosta de se sentir valorizado. “Os consumidores precisam sentir que são lembrados e beneficiados pela empresas. Atualmente, as pessoas valorizam mais o bom atendimento do que o próprio preço diferenciado”, afirma o especialista.

O estudo ainda apontou que a qualidade dos produtos ou serviços é essencial para garantir a fidelização do consumidor. Setenta e dois por cento da amostra afirmou que qualidade é fundamental, seguida de tratamento especial (39%), aviso antecipado de promoções e novidades (10%) e outros (8%).

Relação com os órgãos reguladores – A maioria dos consumidores (96%) declarou conhecer os órgãos reguladores e de proteção. Destes, 63% já abriu algum processo com o apoio de tais instituições. A percepção desse público (82%) é que os problemas com as empresas só são resolvidos quando o órgão é acionado. Os principais motivos das reclamações são: cobrança indevida (70,7%) e má qualidade do serviço ou produto (47%).

De acordo com Roberto Meir, a maioria das pessoas prefere resolver os seus problemas diretamente com a empresa: “71,5% dos consumidores só recorrem aos órgãos reguladores em último caso, ou seja, quando eles sentem que há mais esperança em resolver o problema de forma amigável com a empresa. Para se ter uma ideia, 34,8% dos entrevistados só recorrem a outros meios após cinco tentativas de contato com a companhia”, explica.

Para os que nunca acionaram esses meios, a demora para falar com os órgãos é o principal motivo que os impedem de abrir um processo. Segundo 48% dos entrevistados, o contato com as instituições é muito demorado. “Ainda assim, 26,4% dos clientes preferem acionar um órgão regulador. Neste caso, eu recomendo a utilização do portal www.consumidor.gov.br, o portal mais democrático para empresas e consumidores”, finaliza Meir.

ago
17

PROCON-PE: TELEMAR-OI FIXO LIDERA RANKING DE RECLAMAÇÕES

AuthorPostado por: Acioli Alexandre    CategoryEm: Serviços     Tags , ,

A Telemar–Oi Fixo ocupa, mais uma vez, o topo da lista de reclamações dos consumidores, no Procon-PE. Em julho, foram abertos 473 atendimentos contra a empresa, na sua maioria, relacionados a reclamações por cobranças indevidas.

Desde o início do ano, a Telemar-Oi Fixo se mantém no primeiro lugar do ranking. Mas, junto com ela, estão outras empresas de telecomunicações lideram a lista de reclamações. No mês de julho, dos 7.577 atendimentos realizados, 1.849 foram relacionados às empresas de telefonia, internet e TV a Cabo. Entre as 10 mais reclamadas estão Sky, Claro, Tim Nordeste e Oi Móvel.

Confira o ranking de julho/2015

1º – Telemar-OI Fixo – 473 reclamações
2º – Celpe – 357
3º – Banco Itaú – 338
4º – SKY – 294
5º – Claro S.A. – 282
6º – TIM Nordeste – 256
7º – OI Móvel – 199
8º – Caixa Econômica Federal – 178
9º – Eletro Shopping – 173
10º – Compesa – 163

Carnaval 2019

Está chegando o Sábado de Carnaval2 de março de 2019
157 dias restantes.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Favoritos

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje