out
27

Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Olinda para a geração de emprego e renda

AuthorPostado por: Jornalismo Redação    Category Em: Olinda     Tags ,

Um dos maiores problemas enfrentados pelos olindenses, sobretudo a população mais jovem, diz respeito à empregabilidade. A população reclama a falta de oportunidades na cidade. Apesar do crescimento nas áreas de comércio e serviços, Olinda continua sendo uma “cidade-dormitório”.

Estamos a menos de 20 dias para a realização das eleições para prefeito da cidade. O que os candidatos têm de propostas para aquecer a economia do município, gerar mais vagas de trabalho e ajudar a reduzir os índices de desemprego na cidade?

Você vai conferir seis propostas. Os candidatos Jorge Federal (PSL), André Azevedo (Democracia Cristã) e Marcos Freire Júnior (Rede Sustentabilidade) não enviaram as suas propostas de governo para essa área. A apresentação abaixo segue a ordem de chegada das informações ao OLINDA HOJE.

Guto Santa Cruz (PDT) 

A geração de emprego e renda numa eventual gestão de Guto Santa Cruz na Prefeitura de Olinda passa pelo desenvolvimento econômico e incentivo às áreas como da construção civil, comércio e serviços e economia criativa, através do turismo e da cultura. 

Com a regulamentação do Fundo Municipal de Cultura, o município investirá, já no primeiro ano de governo, 1% do orçamento municipal para esquentar o setor e gerar trabalho e oportunidades para os artistas da cidade. Com os editais de fomento, o montante entre R$ 6 milhões e R$ 10 milhões deve valorizar e fortalecer grupos culturais da orla ao morro, em todas as linguagens, gerando um calendário de eventos que movimentará a cidade o ano inteiro.

Além disso, Santa Cruz buscará fazer as regulamentações fundiárias necessárias para trazer novos investimentos para a cidade nas áreas de habilitação e saneamento básico. Como o município não tem parque industrial, a gestão buscará fortalecer o comércio dos bairros, como Rio Doce, Peixinhos e Ouro Preto, entre outros, com vistas à empregabilidade para a mão de obra local, assim como para a economia popular e solidária.

Armando Sérgio (Avante)

A relação entre trabalho, desenvolvimento social e direitos humanos é muito forte e uma futura gestão de Armando Sérgio (Avante) vai focar em políticas públicas que incentivem ao trabalho, para que haja melhor desenvolvimento social e garantia dos direitos humanos. Para a área de geração de empregos estão previstas as seguintes ações: o cadastramento de todos os desempregados de Olinda e a criação de uma agência de fomento (nos moldes do antigo Banco do Povo) para a formalização de parcerias com os microempreendedores do município.

O candidato diz que há ainda outras duas propostas no seu plano de governo que contemplam a formação de mão de obra e inclusão dos olindenses: um deles é a qualificação profissional, com a oferta de cursos técnicos para os jovens que almejam o primeiro emprego. O outro é o mapeamento de todos os cidadãos em situação de rua, para inseri-los em programas de inclusão social, idêntico ao Reeducando, já existente no município.

Professor Lupércio (Solidariedade)

O programa de governo do candidato à reeleição contempla, numa futura gestão 2021-2024, a promoção da formalização de profissionais autônomos; o estímulo à economia criativa, através de cursos e palestras; a descentralização da Sala do Empreendedor, para atendimento nos bairros; a revitalização do Polo Comercial do Bairro Novo e a criação do polo comercial (Tipo Outlet ou Sulanca) em Peixinhos.

Também estão previstos o incentivo e apoio à Associação Comercial e aos comerciantes olindenses, para as promoções de semanas de compras de produtos e equipamentos (PromOlinda  e LiquidOlinda); implantação do projeto “Territórios Inovadores”, em parceria com o Sebrae-PE; a reestruturação do Polo Comercial/Hospitalar da Avenida Getúlio Vargas (Bairro Novo); e continuar investindo numa política de ciência, tecnologia e inovação.

Celso Muniz (MDB)

Um dos pilares do plano de governo de Celso Muniz está centrado na questão do desenvolvimento econômico, para o fortalecimento do setor terciário. Numa gestão do MDB, haverá a atração de novas empresas nas áreas de turismo, tecnologia, varejo, educação e saúde.

Está previsto o lançamento do “Programa Trainees da Prefeitura”, que promoverá capacitação profissional nas áreas de gastronomia, hotelaria, construção civil, informática e outros segmentos, através de parcerias com Sesc, Senai, Sesi e o Porto Digital. Também será criado o “Centro de Inovação e Fomento da Indústria Criativa de Olinda”, em parceria com o Porto Digital, colocando Olinda na vanguarda da tecnologia, crescente em todo o mundo.

Nas áreas de Cultura e de Turismo, será criado o Programa “Cultura o Ano Todo”, com o Circuito Rota da Fé (exploração da visita às igrejas e templos de Olinda), e o “Barracão da Cultura”, com uma agenda permanente de atividades culturais. Celso Muniz entende que é preciso atrair investidores para aumentar o número de leitos para receber mais turistas.

Também está prevista a criação de um ”Programa de Microcrédito Popular”, em parceria com os agentes financeiros, além de incentivos fiscais às micro e pequenas empresas. E, com as muitas obras de infraestrutura que Olinda necessita, em saneamento, nos morros, a construção do hospital municipal e a nova sede administrativa da Prefeitura, serão gerados milhares de empregos.

Tota do V-8 (PMN)

A proposta de destaque do plano de governo do candidato do PMN é o cadastro de todos os profissionais autônomos e microempreendedores individuais (pedreiros, carpinteiros, marceneiros, soldadores, montadores de móveis, mecânicos, técnicos em informática, técnicos em manutenção elétrica, hidráulica e telefonia, mecânicos, pintores, decoradores, gesseiros e outros) para a manutenção de equipamentos e veículos, obras e pequenos serviços de infraestrutura dos prédios que abrigam as secretarias e órgãos da gestão municipal. existe ainda a promessa de ocupar os cargos de secretários, gestores, diretores, chefes de divisão com funcionários dos quadros de carreira da Prefeitura de Olinda.

Constam também no plano de governo, a execução de projetos integrados entre Prefeitura e os sistemas Senai, Sebrae, Senac e Sesi para a formação e capacitação da mão-de-obra olindense. Implantar, em parceria com os sistemas Senai, Sebrae e Sesi, projetos
de incentivo ao desenvolvimento do comércio, prestação de serviços e pequenas indústrias locais, com foco na geração de empregos; e a informatização do Programa de Emprego, criando site específico de oferta de trabalho. 

Estão previstas, ainda, a atualização da legislação municipal de incentivos à geração de emprego e atração de empresas; execução de projetos de atração de empresas, em parceria com empreendedores locais de áreas industriais; adequação das leis urbanísticas de forma a favorecer a implantação de áreas descentralizadas de terra para implantação de empresas; criação do Programa Empreendedor Rural, com investimento em capacitação do homem rural; e investimentos na infraestrutura de apoio à pesca.

O gestor do PMN também pretende descentralizar as ações do Centro do Empreendedor para os bairros e área rural; realizar a Feira Municipal do Empreendedor Urbano, Rural e do Mar, onde as pequenas empresas possam participar e mostrar produtos e/ou serviços inovadores e com alto valor agregado, e estimular o surgimento de novos pequenos empreendimentos geradores de empregos. 

João Paulo (PCdoB)

O programa do PCdoB contempla nove itens na área de desenvolvimento econômico. Um deles é a implementação de um modelo de desenvolvimento econômico sustentável, inclusivo e descentralizado, que reconheça as especificidades e aproveitamento das potencialidades das RPAs, contemplando programa de microcrédito e economia solidária.

Promover a produção de alimentos orgânicos na zona rural e nas comunidades pescadoras, como um potencial ativador da economia do município, construindo parcerias com a rede pernambucana de agroecologia, reforçando aspectos da cultura local; promover o turismo cultural, principal ativo do desenvolvimento econômico de Olinda, ao longo do ano todo e com foco na geração de emprego e renda nas diversas cadeias produtivas; e incentivar a capacitação profissional e a especialização da mão de obra para a prestação de serviços, incluindo os avanços tecnológicos disponíveis.

Outra meta é facilitar a abertura de novas empresas no município e agilizar o encerramento de atividades de empresas pré-existentes, quando solicitado, fazendo com que Olinda seja uma cidade mais atrativa para os negócios. Há também a proposta de promover políticas que melhorem a capacidade de atrair investimentos, tais como modernização do sistema tributário e concessão de isenções, tornando o município mais competitivo para novos investimentos.

Por fim, promover uma política de economia solidária, com ênfase no apoio e fortalecimento de arranjos produtivos locais, a exemplo das cadeias produtivas de reciclagem de resíduos sólidos, prioritariamente inserindo cooperativas de catadores; da pesca artesanal e o mercado de peixe; a agricultura familiar, com ênfase no apoio à produção orgânica e na comercialização dos produtos.

Envie um comentário

Carnaval 2020

Está chegando o Sábado de Carnaval22 de fevereiro de 2020
O grande dia está aqui.

Olinda Hoje no Facebook:

Previsão do Tempo:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 613 outros assinantes

Categorias do Blog:

Mapa do Site:

Arquivos do Blog:

Olinda Hoje

%d blogueiros gostam disto: